Custo excedente da oncologia será dividido entre prefeituras da região

Foto: Hermes Michels

Conforme nota emitida pela Prefeitura de Cachoeira do Sul, os prefeitos das cidades atendidas pelo serviço de oncologia no município aceitaram pagar a conta excedente que suas cidades têm mensalmente para atender a todos os pacientes com câncer. Cachoeira do Sul recebeu R$ 133.613,39 no mês de agosto para custear o serviço, mas o gasto foi de R$ 408.678,20, um deficit de R$ 275.064,81, alega a Prefeitura.

Cachoeira do Sul seguirá custeando o valor de R$ 133 mil mensais e o que passar da cota estimada de cada cidade, será pago por cada município através do Consórcio Intermunicipal Vale do Jacuí, que terá um contrato específico para isso com o Hospital de Caridade e Beneficência (HCB). Este pagamento já será desta forma a partir deste mês. O município que não quiser pagar o excedente terá que fazer a sua regulação e enviar para Cachoeira apenas o número que pacientes que atinjam sua cota.

Prefeitos aguardam ainda posicionamento do Ministério da Saúde sobre aumento nos repasses para o tratamento de câncer.


Comente