Clique aqui e Saiba mais

Operação retira 3 mil quilos de alimentos impróprios para o consumo das prateleiras

Foram inutilizadas cerca de três toneladas de alimentos impróprios ao consumo durante ação da força-tarefa do Programa Segurança Alimentar em Cachoeira do Sul. As fiscalizações aconteceram nesta quarta-feira (17), em dez estabelecimentos do município.

Passaram por vistoria os mercados Noemia, Valim, Rede Super, Marques e Trojahn, que foi interditado durante a ação. Também foram fiscalizados os açougues M Bulsing e Jeremias. Além de três estabelecimentos clandestinos de fabricação de queijo, embutidos e produção de ovos de codorna. Um engenheiro agrônomo e funcionário da Secretaria Municipal da Agricultura era o proprietário da produção clandestina de ovos e foi levado para a delegacia. No local foram apreendidos nove mil ovos. O local foi interditado pelos agentes.

Os principais problemas encontrados pelos agentes da FT Segurança Alimentar foram produtos vencidos, alimentos fora da temperatura adequada e sem indicação de procedência.

O que foi apreendido

Açougue Boulsing – Recolhidos 90 kg de carne sem procedência.

Açougue Jeremias – 64 kg de carne com validade vencida. Havia ainda carne de frango temperada, o que é proibído para o estabelecimento.

Rede Super – Cerca de uma tonelada de produtos como carnes e frios apreendidos. Motivo é a falta de procedencia dos produtos ou fracionamento da carne, o que é proibído. Também foram recolhidos produtos vencidos.

Mercado Valim – 700 kg de ovos de codorna apreendidos. Produção de conservas foi fechada por falta de licenciamento.

Mercado Noêmia – Não foram encontradas irregularidades

Mercado Marques – 203 kg de carnes e frios apreendidos. Produtos fracionados. Ainda foram recolhidas bebidas fora do prazo de validade.

Participaram da ação o coordenador do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado – Segurança Alimentar, Alcindo Luz Bastos da Silva Filho, a promotora de Justiça de Cachoeira do Sul Débora Jaeger Becker, agentes da Vigilância Sanitária Estadual, Vigilância Sanitária Municipal e Secretaria Estadual da Agricultura.

Veja fotos:


Comente