Clique aqui e Saiba mais
doe agora TV TV
INÉDITO:
  • SEG21:00
REPRISES:
  • DOM04:00
  • TER07:30
  • QUI09:00
  • SAB17:00

Os pecados que mais entristecem o Espírito, segundo a Bíblia e os escritos de Ellen G. White


Grabfigur Jesus

Introdução

A lista a seguir foi lida durante um sermão que apresentei no sábado de 25/4/2015, na Igreja Adventista do 7º Dia (central) de Porto Alegre, RS. O título da mensagem pregada foi “O Pecado Imperdoável”. Ao longo da apresentação, prometi postar estas citações no meu site, para que aqueles que se interessassem pudessem ler e guardar.

Convém destacar algo do que apresentei no sermão: entristecer ao Espírito não significa lutar contra Ele. Você e eu precisamos diferenciar a luta com a Terceira Pessoa da Trindade, para vencermos nossas fraquezas, da batalha contra o Espírito, que consiste numa constante rejeição aos Seus apelos para que reconheçamos a Jesus como Messias (cf. Mt 12:1-32).

Desse modo, essa listagem não tem o objetivo de insinuar que você esteja “pecado contra o Espírito”, mas apenas lhe advertir sobre alguns dos pecados que mais O entristecem. Assim como um pai e uma mãe que, apesar de se entristecerem ou se decepcionarem com um filho, não o abandonam, Deus também não abandona Seus filhos por que estes Lhe causaram tristeza em certos momentos. O Senhor insiste em trazer-nos de volta para perto de Si, como lemos, por exemplo, em Oseias 11:1-12.

A seguir, transcreverei todo o capítulo de Oseias 11 (na Nova Tradução Na Linguagem de Hoje), para que não tenha dúvida alguma do amor de Deus por você e de Seu desejo de buscar inclusive os pecadores mais rebeldes:

“O povo de Israel vive praticando maldades e gasta o dia inteiro fazendo coisas que não têm valor. As mentiras e os crimes continuam a aumentar. Israel faz acordos com a Assíria e manda azeite de presente para o Egito. O SENHOR Deus tem uma acusação contra o povo de Judá e vai castigar o povo de Israel por causa dos seus pecados. Jacó, o antepassado deles, lutou com o seu irmão gêmeo Esaú enquanto os dois ainda estavam na barriga da mãe. Já homem feito, Jacó lutou com Deus; ele lutou com um anjo e venceu. Então chorou e pediu que o anjo o abençoasse. Deus o encontrou em Betel e ali falou com ele. Esse foi o SENHOR, o Deus Todo-Poderoso. O seu nome é SENHOR! Portanto, povo de Israel, volte de novo ao seu Deus, faça o que é bom e certo e confie sempre nele. O SENHOR Deus diz: —Os israelitas são como os cananeus: são desonestos e usam balanças falsas para explorar os outros. Eles dizem: “É verdade que somos ricos, mas ninguém pode nos acusar de termos ajuntado a nossa riqueza por meios desonestos.” Porém eu, o SENHOR, sou o Deus de vocês desde que os tirei do Egito; eu farei com que vocês voltem a morar em barracas, como moravam quando me encontrei com vocês no deserto. —Eu falei com os profetas e lhes dei muitas visões; usei comparações quando falei ao povo por meio dos profetas. Mas o povo de Gileade adora ídolos e por isso vai ser morto. Em Gilgal touros são sacrificados no altar; por isso, os altares vão virar montes de pedras nos campos arados. O nosso antepassado Jacó teve de fugir para a Mesopotâmia e trabalhou como pastor de ovelhas a fim de conseguir uma esposa.” (Oséias 12:1-12)

Se quiser assistir ao sermão apresentado na igreja Central de Porto Alegre, acesse o link a seguir no facebook e solicite maiores informações: https://www.facebook.com/iasd.poa

Se desejar ter uma resposta escrita sobre “o que é o pecado imperdoável”, poderá encontrá-la no livro Na Mira da Verdade, vol.2, disponível em www.leandroquadros.com.br/loja

Listagem (resumida) de pecados que mais entristecem ao Espírito Santo segundo a Bíblia

De acordo com Isaías 63:7-10 e Efésios 4:30, 3, os pecados que mais deixam triste o Espírito divino são estes:

– Ingratidão para com Deus;

– Rebelião contra Ele;

– Amargura;

– Ira (a pecaminosa – ver Efésios 4:26, 27);

– Raiva;

– Gritaria;

– Blasfêmias;

– Malícia.

