Clique aqui e Saiba mais
doe agora

Ouça agora:

Tempo de Refletir
Rádio Rádio

Quem é a Pedra mencionada em Mateus 16:18. É Pedro ou Cristo?

Vamos ao texto de Mateus 16:18: ‘Também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela.’

Esta declaração de Cristo, ‘sobre esta pedra’, tem sido interpretada de várias formas:

1º – a pedra simbolizando Pedro.
2º – a pedra simbolizando a fé que Pedro demonstrou em Jesus.
3º – a pedra simbolizando Cristo.

Nós podemos chegar a uma conclusão inequívoca quando pesquisamos a Palavra de Deus em busca da verdade sobre este assunto, especialmente os escritos dos apóstolos que ouviram pessoalmente esta declaração de Jesus.

O próprio Pedro jamais se referiu a si mesmo como sendo esta pedra, mas de forma clara e consistente, ele diz que esta pedra representa Cristo. Ele chega ao ponto de dizer que não há nenhum outro nome debaixo do céu, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos, a não ser através desta Pedra, rejeitada pelos homens (Atos 4:8-12; I Pedro 2:4-8).

O nosso Senhor usou várias vezes este símbolo da pedra referindo-se a Si mesmo (Mat. 21:42; Lucas 20:17-18). Em outras partes da Bíblia encontramos diversas passagens que relacionam a pedra como um termo específico para Deus (Deut. 32:4; Salmos 18:2; etc).

Isaías 32:2, fala da grande Rocha em terra sedenta; e da Pedra preciosa, angular, solidamente assentada (28:16). Em I Cor. 10:4, Paulo diz que esta Pedra era Cristo (ver também II Samuel 22:32; Salmos 18:31).

Jesus também se referiu a Pedra como sendo a Sua Palavra, a qual é o único alicerce seguro para o homem (Mateus 7:24-25), e que Ele é a Palavra Viva (João 1:1; Marcos 8:38; João 3:34; 6:63,68; 17:8).

Paulo claramente afirma que Cristo é o único fundamento da Igreja (I Cor. 3:11). Pedro também diz que Cristo é o fundamento (a Rocha) sobre o qual construímos o templo espiritual como pedras vivas, ou tijolos, (ver Efésios 2:21; I Pedro 2:4-8).

Quando Pedro fez sua declaração de fé, o fez em nome de todos os demais discípulos, pois a pergunta havia sido feita para o grupo. Nenhum dos discípulos jamais entendeu que Jesus estava concedendo a Pedro uma distinção especial entre eles. Tanto é que continuavam discutindo sobre quem seria o maioral entre eles. Caso Jesus tivesse dado a Pedro uma posição de liderança não haveria mais motivo para tanta discussão. Os escritores do Novo Testamento jamais fizeram menção de qualquer autoridade revestida sobre Pedro, muito pelo contrário, pois em várias ocasiões Pedro foi publicamente advertido por eles.

Os chamados pais da Igreja, como Augustinho e Crisóstomo, jamais aceitaram a idéia de Pedro como sendo o chefe supremo da Igreja. O historiador Eusébio, cita uma declaração de Clemente de Alexandria, na qual ele afirma que no concílio de Jerusalém, Pedro, Tiago e João não disputavam pela supremacia da Igreja, mas que escolheram Tiago o Justo, para ser o líder entre eles (ver Atos 15).

Como então se deve interpretar esta passagem? Na língua grega existem dois termos para pedra: 1º – ‘petra’ que significa uma enorme massa de rocha, a qual além de ser grande, é fixa ou imovível; 2º – ‘petros’ que significa uma pequena pedra, ou um pedregulho.

Assim podemos dizer que Cristo se dirigiu a Pedro desta forma: Tu és ‘petros’ (pedregulho) e sobre esta ‘petra’ (rocha, se referindo a Si mesmo), construirei a minha Igreja. Na parábola registrada em Mateus 7:24-27, Cristo diz que o homem sábio constrói sua casa sobre a Rocha, e que qualquer edifício construído sobre ?Pedro?, ou sobre um homem falho como este discípulo, era mesma coisa que construir sua casa sobre a areia.

Comente


  1. Vanderlei Junior De moura

    Não consigo entender a dificuldade de compreender que Jesus Cristo fundou sua igreja sobre a pedra (PEDRO) Ora, é claro que a pedra que os pedreiros rejeitaram é o próprio Cristo, porém, está muito claro o diálogo em que Cristo transfere a PEDRO ou pedra (não há diferença entre as duas palavras na língua falada por eles) a responsabilidade de dar continuidade a missão de ir ao mundo e anunciar a Boa Nova. O próprio Cristo disse: Vós sois a luz do mundo! Ora, a luz do mundo é o próprio Cristo, porém, Jesus disse aos apóstolos que eles eram a luz do mundo. Isso é muito claro porque quando cristo disse que os apóstolos eram a luz do mundo é porque deveriam refletir a luz que era ele próprio. Com isso não há maneiras de contestar que Pedro foi o primeiro responsável Deixado pelo próprio Cristo para pastorear o rebanho da UNICA IGREJA DEIXADA POR ELE ! O resto são lamentos e textos fora de CONTEXTO utilizados pelo protestantismo para tentar contestar a única e verdadeira igreja de Cristo que já tem 2019 anos.
    Deus abençoe.


  2. Neudenes reis

    Conhecimento que gera conhecimen são estes q terminei de ler
    Continue fazendo e levando ideais para todos que precisam


  3. Alda Maria Adelina

    Achei lindo essa narrativa torrou minha dúvida


  4. aparecido almeida

    Os versículos que eu nunca vi – quando era protestante – Mateus 16,13-19
    “E, chegando Jesus às partes de Cesareia de Filipe, interrogou os seus discípulos, dizendo: ‘Quem dizem os homens ser o Filho do homem?’ E eles disseram: ‘Uns, João o Batista; outros, Elias; e outros, Jeremias, ou um dos profetas’. Disse-lhes Ele: ‘E vós, quem dizeis que Eu sou?’. E Simão Pedro, respondendo, disse: ‘Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo’. E Jesus, respondendo, disse-lhe: ‘Bem-aventurado és tu, Simão Barjonas, porque to não revelou a carne e o sangue, mas meu Pai, que está nos Céus’. Pois também eu te digo que tu és PEDRO (pedrisco, ou pequena pedra), e sobre esta PEDRA edificarei a minha IGREJA, e as portas do Inferno não prevalecerão contra ela; e eu te darei as chaves do Reino dos Céus; e tudo o que ligares na Terra será ligado nos Céus, e tudo o que desligares na Terra será desligado nos Céus’.”

    Há tanto para se falar desta passagem, tantas coisas que me passaram despercebidas!
    Eu sabia que os católicos usavam este trecho para justificar a autoridade petrina, mas isso não me convencia.
    Ao ignorante, as palavras “Pedro” e “pedra” são diferentes, a ponto de ser fácil concluir que Jesus se referia à fé que Simão Pedro recebeu do Pai.

    – Já os estudantes da Bíblia mais avançados, formados em seminários, assim como era o meu caso pastor protestante da igreja presbiteriana, sabiam que no idioma original,
    – o grego (koiné), “Pedro” (em português)
    – é a tradução de “Petros” (em grego), que significa “pedrisco” (ou pequena pedra),
    – enquanto “pedra” é a tradução de “petra”, que significa “grande pedra” ou “rocha”.

    Mais uma vez, foi usada uma palavra diferente para PEDRO e outra para a ROCHA DA IGREJA, e então eu passei muitos anos pregando mentiras contra a autoridade de Pedro baseando-me nisso.

    Até que, ao ler o maravilhoso livro de Karl Keating, “CatholicismandFundamentalism”, eu me dei conta das implicações de algo que eu já conhecia:
    – antes do grego havia
    – o aramaico, o idioma no qual Jesus originalmente falava.
    Neste idioma aramaico falado por JESUS CRISTO na época a palavra para PEDRO e PEDRA é a mesma: ou seja a palavra KEPHA.

    KEPHA em aramaico, o idioma falado por Jesus na época, significa ROCHA , e como foi JESUS que falou e então ELE falou a Pedro em aramaico e não em grego.

    Quando eu vi que na verdade Jesus disse: “Você é Kepha (ROCHA) e sobre esta Kepha (ROCHA) edificarei a minha IGREJA”, eu um pastor protestante da igreja presbiteriana me desmoronei, eu sabia que estava em apuros, que havia pregado muitas mentiras antes como pastor no protestantismo.
    Eu sabia que os católicos usavam este trecho para justificar a autoridade petrina, mas isso não me convencia.

    Eis a tradução correta dita por Jesus em aramaico:
    Pois também eu te digo que tu és ROCHA, e sobre esta ROCHA edificarei a minha IGREJA, e as portas do Inferno não prevalecerão contra ela; e eu te darei as chaves do Reino dos Céus; e tudo o que ligares na Terra será ligado nos Céus, e tudo o que desligares na Terra será desligado nos Céus’.”

    A Bíblia nos diz que Jesus deu um nome novo a um pescador que se chamava Simão e este nome foi “Kepha” (em Aramaico – ROCHA) ou “Cefas” (transliterado para o grego).

    Em aramaico, a palavra “Kepha” significa “Rocha”.

    O nome que JESUS deu a SIMÃO traduzido
    para o grego fica Petros;
    em latim fica Petrus;
    em português fica Pedro;
    em francês fica Pierre;
    em inglês fica Peter.

    Mas Jesus não chamou Simão de Petros, Petrus, Pedro, Pierre ou Peter. Jesus mudou o nome de Simão para “Kepha”, em aramaico( – ROCHA) , pois Jesus falava aramaico.


  5. Zino

    2. A humildade para servir. Depois de lavar os pés dos discípulos, Jesus disse: “Ora, se eu, sendo o Senhor e o Mestre, vos lavei os pés, também vós deveis lavar os pés uns dos outros. Porque eu vos dei o exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também. Em verdade, em verdade vos digo que o servo não é maior do que seu senhor, nem o enviado, maior do que aquele que o enviou” (João 13:14-16). Jesus se esvaziou, deixando a glória do céu, para servir aos homens (Filipenses 2:5-8). Ele mostrou que nós devemos nos humilhar para servir aos outros. Como ele lavou os pés, nós devemos procurar oportunidades para humildemente servir uns aos outros.


  6. Geisi

    As escrituras são claras quanto a fundação da Igreja Católica e Pedro ser Papa. Em Mateus 16, 19 Jesus diz a Pedro: “E eu te darei as CHAVES DO REINO DOS CÉUS; e tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus.” Quem conhece o Antigo Testamento sabe que o conceito das CHAVES está muito presente, não apenas na cultura israelita, mas em outras culturas antigas. As chaves representam conceito de liderança de um encarregado logo abaixo do rei. Em Isaías 22, 20-25, vemos que Eliaquim é nomeado e recebe as chaves da casa de Davi. No versículo 22 vemos muita semelhança com o que Jesus disse a Pedro: “E porei a chave da casa de Davi sobre o seu ombro, e abrirá, e ninguém fechará; e fechará, e ninguém abrirá.” Em apocalipse 3, 7 diz: “E ao anjo da igreja que está em Filadélfia escreve: Isto diz o que é santo, o que é verdadeiro, o que tem a chave de Davi; o que abre, e ninguém fecha; e fecha, e ninguém abre.” Vemos também nas escrituras que era muito comum os reis ou líderes terem um governador geral, que tomavam decisões na ausência do rei (Genesis 41, 43; 1 Reis 4; Lucas 8, 3). Neste contexto, vemos que quando Jesus diz a Pedro “E eu te darei as chaves do reino dos céus” Ele estava claramente elegendo Pedro como seu encarregado, para governar a Sua Igreja a apascentar o Seu rebanho (João 21, 15-17). Dessa forma, vemos que Cristo instituiu uma Igreja visível, responsável em levar os frutos do sacrifício divino a todos os filhos da redenção, na perpetuidade do tempo e na universalidade do espaço. Do gênero humano disperso, dividido, amigo de novidades curiosas e de liberdades sem freio, Cristo quis formar um povo de Deus, uma nação de eleitos, vinculados pelos laços da mesma fé e de uma só moral. Eis a árdua missão da Santa Igreja: transmitir a verdade de Cristo, suas leis e doutrina através das gerações. “E AS PORTAS DO INFERNO NÃO PREVALECERÃO CONTRA ELA.” Mateus 16,18.


  7. Karol

    Se a pedra fosse Pedro, Jesus não chamaria Pedro momentos depois de Satanás e de pedra de tropeço.
    A grande pedra de tropeço da igreja católica é acreditar que Pedro é a pedra e não que a pedra é a grande revelação que Pedro fez momentos antes: de que Jesus é o Cristo.

    “JESUS É O CRISTO, O FILHO DO DEUS VIVO” ESSA REVELAÇÃO É A PEDRA EM QUE JESUS EDIFICARÁ A IGREJA DELE, PORTANTO A PEDRA É CRISTO.

    A VERDADE É QUE NUNCA SE TRATOU DOS HOMENS, SEMPRE SE TRATOU DE CRISTO

    Mateus 16.13-28
    13 Indo Jesus para os lados de Cesaréia de Filipe, perguntou a seus discípulos: Quem diz o povo ser o Filho do Homem?
    14 E eles responderam: Uns dizem: João Batista; outros: Elias; e outros: Jeremias ou algum dos profetas.
    15 Mas vós, continuou ele, quem dizeis que eu sou?
    16 Respondendo Simão Pedro, disse: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo.
    17 Então, Jesus lhe afirmou: Bem-aventurado és, Simão Barjonas, porque não foi carne e sangue que to revelaram, mas meu Pai, que está nos céus.
    18 Também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela.
    19 Dar-te-ei as chaves do reino dos céus; o que ligares na terra terá sido ligado nos céus; e o que desligares na terra terá sido desligado nos céus.
    20 Então, advertiu os discípulos de que a ninguém dissessem ser ele o Cristo.
    21 Desde esse tempo, começou Jesus Cristo a mostrar a seus discípulos que lhe era necessário seguir para Jerusalém e sofrer muitas coisas dos anciãos, dos principais sacerdotes e dos escribas, ser morto e ressuscitado no terceiro dia.
    22 E Pedro, chamando -o à parte, começou a reprová-lo, dizendo: Tem compaixão de ti, Senhor; isso de modo algum te acontecerá.
    23 Mas Jesus, voltando-se, disse a Pedro: Arreda, Satanás! Tu és para mim pedra de tropeço, porque não cogitas das coisas de Deus, e sim das dos homens.
    24 Então, disse Jesus a seus discípulos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e me siga.

    Se a pedra fosse Pedro, Jesus não chamaria Pedro momentos depois de Satanás e de pedra de tropeço.
    A grande pedra de tropeço da igreja católica é acreditar que Pedro é a pedra e não que a pedra é a revelação que Pedro fez momentos antes de que Jesus é o Cristo.
    “JESUS É O CRISTO, O FILHO DO DEUS VIVO” ESSA REVELAÇÃO É A PEDRA EM QUE JESUS EDIFICARÁ A IGREJA DELE, PORTANTO A PEDRA É CRISTO.

    NUNCA SE TRATOU DOS HOMENS, SEMPRE SE TRATOU DE CRISTO


  8. Renilton

    18 Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela;

    19 E eu te darei as chaves do reino dos céus; e tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus.
    O texto fala de Pedro é só ler atos 2 verso 14 -41. a igreja começando através de Pedro.


  9. Denis leite

    O texto que postei é grande e talvez por preguiça poderem não querer ler até o fim. Mas com um pouco de paciência convido a todos irem até o fim…

    Fiquem na paz de Jesus Cristo!


  10. Denis leite

    Convido os irmãos a acessarem o texto a seguir:

    http://www.apologistascatolicos.com.br/index.php/apologetica/papado/504-pedro-a-rocha-ii1-testemunhos-patristicos


  11. Denis Leite

    PEDRO, A ROCHA II.1 (TESTEMUNHOS PATRÍSTICOS)
    RAFAEL RODRIGUES 06 MARÇO 2012
    PAPADO
    PREVIOUS ARTICLE
    O concílio de Calcedônia e o Papado
    NEXT ARTICLE
    Provas Irrefutáveis do Episcopado e Martírio de Pedro em Roma

    Continuação: [Parte I] [Parte II.2] [Parte II.3]

    Está é a continuação da Matéria sobre Pedro com mais de uma centena de testemunhos patrísticos confirmando que a interpretação de Mateus 16, 18 em todos os séculos da Igreja foi sempre a mesma, até os dias de hoje, citaremos também as definições dos concílios de Nicéia I, Éfeso, Calcedônia para matar de vez qualquer objeção tanto contra interpretação da passagem quanto da Primazia Jurisdicional Romana em virtude da Função de Pedro, pelos dos pais da Igreja! Vamos dividir essa segunda parte em 3 partes menores para a leitura não ficar maçante e o leitor poder aproveitar o máximo dos escritos dos Santos Padres.

