Produção industrial do Brasil cai 10,9% em maio

A produção industrial do Brasil caiu 10,9% em maio, na comparação com abril. A queda é uma consequência da greve dos caminhoneiros que paralisou o país nos últimos 10 dias do mês. A diminuição atingiu todas as categorias, especialmente os setores automobilístico, que caiu quase 30%, e o de produtos alimentícios, com redução de 18%.
Apesar de tudo, a queda foi menor que a previsão média de 14% estabelecida com base em 30 instituições financeiras e analistas consultados pelo jornal Valor Econômico.

Este é o retrocesso mais expressivo desde dezembro de 2008, que registrou queda de 11,2%. Na época, a economia brasileira enfrentava os desdobramentos da crise econômica e financeira mundial. Os únicos setores que cresceram foram na produção de coque, derivados de petróleo e biocombustíveis, e nas indústrias extrativas.

Os dados de abril desaceleraram drasticamente o ritmo da recuperação industrial, que cresceu 2,5% em 2017. A greve dos caminhoneiros contra o aumento do preço do diesel também acentuou as projeções de desaceleração da recuperação econômica brasileira, já afetada por incertezas políticas antes das eleições de outubro e pela instabilidade externa.


Comente