Poderá contribuir com esta lista se recordar de mais itens. Escreva para livrosnamiradaverdade@gmail.com

Listagem de pecados que mais entristecem ao Espírito segundo os escritos de Ellen White

Divertimentos que são impróprios: “Mais que qualquer outra coisa, estão os divertimentos contribuindo para anular a operação do Espírito Santo, e o Senhor é ofendido” (Conselhos aos Professores, Pais e Estudantes, p. 281).

Cristãos que não são sinceros de coração e não vivem as verdades: “O Espírito de Deus é ofendido porque muitos não têm a vida e o coração retos; sua professa fé não harmoniza com suas obras” (Testemunhos Para a Igreja, vol. 4, p. 247).

Cobiça: “Depois, Ananias e Safira ofenderam o Espírito Santo cedendo a sentimentos de cobiça […] O mesmo pecado foi muitas vezes repetido na história posterior da igreja, e é cometido por muitos em nosso tempo. Mas, embora, possa não manifestar-se visivelmente o desagrado de Deus, não é menos desprezível a Sua vista agora do que o foi no tempo dos apóstolos” (Atos dos Apóstolos, p.p. 72 e 76).

Duvidar do amor de Deus e desconfiar de Suas promessas: “Quando nos inclinamos a duvidar do amor de Deus, a desconfiar de Suas promessas, nós O desonramos e ofendemos ao Seu Santo Espírito” (Caminha a Cristo, p. 118 – último capítulo da obra).

Não controlar a imaginação: “Você [chamada na obra de “irmã F”, que por seus acessos de raiva mal tratava os membros da família] é capaz de controlar a imaginação e vencer esses acessos nervosos. Você tem força de vontade, e deve trazê-la em seu auxílio. Não tem feito isso, mas tem deixado a imaginação altamente agitada a controlar a razão. Nisso você tem ofendido o Espírito de Deus”. (Testemunhos Para a Igreja, vol. 5, p. 310).

Temor injustificado e queixas: “Fazem eles bem em ser assim incrédulos? Jesus é seu amigo. Todo o céu se acha empenhado em seu bem-estar, e seu temor e queixas ofendem o Espírito Santo. Não é porque vejamos ou sintamos que Deus nos ouve, que devemos crer. Devemos confiar em Suas promessas. Quando chegamos a Ele com fé, devemos crer que toda petição penetra no coração de Cristo.” (Obreiros Evangélicos, p. 261).

Indolência: “Quando a ignomínia da indolência e preguiça tiver sido afastada da igreja, o Espírito do Senhor se manifestará graciosamente. Revelar-se-á o poder divino. A igreja verá a providencial operação do Senhor dos Exércitos. A luz da verdade brilhará em raios claros, fortes, e, como no tempo dos apóstolos, muitas almas volverão do erro para a verdade. A terra será iluminada com a glória do Senhor”. (Testemunhos Seletos, vol. 3, p. 219).

Condescendência com o egoísmo e consequente desunião entre irmãos na fé: “O Espírito de Deus não habitará onde há desunião e contenda entre os que creem na verdade. Mesmo que esses sentimentos não sejam expressos, eles tomam posse do coração e expulsam a paz e o amor que deveriam caracterizar a igreja cristã. Eles são resultados do egoísmo no sentido mais pleno […] A condescendência com o egoísmo certamente expulsará o Espírito de Deus do local.” (Testemunhos Para a Igreja, vol. 4, p. 221).