    Uma história alternativa e por que não mitológica tem se propagado dentro do protestantismo, e é a afirmação que os Padres da Igreja não reconheciam o primado de Pedro e, portanto, não tinham o Bispo de Roma como seu sucessor. Para sustentar esta versão da história os protestantes recortam e truncam uma série de citações patrísticas com a intenção de provar que a exegese da Igreja católica de Mateus 16,18 (Tu és Pedro e sobre esta Pedra edificarei a minha Igreja) é oposta ao consenso unanime dos Pais da Igreja. Ainda proferem a asneira de que os padres não reconheciam o primado de Pedro, e que ele era nada mais do que qualquer um dentre os apóstolos.

    Um exemplo disto é um artigo que se encontra em um site protestante que se chamado “Conhecereis a verdade” (será?) que é a tradução de um artigo de um médico argentino chamado Fernando Saraví, onde se utiliza a seguinte linha de raciocínio:

    “1. Segundo as declarações oficiais do Magistério da Igreja, o consenso dos Pais é um critério fundamental da correta interpretação das escrituras.

    2. Este mesmo Consenso se opõe a interpretação católica de Mateus 16, 18, e eles afirmam que Jesus não se referiu a Pedro como a Pedra, e sim profissão de Fé de Pedro ou ao próprio Jesus.

    3. A Igreja Católica Romana não se ajusta no que ela mesma define, a saber, evitando interpretar as Escrituras fora o consentimento unânime dos Padres da Igreja, pois vários padres dizem que a rocha era a confissão de pedro…”

    Qual é realmente a exegese católica de Mateus 16, 18?

    O catecismo da Igreja explica:

    “Movidos pela graça do Espírito Santo e atraídos pelo Pai, cremos e confessamos acerca de Jesus: “Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo” (Mt 16,16). Foi sobre a rocha desta fé, confessada por São Pedro, que Cristo construiu sua Igreja. (cf. Mt 16, 18; São Leão Magno, serm. 4, 3; 51, 1; 62, 2; 83, 3).” (Parágrafo 424)

    “No colégio dos Doze, Simão Pedro ocupa o primeiro lugar. Jesus confiou-lhe uma missão única. Graças a uma revelação vinda do Pai, Pedro havia confessado: “Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo” (Mt 16,16). Nosso Senhor lhe declara na ocasião: “Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei minha Igreja, e as Portas do Inferno nunca prevalecerão contra ela” (Mt 16,18). Cristo, “Pedra viva”; garante a sua Igreja construída sobre Pedro a vitória sobre as potências de morte. Pedro, em razão da fé por ele confessada, permanecerá como a rocha inabalável da Igreja. Terá por missão defender esta fé de todo desfalecimento e confirmar nela seus irmãos.” (Parágrafo 552 – Parágrafos relacionados: 880,153,442,424)

    “Somente Simão, a quem deu o nome de Pedro, o Senhor constituiu em pedra de sua Igreja. Entregou-lhe as chaves da mesma, instituiu-o pastor de todo o rebanho. Porém, o múnus de ligar e desligar, que foi dado a Pedro, consta que também foi dado ao colégio dos apóstolos, unido a seu chefe.” Este oficio pastoral de Pedro e dos outros Apóstolos faz parte dos fundamentos da Igreja e é continuado pelos Bispos sob o primado do Papa.” (Parágrafo 881)

    Assim, já desde o começo a objeção protestante começa com o pé esquerdo. Como poderia a Igreja Católica não está de acordo ao que ela mesma define, ou seja, como ela pode estar indo contra o consenso unanime dos pais, se o catecismo oficial da Igreja reconhece também como válida a interpretação que sobre a profissão de fé de Pedro, Cristo edifica a Igreja?

    Não é de se surpreender que igualmente ao catecismo, os país da Igreja fazem uso de ambas interpretações. Certamente a Igreja se edifica sobre a fé em Cristo, “o filho do Deus vivo”, mas também é certo que Pedro foi eleito para encabeçar o colégio apostólico, em virtude desta fé, ambas estão certas e não se excluem mutuamente.

    E como já foi provado pelo grego na matéria anterior está ROCHA OU PEDRA na passagem se refere diretamente a Pedro, mas não excluí também que a Profissão de fé de Pedro seja a Rocha da fé da Igreja.

    Como veremos nas inúmeras linhas de citações dos pais da Igreja, quando um pai faz uso de uma interpretação de Mateus 16, 18, ele não exclui a outra. Também veremos como nenhum, destes padres citados pelo senhor Saraví nega o primado de Pedro, muito pelo contrario eles crêem e sustentam.

    E OS CONCÍLIOS ECUMENICOS?

    Antes de começarmos com os citações dos pais, é bom deixar aqui claro algo que os protestantes não sabem ou pelo menos preferem ignorar: em pleno o concílio de Éfeso (431) ocorreu uma solene proclamação da primazia petrina, chamando Pedro de Príncipe e cabeça dos apóstolos, e a coluna e fundamento da Igreja Católica, e ao mesmo tempo reconhece o bispo de Roma como seu sucessor, vejamos:

    “Não há Duvida,e de fato, por todos os séculos é conhecido que o Santo e muito bem aventurado Pedro príncipe e Cabeça dos apóstolos, coluna da fé e fundamento da Igreja Católica, recebeu as chaves do reino das mãos do nosso senhor Jesus Cristo, salvador e Redentor do gênero humano, e a ele foi dado o poder de perdoar os pecados; e ele, em seus sucessores, vive e julga até o presente e para sempre ” (Concilio de Éfeso, 431. Discurso de Felipe, Legado del Romano Pontífice, Sessão III)[1]

    O mesmo ocorreu no concílio de Calcedônia, de onde havia aproximadamente 150 bispos, todos orientais e só 2 ocidentais (enviados pelo Papa)

    “Está é a fé dos Padres! Está é a fé dos apóstolos! Devemos crê-la! Seja anátema quem não crê! Pedro nos fala por meio de Leão… está é a verdadeira fé!” (Concilio de Calcedônia, Atas do Concilio, Sessão 2.)[2]

    “Por que o Santíssimo e bem aventurado Leão, Arcebispo da grande e Antiga Roma, através de nós, e através deste presente Sacrossanto Sínodo, junto com o três vezes bem aventurado e glorioso Pedro, o Apóstolo que é a Rocha e fundação da Igreja Católica, e a fundação da fé ortodoxa…”(Concilio de Calcedônia, Atas do Concilio, Sessão 3.)[3]

    Como é possível os pais da Igreja negarem que Pedro é a Rocha de Mateus 16, 18, se as atas dos primeiros concílios ecumênicos, repletos de bispos de todas as partes, dizem que ele é a Rocha? E que é o primeiro dos apóstolos? Está prova acima dá um fim a qualquer Questionamento!

    E os Santos padres?

    Agora começaremos um a um os Padres e escritores eclesiásticos citados pelo doutor Savarí e propagado em português pelo site “Conhecereis a verdade”, os textos do sr. Saraví estarão em azul nossa argumentação em preto.(omitimos aqui alguns testemunho para não alongar muito, mas eles quase sempre ocorrem da mesma mandeira que o resto dos casos citados):

    TERTULIANO

    “Se, por o Senhor ter dito a Pedro, «Sobre esta pedra eu edificarei a minha Igreja», «a ti eu te dei as chaves do reino celestial», ou «qualquer coisa que ligares ou desligares na terra, será ligada ou desligada nos céus», tu portanto supores que o poder de ligar e desligar derivou para ti, ou seja, para toda a Igreja semelhante a Pedro, que tipo de homem és, subvertendo e mudando totalmente a intenção manifesta do Senhor, conferindo (como foi a sua intenção) isto pessoalmente a Pedro? «Sobre ti», diz, «eu edificarei a minha Igreja»; e «Eu te darei as chaves a ti», não à Igreja; e «o que desligares ou ligares», não o que «eles desligarem ou ligarem». Pois assim adicionalmente ensina o resultado. No próprio (Pedro) a Igreja foi criada; isto é, através do próprio (Pedro); ele próprio testou a chave; tu vês qual: «Homens de Israel, deixai que o que digo penetre nos vossos ouvidos: Jesus Nazareno, homem destinado por Deus para vós», e assim. O próprio (Pedro), portanto, foi o primeiro a abrir, no batismo de Cristo, a entrada para o reino celestial, no qual são desligados os pecados que estavam antes ligados; e aqueles que não foram desligados são ligados, segundo a verdadeira salvação…” [4]

    “Outra vez, Ele muda o nome de Simão para Pedro … Mas, porquê Pedro? Se fosse pelo vigor da sua fé, havia muitos materiais sólidos que poderiam emprestar o seu nome por causa da sua força. Foi porque Cristo era uma rocha e uma pedra? Pois lemos que foi posto «como pedra de tropeço e rocha de escândalo»”. [5]

    Antes de analisar os textos de Tertuliano, é necessário deixar claro que este escritor eclesiástico no início de sua jornada foi amplamente lido e considerado na Igreja, porém por fim acabou abraçando a heresia montanista.

    É por isso que poderíamos classificar seus escritos em duas etapas: pré-Montanista (obras que ele escreveu em seu período como um católico fiél) e pós-Montanista (quando ele abraçou o; montanismo e finalmente deixaram essa heresia para começar sua própria seita, o tertulianitas).

    Nos textos pré-Montanistas sobre a primazia, há uma aceitação implícita por parte Tertuliano da preeminência da Igreja de Roma. Em De praescriptione haereticorum (Prescrição contra os hereges) afirma que na Igreja de Roma é a primeira autoridade e menciona o martírio de São Pedro e São Paulo lá.

    “….você está perto da Itália, você tem de Roma, de onde vem para nossas próprias mãos a própria autoridade (dos apóstolos). Quão feliz é a sua igreja, em que os apóstolos derramoram toda a sua doutrina, juntamente com o seu sangue! Onde Pedro suportou uma paixão como o seu Senhor! Onde Paulo ganhou sua coroa em uma morte como a de João [batista]. Onde o apóstolo João foi pela primeira vez caiu, ileso, em óleo fervente, e daí foi remetido para sua ilha do exílio!” [6]

    No mesmo tratado onde tenta provar aos hereges que nada o Senhor escondeu do conhecimento dos apóstolos, cita por exemplo, a Pedro e a João, mas sobre Pedro diz que é a rocha sobre a qual a Igreja seria construída, que obteve as chaves o reino dos céus e o poder de ligar e desligar. De João faz referencia como o discípulo amado.

    “Que homem, em sã consciência pode supor que possivelmente eles eram ignorantes em qualquer coisa, os quais o Senhor ordenou a serem mestres (ou professores), mantê-los, como ele fez, inseparáveis (de si mesmo) em sua presença, em seu discipulado, em sua sociedade, a quem, “quando estavam sozinhos, Ele costumava expor” todas as coisas que eram obscuras, dizendo-lhes que “a eles foi dado saber os mistérios”, o que não era permitido que as pessoas compreendessem? Nada foi retido do conhecimento de Pedro, que é chamado de “A Rocha em que a Igreja deveria ser construída” que também obtiteve “as chaves do reino dos céus” , com o poder de “ligar e desligar no céu e sobre a terra’”?[7]

    Até aqui, se os protestantes procuram apresentar a Tertuliano como um adversário da interpretação que reconhece Pedro como a pedra de Mateus 16,18, eles estão com problemas sérios, uma vez que não só não rejeitava essa interpretação como fazia uso dela .

    Agora, quando abraçou montanismo, Tertuliano rejeitou o poder conferido a Pedro em virtude de seus sucessores recebê-las também e nega também que os bispos, em comunhão com ele, poderiam usar, contradizendo o que ele mesmo havia estabelecido em De paenitentia (Sobre a penitência). E disse de forma taxativa em De pudicitia (sobre a modéstia):

    “Se, por o Senhor ter dito a Pedro, «Sobre esta pedra eu edificarei a minha Igreja», «a ti eu te dei as chaves do reino celestial», ou «qualquer coisa que ligares ou desligares na terra, será ligada ou desligada nos céus», tu portanto supores que o poder de ligar e desligar derivou para ti, ou seja, para toda a Igreja semelhante a Pedro, que tipo de homem és, subvertendo e mudando totalmente a intenção manifesta do Senhor, conferindo (como foi a sua intenção) isto pessoalmente a Pedro? «Sobre ti», diz, «eu edificarei a minha Igreja»; e «Eu te darei as chaves a ti», não à Igreja; e «o que desligares ou ligares», não o que «eles desligarem ou ligarem»[…]. Por conseguinte, o poder de ligar e desligar, concedido a Pedro, não tem nada haver com a remissão dos pecados mortais cometidos pelos fiéis […] Este poder, em efeito, de acordo com a pessoa de Pedro, deveria pertencer aos homens espirituais, seja apostolo ou profeta.” [8]

    Em poucas palavras, neste textoTertuliano não rejeitou a idéia de que Pedro foi a pedra, muito pelo contrário, chegou ao extremo de dizer que o cargo de Pedro era exclusivo e intransferível, por isso inclusive, mesmo quando se tornou um, Tertuliano não apresentou qualquer suporte para o argumento protestante.

    O melhor de tudo é que o texto em questão, sendo escrito por um Tertuliano hostil, é muito revelador, porque no texto é evidente que ele enfrentou um bispo que utilizava Mateus 16,18-19 para dizer que as igrejas em comunhão com Pedro tinha autoridade para perdoar os pecados, mesmo os graves! Em pela época de Tertuliano. Essa interpretação era tão conhecida e sustentada nesta época quetertuliano a utilizou não só quando Católico, mas também quando herege enfrentando um bispo.

    ORÍGENES

    “E se nós também dissermos como Pedro, «Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo», não como se carne e sangue no-lo tivesse revelado, mas pela luz do Pai nos céus tendo resplandecido no nosso coração, nos tornamos um Pedro, e a nós nos poderia dizer o Verbo, «Tu és Pedro», etc. Pois é uma pedra cada discípulo de Cristo de quem beberam aqueles que beberam da pedra espiritual que os seguia, e sobre cada pedra assim é edificada cada palavra da Igreja, e o governo de acordo com ela; pois em cada um dos perfeitos, que têm a combinação de palavras e atos e pensamentos que preenchem a bem-aventurança, é a Igreja edificada por Deus.” [9]

    “A promessa dada a Pedro não é restrita a ele, mas aplicável a todos os discípulos como ele. Mas se supões que sobre este Pedro somente toda a Igreja é edificada por Deus, que dirias sobre João o filho do trovão ou de cada um dos Apóstolos? Atrever-nos-emos, de outro modo, a dizer que contra Pedro em particular não prevalecerão as portas do Hades, mas que prevalecerão contra os outros Apóstolos e os perfeitos? Acaso o dito anterior, «as portas do Hades não prevalecerão contra ela», não se sustém em relação a todos e no caso de cada um deles? E também o dito, «Sobre esta pedra edificarei a minha Igreja?» São as chaves do reino dos céus dadas pelo Senhor só a Pedro, e nenhum outro dos bem-aventurados as receberá? Mas se esta promessa, «Eu te darei as chaves do reino dos céus» é comum aos outros, como não o serão também todas as coisas de que anteriormente se falou, e as coisas que estão subordinadas como tendo sido dirigidas a Pedro, ser comuns a eles? Pois neste lugar estas palavras parecem ter sido dirigidas somente a Pedro … Mas no Evangelho de João, o salvador tendo dado aos discípulos o Espírito Santo soprando sobre eles, disse, «Recebei o Espírito Santo»…

    «Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo». E se alguém diz isto a Ele … obterá as coisas que foram faladas conforme a letra do Evangelho àquele Pedro, porém, como o espírito do Evangelho ensina, a todo o que se torna tal como era Pedro. Pois carregam o sobrenome de «pedra» todos os que são imitadores de Cristo, isto é, da pedra espiritual que seguiu os que estavam sendo salvos, para que possam beber dela na seca espiritual. Mas estes carregam o sobrenome da pedra tal como o faz Cristo. Mas também como membros de Cristo que derivam o seu sobrenome d`Ele eles são chamados cristãos, e da pedra, Pedros.

    E também em relação aos Seus outros nomes, os aplicarás a modo de sobrenome aos santos; e a todos os tais se lhes pode dizer a declaração de Jesus: «Tu és Pedro», etc., até às palavras [não] «prevalecerão contra ela». Mas o que é «ela»? É a pedra sobre a qual Cristo edifica a Igreja, ou é a própria Igreja? Pois a frase é ambígua. Ou é como se a pedra e a Igreja fossem uma mesma coisa? Eu penso que isto é o correcto; pois nem contra a pedra sobre a qual Cristo edifica a Igreja, nem contra a Igreja, prevalecerão as portas do Hades… [10]

    A primeira coisa que nos salta a vista aqui é que Orígenes não exclui a interpretação que reconhece Pedro como a rocha, tal como sustenta argumento protestante, muito pelo contrário, Orígenes faz uma metáfora onde compara a Igreja como uma casa espiritual, um edifício onde as pedras são “crentes” (pessoas) sobre a qual Cristo edifica a Igreja. Para Orígenes Pedro é a primeira pedra, e também somos pedras que compõem o edifício espiritual que é a Igreja.

