doe agora Jornalismo Jornalismo
INÉDITO:
  • SAB21:00
REPRISES:
  • DOM15:00
  • SEG12:00

Categoria

  • Dia Nacional da Consciência Negra promove sérias reflexões

    20 de novembro foi estabelecido como o Dia Nacional da Consciência Negra. A data é dedicada à reflexão sobre as questões sociais dos negros no Brasil. É feriado facultativo, portanto, em alguns municípios é feriado. É uma data muito importante e nos últimos anos têm ganhado força com vários movimentos sociais nas escolas, instituições e em locais públicos.


  • Saiba o que muda com a Reforma Trabalhista

    A polêmica Reforma Trabalhista entrou em vigor e o Redação Novo Tempo se propôs a discutir mais uma vez esse assunto para esclarecer o que de fato mudou na legislação.


  • Câncer de próstata é o segundo que mais mata homens

    Nesse bloco destacamos a campanha Novembro Azul, a emenda do feriado pelo Congresso e o número de brasileiros milionários que deve crescer 81% até 2022.


  • Corte de verba em pesquisa científica prejudica desenvolvimento do país

    Nesse ano, as pesquisas científicas tiveram um corte de 44% no orçamento público. Os investimentos no setor vêm sofrendo queda desde 2013 e em muitos laboratórios falta o básico, como por exemplo, água e luz. Pesquisadores enfrentam dificuldades para dar sequência a projetos desenvolvidos em universidades, incluindo estudos importantes sobre saúde e qualidade de vida.


  • Brasil alcançou os ideais da Proclamação da República?

    15 de novembro é a data em que se comemora a Proclamação da República, e de lá para cá já se passaram 128 anos. O idealismo republicano foi firmado sob o objetivo de criar um governo voltado para o interesse do povo e não apenas nos interesses particulares de um monarca. O Redação NT discute se o Brasil conseguiu, de fato, alcançar esses ideais.


  • Brasil permanece estagnado em ranking de proficiência em inglês

    Brasil permanece com classificação baixa, há 5 anos, e especialistas apontam que a saída está na capacitação dos professores. Redação NT também destaca proposta da Câmara em alterar leis sobre planos de saúde e a respeito do candidato surdo retirado da sala de aula durante prova do Enem.


  • Porque algumas mulheres revolucionárias foram esquecidas pela história

    Há 200 anos, no mês de novembro, chegava ao país a austríaca Dona Leopoldina, que mais tarde viria a ser a Imperatriz do Brasil. Ela teve participação ativa nas tomadas de decisão de Dom Pedro, até mesmo no grito da Independência. Mas, a história acaba sempre lembrando apenas do Imperador, sendo ele o grande feitor da pátria. Assim como Leopoldina, muitas mulheres revolucionaram a história do mundo, porém foram esquecidas pelos livros. Para debater essa questão recebemos mais uma vez o historiador e professor Carlos Daniel dos Santos.


  • Brasileiros dizem não seguir orientação de líderes religiosos na hora do voto

    Uma pesquisa mostrou que 8 em cada 10 brasileiros dizem não seguir orientação dos líderes religiosos na hora de escolher o candidato político. Entre os entrevistados, os evangélicos são os mais propensos a aceitar a recomendação da igreja. Nesse bloco, discutimos se o eleitor deve ou não levar em consideração apenas as questões religiosas na hora do voto.


  • Programa discute lei que regulamenta Uber, atentado em NY e desemprego

    André Leite, Elio Moura, Suzaeny Lima e Wagner Cantori destacam a aprovação do Senado sobre a lei que regulamenta os transportes por aplicativos, o atropelamento em Nova York e a taxa de desemprego que caiu no último trimestre.


  • Reforma Protestante provocou mudanças em diversas áreas da sociedade

    Em outubro, a Reforma Protestante ganha destaque e, especialmente, agora em 2017 quando completa 500 anos. O dia 31 é marcado pelo ato histórico de Martinho Lutero afixar na porta da Igreja do Castelo, na Alemanha, as 95 teses que criticavam práticas da Igreja Católica. Começava ali um movimento que mudaria por completo os rumos da história do mundo todo.


