Greve do Magistério perto do fim

Greve: movimento começa a se esvaziar

Embora com aprovação do 4º Núcleo do CPERS pela manutenção da greve do magistério, o movimento começa a se esvaziar. Os professores das cidades abrangidas pelo 4º núcleo do sindicato da categoria definiram por 46 votos a sete a manutenção da greve que se estende por 65 dias já, um dos mais longos períodos de paralisação da história recente. A decisão será levada a direção estadual do CPERS que definirá amanhã em assembléia geral se a greve continua ou não.

Durante a reunião representantes de escolas de Cachoeira do Sul relataram que muitos colegas já devem retomar as aulas na segunda-feira. No Diva, a única escola com adesão total à greve, as aulas devem ser retomadas na segunda, independentemente da posição da assembléia geral de amanhã. As reivindicações da categoria incluem pagamento integral dos salários até o ultimo dia do mês, como previsto na Constituição, e não parcelamento do décimo terceiro.


Comente