    Em poucas palavras, embora a posição protestante não sustenta que Pedro foi chamado pedra, Origenes vai para o outro extremo e diz que todos os cristãos também podem ser “pedras” com as quais está construída a Igreja.

    Ora, é uma rejeição do primado de Pedro a interpretação de Orígenes dizendo que quem confessa Cristo como filho de Deus torna-se um Pedrp? O que vemos aqui é uma linguagem alegórica. Agora eu poderia dizer que “todo cristão é outro Cristo”, e nem por isso nós acreditamos que podemos ter poder e autoridade igual a Cristo.

    É verdade que todos os apóstolos são os apóstolos como Pedro, mas isso não significa que se recuse a sua primazia entre eles. O problema é que estes textos os protestante vêem erroneamente suporte para seu modelo de Igreja invisível. Nesta visão da Igreja não teria sucessão apostólica, e não seria uma igreja organizada hierarquicamente com autoridade para punir e excomungar ninguém, porque afinal de contas um “Pedro” não tem autoridade sobre outro “Pedro”, só importa ambos confessarem a Cristo como filho de Deus.

    Se adentrarmos no pensamento de Orígenes veremos que tudo isso é um anacronismo. Orígenes vê a Igreja como a cidade de Deus na Terra, fora da qual não pode haver salvação [11]. Os leigos devem ser submissos aos seus sacerdotes e também devem confessar os seus pecados e devem se submeter a seus juízos sobre a possibilidade de confessar os seus pecados publicamente [12]. Questiona duramente aqueles que opõem que o poder de perdoar pecados foi dado aos sacerdotes [13], e nunca rejeita a sucessão apostólica, a qual afirma que salvaguarda a tradição, por isso diz: “Mas, como a doutrina da Igreja, transmitida na sucessão ordenada desde os apóstolos, é preservada nas igrejas e perdura até hoje, não deve ser recebido como um artigo de fé na além do que aquelas verdades que em nada se afastam de qualquer da tradição eclesiástica e apostólica” [14].

    Vale ressaltar que existem outros textos de Orígenes, que o sr. Saraví prefere ignorar, que reconhecem Pedro como a Rocha de Mateus 16, 18:

    “Mas quem é tão feliz que estar livre do peso das tentações, de moro que nenhum pensamento de dúvida surpreendesse sua alma? Olhe o que o Senhor diz para o grande fundamento da Igreja, aquela rocha muito sólida sobre a qual Cristo fundou a Igreja: ‘Homem de pouca fé, por que duvidaste?’”[15]

    “É Pedro, sobre o qual está construída a Igreja, contra a qual as portas do inferno não prevalecerão …” [16]

    “Sobre ele (Pedro) na terra, a Igreja foi fundada” [17]

    “Também Pedro, sobre quem a Igreja foi fundada pelo bom gosto do Senhor” [18]

    Estes textos mostram que Orígenes também fez uso da interpretação, onde Pedro é a pedra de Mateus 16, 18, portanto se Orígenes foi citado como uma oposição a essa interpretação, o argumento protestante voltou a falhar.

    CIPRIANO DE CARTAGO

    “Nosso Senhor, cujos preceitos e admoestações devemos observar, descrevendo a honra de um bispo e a ordem da Sua Igreja, fala no Evangelho, e diz a Pedro: «Eu te digo, que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja; e as portas do inferno não prevalecerão contra ela. E te darei as chaves do reino do céu, e o que ligares na terra, será ligado no céu, e o que desligares na terra, será desligado no céu». Daí, através das mudanças de tempos e sucessões, a ordenação de bispos e o plano da Igreja flui para diante; de modo que a Igreja está fundada sobre os bispos, e cada ato da Igreja está controlado por estes mesmos governantes” [19]

    “E o Senhor também no Evangelho, quando os discípulos o abandonaram enquanto ele falava, voltando-se para os doze, disse «também vós vos ireis?»; então Pedro lhe respondeu: «Senhor, para quem iremos? Tu tens a palavra da vida eterna; e cremos, e estamos seguros, de que és o Filho do Deus vivo». Aqui fala Pedro, sobre quem a Igreja havia de ser edificada, ensinando e mostrando no nome da Igreja, que ainda que uma rebelde e arrogante multidão daqueles que não querem ouvir nem obedecer possa afastar-se, ainda assim a Igreja não se afastará de Cristo; e são a Igreja aqueles que formam um povo unido ao sacerdote, e o rebanho que adere ao seu pastor.” [20]

    “O Senhor disse a Pedro: Digo-te (disse Ele) que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja, e as portas do Inferno não prevalecerão contra ela. E dar-te-ei as chaves do reino do céu, e o que ligares na terra, será ligado no céu, e o que desligares na terra, será desligado no céu (Mateus 16:18-19). A ele de novo, depois da Sua ressurreição, lhe diz: Alimenta as minhas ovelhas. E embora a todos os Apóstolos, depois da Sua ressurreição, tenha dado um igual poder, e diga, “Como o meu Pai me enviou, assim também eu vos envio: Recebei o Espírito Santo; àqueles a quem perdoardes os pecados, ser-lhes-ão perdoados, e àqueles a quem os retiverdes, ser-lhes-ão retidos (João 20:21); – todavia, para manifestar unidade, Ele por sua própria autoridade providenciou a origem dessa unidade, ao começar de um. Certamente os outros Apóstolos também eram o que era Pedro, dotados de um igual companheirismo de honra e poder; mas o começo procede da unidade. Uma Igreja que, também, no Cântico dos Cânticos, o Espírito Santo designa na pessoa de nosso Senhor, e diz: “Uma é a minha pomba, a minha imaculada; ela é a única de sua mãe, eleita dela que a concebeu” (Cantares 9:6).” [21]

    Aqui, de acordo com os próprios textos patrísticos usados por Dr. Saraví, vemos Cipriano referindo-se a Pedro como a rocha sobre a qual está construída a Igreja, portanto esse texto em questão não se enquadra no propósito original do tal doutor, que era provar que os pais da Igreja se opõe a reconhecer em Pedro a rocha.

    Como é que pode Cipriano negar que pedro era a Rocha se os próprios textos que são usados a favor da prerrogativa protestante dizem que Pedro era a rocha?

    Em outros texto de Tertuliano ignorados novamente pelo doutor vemos:

    “Pedro, sobre quem a Igreja foi construída pelo próprio Senhor, um falando por todos, e respondendo com voz da Igreja ao dizer ‘Senhor, para quem iremos nós?’”[22]

    Outra coisa importante a notar é que Cipriano reconhece explicitamente que Pedro a é dada primazia. Pode-se argumentar se a forma em que Cipriano concebia o dito primado (em honra ou jurisdição …), mas nunca poderemos dizer que ele se recusou isso, principalmente porque são as palavras de Cipriano que reconhecê-o como tal.

    É importante entender que houve uma mudança significativa na posição de Cipriano sobre a sua maneira de pensar e interpretar a primazia do bispo de Roma que veio do resultado de seu conflito com o Papa Estêvão. Mas ele nunca recusou a autoridade do bispo de Roma, mas rejeitou a sua jurisdição como antes, algo que discutiremos mais adiante.

    Antes deste conflito, Cipriano foi muito mais explícito em reconhecer o primado papal, a tal ponto de dizer que não poderia pertencer à Igreja quem perdesse a comunhão com a Sé de Pedro. Escreveu então Cipriano sobre Novaciano que havia se rebelado contra Cornelio (O Papa):

    “Portanto, uma vez que só a Igreja tem a água viva, e o poder de batizar e de limpar o homem, ele diz quem qualquer um pode ser batizado e santificado por Novaciano deve primeiro mostrar e ensinar que Novaciano está na Igreja ou que preside a Igreja. Pois a Igreja é una, e como ela é uma, não pode estar tanto dentro como fora. Porque, se ela está com Novaciano (o herege ), ela não pode estar com Cornélio (o Papa). Mas se ela estava com Cornelio, que sucedeu o Bispo Fabiano pela ordenação legal, e quem, ao lado da honra do sacerdócio, o Senhor glorificou com o martírio também, Novaciano não está na Igreja, nem pode ser contado como bispo, que não sucede a ninguém, e despreza a tradição evangélica e apostólica, surgiu por conta própria. Pois ele quem não foi ordenado na Igreja não pode ter nem pertencer à Igreja de forma alguma.”[23]

    O exercício do primado romano era exercido principalmente como um tribunal de apelações, e Cipriano começa a ver um mal nos hereges quando apelavam ao Papa toda vez queriam se submeter à sua autoridade do bispo. Em seguida, escreve para reclamar que os hereges se atrevem a levar a sua causa a “cadeira de Pedro, a igreja principal, que surgiu a unidade do sacerdócio”

    “Eles não acharam bastante desviar-se do Evangelho, com acabarem com as esperanças dos hereges de perdão e arrependimento, removerem todo o sentimento e os frutos de penitência para os ladrões ou adúlteros ou contaminado com a propagação mortal dos sacrifícios aos ídolos, para que eles não orem a Deus e nem confessem seus pecados na Igreja; e não se contentaram em construir fora da Igreja e contra a Igreja uma facção corrupta, o que beneficia a multidão daqueles que tem consciência culpada e não querem orar a Deus e fazer penitência. Depois de tudo isso, ainda, se derem a um bispo falso, por indicação de hereges, e tiveram a audácia de navegar e transportar cartas de cismáticos e profanos à cátedra de Pedro, a igreja principal na qual nasceu a unidade do sacerdócio, se esquecem que estes são os romanos cuja fé elogiada pelo apóstolo quando ele pregou, que não deveria ter acesso a perfídia. Por que havia de anunciar que ele havia eleito um pseudo-bispo contra os bispos? Porque, ou eles estão satisfeitos com o que fizeram e, assim, perseverar em seu crime, ou arrepender-se e retratar-se e eles sabem onde você tem que voltar.”[24]

    Quando eles finalmente surgiram a diferenças entre o Papa e Cipriano por causa do batismo dos hereges, ele se obstina e se recusa a jurisdição sobre os assuntos da sua própria igreja. (Um evento que quase gerou um cisma)

    Agora, dizem estudiosos como M. Quast Bévenot e que se qualifica como bem sucedida, há evidências de que Cipriano reconheceu a necessidade de levar as questões mais importantes do papa.

    Um exemplo disso é em reação de Cipriano à pesquisa do Papa Cornélio em razão da consagração de Fortunato, que Cipriano tinha feito sem consultar Roma. Em resposta, o prelado Africano reconhece seu dever de trazer o Papa todas as questões mais importantes e escreve se desculpando:

    “Eu não te escrevi imediatamente querido irmão, porque não era algo tão importante e tão grave que você tivesse que ser notificado em seguida … Eu esperava que você soubesse de tudo isso e tinha certeza de que você lembrava. É por isso que eu julguei que não era necessário comunicar-lhe com tal velocidade e urgência as loucuras dos hereges … E eu escrevi sobre tudo aquilo, porque todos nós desprezamos, por o outro lado, e pouco lhe enviei os nomes dos bispos que estão a frente dos irmãos e não foram contaminados pela heresia. Foi a opinião unânime de todos desta região que enviasse-lhe estes nomes” [25]

    Esta carta é bastante sugestiva, já que ele não reconheci a primazia do Bispo de Roma, porque pedir desculpas por não ter notificado ele antes? Será que o Papa não poderia se intrometer em uma questão que não era de sua própria igreja? Por que era de opinião unânime de todos na região manter o bispo de Roma informado?

    Aconteceu também semelhante, quando ocorreu a perseguição de Décio (250). São Cipriano estava escondido, mas enviou uma carta à Igreja de Roma explicando as razões que o motivou a fugir:

    “Senti a necessidade de escrever esta carta para dar conta da minha conduta, minha linha de disciplina e de meu ciúme … Mas, ainda que ausente no corpo, tenho estado presente em espírito …” [26]

    É claro que nesse reconhecia a Igreja de Roma a autoridade a quem teria que dar conta, caso contrário, uma carta justificando sua conduta a Roma teria sido desnecessária.

    AFRAATES O SÍRIO

    “ A fé … é como um edifício que é edificado de muitas peças de artesanato e assim a sua construção se levanta até ao topo. E sabei, meus amados, que nos fundamentos do edifício são colocadas pedras, e assim descansando sobre pedras, toda a construção se levanta até ser aperfeiçoada. Assim também a verdadeira Pedra, nosso Senhor Jesus Cristo, é o fundamento de toda a fé. E sobre Ele, sobre (esta) Pedra, se baseia a fé. E descansando sobre a fé toda a estrutura se levanta até ser completada. Pois é o fundamento que constitui o princípio de todo o edifício. Pois quando alguém é trazido para a fé, é colocado por ele sobre a Pedra, ou seja nosso Senhor Jesus Cristo. E o Seu edifício não pode ser abalado pelas ondas, nem danificado pelos ventos. Pelos embates da tormenta não cai, porque a sua estrutura está levantada sobre a rocha da verdadeira Pedra. E quando chamei Cristo a Pedra, não falei o meu próprio pensamento, mas os Profetas o chamaram de antemão a Pedra”

    E agora ouvi o respeitante à fé que se baseia sobre a Pedra, e o respeitante à estrutura que se levanta sobre a Pedra … Assim também que o homem que se torna uma casa, sim, uma morada para Cristo, preste atenção ao que é necessário para o serviço de Cristo, que se aloja nele, e com que coisas pode agradar-lhe. Pois primeiro ele constrói o seu edifício sobre a Pedra, a qual é Cristo. Sobre Ele, sobre a pedra, é edificada a fé … Todas estas coisas demanda a fé que se baseia na rocha da verdadeira Pedra, ou seja Cristo. E se porventura dissesses: «Se Cristo está posto por fundamento, como é que Cristo também mora no edifício quando este se completa?» Pois o bendito Apóstolo disse ambas as coisas. Pois disse: «Eu como perito arquitecto pus o fundamento». E aí ele definiu o fundamento e o tornou claro, pois disse como se segue: «Nenhum homem pode pôr outro fundamento senão o que está posto, o qual é Cristo Jesus» … E portanto se cumpre aquela palavra, que Cristo mora nos homens, a saber, naqueles que crêem n`Ele, e Ele é o fundamento sobre o qual se levanta todo o edifício. [28].

    Aqui está mais um exemplo de como se pode utilizar mal um texto que de modo algum nega o primado petrino, para endossar uma rejeição de Afraates que nunca existiu. Mas quem conhece a mentalidade protestante sabe que para eles qualquer texto que fala que nossa fé deve ser colocada em Cristo, de alguma forma exclui o reconhecimento do primado petrino.

    Afraates se referem a Cristo como a rocha neste tipo de metáfora não significa negar que Pedro é a pedra de Mateus 16, 18, depois de tudo, elementos metafóricos não precisam manter o mesmo significado entre diferentes metáforas.

    O que o Dr. Saraví não comenta é que Afraates é outro pai que usa ambas as interpretações de acordo com o contexto e pregação. Nas mesmas desmonstrações chama a imitar a Simão, a quem chamou chefe dos apóstolos, fundação e rocha da Igreja.

    “O chefe dos discípulos … O Senhor aceita e estabeleceu como fundação, chamando-o de rocha e estrutura da Igreja.” [29]

    Outros textos similares:

    “Jesus, nosso Salvador chamou a Simão de rocha firme e colocou-o como uma fiel testemunha entre as nações” [30]

    Em outro lugar, dá destaque a Pedro sobre Tiago e João, chamando a Pedro fundação da Igreja, Tiago e João pilares.

    “Simão Cefas, a fundação da Igreja…TiagoeJoãofirmes pilaresda Igreja” [31]

    “David…o chefedos reis deIsrael,confessouo seu pecadoe foiperdoado,Simão, também, o chefe dosapóstolos… quandoele se arrependeu…nosso Senhor recebeue fez deleo fundamento e lhe chamouCefas, o fundamento da Igreja” [32]

    O autor deste artigo omitiu também outro ilustre padre da mesma região, conhecido como Éfren o Sírio (350-370) que também fez declarações muito explicitas a favor do primado petrino.