Falta de cooperação entre obreiros de instituições: “Essas coisas ofendem o Espírito Santo. Deus deseja que aprendamos uns dos outros. A não santificada independência nos coloca no lugar em que Ele não pode trabalhar conosco. Satanás é que muito se agrada com tal estado de coisas”. (Testemunhos Para a Igreja, vol. 7, p. 197).

Relaxamento na observância do Sábado (por parte dos adventistas do sétimo dia que já conhecem a verdade. A repreensão a seguir não se destina aos irmãos evangélicos, católicos ou de outras denominações religiosas que ainda não têm luz sobre o assunto):

“Quando julga que suas circunstâncias temporais requerem atenção, você transgride sem preocupação o quarto mandamento. Você torna a guarda da lei de Deus uma questão de conveniência, obedecendo ou desobedecendo, segundo o indicam suas ocupações ou inclinações. Isto não é honrar o sábado como uma instituição sagrada. Você ofende o Espírito de Deus e desonra seu Redentor, seguindo esse procedimento descuidado.” (Testemunhos Para a Igreja, vol. 4, p. 248).

Dureza de coração: “Enquanto estava ao lado do leito de morte de meu marido, eu sabia que se houvera outros com quem repartir as cargas dele, teria ele sobrevivido. Então supliquei com agonia que os que estavam ali presentes não mais ofendessem o Espírito do Senhor por sua dureza de coração.” (Testemunhos Para a Igreja, vol. 5, p. 67).

Casar-se com uma pessoa descrente (jugo desigual): “Unir-se a um descrente é colocar-se no terreno de Satanás. Você entristece o Espírito de Deus e perde Sua proteção. Será capaz de suportar tão terríveis desvantagens ao travar a luta pela vida eterna?” (Testemunhos Para a Igreja, vol. 5, p.p. 364, 365).

Manifestar represália: “Se surgem provações que parecem inexplicáveis, não devemos permitir que nossa paz nos seja roubada. Conquanto sejamos tratados injustamente, não demonstremos paixão. Alimentando o espírito de represália, prejudicamo-nos a nós mesmos. Destruímos nossa confiança em Deus e entristecemos o Espírito Santo”. (Parábolas de Jesus, p.p. 171, 172).

Rivalidade entre instituições da Igreja: “Não deve haver concorrência entre nossas casas publicadoras [editoras de livros adventistas]. Se esse espírito existir, irá crescer e se fortalecer, impedindo o espírito missionário. Entristecerá o Espírito de Deus, e banirá da instituição o ministério dos anjos enviados para cooperar com aqueles que participam da graça de Deus”. (Testemunhos Para a Igreja, vol. 7, p.p. 173, 174).

Observações severas e sarcásticas: “Quando o Salvador em nós habita, as palavras O revelam. Mas o Espírito Santo não habita no coração daquele que se impacienta quando os outros não concordam com suas ideias e planos. Dos lábios de tal homem saem palavras fulminantes, que afugentam o Espírito e desenvolvem atributos satânicos, em vez de divinos. O Senhor deseja que os que estão ligados a Sua obra falem, a todo tempo, com a mansidão de Cristo. Manifestai a brandura de que Cristo nos deu o exemplo em Sua vida.” (Conselhos Sobre Mordomia, p. 115).

Considerações finais

Não se esqueça de que o seu olhar não deve estar voltado para dentro de si. Do contrário, nunca se sentirá salvo(a). Fixe seus olhos em Cristo e não verá possibilidade de perder a vida eterna!

Conservemos os nossos olhos fixos em Jesus, pois é por meio dele que a nossa fé começa, e é ele quem a aperfeiçoa. Ele não deixou que a cruz fizesse com que ele desistisse. Pelo contrário, por causa da alegria que lhe foi prometida, ele não se importou com a humilhação de morrer na cruz e agora está sentado do lado direito do trono de Deus.” (Hebreus 12:2 Nova Tradução Na Linguagem de Hoje)

Que a paz do Espírito seja com você,

Leandro Quadros.


