doe agora

Ouça agora:

Arena do Futuro
Rádio Rádio

Festa das Primícias ressalta ato de reconhecer a providência divina


Desde o ano de 2004 a Festa das Primícias está ganhando público. Ela leva caravanas de todo o Paraná até a pequena região de Mamborê Sítio, há cerca de 150 quilômetros de Maringá. Neste ano, a festa ocorreu no dia 07 de maio, reunindo mais de 3 mil pessoas. Ilson Gomes é líder de mordomia cristã no local e organizador do evento, ele explica que o principal foco da festa é a gratidão. “O principal atrativo da festa é a programação em si. Uma criança sendo apresentada a Deus, um batismo, as oferendas depositadas no altar por famílias da igreja. A gente entende que os atrativos são estes”, expressa Gomes.

Na Bíblia a palavra “primícias” foi utilizada para descrever os primeiros frutos do campo ou dos rebanhos, que eram oferecidos em gratidão a Deus. Nos tempos bíblicos as primícias representavam o início da colheita. No livro de Provérbios, capítulo 3 e versículo 9, está descrito o motivo deste agradecimento acontecer. “Honra o Senhor com teus haveres, e com as primícias de todas as tuas colheitas”, diz a Bíblia.
Este programa é realizado anualmente e tem por base o reconhecimento da soberania de Deus na Terra, a gratidão pela providência divina nos campos e a fidelidade.  As famílias que frequentam a igreja local entregam a Deus as primícias daquilo que produzem. Num momento único, cada integrante das famílias caminha até o altar para depositar simbolicamente 10% de sua colheita. O pastor Isaac Almeida, um dos líderes da Associação Norte Paranaense (ANP), explica a importância do evento. “Para a igreja local é o reconhecimento pelas bênçãos de Deus na terra. Por se tratar de uma região plenamente agrícola eles observam que Deus deu a terra e devolvem os primeiros alimentos e animais a Deus “, explica o pastor Almeida.

Num ato de gratidão todas as famílias levam até uma carroça diferentes tipos de alimentos. Esta mesma carroça levou os pioneiros adventistas até Mamborê Sítio em 1946. Eles mostram publicamente sua fidelidade perante Deus e as pessoas. O agricultor Paulo Ferreira foi um participante da cerimônia. Ele conta que é uma prática de muitos anos. “Nossa família planta de tudo um pouco: mandioca, soja, milho e trigo. Faz 44 anos que sou adventista e nestes oito anos participo da festa. É muito bom demonstrar publicamente o que Deus faz na nossa vida”, confirma Paulo.

Esteve presente no local a cantora Iveline e também músicos da região norte paranaense. Iveline louvou a Deus através de várias mensagens musicais no decorrer do programa. O orador oficial deste ano foi o pastor Erton Köhler, presidente da Igreja Adventista do Sétimo Dia para os oito países da América do Sul. Ele falou sobre a importância de uma festa especial de agradecimento a Deus. “É preciso ser grato a Deus em qualquer circunstância, mas parece que existem dias que agradecemos com mais alegria, hoje é um desses dias. Não é a terra que nos dá os frutos, o leite e os animais: é Deus”, afirmou o pastor Köhler.

Várias autoridades marcaram presença na programação, entre eles o Deputado Estadual Leonaldo Paranhos e o vice-prefeito de Mamborê Willian Jefferson Baccon.  A liderança da Igreja Adventista para o sul do Brasil estava representada pelos pastores Marlinton Lopes,presidente da USB, e Davi Contri, diretor-financeiro. Na localidade ocorreu também o projeto Vida por Vidas. O objetivo era arrecadar bolsas de sangue para o Banco de Campo Mourão. As pessoas que estavam assistindo foram desafiadas a doar naquele dia. Duas pessoas demonstraram a entrega de suas vidas a Deus através do batismo e 3 crianças foram apresentadas ao Senhor. [Equipe ASN, Patrícia Ferreira]

 

 

 

Comente