    “Simão, meu discípulo, eu te fiz a fundação da Santa Igreja. Eu te chamei Pedro porque suportas todas as construções. Você é o inspetor daqueles que construíram a Igreja na terra para mim. Se eles querem construir alguma coisa falsa, você, a fundação, que os condenará. Você é o chefe da fonte de onde flui o meu ensino, você é o chefe dos discípulos. Através de você eu darei de beber a todas as nações … Eu te escolhi para ser o primeiro nascido na minha instituição … Eu lhe dei as chaves do meu reino e autoridade sobre todos os meus tesouros.”[33]

    “… Pedro, a lingua dos discípulos, a voz dos pregadores, os olhos dos apóstolos, o guardião do céu, o primogênito daqueles que têm as chaves” [34]

    “Ele era o príncipe dos apóstolos, recebeu as chaves, e foi designado como pastor do rebanho” [35]

    JACÓ OU SÃO TIAGO DE NISBIS

    “A fé é composta e compactada de muitas coisas. É como um edifício, porque é construída e completada em muita esperança. Não ignoras que se põem grandes pedras nos fundamentos de um edifício, e então tudo o que é edificado em cima tem as pedras unidas entre si, e assim se levanta até que se completa a obra. Assim, de toda a nossa fé, nosso Senhor Jesus Cristo é o firme e verdadeiro fundamento; e sobre esta pedra é estabelecida a nossa fé. Portanto, quando alguém chega à fé, é posto sobre uma pedra firme, a qual é o nosso Senhor Jesus Cristo. E, quanto a chamar a Cristo uma pedra, não digo nada por mim mesmo, pois os profetas o chamaram antes uma pedra.” [36]

    Outro texto que se harmoniza com a doutrina católica e é apresentado como se fosse o contrário. Omite, porém, que o mesmo Tiago Nisbis diz que foi Pedro que foi chamado ROCHA em virtude de sua fé:

    “Simon, que foi chamado Rocha, foi merecidamente chamado por causa de sua fé” [37]

    Tampouco, comenta que Tiago de Nisbis reconhece Pedro como chefe dos apóstolos e explicitamente o chama de a fundação e a rocha do edifício da Igreja:

    “E Simão, o chefe dos apóstolos, que negou a Cristo, dizendo que não tinha visto, e amaldiçoou e jurou que não o conhecia desde o momento que Deus deu a contrição e penitência, e lavou os seus pecados no lágrimas de dor, nosso Senhor recebeu e fez dele o fundamento ea rocha chamada do edifício da Igreja “[38]

    Como o sr. Saraví pode colocar Tiago de Nisibis como um exemplo de um pai que rejeitou a interpretação de que Pedro é a pedra se ele faz uso desta interpretação? Só se pode concluir que os protestantes que fazem uso de citações patrísticas seletivamente ou fazer por negligência ou por pura desonestidade mesmo.

    AMBRÓSIO

    “Paulo escreve sobre as ordens eclesiásticas; aqui se ocupa dos fundamentos da Igreja. Os profetas prepararam, os apóstolos estabeleceram os fundamentos. Pelo que o Senhor diz a Pedro: «Sobre esta pedra edificarei a minha Igreja», isto é, sobre a confissão de fé católica estabelecerei em vida os fiéis.”[39]

    Aqui se repeti a mesma história, ele deixa de mencionar que Ambrosiaster reconhece Pedro como o primeiro apóstolo, a quem o Senhor deu as chaves:

    “O primeiro apóstolo, a quem o Senhor deu as chaves do reino dos céus” [40]

    “… todos foram incluídos em Pedro, porque ele foi constituido a sua cabeça” [41]

    No seguinte texto Ambrosiáster declara a primazia jurisdicoonal de Pedro sobre as Igrejas:

    “É correto que na verdade ele [Paulo], devia estar ansioso para ver Pedro, porque ele foi o primeiro dos apóstolos, e foi encarregado pelo Salvador para cuidar das igrejas” [42]

    Também se refere ao Papa Dâmaso como o que governar a Igreja:

    “Considerando que todo o mundo é de Deus, mas a Igreja ele diz ser sua casa, a qual Dâmaso nos dias de hoje governa”. [43]

    EUSÉBIO DE CESARÉIA

    “Contudo, não cometerás qualquer erro do âmbito da verdade se supores que «o mundo» é na realidade a Igreja de Deus, e que o seu «fundamento» é em primeiro lugar, aquela inefavelmente sólida pedra sobre a qual está fundada, como diz a Escritura: «Sobre esta pedra edificarei a minha Igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela»; e em outro lado: «E a pedra era Cristo». Pois, como o Apóstolo indica com estas palavras: «Ninguém pode pôr outro fundamento senão o que está posto, o qual é Cristo Jesus». Então, também, depois do próprio Salvador, podes retamente julgar que os fundamentos da Igreja são as palavras dos profetas e dos apóstolos, de acordo com a afirmação do Apóstolo: «Edificada sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, sendo o próprio Cristo Jesus a pedra angular».” [44]

    Eusébio foi mais um dos pais que usou ambas as interpretações de Mateus 16, 18, de acordo com o contexto da pregação. Em sua obra mais famosa (História Eclesiástica) afirma que a Igreja foi construída sobre Pedro:

    “E Pedro, sobre o qual a Igreja de Cristo é construída, contra a qual as portas do inferno não prevalecerão” [45]

    Assim, Eusébio que supostamente teria rejeitado a interpretação católica, onde Pedro é a pedra de Mateus 16, 18, nos deixa desde o passado evidências suficientes para evitar a distorção do seu pensamento, que é feito pelo sr. Saraví.

    O historiador em várias ocasiões se refere repetidamente a estadia e pregação de Pedro em Roma [46], também chamado Pedro de guia dos outros apóstolos e general de Deus:

    “… A providência graciosa enviou a Roma, o grande e poderoso Pedro, escolhido por seus méritos como um guia para os outros apóstolos. Como um nobre general de Deus, ele Anunciava o Evangelho da luz e a Palavra que salva as almas”. [47]

    “Se tornou [Cristo] um estranho para seus irmãos, no momento da sua paixão, quando todos os seus discípulos o abandonaram, e o chefe dos apóstolos, Pedro o negou três vezes” [48]

    Ele também reconhece os bispos de Roma como sucessores de Pedro. Em seu livro III em 1-2, menicona como Lino suecedeu a Pedro como bispo de Roma. O mesmo acontece em III, 21. É importante mostrar também o comentário que faz de Orígenes, em seu comentário sobre o Gênesis sobre morte de Pedro em Roma.

    “… entenda como que todos os seus antecessores e os próprios apóstolos ensinaram como eles e que o verdadeiro ensinamento foi preservado até a época de Victor, o décimo terceiro bispo de Roma, depois de Pedro …” [49]

    HILÁRIO DE POITIERS

    “ Uma crença de que o Filho de Deus é Filho só de nome, e não em natureza, não é a fé dos Evangelhos e dos Apóstolos … por que motivo, eu pergunto, foi que o bendito Simão Bar-Jonas confessou a Ele, Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo? … Se Ele era Filho por adopção, onde assenta a bem-aventurança da confissão de Pedro, que ofereceu um tributo ao Filho para o qual, neste caso, Ele não tinha mais direito que qualquer membro da comunidade dos santos? A fé do Apóstolo penetrou numa região fechada ao raciocínio humano… E esta é a pedra da confissão sobre a qual a Igreja é edificada … que Cristo não deve ser somente nomeado, mas crido, como Filho de Deus..” [50]

    “Esta fé é aquela que é o fundamento da Igreja; através desta fé as portas do inferno não podem prevalecer contra ela. Esta é a fé que tem as chaves do reino dos céus. Qualquer coisa que esta fé desatar ou ligar na terra será desatada ou ligada no céu … A razão pela qual ele é bendito é que confessou o Filho de Deus. Esta é a revelação do Pai, este é o fundamento da Igreja, esta é a segurança da permanência dela. Daí que ela tem as chaves do reino dos céus, daí o juízo no céu e o juízo na terra…” [51]

    “Assim o nosso único inabalável fundamento, a nossa única bendita pedra de fé, é a confissão da boca de Pedro, Tu és o Filho do Deus vivo. Sobre ela podemos basear uma resposta a toda objecção com que o engenho pervertido ou a amarga traição possam atacar a verdade.” [52]

    Aqui o sr. Saraví, como todas as vezes, cita extratos da obra de St. Hilário de Poiters sobre a Trindade de forma isolada, mas antes de começar a analisar esses textos, é importante entender o contexto do trabalho. Santo Hilario não está falando aqui especificamente sobre o primado de Pedro, mas ele está defendendo a doutrina da Trindade contra os hereges arianos. Aqui ele não nega o primado de Pedro, mas afirma que Pedro foi eleito para o ministério sob sua confissão de fé.

    Isto pode ser visto no que ele diz abaixo:

    “O qual no silêncio de todos os Apóstolos, ao reconhecer, por revelação do Pai, o Filho de Deus, mereceu uma glória sublime, que supera toda fraqueza humana, com a confissão de sua fé bem-aventurada” [53]

    “… Por isso tem as chaves do reino dos céus, por isso seus juizos terrenos são celestiais. Ele aprendeu, por uma revelação, um mistério oculto desde a eternidade, expressou a fé, pregou a natureza divina de Cristo, o confessou como Filho de Deus. Todo aquele que nega isto confissando que é uma criatura, deve primeiro negar o apostolado de Pedro, a sua fé, sua bem aventurança, seu sacerdócio, seu testemunho, e depois de tudo isso conhecido por ter sido afastado de Cristo, porque Pedro merecia todas essas coisas a confessar-lo como o Filho”. [54]

    A força do argumento de Santo Hilário contra os arianos era para fazê-los entender que negar Cristo em sua divindade, implicava em negar aquilo pelo qual Pedro mereceu ser chamado, as palavras gloriosas, por as quais foi eleito para seu ministério. Mas o sr. Saraví não se preocupou de maneira nenhuma em mencionar os outros (inclusos na mesma obra), onde Hilário se refere que Pedro foi estabelecido como a pedra fundamental da Igreja, e demonstra que para ele, ao contrário da perspectiva protestante, ambas as interpretações não são excludentes, mas complementares:

    “E o abençoado Simão,que depois desua confissãosustenta o edificioda Igreja e recebeu as chaves do Reino dos Céus” [55]

    O texto em Inglês traduzido por Philip Schaff (protestante) na obra Os padres da Igreja Primitiva em NPNF2-09 diz: “and blessed Simon, who after his confession of the mystery was set to be the foundation-stone of the Church, and received the keys of the kingdom of heaven”, que traduzido é ainda mais claro e explícito: “o abençoadoSimão, que após sua confissãodo mistério ,foi estabelecido comoa pedra fundamentalda Igrejae recebeuas chaves doreino dos céus”

    Outros textos onde mantém a mesma idéia:

    “Pedro acreditou primeiro, e é o príncipe do apostolado” [56]

    “O temor exitou os apóstolos por a sua humilhação na paixão (de modo que mesmo a rochasólida sobre a quala Igreja estavaa ser construídoestremeceu)” [57]

    “Ele [Jesus] tomou consigo Pedro, que já havia dado as chaves do reino dos céus, sobre quem ele estava prestes a construir a Igreja, contra a qual as portas do inferno não poderiam prevalecer de forma alguma, Aquele que ligasse ou desligasse na terra seria desligado no céu. Este mesmo Pedro, o primeiro confessor do Filho de Deus, o fundamento da Igreja, o portador das chaves para o reino celestial, e em seu julgamento na terra, um julgamento do céu” [58]

    Se tudo isso não fosse suficientemente claro, o seguinte texto o mesmo St. Hilário explica claramente como a confissão de Pedro foi a recompensa de ser nomeado portador das chaves e a de ser fundação da Igreja, que foi expressa com a mudança de nome.

    “E a certa confissãode Pedroobteveuma recompensadigna…Oh,por designação de umnovo nome, fundação felizda Igreja,euma pedradigna dacriação do quefoia dispersãoleisinfernais, e das portas do inferno, e todas as garras da morte! Oh tão abençoado guardião da porta do céu, cuja disposição são dadas as chaves para a entrada na eternidade, cujo julgamentosobre a terraé uma autoridadede um julgamentono céu,para que as coisasque são ligadasoudesligas naterra, assim sejamno céu …”[59]

    Ele também reconhece o Bispo de Roma como o Sucessor de Pedro e com Jurisdição sobre todas as províncias. Quando escreveu ao Papa São Júlio I:

    “E você, o irmão mais valorizado e amado, ainda que ausente de nós em corpo, presente no mesmo pensamento e vontade … Este é considerado o melhor e mais consistente, é a cabeça, que é a cadeira do Apóstolo Pedro, os sacerdotes do Senhor o informam (ou consulta) de cada uma das províncias “[60]

    Continua..

    NOTAS

    [1] Concilio de Éfeso, 431. Discurso de Felipe, Legado del Romano Pontífice, en la sesión III

    [2] Concilio de Calcedonia, Actas del Concilio, Sesión 2.

    [3] Concilio de Calcedonia, Actas del Concilio, Sesión 3.

    [4] Cita del Dr. Saraví: Sobre la Modestia, 21 (ANF 4:99)

    [5] Cita del Dr. Saraví: Contra Marción, IV, 13 (ANF 3:365)

    [6] Tertuliano. De praescriptione haereticorum, XXXVI.2-3

    [7] Tertuliano De praescriptione haereticorum, XXII.2-4

    [8] Tertuliano, De pudicitia 21

    [9] Cita del Dr. Saraví: Comentario sobre Mateo, 10 (ANF 10:456)

    [10] Cita del Dr. Saraví: Comentario sobre Mateo XII, 11 (ANF 10:456)

    [11] In Ios. Hom. 3,5

    [12] In. Ps. Hom. 37,2,5

    [13] De orat. 28

    [14] El Peri-Archon (De prencipiis), Prefacio 1-2

    [15] Orígenes, In Exod. Hom. v. n. 4, tom. ii. p. 145, ed. Del la Rue, Migne) in Charles F.B. Allnatt, ed., Cathedra Petri-The Titles and Prerogatives of St. Peter, (London: Burns & Oates, 1879),15-16

    [16] Orígenes, Comentario sobre Juan . 5:3; ANF, Vol. X, 347; cf. Jurgens, I, 202

    [17] (Orígenes, In Epist. Ad Rom. Lib. v. c. 10, tom. iv. p. 568 ), in Charles F.B. Allnatt, ed., Cathedra Petri – The Titles and Prerogatives of St. Peter, (London: Burns & Oates, 1879), 16

    [18] In Joseph Berington, John Kirk, eds., and James Waterworth, rev., The Faith of Catholics, vol. 2, (New York: Pustet & Co., 1884), 6-7

    [19] Epístolas 68:8 (ANF 5:374): Epístolas 26:1 (ANF 5:305)

    [20] Epístolas 68:8 (ANF 5:374): Epístolas 68:8 (ANF 5:374)

    [21] Cipriano. De la Unidad de la Iglesia. 4.5 (trad. Caminero 4,404-5).

    [22] Cyprian, Ep. ov. Ad Cornel. p. 83, in Colin Lindsay, The Evidence for the Papacy, (London: Longmans, 1870),22

    [23] Cipriano, Epístola 75,3

    [24] Cipriano, Epístola 54, 14. Sobre la legitimidad de la apelación a Roma

    [25] Cipriano, Epístola 59,9

    [26] Cipriano, Epístola 20

    [27] Patrología I, Johannes Quasten, pág. 329

    [28] Cita del Dr. Saraví: Demostraciones Selectas, 1:2-6,13, 19

    [29] Afraates, Hommily 7:15, De Paenitentibus, ed. Parisot in Patrología Syriaca, vol. 1, col. 335, in Michael M. Winter, St Peter and the Popes, (Baltimore: Helicon, 1960),58

    [30] (x,4). Tomado de Jesús, Peter & Keys, Butler, Dahlgren, Hess, pag. 226

    [31] (xxiii), “Afraates, in S. Herbert Scott, The Eastern Churches and the Papacy,(London: Sheed & Ward,1928 ),60

    [32] VII,15(Dom. J. Parisot,Patrología Syriaca Aphraatis Demonstrationes).

    [33] Efrén, Homilies 4,1
    Traducido de W. A. Jurgens, The Faith of the Early Fathers, Tomo I, (Collegeville, MN: The Liturgical Press, 1970),311

    [34] Efrén, Encom. S.S. Petri et Pauli.
    S.S. Herbert Scott, The Eastern Churches and the Papac, London: Sheed & Ward, 1928, 62-63

    [35] Efrén, Tom. ii. Syr. Lvi. Adv. Haer.
    In Charles F.B. Allnatt, ed., Cathedra Petri-The Titles and Prerogatives of St. Peter, (London: Burns & Oates, 1879), 41

    [36] Cita del Dr. Saraví: Sermón 1, Sobre la Fe 1,13

    [37] James of Nisibis, Serm. i. De Fide, n.i.13, Galland, tom. v.p.9), in Charles F.B. Allnatt, ed., Cathedra Petri-The Titles and Prerogatives of St. Peter, (London: Burn & Oates, 1879),18

    [38] James of Nisibis, Orat. Vii. De Paenit. no. 6,p.lvii. Galland.t.v.p.lxxxiv., in Colin Lindsay, The Evidence for the Papacy, (London: Longmans, 1870),27

    [39] Cita del Dr. Saraví: Comentario sobre Efesios (PL 17:380)

    [40] Ambrosiaster, Com. In Ep. Ad Falat. ii. II, Ap. Op. St. Ambros.), in Charles F.B. Allnatt, ed., Cathedra Petri-The Titles and Prerogatives of St. Peter, (London: Burn & Oates, 1879), 33

    [41] Ambrosiaster, Quast. 75, ex N. Test. In App. St. August. Tom. iii. 2894), in Charles F.B. Allnatt, ed., Cathedra Petri-The Titles and Prerogatives of St. Peter, (London: Burns & Oates)

    [42] Ambrosiaster, Comm. On Galatians, Migne Patr. Lat., vol. 17,col.344),in Michael M. Winter, Saint Peter and the Popes, (Baltimore: Helicon, 1960),62

    [43] Ambrosiaster, Comment. In Epist. i. Ad Tim. Inter. Op. S. Ambros.), in Charles F.B.Allnatt, ed., Cathedra Petri-The Titles and Prerogatives of Sst. Peter, (London: Burn & Oates, 1879),107.

