Clique aqui e Saiba mais
doe agora TV TV
INÉDITO:
  • TER23:30
REPRISES:
  • QUI15:00
  • SAB02:00
  • SAB11:00
  • SAB19:00

Como a Bíblia chegou até nós?


1380749_10152012941276096_1533593944_nA história de como o cânon das Escrituras Sagradas (lista de livros considerados autênticos e inspirados que compõe a Bíblia) chegou a nós não é tão simples de ser apresentada e não poderemos entrar em muitos detalhes, mas a informação básica é a seguinte.

Antigo Testamento

Esta é a parte inicial com 39 livros, que inicia com o livro de Gênesis e vai até Malaquias. Os próprios apóstolos citaram a Bíblia Hebraica (Cânon Judaico) diversas vezes e já aceitavam sua autoridade. No tempo de Jesus, o AT já estava relativamente fixo e fechado através do trabalho feito por Esdras e Neemias no 5º século AC. A LXX, tradução do AT para o Grego, teve seu inicio no século 3º a.C, comprovando que nenhuma adição foi feita ao AT naquele período.

Portanto, a Bíblia Judaica foi definida com 24 livros inspirados: do Pentateuco até os profetas menores. Apenas anos depois, alguns desses dois livros foram divididos (Samuel, Reis, Crônicas) chegando ao total de 39, como hoje conhecemos.

O exemplo e confirmação proveniente de Jesus Cristo

Jesus disse: “Enquanto ainda estava com vocês, eu disse que tinha de acontecer tudo o que estava escrito a meu respeito na Lei de Moisés, nos livros dos Profetas e nos Salmos.” (Lucas 24:44, NLH).

Em uma outra ocasião Ele também afirmou: “Se vocês acreditassem em Moisés, acreditariam também em mim, pois ele escreveu a meu respeito. Mas, se vocês não acreditam no que ele escreveu, como vão acreditar no que eu digo?” (João 5:46-47, NLH).

A confirmação da arqueologia

Os Manuscritos do Mar Morto foram encontrados em 1947, quando um beduíno jogando uma pedra dentro de uma caverna ouviu um som diferente daquilo que estava acostumado. Foram encontrados diversos vasos de barro, com pergaminhos em seu interior. Esta foi a maior descoberta arqueológica do século XX. Esses manuscritos eram cópias de partes do AT, juntamente com alguns documentos da comunidade de Qumran. Hoje estão em uma ala do Museu de Israel chamada “Santuário do Livro” na cidade de Jerusalém.

Novo Testamento

Essa é a segunda parte da Bíblia. Nela encontramos os Evangelhos (A História de Jesus), o livro de Atos, as cartas de Paulo para as primeiras comunidades cristãs, mais algumas cartas (Tiago, Pedro, João) e o livro do Apocalipse.

Só que antes de mencionar como o NT foi formado, precisamos entender que hoje vivemos em uma sociedade totalmente diferente dos tempos de Jesus.  Se não escrevemos, nos esquecemos muito facilmente. É por esta razão que hoje não vivemos sem nossas agendas. Por sinal, existem excelentes apps pra isso! Só que no primeiro século, no tempo de Jesus Cristo, as pessoas viviam em uma cultura de tradição oral.

O estudioso Dr. John D. Crossan, autor de Historical Jesus: The Life of a Mediterranean Jewish Peasant, cita um estudo que foi feito na bacia do Mediterrâneo que aponta para uma taxa de analfabetismo de cerca de 95-97% no tempo de Jesus. Só que depois de algumas décadas, as testemunhas oculares da vida e ensinos de Jesus já estavam envelhecendo e começaram a morrer. Portanto, os líderes das igrejas perceberam a necessidade de escrever os ensinamentos e vida de Jesus; para que todos pudessem ter acesso mesmo depois de sua morte. Neste contexto os Evangelhos e as Cartas do NT foram escritos.

Então os lideres da igreja Cristã primitiva sentiram a necessidade de criar critérios que os ajudaria a decidir quais documentos fariam parte do Cânon do NT. Eles precisavam encontrar um meio para definir quais livros eram canônicos, quais livros podiam confiar. Para tal, eles desenvolveram pelo menos três critérios para avaliar os diferentes documentos que haviam:

1. Conexão com os Apóstolos

Esse documento tem alguma ligação direta com um dos apóstolos de Jesus Cristo? Foi escrito por algum apóstolo ou por algum estudante associado com um dos apóstolos?

2. Conteúdo

Para ser incluído no Cânon, o conteúdo do livro tinha que ser consistente com o tipo de ensino de Jesus Cristo e com os fatos históricos envolvidos.

3. Ampla influência e aceitação

Para que um livro pudesse ser incluído no Cânon do NT, ele precisava ser aceito pela grande maioria das comunidades cristãs da época.

Você pode confiar que esse livro não é apenas “papel e tinta”, Deus tomou a decisão de manifestar-se a nós em linguagem humana e esse foi o processo que Ele usou.


Você está em : Viva
Compartilhe:


Comente