Você está em : Dúvidas, Recados
Compartilhe:


Comente



  • Rosana em 30 de maio de 2015 0:17

    Achei maravilhoso este estudo não conheço outro ministério q se preocupa tanto com a salvação do próximo q Deus continue abençoando poderosamente todosvcs



  • Manassés Adriano em 4 de junho de 2015 6:20

    Se antes de irmão ao céu seremos transformados e o nosso no sera outro. Oque nos afirma que seremos mesmo nós?



    • Maiara Costa - Equipe em 23 de junho de 2015 17:52

      Olá Manassés!
      Muito obrigado por seu contato.
      Que a graça e a paz de nosso Senhor esteja sempre em seu coração.

      Almeje cultivar toda graça do caráter para a glória do Mestre. Deveis agradar a Deus em cada aspecto da formação de vosso caráter. Isto podeis fazer, porque Enoque Lhe agradou, embora vivesse num século degenerado. E há Enoques em nosso tempo. O caráter formado segundo a semelhança divina é o único tesouro que deste mundo podemos levar para o futuro. Aqueles que nesta vida estão sob a instrução de Cristo, levarão consigo, para as mansões celestes, toda realização divina. E no Céu deveremos progredir continuamente. Que importância tem, pois, nesta vida o desenvolvimento do caráter!

      Que Deus te abençoe grandiosamente.
      Um forte abraço.



  • Raquel em 11 de junho de 2015 1:36

    Fui adventista e pretendo voltar para casa, acho que algumas colocações de E.W.são interresantes ,mas seu discurso poderia valorizar muito mais a bíblia e esta lhe daria o mesmo respaldo .



    • Maiara Costa - Equipe em 16 de junho de 2015 15:00

      Olá Raquel!
      Muito obrigado por seu contato.

      Vejamos qual o discurso de Ellen White em relação a Bíblia:

      “Em Sua Palavra, Deus conferiu aos homens o conhecimento necessário à salvação. As Santas Escrituras devem ser aceitas como autorizada e infalível revelação de Sua vontade. Elas são a norma do caráter, o revelador das doutrinas, a pedra de toque da experiência religiosa. “Toda Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra.” 2 Timóteo 3:16, 17. Todavia, o fato de que Deus revelou Sua vontade aos homens por meio de Sua Palavra, não tornou desnecessária a contínua presença e direção do Espírito Santo. Ao contrário, o Espírito foi prometido por nosso Salvador para aclarar a Palavra a Seus servos, para iluminar e aplicar os seus ensinos. E visto ter sido o Espírito de Deus que inspirou a Escritura Sagrada, é impossível que o ensino do Espírito seja contrário ao da Palavra. O Espírito não foi dado — nem nunca o poderia ser — a fim de sobrepor-Se à Escritura; pois esta explicitamente declara ser ela mesma a norma pela qual todo ensino e experiência devem ser aferidos. Diz o apóstolo João: “Não creiais a todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus; porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo.” 1 João 4:1. E Isaías declara: “À lei e ao Testemunho! se eles não falarem segundo esta palavra, não haverá manhã para eles.” Isaías 8:20.” O Grande Conflito,p.9.

      “Recomendo-vos, caro leitor, a Palavra de Deus como regra de vossa fé e prática. Por essa Palavra seremos julgados. Nela Deus prometeu dar visões nos “últimos dias”; não para uma nova regra de fé, mas para conforto do Seu povo e para corrigir os que se desviam da verdade bíblica”. Primeiros Escritos. p. 78