    [44] Cita del Dr. Saraví: Comentario sobre los Salmos (PG 23:173, 176)

    [45] Historia Eclesiástica, por Eusebio de Cesárea, Libro VI,25; NPNF 2, Vol. I, 273

    [46] Historia Eclesiástica, Libro VI.14

    [47] Historia Eclesiástica, por Eusebio de Cesárea. Libro II.14. Simón el mago y Pedro
    Tomado de Eusebio. Historia de la Iglesia. Paul L. Maier. Pág. 72

    [48] Eusebio, Comm. In Ps. Lxix. t. i. p. 373, Nov. Collect.( in Joseph Berington, John Kirk, eds, and James Waterworth, rev, The Faith of Catholics eds., and James Waterworth, rev., The Faith of Catholics, vol. 2, (New York: Pusted & Co., 1884), 13.

    [49] Tomado de Eusebio. Historia de la Iglesia. Paul L. Maier. pág. 201

    [50] Cita del Dr. Saraví: Sobre la Trinidad, VI,36 (NPNF2 9:111)

    [51] Cita del Dr. Saraví: Sobre la Trinidad, VI,37 (NPNF2 9:112)

    [52] Cita del Dr. Saraví: Sobre la Trinidad, II,23 (NPNF2 9: 5)

    [53] Tomado de La Trinidad, Hilario de Poitiers, VI,20, BAC 481, pág 280-282

    [54] Ibid.

    [55] Hilario de Poitiers La Trinidad, VI,20

    Tomado de La Trinidad, Hilario de Poitiers BAC 481, pág. 259

    [56] Hilario de Poitiers, Comentario sobre Mateo 7,6 en Berington and Kirk, Faith of Catholic, 2:15

    [57] Hilario de Poitiers, Tract. In Ps. 141,8 in Berington and Kirk, Faith of Catholics, 2:15
    Traducido de Upon This Rock, Stephen K. Ray, pág. 203

    [58] Tract. In Ps. 131,8, in Berington and Kirk, Faith of Catholics, 2:14-15
    Traducido de Upon This Rock, Stephen K. Ray, pág 203. También puede ser encontrado en Jesús, Peters & Keys, por Butler, Dahlgren y Hess, pág. 231.

    [59] Hilario de Poitiers, Commentary in Matthews, 7,6 in Berington and Kirk, Faith of Catholic, 2:15

    [60] Hilario de Poitiers, Fragment 2 ex opere Historico (ex Epistle Sardic. Concil. Ad Juliaum) n.9, p. 629

    Testemunho Extraidos da Matéria de José Miguel Arrais Disponível em


  12. Ronaldo

    Quando observamos a palavra em Mt 16.18, encontramos um pronome que faz a grande diferença nessa interpretação: “e sobre ESTA pedra edificarei a minha igreja” quando Jesus falou quis mecionar que a PEDRA é ELE mesmo, pois existem três pronomes possessivos que demonstram a referência.
    ESSE: Próximo, mas não em posse.
    ESTE: Próximo, em posse.
    AQUELE: Distante, mas sabido
    Então, para acabar com as discursões:
    oloco aqui outras referências bíblicas que demonstram que:

    JESUS foi a Pedra rejeitada pelos judeus:
    Isaías 8:14: “Então Ele… Pedra de tropeço, e de Rocha de escândalo…”
    Mat. 21:42: “…A Pedra… rejeitaram, essa foi posta por cabeça de ângulo…”
    Atos 4:11: “Ele é a Pedra … rejeitada … posta por cabeça de esquina…”
    Rom. 9:33: “…Sião uma Pedra de tropeço, e uma Rocha de escândalo…”
    (Explicando: Os judeus achavam um escândalo o Messias morrer na cruz, já que O esperavam para assentar-Se no trono de Davi).
    E o mais importante:
    Efésios 2:20; 11:22; 5:23: “…Jesus Cristo é a principal Pedra de esquina… cabeça da igreja”.
    Em toda a Bíblia, a Pedra é identificado indubitavelmente a JESUS CRISTO, a Rocha Eterna:
    Números 20:11: “…Moisés levantou a mão, e feriu a Rocha duas vezes…”
    I Coríntios 10:4: “E beberam… da Pedra espiritual… e a Pedra era Cristo.”
    Deut. 32:4: “Ele [Jesus] é a Rocha, cuja obra é perfeita…”
    Salmo 18:2: “O Senhor é a minha Rocha…”
    Salmo 19:14: “…Senhor, Rocha minha e libertador meu!”
    Salmo 28:1: “A Ti clamarei, é Senhor, Rocha minha…”
    Salmo 89:26: “…a Rocha da minha salvação.”
    Salmo 95:1: “…a Rocha da nossa salvação.”
    Salmo 144:1: “Bendito seja o Senhor, minha Rocha…”
    E o próprio Pedro confirmou que a Pedra é Cristo:
    I Pedro 2:4: “…E chegando-vos para Ele [Jesus] – Pedra viva…”
    I Pedro 2:6-8: “Por isso, na Escritura se diz: Eis que ponho em Sião uma principal pedra angular, eleita e preciosa; e quem nela crer não será confundido. E assim para vós, os que credes, é a preciosidade; mas para os descrentes, a pedra que os edificadores rejeitaram, esta foi posta como a principal da esquina, e: Como uma pedra de tropeço e rocha de escândalo; porque tropeçam na palavra, sendo desobedientes…”
    Paulo define a questão com estas palavras incisivas:
    I Coríntios 3:11: “Porque ninguém pode por outro fundamento, além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo.”
    Jesus Cristo mesmo interpretou ser Ele a “Pedra Angular” de qual falava o Velho Testamento:
    Mat. 21:42-44: “Disse-lhes Jesus: Nunca lestes nas Escrituras: A pedra que os edificadores rejeitaram, essa foi posta como pedra angular; pelo Senhor foi feito isso, e é maravilhoso aos nossos olhos? Portanto eu vos digo que vos será tirado o reino de Deus, e será dado a um povo que dê os seus frutos. E quem cair sobre esta pedra será despedaçado; mas aquele sobre quem ela cair será reduzido a pó.”


  13. Frede

    Fernando, parabéns. Aos demais, procurai diligentemente ler êxodo 20.


  14. Mi

    Fernando que Deus te livre e guarde mesmo. A Paz do Senhor e o amor de Mãe Maria na sua t. Paz e bem!


  15. Isaac

    Lembrando que em 1 Pedro 2 ele fala que somos pedra. Sim pedra rejeitada pelo mundo mais eleita por Deus.


  16. Fernando

    Exatamente Ronaldo…uma papisa, pois não tinha ninguém homem na família mais na época para colocar no lugar… pegaram a mulher na época mesmo…e se não me falha era uma criança ainda por cima!!
    Deus me livre… vão pesquisar gente!!


  17. Ronaldo Macedo

    Excelente o texto inicial.
    Depois, infelizmente, foram muitos e muitos comentários sem senso comum.

    Há uma pequena diferença que tem que ser observada; Jesus falhou “sobre ESTA, e não sobre ESSA, é só observar o texto original.

    E se ELE falou ESTA (e falou), ele estava falando DELE, provavelmente apontando o próprio polegar para o peito.

    Alguém, vítima de uma lavagem cerebral satânica ousou dizer (com ódio e isto é bem comum na igreja católica ) que Deus PRECISOU de Maria. Que ridículo! Deus não precisa de ninguém.

    E os papas?

    Bem, teve papa celibatário que morreu de cifilis; outros que mataram seus antecessores; alguns que tiveram muitos e muitos filhos, sem se casarem; outros que eram homossexuais e depravados (nada contra os homossexuais) é muitos e muitos outros papas assassinos, ladrões, depravados e, pasmem, até um papa mulher.


  18. Fernando

    E olha que coisa interessante né Sans…quem está dizendo que a Pedra e Cristo…o próprio Pedro…rsrsrs…


  19. Fernando

    Sans… então vamos seguir nessa linha de sentido literário então ok?
    Quando no 1° livro de Pedro no capítulo 2 diz assim:
    Achegando-se a Ele, a Pedra Viva, rejeitada pela humanidade, mas eleita e preciosa para Deus, vós tbm como pedras vivas, sois edificados como casa espiritual, com o propósito de serdes sacerdócio santo, oferecendo sacrifícios espirituais aceitáveis a Deus, por meio de Jesus Cristo…..
    Enfim Sans… depois vc lê o capítulo inteiro!
    A pergunta que fica.. quem foi a Pedra rejeitada pela humanidade??
    Foi Pedro? Diga Sans… foi Pedro??
    Será que a Palavra de Deus se contradiz meu amigo??


  20. Patrício Fontenelle

    Essa interpretação está certa em muitos pontos, o único ponto a ser observado é que Cristo fazia referência de Pedra à sua palavra, que esta lhe foi dada pelo Pai. Pois a igreja(povo) deve serem fundamentados sobre a Palavra do Senhor e não sobre o homem. Cristo não ensinou sobre a pessoa dele, mas sobre o que ele pregava.


  21. SANS

    Falta talvez vontade de entender, o sujeito pode brigar contra alguém de religião diferente, mas jamais contra a literalidade do texto bíblico. Quando jesus disse ” Tu és Pedro e sobre essa PEDRA” claramente continua se referindo a mesma pessoa. Aliás, nós que fomos feitos do pó da pedra, fomos criados, em nós, após esculpidos do barro, foi soprado a vida, já Jesus não, ele é a mesma substancia de Deus, GERADO e não Criado, por isso ele não é nem NUNCA foi perda. jesus é DEUS !!! Como disse São João batista “Até das pedras Deus pode fazer descendentes de Abraão” Então quem diz que Jesus é pedra, está na verdade, tentando(demonicamente) tentando diminuir Jesus !!!


  22. Fernando

    Sobre Pedro ainda… aquele que segundo vcs seria o 1° papa!
    Como vc Tamires ou qualquer um aqui me explica a passagem quando Cornélio em Atos dos apóstolos se curvou perante Pedro querendo adora-lo e foi advertido assim:
    Levanta-te, eu sou homem como vc. ADORA A DEUS!
    Eu queria entender Pq os papas, inclusive o atual aceita ser adorado, ter a sua mão beijada enfim… como ele aceita tudo isso se Pedro, o tal 1° papa segundo vcs não aceitou.
    Pedro não seria exemplo nos dias de hoje?
    Está vendo Tamires?
    Está percebendo agora como vc está longe de Cristo salvador do mundo?
    Quanta coisa vc coloca na frente, para depois tentar chegar a ele?


  23. Fernando

    Sobre Maria ainda… só para seu conhecimento… foi gerado nela Jesus Cristo homem ok? Pois Jesus na natureza divina já existia desde a eternidade… mesmo antes de existir o 1° homem. No 1° livro da Bíblia (Genesis) está escrito numa parte:
    Façamos o homem nossa imagem e semelhança!
    Percebeu Tamires?
    Façamos…no plural!
    Com quem Deus pai estava falando?
    Então finalizando… Deus não têm nada com a nossa carne…em Maria foi gerado Jesus homem ..na natureza humana e só!
    Ele já existia desde muito antes querida!
    Maria como santa de Deus, foi só um instrumento para que fosse gerado nela Jesus homem!


  24. Fernando

    Até para tirar as dúvidas de todos aqui Tamires… aproveite e pergunte ao seu sacerdote onde está na palavra de Deus sobre:
    – Celibato ( já que Deus deu uma adjuntora a Adão e a partir disto foi constituída a família). Está escrito que o bispo deve ser marido de uma mulher e ter seus filhos em sujeição. Para que cuidando da igreja ele possa dar exemplo, pois como cuidará da igreja de Cristo, se não tem exemplo para dar? Como dará conselho a uma família se ele mesmo não tem uma)?
    – rosário
    – limbo
    – indulgência
    – vela
    – missa para os mortos.
    Lembrando hem… queremos a resposta dentro da Palavra de Deus. Não venha com dogmas de homens, como por exemplo, do papa, que sendo homem falível, como vc mesma disse na sua mensagem anterior, se faz de infalível.


  25. Fernando

    Uma última perguntinha Tamires…em qual livro e capítulo da Bíblia está escrito que Maria e a mãe de todos os homens??
    Aguardo anciosamente a resposta tbm!
    Repito… não me venha com tradição e invenção de homem. Na bíblia está a INFALÍVEL PALAVRA DE DEUS. Quero resposta dentro dela ok?


    1. aparecido almeida

      Fernando

      Uma última perguntinha Tamires…em qual livro e capítulo da Bíblia está escrito que Maria e a mãe de todos os homens??
      Aguardo anciosamente a resposta tbm!
      Repito… não me venha com tradição e invenção de homem. Na bíblia está a INFALÍVEL PALAVRA DE DEUS. Quero resposta dentro dela ok?

      02/07/2019 às 10:32 PM Responder
      Resposta – A Igreja é a coluna e o sustentáculo da verdade, e não a biblia, foi a igreja que fez a biblia, e não a biblia que fez a igreja, a igreja é prefigurada antes da criação do mundo.
      – 1 Timóteo 3,14-15
      “Escrevo-te estas coisas esperando ir ver-te bem depressa; Mas, se eu tardar, para que saibas como convém andar na Casa de Deus, que é a IGREJA do Deus vivo, a Coluna e Sustentáculo da verdade.”

      Foi Scott Hahn quem me mostrou este versículo. Ele me perguntou: “Então, Marcus, qual é a coluna da verdade?”
      Eu respondi: “A Bíblia, claro”.
      E ele: “Ah é?
      Mas o que a Bíblia diz?”.
      “Como assim?”, perguntei.
      Quando ele me disse para ler esse versículo, eu não esperava encontrar alguma surpresa; eu ensinei e preguei sobre 1 Timóteo muitas vezes.
      Mas, quando li esse versículo, foi como se ele tivesse aparecido do nada, fiquei de queixo caído.
      A Igreja!?
      Não a Bíblia?
      Este versículo sozinho fez minha mente e toda a minha vida mudarem de direção; a questão sobre qual Igreja era essa eu ainda não estava preparado para responder.

      – Texto bíblico procure – Na morte de Jesus na cruz , nas suas ultimas palavras ele chamou João o discípulo que ele amava, e você frenando e eu somos os discípulos que Jesus ama, e disse a João (naquele momento que representava toda a HUMANIDADE , incluindo ai eu, e você Fernando) – FILHO EIS A TUA MÃE, e virando pra MARIA sua mãe disse, EIS TEU FILHO, e termina o versículo bíblico dizendo, e deste dia em diante o discípulo a recebeu em casa. E vc Fernando nega em receber Marla como sua mãe, e mãe de toda a humanidade. E por isto que ela mesmo disse no magnifica – E TODA A GERAÇÃO ME CHAMARÃO, OU ME PROCLAMARÃO DE BEM BEM-AVENTURADA


  26. Fernando

    Sobre Pedro e Mateus viu Tamires, o Senhor converteu eles e logo seguiram o caminho correto… deixaram de transgredir. Agora sobre o papa… rsrsrs… desculpe… tenho que rir sobre vc reverenciar tanto aquele que ha pouco tempo atrás disse que Jesus FRACASSOU na cruz! Vai dar uma pesquisada… não sou eu quem está dizendo ok? Como terá o meu respeito um ser dessa espécie, que cometeu tamanha blasfemia na sua fala. Cristo Jesus derramou o seu sangue, entregou sua alma a morte por amor a nossas almas e perdão dos pecados e vc têm coragem Tamires, de colocar este blasfemo acima do nosso mestre Jesus??
    Agora sobre o pai nosso realmente vc está enganada (o). Pegue a bíblia em Mateus capítulo 6 vs 9-13. Lá diz que o Senhor ensinou os discípulos a ORAR o pai nosso e não a rezar. Pegue o dicionário e verá a diferença…orar significa dizer…falar. Rezar significa repetir… recitar! Já que estamos falando de bíblia, ou seja, da palavra de Deus…eu pergunto novamente… onde está escrito sobre a reza da ave Maria por exemplo?
    Está escrito sobre a oração do Pai nosso, que temos o livro onde está escrito e o capítulo… agora onde está escrito que devemos rezar a ave Maria 500x…1000x ?
    Pergunta para o padre da sua paróquia e se ele dar uma resposta convincente me converto ao catolicismo. Agora se ele falar que foi um padre do ano tralala ou um papa que ensinou…por favor…nem me fale! Eu quero resposta na palavra de Deus!