  • Halloween levanta discussão sobre ocultismo e filmes de terror

    31 de outubro é marcado pelo Halloween e muitas festas são promovidas com decoração e figurino que retratam simbologias sobrenaturais e lembram a morte. A indústria cultural também tem promovido o terror com filmes e seriados sangrentos, apresentando histórias malignas e cada vez mais envolvendo o público infantil e adolescente.


  • Bullying e incêndio na Chapada dos Veadeiros são destaques

    O Redação NT destaca a tragédia no Colégio Goyases, em Goiânia, o incêndio incontrolável na Chapada dos Veadeiros e a rejeição da Câmara sobre a denúncia contra Temer.


  • Deficientes físicos ainda enfrentam invisibilidade social

    Segundo dados da OMS, mais de 1 bilhão de pessoas vivem com alguma deficiência física. A falta de pesquisas e estudos acabam contribuindo para a invisibilidade dessa parte da população, o que dificulta o planejamento e implementação de políticas para melhorar a vida dessas pessoas. Além da falta de conhecimento e aceitação da sociedade.


  • Família no século XXI: mudanças e comportamentos

    Para alguns é sinônimo de porto seguro, amor, alegria, a razão de existir, mas para outros é significado de confusão, conflitos e maus tratos. Para uns é pai e mãe, para outros avós, tios, irmãos ou se resume apenas em mãe. A família é a base do ser humano, da sociedade, de uma nação, do mundo. Ela se transformou ao longo da história e chega com novos elementos no século XXI.


  • Anvisa proíbe uso de agrotóxico já reprovado em outros países

    O Redação NT ainda fala sobre as novas mudanças a respeito do trabalho escravo e o preço das passagens aéreas que estão mais caros, mesmo com cobrança a de bagagem.


  • Câncer de mama é a principal causa de morte por câncer entre as mulheres

    O câncer de mama é o segundo tipo de câncer mais comum entre as mulheres, com números estimados de quase 58 mil novos casos por ano. É a principal causa de morte por câncer entre as mulheres, 12 mil por ano só no Brasil. Dados mundiais registram 1.300.000 novos casos e quase 500 mil mortes por ano, segundo a Organização Mundial da Saúde.


  • Brasil é 10º país no ranking de desigualdade social

    Segundo projeções do Banco Mundial a situação da desigualdade social no Brasil ainda está longe de melhorar. Se o ritmo de inclusão no mercado de trabalho continuar como foi nos últimos vinte anos, a equiparação entre a renda média salarial de negros e brancos vai acontecer apenas em 2086. As mulheres, por sua vez, só terão os mesmos salários dos homens em 2047. Os números foram extraídos de um relatório feito pela ONG Oxfam Brasil, que combate a pobreza e a desigualdade.


  • Justiça descobre 25 mil títulos de eleitor duplicados

    Uma pessoa foi identificada com 52 documentos. Além desse destaque, o Redação NT também fala sobre o incêndio criminoso na creche do interior de Minas Gerais e sobre uma pesquisa que mostrou que os brasileiros não se consideram preconceituosos ou racistas.


  • Reforma do Ensino Médio ainda provoca discussões entre especialistas e população

    Já está completando um ano desde que foi proposta a Reforma do Ensino Médio pelo Governo Federal. A lei foi sancionada em fevereiro desse ano e está prevista para entrar em vigor em 2018. A reforma vai contar com um currículo base nacional comum que ainda está em andamento, com previsão de ser concluído em novembro pelo Conselho Nacional de Educação. Nesse bloco vamos discutir sobre alguns questionamentos envolvendo essa proposta.


  • Quase metade dos brasileiros não têm saneamento básico

    A Agência Nacional de Águas e o Ministério das Cidades divulgaram um estudo que mostra que 45% da população brasileira ainda não têm acesso a serviço adequado de esgoto. Especialistas apontam falta de investimento no setor e má gestão nos serviços de saneamento básico como causas dessa situação. O não atendimento nessa área provoca gastos na saúde pública, doenças e mortes, se tornando um grave problema social.


1 2 3 4 5 22