      “Os escritos da Sra. White indicam constantemente a Bíblia como a grande fonte de toda a verdade espiritual. São abundantes em citações escriturísticas, às quais ela não dá interpretação fantasiosa. Seus escritos não são, pelos adventistas do sétimo dia, considerados um acréscimo à Bíblia, nem seu estudo deve ocupar o lugar do estudo da Bíblia. Ela própria escreveu: A Palavra de Deus é suficiente para iluminar o espírito mais obscurecido, e pode ser entendida por aqueles que a desejam compreender. Não obstante, alguns dos que professam fazer da Palavra de Deus o seu estudo, procedem de maneira que é contrária aos seus mais claros ensinos. Portanto, para que homens e mulheres fiquem sem desculpa, Deus lhes dá testemunhos claros e diretos, fazendo-os voltar à Palavra que negligenciaram seguir.” “Os testemunhos não são para diminuir a Palavra de Deus, mas para exaltá-la e atrair para ela os espíritos, para que a bela simplicidade da verdade impressione a todos.” Vida e Ensinos, p.p 248,249.

      Há muitas outras citações estimada amiga, mas essas já nos ajudam a compreender o amor que Ellen White tinha pela Palavra de Deus e como o seu ministério não veio para suplantá-la, muito pelo contrário!

      Despeço-me com um texto para reflexão:

      “As montanhas podem desaparecer, os montes podem se desfazer, mas o meu amor por você não acabará nunca, e a minha aliança de paz com você nunca será quebrada.” É isso o que diz o SENHOR, que tem amor por você”. Isaías 54:10

      Jesus vem, está na hora de voltar!

      Que Deus te abençoe grandiosamente.
      Um forte abraço.



  • Letícia Sousa em 11 de junho de 2015 10:43

    Amém, muito bem colocado! Que venhamos a nos aproximar mais e mais de Deus, para rendermos os frutos de justiça e não entristecermos Seu Santo Espírito! Que Ele venha nos ajudar na luta diária contra o pecado, e nos torne mais que vencedores em Cristo Jesus nosso Senhor!



  • Wagner Ap. Silva Chaves em 12 de junho de 2015 12:46

    “Quando o Hóspede do Céu não habita a alma humana, outro hóspede vem habitá-la e mui grande é o estrago” ( WHITE, Ellen G. O Desejado de Todas as Nações- CPB)



  • geisa soares guerreiro em 13 de junho de 2015 9:56

    A igreja adventista estuda o velho e novo mandame?



  • geisa soares guerreiro em 13 de junho de 2015 10:54

    Romanos não fala que tudo se resume em amar



  • Guilherme em 5 de julho de 2015 14:26

    Por que pode-se torcer para times de futebol e não se pode ir ao cinema? Quando estamos assistindo um jogo nossa atenção também não se devia de Deus?
    Agradeço desse já



    • Maiara Costa - Equipe em 8 de julho de 2015 15:00

      Olá Guilherme!
      Muito obrigado por seu contato.

      As duas coisas fazem com que gastemos o nosso tempo de uma forma que não nos trará benefício e a recomendação que a Palavra de Deus nos faz é que cuidemos com a maneira que vivemos; que não sejamos como insensatos, mas como sábios, aproveitando ao máximo cada oportunidade, porque os dias são maus. Efésios 5:15,16

      Que Deus te abençoe grandiosamente.
      Um forte abraço.



  • Gabriely Paes dos Santos em 6 de julho de 2015 12:58

    Bom dia Leandro Quadros meu nome é Gabriely sempre tive uma duvida que é,é verdade que quando Satanás foi expulso do céu Deus deu um prazo até que Jesus morresse na cruz para que Ele se arrependesse? obrigado e tchal



  • EDUARDO em 7 de julho de 2015 18:55

    nossa muito boa a explicação! tenho uma pergunta, a respeito de milagres, pelo que eu entendo jesus foi o único ser humano a fazer milagres nessa terra, certo. gostaria de esclarecer sobre os milagres que vejo lideres fazendo nas igrejas, estes milagres provem de Deus ou de satanás, já que este foi expulso do céu com seus anjos para terra. Como diferenciar tais milagres. outra coisa, satanás tem o mesmo poder de deus, pode ele fazer aparecer um câncer em alguma pessoa e depois retirar a doença só para que esta pessoa fique a idolatrar a ele, como por exemplo no espiritismo, fazem cirurgias espirituais e assim enganam as pessoas, alias ele satanás engana. por favor envie estas respostas a meu e mail. obrigado.