  27. Fernando

    Vamos na bíblia querida ou querido Tamires. 1° Timóteo cap. II vs 5 diz que há um só mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus!
    Falando um pouco mais de Maria, realmente, foi uma mulher pura, agraciada por este motivo a gerar o Santo filho de Deus…e só!
    Hoje ela dorme, na esperança de naquele grande dia ser despertada do sono e viver com Deus, seu filho e com todos que forem fiéis até o fim a eternidade… mais nada!
    Como alguém que morreu pode interceder por alguém? O seu filho vive e está a direita do Pai intercedendo por todos nós… isso que está escrito! E mais…em outra parte das sagradas escrituras escrito está: EU SOU O CAMINHO, A VERDADE E A VIDA. NINGUÉM VÊM AO PAI SENÃO POR MIM! Porventura seria porventura através de Maria que iríamos ao Pai celestial?? Então assim Tamires…a consideração que devemos ter por Maria simplesmente seria por isso…foi encontrado nela todas as qualidades para que no seu ventre, por divina obra do espírito Santo ser gerado o filho do Deus altíssimo…e ponto.


  28. Tamires

    Fernando e tem mais, quanto a repetições, se eu não estiver enganada Jesus ensinou aos homens a rezar: Pai nosso que estais nos céus, santificado seja o vosso nome …” isto não se pode repetir? Rezamos da forma que quisermos, está é nossa forma de conversar com Deus. Quem é você um mero homem julgador pra dizer como rezar e ainda pra falar mal do Papa, se Jesus chamo Mateus (um corrupto, cobrador de impostos) pra ser seu discípulo e até mesmo Pedro quem negou Jesus 3 vezes, quem é você pra julgar o ato de um homem humano, humilde. A igreja deste homem que você julga, não cobra valores de seus cristãos.


  29. Tamires

    Se é assim Fernando, porque o todo Poderoso DEUS precisou de uma intercessora na TERRA, MARIA, para dar vida ao seu filho???????? Ele é DEUS, ele é todo poderoso, ele não precisava ter intercedido a ela, até porque criou Eva das costelas de Adão, então assim ou de outra forma poderia ter realizado a vinda do filho dele. Maria é tão magnifica, pura, que ela representa a mãe de todos nós, nenhum mau conseguiu chegar perto dela, ninguém conseguiu interromper a gestão dela. ‍♀️‍♀️‍♀️‍♀️ Fico chocada como vocês veem a figura de uma mae. Pq se Jesus é o filho de Deus e ela a mãe do filho de Deus ela não é e nunca será qualquer uma. A Igreja protestante prefere mencionar 500 vezes o nome do capeta, do que o nome dela.


  30. Fernando

    Perfeito Edson… simples e direto!!!
    Os caras mataram Pedro e agora afirmam aqui que ele e o 1° papa?
    Quanta hipocrisia…Deus me livre e guarde!!


  31. Edson

    Desculpe amigo…. só corrigindo algo
    Pedro não fundou a igreja ‘CATÓLICA’, pois já havia sido fundada a Igreja em Jerusalém entes de Pedro ir a Roma. Pedro foi pregar o evangelho em roma e assim surgiu mais uma comunidade de cristã ligada aos apóstolos de Jerusalém. O catolicismo surgiu bem depois que mataram os santos apóstolos por perseguição dos Romanos.
    Quem fundou a “Igreja católica” foram os mesmos políticos que mataram Pedro, usurpando assim a Doutrina do Evangelho de Cristo e impondo resíduos do imperialismo e do paganismo Romano e introduzindo várias heresias no cristianismo pregado por Roma. Ou seja… aquilo que se costuma dizer que Jesus ou Pedro fundou a Igreja é mera crendice dos modernistas pós Constantino, seu primeiro “papa” pagão.


  32. Fernando

    Cardeal Angelo Beccil…pesquisem lá meus queridos! Cardeal do alto escalão do Vaticano! Só uma observação… não sou contra o homossexual e sim contra a prática. E se o nosso Deus foi contra, como vcs engolem uma coisa dessas, dita por este cardeal? Se ele diz isso sendo do alto escalão, imaginem os abaixo dele?
    Gente… acordem… está diante dos olhos de qualquer um!
    Sabe por que o Leonardo e outros não contra-argumentam?
    Simplesmente Pq contra fatos não há argumentos!


  33. Fernando

    Leonardo, o povo aqui está deixando de ser burro como vc, isso sim meu querido! Desperta tu que dormes tbm! Que padre Paulo Ricardo o que rapaz??!! Vai seguir as Palavras do Pai Eterno nas escrituras sagradas. Por isso fica nesta vida de burrice aí… seguindo DOGMAS HUMANOS. Não viu a última de um destes BURROS que vc tanto segue, venera e idolatra? Um tal de Ângelo não sei o que (cardeal muito próximo ao papa na Itália) disse: UM GAY PODE SER UM ÓTIMO SACERDOTE. Mantendo somente a castidade não tem problema algum! Leonardo, eu te pergunto:
    Vc concorda com isso ou prefere dar crédito ao que Deus deu para o apóstolo Paulo deixar escrito em Romanos capítulo 1° que diz: pelo que Deus os abandonou as paixões infames. Pq até as suas mulheres mudaram o uso natural,no contrário a natureza. E semelhante tbm os varões, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro. E como eles se não importam de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convém.
    Então querido Leonardo, busque conhecimento de Deus e não de homens. Saia desta vida de tradição e abra os olhos meu caro!
    Eu te pergunto: o que vc aprenderia de um sacerdote destes, que não ensina o que e abominável aos olhos de Deus e como um cordeirinho introduz estas coisas demoníacas na igreja de vcs?
    Vc têm coragem de comer esse pão embolorado e ainda quer que os outros vão junto com VC?
    Interessante que vc fala o que quer… que estão certos, que falo asneira, que e para deixarem de me dar atenção, etc e tal. Vc só não contra argumenta dentro das escrituras no que estou errado e vc certo!
    Queremos argumentos, conteúdo dentro da Palavra de Deus…e não que sou isso ou que sou aquilo!


  34. Leonardo

    Você que escreveu toda esta asneira! Veio da teologia da libertação? Você é protestante?
    Para vocês que se dizem católicos, estudem sobre o catolicismo em lugares melhores que este aqui! Estudem com quem realmente sabe e ama a igreja fundada por Jesus Cristo. http://www.padrepauloricardo.org neste site sim, você encontrará e tirará todas as suas dúvidas.
    As portas do inferno, jamais prevalecerão contra ela. Avante guerreiros, o diabo só persegue quem está no caminho certo, o diabo de tão soberbo, chega ser burro, que nos dá essa certeza. Quando estamos fazendo tudo certo e mesmo assim está difícil as coisas por causa da perseguição do Burro diabo, nos dá a certeza que devemos continuar fazendo o certo. Obrigado Deus, por deixar o burro, tentar nos atrapalhar, pois assim, sabemos que estamos certos. Seja inteligente e não deixe se enganar pelo Burro.


  35. Roberto

    O versículo 19 de Mateus 16 desmente totalmente o erro deste artigo. É Pedro sim.


  36. Marcus

    Walington, depois que li este texto entendi que vc quis me tirar da ignorância. Obrigado! Deus te abençoe e também sua família! Abs!


  37. Laura

    boa tarde uma pergunta na passagem de mateus 16:19 eu lhe darei as chaves do reino do Céu o q vc proibir na terra será proibido no Céu, estou estudando e compreende que JESUS. é a igreja e sobre essa passagem das chaves vcs podem me ajudar?


  38. William

    “Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificatei a minha igreja”.
    E foi a Igreja que Pedro edificou foi a CATÓLICA.
    As outras são gambiarra do capeta.


  39. Fernando

    Só complementando Cristiano…eu não disse várias repetições… eu disse vãs repetições ok?
    Tem sentido diferente!
    Vãs repetições são palavras vazias, sem conteúdo, sem virtude, sem sentimento, palavras simplesmente jogadas ao leo.
    Quem muito utilizava isso no passado era o povo pagão, da onde o catolicismo começou neste tempo a herdar tudo isso. Pesquise para vc ver!


  40. Fernando

    Vamos lá Cristiano!
    Não devemos usar de acordo as sagradas escrituras de v~as repetições . Isso quer dizer que não devemos usar de repetições sem conteúdo, palavras vazias e inúteis. O Senhor disse isso no sermão do monte. Não e pelo muito falar que serão ouvidos, principalmente de palavras vazias, sem virtude, sem sentimento de alma. Agora de acordo a passagem que vc citou em 26 de Mateus o Senhor Jesus estava numa angústia de morte naquele momento… orando com SENTIMENTO e não com palavras vazias.
    V~as repetições como ave Maria não sei o que , 50 vezes…o que tem de sentimento nisto e já que estamos falando de bíblia Cristiano, já que vc demonstra ser entendido… onde o Senhor ou os apóstolos deixaram escrito sobre essas rezas repetidas… onde está escrito sobre rezar 100 vezes a mesma coisa??


  41. Sergio Figueiredo Vieira

    Sobre esta Pedra é simplesmente a Igreja Católica.


  42. Cristiano

    Fernando, você falou aí em um comentário que não devemos orar de várias repetições. Pois peço para abrir sua Bíblia em Mateus 26, 44, a oração de Jesus no Getsêmani que diz: “Deixou-os e foi orar pela terceira vez, REPETINDO AS MESMAS PALAVRAS”. Espero ajudar. “Meu povo se perde por falta de conhecimento.” (Oseias 4, 6)


  43. Maria

    O livro de Mateus foi escrito em aramaico!! Devemos nos basear por ele, não somente pelo grego. E de acordo com o aramaico, a pedra é Pedro mesmo ‍♀️


  44. Renato

    “Feliz és, Simão, filho de Jonas, porque não foi a carne nem o sangue que te revelou isto, mas meu Pai que está nos céus.”
    São Mateus, 16 – Bíblia Católica Online

    Calem-se falsos pastores, falsos sábios, falsos doutores.


  45. Éber Batista Vidal

    Esta ou este , quem está faltando, essa ou esse , a quem se refere ou se referindo, Jesus estava falando com Pedro mas apontando para ele mesmo dizendo que a pedra era ele mesmo, pronto, uma simples revisão de português resolve as discussões kkk


  46. Fernando

    Quem viu o papa beijando os pés dos políticos no Sudão? Tá certo isso aí meu povo? Por favor… não me venham com discurso de humildade heim!!! Homem não deve se curvar perante homem jamais! Toda honra e toda glória somente ao Senhor Jesus. Foi um ato notoriamente antibiblico.. só não enxerga quem não quer! Ele está fazendo os católicos passar vergonha, isso sim! Vamos imaginar no tempo de Pedro, o qual vcs dizem ter sido o 1° papa! Pra quem ele se curvou e beijou os pés? Nos dias de hoje será que ele faria isso? Ahhhh.. por favor né meus queridos!!! Tenham dó!!!


  47. Fernando

    Querida Lúcia, então pode vir me acompanhar! O meu PASTOR já morreu e ressuscitou ha mais de dois mil anos e hoje está a direita do PAI intercedendo por nós!
    Preciso falar quem e esse PASTOR?


  48. Lucia

    Fernando
    O dia q seu pastor morrer por vc e os membros da sua igreja, É depois ressuscitar eu te acompanho irmãozinho.


  49. napoleão

    tirar o homem do foco da cruz e atrair pra si é a estratêgia maléfica católica.


  50. Paulo Henrique

    Pedro negou três vezes o Cristo, como poderia ser ele a pedra que Jesus Cristo está se referindo?. O fundamento da igreja está em Cristo Jesus, ele é a própria pedra que a igreja deve está afirmada.


  51. Pedro Morgado Silva

    Pedro esqueceu de mencionar o ocorrido no próprios livros. Foi mencionado apenas no evangelho de Mateus.


  52. Fernando

    Busque a Jesus Cristo e que ele seje seu único e suficiente salvador. Deixe de beijar mão de homem…deixe de adorar mais a criatura do que o Criador meu querido. Disse Jesus: Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao pai se não por mim! Está bem assim? Deixe de colocar intermediários ou intercessores e vai direto a ele!


  53. Fernando

    Outra coisa… sobre a igreja que foi fundada ha dois mil anos. Ela não tinha placa, não tinha idolatria, não tinha purgatório, não tinha missa do 7° dia, não tinha prossissao e um monte de outras coisas INVENTADAS POR HOMEM. Era uma igreja pura, santa, que seguia os preceitos de Jesus Cristo dadas aos santos apóstolos. Depois que a religião da época, denominada católica romana, por medo do imperador, começou a seguir essas mentiras por medo de morrer e tbm perder seus importantes cargos. Para com isso!!! Que igreja fundada a dois mil anos o que?? Saia da doutrina de homens que seguem a mais de dois mil anos e siga a Jesus Cristo que vive desde a eternidade!


  54. Sim o e

    Haroldo não perca seu tempo tentando explicar para quem só acredita no que o Pastor fala, tenho aprendido que a maior prova de que nossa fé Católica é sim a que Jesus instituiu pois estamos há mais de 2000 mil anos felizmente firmes na fé. Muitos mártires católicos morreram para que este monte de ignorantes na fé, tenham a bíblia debaixo do braço. Vamos rezar por estes irmãos que não conhecem a alegria de ser católico, a mente deles ainda está fechada e tudo o que eles sabem foi o Pastor quem disse….


    1. Fernando

      Sim… nosso pastor quem disse mesmo…nisso vc está certo meu caro! E este pastor se chama JESUS CRISTO. E não reze por nós não…o correto seria orar por nós, pois o nosso pastor ensinou que quando orarmos não devemos usar de vas repetições. Ou seja, orar e conversar com Deus e não ficar repetindo as coisas sem inspiração divina alguma. Até nisso vcs erram! Pede para o padre te mostrar na bíblia onde Jesus ou os apóstolos ensinavam a rezar… ficar repetindo aquelas ladainhas sem base bíblica. Ele não vai saber te falar, pois não existe. Aliás o título de padre…meu Deus do céu…como alguém pode te entitular PAI, sendo que o único está no céu? Jesus mesmo disse que o pai dele, que seria o nosso tbm está no céu! Acordem gente… acordem! Onde está na bíblia chamar homem aqui na terra de pai, espiritualmente falando!


  55. Leonidas

    Mt esclarecedor gostei demais que Deus abençoe


  56. Marcos Martins

    Bom muito bom e verdadeiro e mais verdadeiro ainda por que entendemos que Pedro edificou sua fé naquele que deu a ele as chaves do céu e a do inferno vendo que o maior é nosso Jesus e devemos adorar e ser devoto só de Jesus e Deus nosso criador .


  57. Fernando

    A pedra é Pedro. É para entender da forma que você lê.


    1. Fernando

      Por isso erram Fernando! A bíblia seria para entender somente o que se lê? Não sabe que nela está escrito que a letra MATA e o espírito VIVIFICA? Por isso está vc tbm nessa situação de acreditar naquilo que os homens ensinam e não no que está atrás das sagradas letras, escritas por homens sim, porém cheios do espírito Santo.


  58. Fernando

    Haroldo e os demais…. vamos ver o que o próprio Pedro disse em sua primeira epístola no capítulo 2.
    Nos vs 6, 7 e 8 diz:
    Pelo que tb na Escritura se contém: eis que ponho em Sião a PEDRA PRINCIPAL DA ESQUINA, eleita e preciosa; e quem nela crer não será confundido.
    E assim para vós, os que credes, é preciosa, mas para os rebeldes, a pedra que os edificadores reprovaram essa foi a PRINCIPAL DA ESQUINA.
    E uma pedra de tropeço e rocha de escândalo para aqueles que TROPEÇAM na palavra, sendo desobedientes para o que tb foram destinados.
    Agora eu pergunto:
    Pedro estava falando dele ou de nosso Senhor Jesus Cristo??
    Quem é a PEDRA PRINCIPAL?
    Aquela que fica na esquina e é a que segura toda uma construção…quem é essa pedra???


