doe agora Jornalismo Jornalismo
INÉDITO:
  • SAB21:00
REPRISES:
  • DOM15:00
  • SEG12:00

Em Pauta

  • Vício em videogames poderá ser classificado como distúrbio mental

    A Organização Mundial da Saúde (OMS) deve incluir o vício em videogames na lista de distúrbios mentais, na próxima Assembleia Geral, que acontece em maio. A decisão provocou debates entre especialistas do assunto e incomodou a indústria dos games, que diz que pesquisas comprovam que jogos eletrônicos não são viciantes. Muito pelo contrário, podem ajudar no desenvolvimento cognitivo, empatia, resiliência e pensamento crítico, segundo um dos fabricantes de videogames.


  • Governo quer instituir medida de emergência social em Roraima

    Devido ao contingente de venezuelanos no Brasil, Governo Federal quer propor ações sociais para ajudar o Estado de Roraima. Nesse bloco também destacamos um estudo que confirma a relação entre álcool e agressividade, usando ressonância magnética pela primeira vez. Falamos também sobre o jovem de 19 anos que matou 17 pessoas em uma escola nos Estados Unidos.


  • Bitcoin: entenda como funciona a tecnologia da moeda digital

    Embora exista há nove anos, o bitcoin explodiu do ano passado para cá e muita gente tem investido na moeda digital. Nesse bloco, recebemos o Gustavo Pedroso para nos ajudar a explicar como funciona a tecnologia por trás do bitcoin, os riscos e vantagens. Gustavo trabalha na área de tecnologia, é um curioso do assunto, além de ser um investidor em bitcoin.


  • Especialista explica mitos e verdades sobre vacinas e febre amarela

    Não é de hoje que muitas pessoas se posicionam contra a vacinação. Não vacinam os filhos e nem participam de campanhas. E, mesmo diante de epidemias, se recusam a vacinar. Convidamos a médica infectologista, Marta Ramalho, para nos ajudar a esclarecer alguns mitos e verdades sobre este assunto, considerando a atual crise que vivemos com a febre amarela.


  • Assédio sexual em Hollywood levanta debate sobre como a mulher é retratada no cinema

    Após as denúncias de assédio sexual contra homens poderosos de Hollywood, em outubro do ano passado, algumas campanhas vem sendo feitas na internet. A maior parte da imprensa diz que este está sendo um grande momento de mudança na história. Não seria, então, a hora de começar a discutir sobre como a mulher é representada nos filmes?Ou até mesmo o impacto que isso provoca no conceito das pessoas e na forma como a mulher é tratada na sociedade?


  • Presidente aprova criação de documento unificado digital

    Documento digital irá incluir RG, CPF, título de eleitor, certidão de casamento e nascimento. A ideia é que comece a valer a partir de julho. Além dessa notícia, o Redação NT também destaca o andamento da Reforma da Previdência e sobre a multa de R$ 1.500,00 contra flanelinhas que coagir ou ameaçar motoristas, em São Paulo.


  • Cresce o número de doenças entre índios por maus hábitos alimentares

    A alimentação ruim e o aumento do consumo de produtos com alto teor de açúcar têm sido um problema muito sério entre os indígenas no Brasil. Uma pesquisa da Universidade Federal de São Paulo, por exemplo, mostrou que 21% dos índios Xavantes do Mato Grosso apresentavam diabetes, sendo que o índice da população brasileira é de 8%, apenas.


  • Por que os pais têm dificuldade para falar sobre sexualidade com os filhos?

    Quando se trata de educação sexual, todo mundo logo diz que é importante e que o assunto precisa ser tratado dentro de casa. Mas, não é o que acontece na prática. Muitos pais têm dificuldade em abordar o tema com os filhos e acabam terceirizando essa educação para as escolas ou até mesmo aos amigos.


  • Brasileiro precisou usar criatividade para passar por 2017

    O ano passado foi marcado pela crise econômica. Muitos brasileiros tiveram que se reinventar para sobreviver a 2017. Reorganizar as finanças, trabalhar dobrado ou ingressar numa nova profissão. A criatividade foi indispensável para passar pela crise e chegar a 2018.


  • Vício em internet pode ser tão forte quanto a dependência química

    Especialistas em saúde mental afirmam que vícios em eletrônicos e internet podem ser tão fortes quanto a dependência química. Estaríamos vivendo em um momento da história em que somos o tempo todo estimulado? Seriados, filmes, aplicativos, informação e tecnologia. Como tudo isso tem afetado o ser humano, a saúde e as relações?


  • Polarização nas redes sociais tem política como debate principal

    Vamos falar sobre polarização nas redes sociais e discutir os conflitos sociais que surgem a partir de mensagens de ódio na internet. O que gera esses comentários e por que esse comportamento ainda é recorrente, mesmo em uma era politicamente correta?


  • Por que as Fake News se espalham tão rápido?

    Você sabe o que é Fake News? Traduzindo para o português, significa notícias falsas. Esse termo tem sido bastante difundido em debates e reportagens e, hoje, vamos discutir também no Redação Novo Tempo. Vamos tentar entender porque as notícias falsas se espalham rapidamente e quais os perigos envolvendo o fenômeno.


  • 800 milhões de pessoas devem perder o emprego até 2030

    Segundo estudos e estimativas do mercado, 800 milhões de pessoas vão ficar sem emprego até 2030 por conta da tecnologia. O Redação Novo Tempo recebe Luis Fernando Assunção, jornalista e professor universitário, para conversar sobre o assunto.


  • Maioria dos professores do ensino fundamental não tem especialidade na área

    O Redação Novo Tempo recebe nos estúdios o jornalista e professor universitário Luis Fernando Assunção para debater sobre a realidade dos professores no Brasil.


  • Quais os impactos do voto de cada cidadão brasileiro?

    2018 é ano de eleições e o Redação Novo Tempo recebe o jornalista e professor universitário Luis Fernando Assunção para discutir o tema. A dica é: antes de ir às urnas em 2018, faça um acompanhamento do seu candidato.


  • Psicólogos alertam que é preciso se preparar para o envelhecimento

    Você tem medo de ficar velho? Já planejou o que vai fazer quando chegar na terceira idade? Nesse bloco discutimos sobre maneiras de se preparar para a velhice e como podemos encarar essa fase da vida.


  • Minimalismo prega estilo de vida sem excessos

    Adeptos do estilo de vida minimalista defendem que ter menos coisas traz liberdade e ajuda a focar no que é importante.


  • Por que sempre fazemos promessas de ano novo?

    A cada janeiro as pessoas fazem promessas de ano novo e, muitas vezes, não conseguem cumprir. Estudiosos afirmam que é preciso definir poucas metas para manter o foco e conseguir bons resultados.


  • É possível vencer os maus hábitos e mudar de vida para sempre?

    Autor discute poder do hábito e explica porque fazemos o que fazemos na vida e no trabalho. Teoria inclui estímulo, rotina e recompensa para que um hábito se forme na vida do indivíduo. Saiba mais sobre “O Poder do Hábito”, indicação de leitura de Wagner Cantori.


  • Revolução dos Bichos: autor faz paralelo com a Revolução Russa

    Obra literária critica sistema socialista e fala sobre autoritarismo e corrupção. Revolucionários tendem a repetir atitudes opressoras quando assumem o poder. Conheça “A Revolução dos Bichos”, livro indicado pela jornalista Suzaeny Lima.


1 2 3 4 5 24