    • Maiara Costa - Equipe em 8 de julho de 2015 12:18

      Olá Eduardo!
      Muito obrigado por sua pergunta.
      Vamos as respostas de seus questionamentos:

      1) A respeito de milagres, pelo que eu entendo Jesus foi o único ser humano a fazer milagres nessa terra, certo?

      Jesus não foi o único a fazer milagres! Os seus discípulos também o fizeram (Lucas 10:1-12,17-20; Atos 3:1-10; 5:12-16; 9:32-43), dentre outros até mesmo no Antigo Testamento. Todavia, algo precisa ser ressaltado, todas essas curas e milagres nunca foi para se aparecer, se promover ou para extrair dinheiro das pessoas, mas sim para salvar a vida delas, o propósito era salvífico (1 Coríntios 12:7)!

      Da mesma maneira que Jesus, Ele jamais curava por curar; Ele curava para salvar! E essa salvação mudava o estilo de vida da pessoa com um todo (João 5:1-14).

      2) Gostaria de esclarecer sobre os milagres que vejo lideres fazendo nas igrejas, estes provem de Deus ou de satanás? Já que este foi expulso do céu com seus anjos para terra. Como diferenciar tais milagres?

      A Palavra de Deus tem uma recomendação muito interessante para nos passar:

      “Amados, não creiam em qualquer espírito, mas examinem os espíritos para ver se eles procedem de Deus, porque muitos falsos profetas têm saído pelo mundo. Vocês podem reconhecer o Espírito de Deus deste modo: todo espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne procede de Deus”. 1 João 4:1,2

      “Cuidado com os falsos profetas. Eles vêm a vocês vestidos de peles de ovelhas, mas por dentro são lobos devoradores. Vocês os reconhecerão por seus frutos”. Mateus 7:15,16

      “À lei e aos mandamentos!” Se eles não falarem conforme esta palavra, vocês jamais verão a luz!”. Isaías 8:20

      Nós não podemos criticar ou julgar a fé de alguém que recebeu uma cura, um milagre, mas pela Bíblia podemos contestar o objeto pelo qual se deu, ou seja, o profeta ou a pessoa. Aquilo que ela crê, vive e ensina pode nos ajudar a ver qual espírito operou por meio dela, visto que nem todos os milagres que acontecem provem do Senhor (Mateus 7:21-23; 24:24). Como já mencionei os milagres que vem de Deus, transformam a vida da pessoa como um todo e o nome de Deus é glorificado e exaltado!

      Jesus se manifestou para “desfazer as obras do diabo” (1 João 3:8) e implantar o Reino de Deus no coração do ser humano (Lucas 17:21). Para isto, ele se despojou de tudo (Filipenses 2:5-8), assumiu a natureza humana sem pecado, mas sob as condições do pecado, e se tornou autor de nossa salvação (Hebreus 2:9; 4:15; 5:9; Romanos 8:3). Seu objetivo era a Glória de Deus.

      Esta glória está relacionada ao caráter e à missão de Cristo. Quando Jesus esteve neste mundo, o diabo reclamava para si o poderio de toda a terra, pois Adão, devido ao pecado, perdera sua posição de domínio (Gênesis 1:20; Lucas 4:6, 7). Assim, Cristo veio à Terra para travar uma batalha espiritual que começou no Céu (Apocalipse 12:7-9). Cada cura, cada milagre realizado era uma demonstração do estabelecimento do reino de Deus e de Seu domínio. Este conflito entre Cristo e Satanás culmina com a derrota do maligno e a vitória de Cristo que com Seu próprio sangue comprou “para Deus gente de toda tribo, língua, povo e nação” (João 12:31, 16:11; Mateus 25:41; Apocalipse 12:12; Romanos 8:37; João 16:33; Apocalipse 5:9).