  59. Fernando

    Então tá Haroldo, continue adorando a homens, dividindo a glória do nosso SENHOR com pobres mortais como Pedro. Em Apocalipse no seu último capítulo, quando João foi se prostrar perante o anjo que mostrava as coisas inefáveis para ele, o anjo disse: olha, não faças tal; pq sou conservo teu e teus irmãos os profetas e dos que guardam as palavras desde livro. ADORA A DEUS!!!
    Então Haroldo, todas as vezes que vc achar bonito, honroso se ajoelhar diante do papa e beijar a sua mão, lembra-se dessa passagem nas sagradas escrituras. Vamos falar um pouco do salmos 115??
    A partir do vs 3.. pode acompanhar pela bíblia católica mesmo ok?
    Diz assim:
    Mas o nosso Deus está no céus: faz tudo que lhe apraz. Os ídolos deles são prata e ouro,obra das mãos dos homens. Tem boca, mas não falam, tem olhos mas não vêem, tem ouvidos, mas não ouvem, nariz tem, mas não cheiram, tem mãos, mas não apalpam, tem pés mas não andam, nem som algum sai da sua garganta. Tornem-se igual a eles os que os fazem e todos os que neles confiam.
    Então é isso…vc está reverenciando, adorando aquilo que está morto… aquele que como vc mesmo disse, está enterrado em Roma!
    MAS O NOSSO DEUS ESTÁ NO CÉU, JUNTO AO SEU FILHO (ÚNICO INTERCERSOR) ENTRE DEUS E OS HOMENS…E ESTÃO BEM VIVOS HEIM!! Deixe de adorar o que está morto e adore o que deu a vida por vc e por mim no duro madeiro da cruz, derramando o seu sangue inocente. Não foi Pedro que fez esta obra, nem João, nem Paulo e nem Maria. Toda honra, toda glória e todo louvor seja dado ao nosso Deus e a nosso Senhor Jesus Cristo…e para mais ninguém! Vc já viu ou ouviu algum padre, bispo, arcebispo ou o próprio papa pregar ou na hora do sermão falar sobre estas coisas??
    Carregar no peito, enrolado nas mãos ou colocar na parede a ARMA que matou nosso Senhor (a cruz). Está certo isso?
    Supondo que vc tenha um filho e de repente o matam com uma faca por exemplo….vc carregaria essa ARMA simbolicamente no seu peito, nas mãos ou penduraria ela na parede da sua casa? Vc acha que Deus Pai fica contente de vc carregar ou pendurar a arma que matou o seu filho, nosso Senhor?
    Vamos em Pedro novamente…ele era casado, conforme fala as escrituras! Dá onde vem o celibato? Eu te respondo…da doutrina de homens e não dá doutrina deixada por Jesus Cristo aos apóstolos.
    Sobre Mateus 16 Haroldo…leia o parágrafo todo e verás a fragilidade de Pedro. O Senhor disse a ele quando começou a repreender o Senhor que fosse para trás dele, pois estava servindo de escândalo, pq não compreendia as coisas que são de Deus, só dos homens.
    Quando disse que a ele seria dada as chaves do céu, ele mais na frente receberia o dom da Palavra…da pregação, de forma que em Atos dos apóstolos quando pregou para uma multidão, mais de 3 mil almas se converteram. Ou seja, pelo dom da palavra (chave que abre os céus aos incrédulos) se cumpriu o que está escrito em Mateus 16. Procure entender a essência da obra de Jesus Cristo na terra e deixe de adorar homens, imagens, mortos e não sei o que mais!!
    No dia da padroeira eu não vejo falar no PRINCIPAL DA FESTA, que deveria ser… nosso SALVADOR! Só se fala da mulher que no dia das bodas em Caná (João 2) foi repreendida e reprovada pelo filho quando quis INTERCEDER dizendo que havia acabado o vinho. O que o MESTRE disse a ela? Mulher, que tenho eu contigo? Ainda não é chegada a minha hora!! Viu? Não chamou nem de mãe e sim de mulher!! Ele é nosso ÚNICO INTERCERSOR conforme está escrito tb! Não divide sua glória com ninguém e não aceita alguém que seja superior a ele!!!


  60. Haroldo Mariano Neves

    É obvio que a Pedra é mesmo Pedro. Cristo sabia que Pedro seria a única pedra, capaz de edificar e espalhar pelo mudo afora, a sua Igreja. E mais ainda, Cristo deu a Pedro as chaves do Reino do Céu, e muito mais ainda, disse a Pedro, que o que ele ligasse na terra, seria ligado no Céu. “Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela;
    E eu te darei as chaves do reino dos céus; e tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus”.
    Portanto, nenhum outro teve de Cristo, tanto poder como Pedro. É bom lembrar, que Pedro está sepultado na Basílica de São Pedro em Roma. Portanto não é por acaso que ele esta la.
    Portanto, quer queiram, quer não queiram nossos irmãos Cristãos, de quaisquer tendências, a igreja de Pedro é a do Papa.

    Mateus 16:18,19


  61. José Jailson

    Verdade a pedra e o cristo


  62. Fernando

    E a passagem de Marcos 8 então gente?? Pedro foi repreendido por Jesus sendo chamado de SATANÁS!! Deus me livre, vcs só podem estar de brincadeira não é? Se fosse para considerar um dos apóstolos como papa, acho que deveria ser Paulo. Esse não casou, não negou a Jesus após sua conversão, repreendeu o próprio Pedro quando o viu se portanto como Lu me gentio no meio dos tais. Pedro mesmo disse na sua epístola que Jesus era a Rocha angular, a principal da esquina. Qualquer um sabe que é a rocha principal de uma construção. Gente… já deu né?? Vamos parando por aqui!


  63. Fernando

    Uai…a igreja católica tem um dogma sobre o Papa que diz que o tal é INFALÍVEL. Como podem dar tal título para um apóstolo que negou o Senhor por 3x? Outra.. papa, papa, arcebispo não podem se casar não é? E a passagem que Jesus entrou na casa da SOGRA de Pedro e a curou? O PRIVILÉGIO do casamento foi só pra ele?? E a última…a igreja católica foi considerada oficial por Roma somente no ano 316. E o primeiro papa eleito foi Leão em 390. Como pode Pedro ter sido Pedro eleito o primeiro papa, já que vcs dizem que ali nasceu a igreja católica??


  64. Fernando

    Pisou na bola na verdade várias vezes… tanto que Paulo uma vez o advertiu pw estava entre os gentios, se portanto como um gentio!! Ele era crente de verdade, mas bem cabeçudinho!!


  65. Fernando

    Uai….a igreja tem um dogma que diz que o papa é INFALÍVEL não é?? Como pode Pedro negando o Senhor Jesus 3x pode ser considerado INFALÍVEL? Pisou na bola 3x gente!!! Outra coisa…. padre, papa, arcebispo não podem se casar não é? E quando o Senhor entrou na casa da Sogra de Pedro e a curou? Ou seja… ele era casado!!! PRIVILÉGIO SÓ DELE ENTÃO?
    E pra finalizar… a igreja católica foi considerada oficial em Roma no ano de 316 e em 390 foi eleito o primeiro papa, na ocasião Leão. Como Pedro foi o primeiro papa então??


  66. Lucas

    MUITO BOM
    E
    VERDADEIRO!


  67. Elito Renato

    A grande e única discussão, é q os dissidentes do catolicismo não aceitam, q a única igreja criada pela fé de Pedro no Cristo foi a católica.
    A pedra pode ser a fé ou o seu próprio nome. Conforme traduções do aramaico, hebraico, latim e grego. Além do q vcs deveriam de uma vez por todas pararem com essa bobagem, prq Pedro, como os outros apóstolos são instituições do catolicismo, com imagens e tudo que temos direito. Pedro foi o fundador do catolicismo, q o resto aceite ou não. Simples assim, sem muita balela ou esse besterol todo.


    1. Fernando

      Pode até ter começado como Cristãos, mas depois que entrou politicagem e a idolatria para atender interesses próprios meu amigo…ali acabou tudo!!! E faz tempo heim!!!


  68. Fabiano Alves

    A Pedra é a afirmação que Pedro fez sobre Jesus ser o Cristo, Filho de Deus.


  69. FLAVIO CARDOSO

    Eu até aceito haver discussão sobre temas Teológicos, interpretativos. Agora negar que Pedro foi o Primeiro Bispo de Roma, o primeiro Chefe da Igreja, ai já é negar o que é histórico. O que esta registrado a dois mil anos, inclusive em documentos judaicos, que nem são Cristãos. E é claro que Jesus é a pedra principal do Cristianismo. É a Pedra ANGULAR a pedra que “os pedreiros” rejeitaram. (Pedra Angular é a Pedra principal, é aquela que da amarração a todas as outras numa construção que antigamente eram de pedras encaixadas. Mas, quando ele diz TU Simão serás chamado PEDRO, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja, ele estava nomeando Pedro como o Primeiro chefe da Igreja que é o Corpo de Cristo cuja cabeça é o próprio Cristo. (Colossenses 1:17 -18. E TU é a segunda pessoa da conjugação do verbo. Só faltava agora você querer trocar a segunda pessoas da conjugação do verbo para o primeiro. Fosse assim Jesus tinha dito EU e não TU. E porque então depois que Cristo já ressuscitado, pergunta a Pedro por três vezes se ele o amava? e nas três respostas afirmativas de Pedro, Jesus lhe disse APASCENTA AS MINHAS OVELHAS!O que é isso? Os pastores com medo de perder fiéis de suas seitas, mentem ao negar o que é histórico, registrado nos anais da história, e também bíblico. Fale a verdade, não tenha medo de dizer a verdade Pastor. Você sabe que você está errado. Não minta.


    1. Patrício Fontenelle

      Uma heresia é dizer que Pedro foi Bispo de Roma e fundador do catolicismo. Isso é como empurrar um cego na ladeira. Foi a própria Roma que matou os Apóstolos inclusive a Pedro. E agora querem nos dizer que são os queridinhos de Pedro. Hipócritas!!


  70. Dervelina de Freitas F Melo

    Quando Jesus se referiu a palavra pedra ele quiz dizer que pedro era uma pedra sem muito valor porisso ele seria aparti daquele momento uma igreja assim como nos somos hoje a igreja de Cristo. Predro foi transformado.


  71. MARCELO DE JESUS

    Muito bem explicado… Jesus é a Rocha que a igreja foi edificada, Pedro não pode ser o fundamento e nenhum dos apóstolos, pois são homens, e o alicerce da igreja não pode ser de homens.


    1. FLAVIO CARDOSO

      Bem explicado nada Marcelo. É porque você não tem conhecimento biblico para aceitar um erro histórico desse. É claro que Jesus é a Pedra principal do Cristianismo, ele é a Cabeça do Corpo que é a Igreja (muito citado nas cartas paulinas), Mas, quando ele diz TU é tu, não é EU, Ele não disse eu sou a Pedra, Ele disse TU, e depois de ressuscitado Jesus ainda diz tres vezes a pedro APASCENTA AS MINHAS OVELHAS (João 21), por tres vezes ele diz apascenta as minhas ovelhas. O que é isso? Ele estava dizendo a pedro que ele seria o primeiro chefe da Igreja, o primeiro Bispo de Roma. Seguido sucessoriamente depois por LINO, CLETO, CLEMENTE, EVARISTO, TELESFERO, ETC… etc… etc…. até o de numero 266º hoje PAPA FRANCISCO. Marcelo, estude e houve a Igreja de Jesus Cristo que é a Católica meu irmão. Não cai em conversa fiada de pastores que não sabem fazer outra coisa que não seja mentir a respeito da Igreja de Cristo. UNA, SANTA, CATOLICA E APOSTOLICA. Fique com Deus.


  72. Frank

    .São Mateus, Capítulo: 16
    18. E eu te declaro: tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja; as portas do inferno não prevalecerão contra ela
    19. Eu te darei as chaves do Reino dos céus: tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus.


  73. Frank

    Mateus 16,19.


  74. Edson Pereira

    Mt 16:17 Jesus refere-se ao apostolo como Simão.
    Mt 16:18 Jesus nomeia o apostolo de Pedro.
    Mt 16:19 Jesus diz que dará “a essa Pedra” as Chaves do Reino do Céus.

    Como dizer que Jesus é a pedra descrita no versículo 18, depois que ler Mt 16:19?
    Jesus é a pedra angular pq Ele é o cabeça da igreja.
    Mas a igreja é edificada sobre FUNDAMENTOS dos APÓSTOLOS e PROFETAS, que são o corpo de Cristo.(ef 2:20).


  75. Edison

    a paz de Cristo irmandade preciso receber um estudo sobre Mateus cap 16 v 19 e a continuação do es boço sobre esta passagem sobre pedro me mandem por email ou postem com endereço do site pra que eu possa achar. Deus abençoe.


  76. Luis Carlos Ramos

    A pedra, fundamental do Cristianismo, a que Cristo se referiu, foi a declaração de Pedro:
    __ Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo.


  77. Isaque Silva Brasileiro

    Ola Irmãos e Irmãs , Sou da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos últimos Dias (Mórmons), as escrituras falam por si só , não estou aqui pra convencer ninguém , quem convence é o espirito .. A pedra viva é Cristo(I Pedro 2:4-6) – A rocha é Cristo(I cor 10:4) – Jesus é aquele em que as escrituras dizem ser a Pedra (ATOS 4:11) e muitas e muitas outras passagem afirmam isso … Não entendo como algo tão claro que consta nas escrituras geram ainda tantas dúvidas… (Mateus 22:9)…


    1. Isaque Silva Brasileiro

      Como membro da Igreja de Jesus Cristo , Cremos na Bilbia e em outras obras padrao , Como o livro de mormon e doutrinas e convenios (Revelações modernas ) que se harmonizam perfeitamente com a Rocha da Biblia sagrada que é Cristo!!!!

      Fontes: https://www.lds.org/scriptures/gs/rock?lang=por
      https://www.lds.org/general-conference/2010/10/of-things-that-matter-most?lang=por

      Rocha
      Ver também Evangelho; Jesus Cristo; Revelação

      Em sentido figurado, Jesus Cristo e o Seu evangelho, que são um firme alicerce e sustentáculo (D&C 11:24; 33:12–13). A palavra rocha também pode referir-se à revelação, por meio da qual Deus torna conhecido o Seu evangelho ao homem (Mt. 16:15–18).

      Ele é a Rocha, cuja obra é perfeita, Deut. 32:4.

      O Senhor é o meu rochedo, nele confiarei, 2 Sam. 22:2–3.

      Uma pedra foi cortada, sem mãos, Dan. 2:34–35.

      Estava edificada sobre a rocha, Mt. 7:25 (3 Né. 14:25).

      Jesus Cristo é a pedra que foi rejeitada, At. 4:10–11.

      A pedra era Cristo, 1 Cor. 10:1–4 (Êx. 17:6).

      O que está edificado sobre a rocha recebe a verdade com júbilo, 2 Né. 28:28.

      Os judeus rejeitarão a pedra (Cristo) sobre a qual poderiam edificar, Jacó 4:15–17.

      É sobre a rocha de nosso Redentor que devemos construir o nosso alicerce, Hel. 5:12.

      Os que edificam sobre as doutrinas de Cristo, edificam sobre a sua rocha e não cairão quando vierem as inundações, 3 Né. 11:39–40 (Mt. 7:24–27; 3 Né. 18:12–13).

      Um homem prudente edificou sua casa sobre a rocha, 3 Né. 14:24.

      Se estiverdes estabelecidos sobre minha rocha, a Terra e o inferno não poderão prevalecer, D&C 6:34.

      Aquele que edificar sobre esta rocha jamais cairá, D&C 50:44.

      Eu sou o Messias, o Rei de Sião, a Rocha do Céu, Mois. 7:53.

      Irmãos adventistas temos coisas muito em comum além do que vcs imaginam… revelações e profetas modernos é uma delas!!!!


  78. Marconi, graças a Deus, Católico

    Discordando do irmão, em relação em não querer aceitar a primazia de Pedro (talvez por ser protestante), caso naquele momento Jesus não estivesse se referindo a Pedro, o restante do texto (…Eu lhe darei as chaves do Reino do Céu, e o que você ligar na terra….) não faria sentido algum. Essa é visão e interpretação que querem dar. Mas, apòs Ressussitado, toda essa tese cai, em Jo 21,15-19.


  79. Rafael Montenegro

    E Simão Pedro, respondendo, disse: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo.
    E Jesus, respondendo, disse-lhe: Bem-aventurado és tu, Simão Barjonas, porque to não revelou a carne e o sangue, mas meu Pai, que está nos céus.
    Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela;
    E eu te darei as chaves do reino dos céus; e tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus.

    Mateus 16:16-19

    As chaves do reino é dada a quem? a Jesus mesmo?


  80. Marla

    Eu li interpretei da seguinte maneira: que Pedro é forte como pedra ou rocha e Deus sim edificou igreja nele, pq todos somos templos do Espirito Santo. Além disso queridos no português o pronome esta refere-se a algo que está afastado do interlocutor( a pessoa que fala) então fica claro que Deus não se refere a Ele mesmo.


  81. hudson

    tá dificil de entender ou quer que desenha? “Eu te darei as chaves do Céu……………”
    ” apascenta as minhas ovelhas….,Jesus confirmou isso 3 x a Pedro ” querem confirmação maior ou: A favor de voces tudo é literal na bíblia; ai, ai, ai ; quando não é… aí é interpretativo, né!.


  82. Samuel Sales

    Quando deixamos a palavra de Deus se interpretar o mistério de Deus é desvendado.


