Clique aqui e Saiba mais
doe agora

Ouça agora:

Flash Back
Rádio Rádio

Tudo por Deus

Existem heróis aqui na terra. Alguns deles deixam tudo pela causa de Deus. Pessoas que, com certeza, irão receber recompensas por sua bravura. Conheça a história de Elizandra Aprígio, uma mãe de família que sofreu desprezo, discriminação e foi abandonada pelo marido por causa de Deus, porém permaneceu irredutível. Sua história de fé e perseverança é um exemplo que não se aplica somente a vida religiosa, mas também aos desafios que enfrentamos no dia a dia.

Por volta do ano 2000, Elizandra Aprígio, que vive em Maringá, no Paraná, resolveu estudar a bíblia. Buscando uma base maior, ela acompanhava a programação da Rádio Novo Tempo. “Um dia liguei na rádio, queria tirar uma dúvida e me ofereceram um curso bíblico”, conta a ouvinte.

Desde então a vida da paranaense passou por mudanças. Ao aceitar o estudo bíblico oferecido pela equipe da rádio, ela passou a viver em clima de tensão e medo.  Seu marido, na época, não gostava de assuntos religiosos e Elizandra teve receio da reação que ele poderia ter se descobrisse sobre a nova fé. “Comecei a fazer os estudos escondido do meu marido, enquanto ele trabalhava” relata.

Quando Elizandra estava terminando o curso A bíblia ensina, o marido descobriu e exigiu que ela fizesse uma escolha: a família ou a igreja. A jovem senhora, porém terminou o curso bíblico sozinha e, sempre as ocultas, foi batizada na Igreja Adventista central de Maringá, Paraná.

“Um dia, depois de cinco anos nessa vida, resolvi ir para a igreja, o marido quisesse ou não, quando voltei ele já era outra pessoa”, explica.

Daquele dia em diante o casamento de Elizandra estava com os dias contados. Foram mais cinco anos de sofrimento enfrentando discriminação, indiferença e privações financeiras. “Ele me tirou tudo, não podia comprar um shampoo ou um remédio”, conta. Depois de cinco anos, o marido a abandonou.

“Havia momentos em que eu falava Deus não estou agüentando mais, se não acontecer alguma coisa eu vou adoecer eu não sei o que vai ser de mim”, revela.

Há 10 anos Elizandra conheceu a Deus, e diz que não se arrepende da decisão que tomou, pois algo maior a fortalece. “Escolher a cristo é sempre muito vantajoso, porque mesmo com sofrimentos, a gente não sofre sozinha, sofremos com alguém do lado”, completa.

Elizandra Aprígio trabalha como orientadora da Casa Lar de Adolescentes Talita, em Maringá. Seu maior sonho é que seus filhos freqüentem a igreja.

Comente


  1. maria olinda

    Como é bom ver pessoas que luta e consegue vencer , essa mulher foi e continua sendo uma guerreira . É assim que temos que ser forte corajosas e destemida pra vencer toda e qualquer barreira em nossas vida .


  2. Lucas cândido coelho

    Olha essa mulher foi uma bravura, seu esposo não era cristão seus filhos nunca entraran na igreja adventista, fez um concurso bíblico a dez anos ela foi batizada!!!!!!Em nome de Jesus.Que Deus possa abençoa-lá sua casa seu esposo e seus filhos.