Novo Tempo

Sempre Mulher – Uma conversa informal…

3Comentários

Mulheres de Fé: Vasti

tiara

Uma rainha muito importante, mulher de admirável beleza, dona de forte personalidade, um exemplo de competência e bom senso, Vasti é seu nome. Seu império compreendia toda a Pérsia, sendo dividido em vinte e sete províncias, que iam desde a Índia até a Etiópia. Seu marido era o rei Assuero, também chamado de Xerxes.

O breve relato de sua história está no Antigo Testamento Bíblico, no livro de Ester, capítulos 1 e 2. O rei Assuero gostava de dar grandes festas, onde costuma exibir as riquezas do reino, o luxo e o esplendor de sua corte.

No fim de uma dessas festas que durou uma semana, quando o rei e seus convidados nobres e plebeus estavam completamente bêbados, Assuero decidiu mostrar a beleza da rainha aos convidados embriagados, por considerá-la o ponto máximo de ostentação do reino.

Vasti também dava uma festa às esposas destes convidados no palácio real, e se recusou a atender ao pedido do rei. A Bíblia não registra o motivo, o que leva alguns historiadores a pensarem que a rainha o fez por respeito a própria dignidade não se deixar ser vista como um objeto real. O que não deixa dúvidas é que se o rei não estivesse bêbado não teria feito tal pedido.

Diante da recusa da rainha, o rei ficou furioso, e seguindo a orientação dos conselheiros reais, decretou uma lei onde Vasti nunca mais poderia entrar na presença do rei Assuero, e sendo deposta outra mulher deveria ocupar seu lugar.

Depois disso não há mais relatos sobre como ela terminou seus dias. Vasti era uma mulher pagã, mas nela encontramos características de uma mulher de fé: coragem e integridade. Defendeu sua honra como mulher e como rainha, ainda que isto lhe custasse a um alto preço. Ela foi fiel à sua consciência, ainda que isso representasse ter uma atitude desafiadora.

3 comentários para "Mulheres de Fé: Vasti"

  1. Vasti S. Viana disse:

    Quando se fala nesta rainha logo se pensa em sua desobediência ao rei. Pensei um pouco nos resultados desta atitude e descobri que foram muito positivos. Não aceitando a ordem abusiva do rei ela preservou sua dignidade e a de todas as suas convidadas. Sua atitude deu argumento para suas convidadas também não aceitarem ordens abusivas de seus maridos, eles que sentiram ameaçada sua autoridade em casa se a rainha não fosse no mínimo deposta. O mais importante é que a rainha Vasti derrubou barreiras abrindo caminho para sua sucessora, a rainha Ester que teve uma grande obra a realizar no plano de Deus. O rei pensou melhor ao ver Ester quebrando vários costumes e protocolos reais e não decretou punição para ela. A começar por entrar na presença real sem ser chamada, justamente para convidar o rei e seu primeiro ministro para almoço no palácio dela. Antes a rainha só dava banquete para as mulheres das autoridades e não para eles. Depois do almoço colocou o rei em chaque-mate, dizendo que para confirmar que ele atenderia o pedido dela, deveria voltar no dia seguinte com o primeiro ministro. Jamais alguém havia ousado fazer isso. E na sequência ela teve voz e voto nos altos negócios do Império, depondo o ministro e sugerindo outro que foi empossado – Mardoqueu, tudo para defender seu povo do extermínio. E o rei ainda perguntou se haveria algo mais que ela desejasse ele faria. Em suma, a rainha Vasti foi corajosa, determinada, e sua ação correta de alto risco até de morte, fez parte do plano de Deus para preservar Seu povo. Em tudo vemos Deus dirigindo todas as coisas desde as menores até às maiores.

    1. sempremulher disse:

      Sem dúvida, Vasti, é uma história que tem muito a nos ensinar. Muitas vezes passamos despercebidas por ela.
      Agradecemos seu comentário e esperamos que você sempre visite o blog e exponha suas opiniãos e também dê sugestões.
      Um abraço,
      Betina

  2. Marcos B. Ferreira disse:

    Fiquei surpreso por ter encontrado alguém que pensa como eu. Considero Vasti uma verdadeira heroina e um magnifico exemplo para a atualidade. Tenho pesquisado a internet buscando opiniões sobre Vasti e estou estarrecido. A maioria dos estudiosos, inclusive mulheres, apresentam Vasti de forma negativa em razão de sua desobediencia ao marido. É triste perceber que o ensino bíblico sobre a submissão feminina vem sendo distorcido ano após ano, mesmo porque Paulo em sua Epístola aos Efésios aborda a questão da submisão mútua, mas essa é outra história.Parabéns pela matéria. Abraços

Deixe o seu comentário

Preencha os campos abaixo e faça seu comentário. Seu email não será publicado.

Current ye@r *

Quer ter sua foto nos comentários?

Os sites da Novo Tempo têm suporte ao uso de Gravatar.
Cadastre sua foto gratuitamente e todos seus comentário (com o e-mail escolhido) passarão a exibir a imagem definida por você. Saiba mais.