  83. Andre Feliphe

    Pedro tu es pedra e em cima de ti edificarei a MINHA IGREJA, Jesus foi possessivo A MINHA e não a igreja fundada por esse pastor ou aquele pastor. Essa livre interpretação da biblia por muitos gerou esse monte de portinhas denominadas igrejas. cuidado isso leva para o innferno


  84. Alexis Oliveira

    É lamentável como pessoas interessadas em separar cristãos em função do lucro fácil que a religião pode proporcionar, promovem a desunião da Igreja de Nosso Senhor Jeusus Cristo preparando e usando os filhos do inferno (Mt 23,15) para aventurarem-se interpretar o que não precisa de interpretação face a clareza de muitas passagens das Sagradas Escrituras; nesta, especialmente nesta, Jesus é muito claro ao delegar prerrogativas e autoridade a Pedro como líder da sua Igreja. Pedro não poderia se dar ao luxo de “exibir” sua autoridade; pois o Divino Mestre determinou: “quem quiser ser o primeiro que seja último” (MC 9,30-37). Por isso o chefe da igreja é obrigado pelo bom senso e sobretudo obediência ao Senhor Jesus a humildemente se autoproclmar “SERVO DOS SERVOS DE DEUS”; está lá apenas para servir e passa por insuportáveis dores e sofrimentos por isso; é malodosamente vigiado (como Jesus foi e é ainda) para que diante de qualquer deslize ou erro ser vilipendiado (como Cristo tambpém foi…) O chefe da Igreja está lá,sob a Cátedra de Pedro em primeiro lugar para obedecer a Deus servindo aos cristãos, apontando os caminhoss para a Eternidade, o Paraíso. Esta Igreja é a única que não foi fundada por pecadores (apesar de ter pecadores em seu meio); toas as seitas foram fundadas por pecadores (Rm 5,12). Estes pecadores fundadores de seitas que falam mal da única Igreja Fundada por Cristo) se acham no direito de apontar os pecados dos outros com a trave nos olhos (Mt 7,4)… já pensei em pertencer a uma seita protestante; mas prestando atenção nos cultos que assisti e até frequentei numa ocasião notei que 99% das pregações são amparadas no Antigo Testamento… e se dizem evangélicos? Por isso decidi continuar na Igreja fundado pelo único que não pecou, mesmo tendo que suportar os defeitos (meus e dos outros), pecados, injustiças e outros desconfortos que o pecado promove. Entretanto, assisti pela TV pastores fazendo maravilhosas pregações que nos ensinaam sobre o incontestável Amor de Deus por nós e elucidavam a respeito do Senhorio e Autoridade de Nosso Senhor Jesus Cristo a quem devemos obedecer e amar. Assim sendo, pecador que sou em busca de salvação, tenho que reconhecer no meio do joio, o trigo de boa qualidade.
    Que o Senhor Jesus nos abençoe e nos quarde nos caminhos da santidade e da paz, livrando-nos de todos os males, Amém!


  85. Adyr Sebastião Ferreira

    As dúvidas existentes nesse texto decorrem da “confusão” que existe no protestantismo, cujas milhares de seitas e “igrejas” vivem batendo cabeças umas com as outras, sem entrarem nu8n acordo mínimo doutrinal. O pastor esconde o fato de que Jesus falava aramaico, e não grego, e naquele idioma não há nenhuma diferença entre Kephas e Kephas (Rocha e Pedro). Em Há uns 80 anos passados, o Padre Leonel Franca S.I. manteve uma polêmica com um grupo de “doutores da lei” do protestantismo. E o mais ilustre entre estes, o Rev. Otoniel Mota, confessou com todas as letras em seu livro O Papado e o Padre Leonel Franca, Rio, 1935, p. 5, que na atualidade (já àquela época) o protestantismo culto abandonara a interpretação contrária à da Igreja Católica. Disse que na Europa e nos EEUU não havia mais exegetas anticatólicos que afirmassem que a Pedra não era Pedro. Mas o protestantismo indígena tem péssima memória, e os pastores atuais (como o senhor, por exemplo) tentam ressuscitar aquela versão carcomida, silenciando o que seus próprios campeões disseram e reconheceram no passado! A sua argumentação é velhíssima e puída, e foi vulgarizada no Brasil por Eduardo Carlos Pereira (e depois por Lisaneas Cerqueira Leite e Ernesto Luiz de Oliveira, que o repetiram amoucamente). Mas há uns cinquenta anos o melhor historiador do protestantismo no Brasil, o presbiteriano Émile G. Leonard, admitiu que essa polêmica se caracterizou por ser “respostas fáceis de Leonel Franca a um fraco livro de apologética de Eduardo Carlos Pereira”. Como se vê, os protestantes não tem a lealdade de reconhecer o próprio passado histórico, e nem mesmo consegue ser originais! O Padre Franca mencionou mais de uma dezena de grandes exegetas protestantes que admitiam a versão católica (atualmente recordo-me do protestante Von Allmen). Mas fazendo de conta que nada disso existiu, os “polemistas” do protestantismo atual repetem essa sua versão falida como um disco quebrado, e como se até hoje nada sobre isso tivesse sido dito! Falta-lhes lealdade! Falta-lhes originalidade!


  86. elinaldo mendes da silva

    Jesus é a rocha< e nós somos fraguimentos,quer dizer somos pedrinhas que vamos nos unir a rocha.


  87. PEDRO RAMOS

    A sim como Adão representou toda uma raça humana em um corpo mortal e pecaminoso e atingiu a todos os seres Humanos -também Deus usou abraão como um só para através de Abraão representar todos nos através do dom da fê- e outros homens como refere-se algumas referencias bíblicas- como exemplo Jesus também usou pedro para representar todos nos como Igreja verdadeira quando jesus disse: Pedro tu es pedra sobre esta pedra edificarei a minha Igreja- Jesus falou do corpo de Pedro- sendo a sim todos nos ao reconhecer Jesus como o senhor da nossa salvação- logo somos a pedra de Pedro onde jesus abitaria- então esta e a interpretação da Igreja Verdadeira o nosso próprio corpo- nós metaforicamente somos Pedro onde jesus quer formar sua igreja dentro de nós mesmo- logo entendemos que podemos levar a concepção de que existe um certo “erro de linguagem”- podemos entender de que não existe o nome igreja assembleia- igreja quadrangular- igreja católica- igreja batista etc. são denominações religiosas- porem a igreja verdadeira e chamada pelo nome de Jesus e não por nome de sistemas humanos- a igreja de jesus não pode estar partidarizada ou divida por sistemas humanos denominacional- cada qual nos seus próprios conceitos- algumas defendem suas denominações como igreja verdadeira- porem somente o corpo de carne e osso refere-se a verdadeira – a pedra de Pedro onde jesus habitara- esta e a interpretação da profecia de Jesus Cristo sobre Pedro- Pedro representou todos nos naquele momento- eu você e toda uma raça humana poderemos ser o templo de Deus a igreja verdadeira —REF. levítico 26.12–1 corintios 3.16–2 corintios 6.16 ( O REINO DOS CÉUS ESTA DENTRO DE VOS lucas 17.21) –apocalipse.19.10


  88. Pedro Ramos

    a pedra de Pedro e a igreja verdadeira- quer dizer que Jesus iria entrar dentro dela- logo não existe igreja com nome denominacional ou sistemas religiosos- sendo a sim a igreja seria o corpo humano- e não um templo construído por mãos humanas- e sim o próprio corpo do ser humano seria a verdadeira igreja- Pedro representou profeticamente todos nos onde deus abitaria -as igrejas denominacionais estão divididas e partidarizadas em sistemas como as evangélicas- não existe igreja assembleia- igreja batista- igreja católica- ou vice versa- a igreja e chamada pelo nome de Jesus o corpo de carne e osso- essa e a interpretação da profecia Pedro tu es pedra e sobre esta pedra edificarei minha igreja -quer dizer todos nos somos a pedra de Pedro a igreja verdadeira*


  89. Antônio João da Silva

    Meus caros, por que procuram confusão?
    Não se deve mudar a palavra de Deus. Em Jo. 1.42, Jesus atribui a Simão o nome Cefas (que quer dizer pedra), se em Deus não existe confusão, seria muito confuso que que em Mt. 16.18, a pedra não fosse Simão.
    Vamos ter, todos nós, cuidado em não mudar a palavra de Deus, principalmente usando de “ideologia religiosa” – querer angariar partidários para “minha denominação”, por meio de manipulação de significados interpretativos, o que claramente o artigo acima fez.


  90. Sandra

    Também entendo que “pedra” se refere ao Cristo, e o seu amor por nós.
    Acredito que é sobre o amor de Deus por nós que se edificara a palavra.
    Já que o amor tudo suporta, tudo transforma..


  91. Armindo Jose Nardes

    Eu queria apenas entender uma coizsa: No meio de tantas denominacoes de Igrejas, qual o nome da Igreja, instituida por Jesus Cristo, Catolica, Evangeica e etc.?


  92. Ana Emília

    Olá, boa tarde! Eu só gostaria de deixar aqui um comentário. Enquanto leiga que sou, sinceramente devemos ter muito cuidado ao tecer comentários sobre as Sagradas Escrituras. Creio, e não acho, que somos todos filhos de um só Deus. Portanto somos irmãos independente de qual for a nossa crença até mesmo dos que se dizem Ateus. E o que aprendi na Bília é que à ela não deve ser acrescentada nem retirada uma só palavra. Muitas vezes perdemos tempo em tentar convencer outros irmãos de entender a Palavra do nosso ponto de vista, quando na realidade é o Espírito Santo de Deus que nos explica. Não será portanto a explicação humana que nos revelará a verdade do questionamento levantado nesta conversa( “Quem é a pedra…”), mas, a intimidade espiritual que se adquire a medida em que me empenho em ouvir e meditar a Palavra de Deus. É como diz na Bíblia, “que tem ouvidos ouça”. Então o que importa não são os entendimentos individuais, tão pouco em concordar ou discordar. O que Deus espera e que nós vivamos para servir e não ser servido. Encontremos a face de Cristo na pessoa do próximo que está do nosso lado e muitas vezes não nos damos conta disso.
    Senhor aumentai a nossa fé e desatai as amarras que nos impedem de praticar as boas obras. Deus nos abençoe, Amém. Fiquem com Deus.


  93. Edvaldo

    Como ler a bíblia:
    1 ) Com um dicionário;
    2) Ler consciente que a bíblia não é uma pizza onde você come apenas um pedaço, mas ela deve ser entendida como uma coisa única.
    3) Você possui o Espírito Santo dentro de você, não precisa de ninguém dizendo o que tem ou não na bíblia, leia com atenção, dedique tempo e leia da forma certa.
    4) Deixe de ser um alienado.

    Obs: Com certeza esses comentários não serão aprovados, mas tirei print’s deles mesmo assim


  94. Rafael

    Aquela relativizada básica. Pedro no Hebraico antigo significava pedra.
    Além do mais como Jesus iria edificar ele mesmo.


  95. Francisca Maria Alves Lima

    E onde fica a responsabilidade que Jesus deu a Pedro: “Eu lhe darei as chaves do Reino dos Céus e o que você ligar na terra sera ligado no Céu e o que você desligar na terra será desligado no Céu. (Mt 16, 19)


  96. José do Carmo

    Para aceitar Jesus como muitos herege diz: agora aceitei Jesus agora tô salvo,mas continua naquela vida mundana. Pra seguir Jesus realmente é só para os forte que teve a ousadia de largar a vida mundana pra segui_lo, viver uma vida de pobreza e humildade entregando_se sua vida pra dedicar_se ao próximo, entregando_se a sua vida pra Jesus sem pensar em recompensa, agora quem de nós hj tá preparado para isso, viver na pobreza só com o necessário contando com a graça de Deus agora sobre os santos que vc citou, eles teve a ousadia de aceitar Jesus entregando suas vida a ele sem interesse de riqueza como vejo muitos protestante que enche a igreja do falso bispo Edir Macedo e companhia ltda em troca de riqueza, de prosperidade de vida. Eu como católico tô careca de saber que Jesus é o centro do cristianismo, só pedimos a intercessão para que tenhamos coragem de ser forte com eles foram.


  97. tereza

    olá Leonhard nao olhe Pedro com os olhos de Deus, pois se comparado a Cristo ele nao é nada mas se olhar de baixo com os seus olhos de pecador vai ver nele um grande homem, um apostolo de Cristo, e jamais Jesus o chamaria de insignificante, pois ele recebeu de Jesus as chaves do Reino dos Ceus. desce desse trono colega ele nao te pertence. pare de julgar com olhar divino pois podera ser amaldiçoado.


  98. Josenor

    Simão Pedro tu me amas, sim senhor tu sabes que te amo, Apascentas as minhas ovelhas, 3 vezes Jesus pergunta a Pedro, 3 vezes Pedro Responde.Jesus deixou pedro como sucessor, fato!! Não temos que discutir. Jesus da plenos poderes a Pedro. Tudo que ligares na terra será ligado nos seus e tudo que desligares na terra será desligados também nos céus. Como podem dizer ser a igreja adventista a igreja verdadeira? Essa sim, junto com outros que surgiram depois de 1517, foi fundado por homens.


  99. Antônio carlos

    Como Jesus vai mandar o próprio Jesus fundar sua igreja. Assim como Deus mudou o nome de seus servos depois que lhes deu uma missão: exemplos. Jacó passou a ser Israel. Abrão passou a ser Abraão. Saulo passou a ser Paulo. E Simão passou a ser Pedro que significa pedra e sobre essa pedra foi fundada a igreja de Cristo á mando do próprio Cristo.
    Se não fosse dessa forma o próprio Jesus não tinha mando Pedro apascentar suas ovelhas. Pois por 3 vezes Cristo perguntou Pedro tu me amas? E depois mandou que Pedro apascentar suas ovelhas .


  100. Mônica

    Se não é o próprio Pedro a pedra a que Jesus se refere nesta fala, pq então Jesus deu o nome de Pedro a Pedro (significa pedra), que antes era Simão?

    Se a Pedro não fosse dada liderança alguma, como vcs afirmam, pq Jesus, logo em seguida, disse “tudo o que ligares na terra será ligado no céu e tudo o que desligares na terra será desligado no céu”?


  101. Nikki

    Perfeitamente claro.


  102. Carlos Godoy

    Se Jesus está falando “tu é pedra”, está se referindo a outra pessoa, não a si próprio. Como se explica isso?


  103. Marcelo

    Mas como explicar que depois de dizer isso sobre construir sua Igreja, Jesus adota um tom mais direto em relação a Pedro e lhe diz: “Eu te darei as chaves do Reino dos céus: tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus.”?

    Aqui Jesus está falando tão diretamente a Pedro! Ele lhe está transmitindo autoridade. Mais claro seria impossível. Como explicar isso?


  104. Leonhard Heilinger

    Como ficou salientado no ultimo paragrafo, pautando-se na parábola na qual Jesus salientou que o homem sábio constrói sua casa sobre a Rocha, a qual representa a fé em Jesus Cristo, fica claro para os cegos, que Pedro é apenas um homem insignificante comparado ao próprio Deus feito homem, que morreu em prol da salvação da humanidade, e enquanto muitos pagãos continuam depositando sua fé em imagens de homens e mulheres, ditos santos, eu continuarei depositando a minha na unica Rocha que é Cristo, sobre qual quem crê na Graça, edifica sua vida.


  105. Caio Bruno

    Muito bom essa explicação, Jesus é a pedra, porque se a pedra fosse Pedro, a igreja teria caido quando Pedro negou Jesus 3 vezes.. Então a pedra é Jesus, vários vérsiculos afirmam isso claramente. Obrigado!


    1. Francisca Maria Alves Lima

      A Sagrada Escritura tem que interpretada à luz do Espírito Santo e não que se pensa, casa passagem é uma lição de vida.


  106. Serafin Netho

    O significado do nome PEDRO já responde!
    …sem mais!


  107. Edmilson Nascimento

    Quando Pedro respondeu a Jesus, tu és o filho do Deus vivo,
    Disse Jesus: Não foi carne, nem sangue que to revelou, mas meu pai que esta no céu.
    Também eu te digo, que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela.’

    Deus revelou para Pedro o fundamento da Igreja, (tu és o filho do Deus vivo)
    Jesus confirma a revelação, e diz: Também eu te digo, que tu és Pedro (pequena pedra)
    E sobre esta pedra (A revelação, tu és o filho do Deus vivo)
    Edificarei a minha igreja (A Igreja subsiste no nome de Jesus)

    Quanto a chave do reino: É a palavra de Deus.


  108. Serafin Netho

    Interpretar essa passagem Bíblica dessa forma é o mesmo que dizer que o nome Pedro ñ significa PEDRA!!!
    Me assustam interpretações como essa e outras muitas, muito embora a própria palavra alerta nos a esse respeito!!!
    A passagem é inequivocamente CLARA!!!


  109. Rafaela

    Muito boa a pergunta e a Resposta… Quero estar sempre firme nessa pedra tão importante e fundamental em nossas vidas!!!!
    Que Deus lhes abençoe Irmãos.


  110. Magnus Tullah

    Muito Bem elaborado, totalmente convincente… correto e de fácil entendimento.


  111. agnailton amaral

    a pedra simbolizava pedro mais o centro de tudo e jesus amem!


  112. layane

    muito boa a explicação..
    continue sempre assim.. parabens


  113. ROSICLÉIA LIMA DE MORAIS

    Os programas da novo tempo são excelentes,gosto das programações de ouvir quando tenho a oportunidade,mas mesmo assim aproveito o maximo de tudo o que posso ouvir e assistir,um grande abraço de sua irmã em cristo nos veremos quando jesus voltar.


  114. JOSÉ DOS REIS SILVA JÚNIOR

    Deus nos mostra neste verso que a pedra é Cristo e Ele é a fundação da igreja primitiva que hoje se chama Igreja Adventista. Amém.


  115. Ednagila

    Creio que a pedra seja nosso Senhor Jesus Cristo.


  116. Claudete Nascimento

    Como sempre vcs são demais. Parabéns!


  117. RENATO

    Perfeita explicação, parabens!!!