      Jesus descreve a glória como a manifestação da divindade em resgatar o homem do pecado à perfeita harmonia que Cristo possuía com o Pai, antes que o mundo existisse (João 17:5). Pouco antes de sua prisão, julgamento e morte, Jesus afirmou: “Agora o Filho do homem é glorificado, e Deus é glorificado nele” (João 13:31). Mais adiante Ele diz que “neles (naqueles que creem) sou glorificado” (João 17:10). Dessa maneira constata-se que Deus é glorificado quando um pecador aceita o preço pago por Cristo na cruz, um pecador regenerado, salvo da perdição, comprado pelo sangue de Cristo. Quando um milagre era feito pelos seguidores de Cristo no passado, pessoas se rendiam a Cristo como Salvador e entregavam as suas vidas a Ele!

      Deus utilizou esse método de sinais, curas e milagres para confirmar a fé de seus seguidores e conquistar pessoas para Seu reino (João 4:48). No caso de Lázaro, Jesus disse: “Lázaro morreu, e para o bem de vocês estou contente por não ter estado lá para que vocês CREIAM” (João 11:14).

      3) Satanás tem o mesmo poder de Deus, pode ele fazer aparecer um câncer em alguma pessoa e depois retirar a doença só para enganar esta pessoa?

      A Bíblia responde a sua pergunta:

      “Quando o faraó lhes pedir que façam algum milagre, diga a Arão que tome a sua vara e jogue-a diante do faraó; e ela se transformará numa serpente. Moisés e Arão dirigiram-se ao faraó e fizeram como o Senhor tinha ordenado. Arão jogou a vara diante do faraó e seus conselhei­ros, e ela se transformou em serpente. O faraó, porém, mandou chamar os sábios e feiticeiros; e também os magos do Egito fizeram a mesma coisa por meio das suas ciências ocultas. Cada um deles jogou ao chão uma vara, e estas se transformaram em serpentes. Mas a vara de Arão engoliu as varas deles”. Êxodo 7:9-12

      “Pois aparecerão falsos cristos e falsos profetas que realizarão grandes sinais e maravilhas para, se possível, enganar até os eleitos”. Mateus 24:24

      “E isso não é de admirar, pois até Satanás pode se disfarçar e ficar parecendo um anjo de luz. Portanto, não é nada demais que os servidores dele se disfarcem, apresentando-se como pessoas que fazem o bem”. 2 Coríntios 11:14,15

      E a escritora cristã Ellen White faz a seguinte confirmação:

      “A Palavra de Deus declara que Satanás operará milagres. Fará com que as pessoas fiquem doentes, e depois, de repente removerá delas seu poder satânico. Serão consideradas então como curadas” (Mensagens Escolhidas, vol. 2, pág. 53).

      Sendo assim querido amigo Eduardo, o inimigo tem poder para imitar os milagres de Deus, sendo que ele mesmo coloca e remove enfermidades para que pessoas sejam enganadas ou permaneçam enganadas.

      Creio nos dons espirituais, entre os quais está o dom da cura (1 Coríntios 12:9, 28), creio na oração da fé que “curará o doente” (Tiago 5:15), mas não posso negar o princípio bíblico de que a cura tem um propósito, que há consequências naturais para a violação das leis da natureza, que deve haver mudança no estilo de vida, e que Deus opera milagres constantemente. Mas tenho o dever de advertir que o diabo tem poder para fazer descer fogo do céu (Apocalipse 13:13) e que esse espírito de engano opera com todo o vigor.

      Falando do Dia do Senhor, uma alusão aos eventos que antecederão a volta de Jesus, o profeta Joel declara que o Santo Espírito será derramado sobre o povo de Deus com grande poder e haverá sinais e maravilhas, mas o cristão humilde e atento, estará em estado de alerta, apegado a Deus, pronto para provar os espíritos para ver se procedem de Deus pelo conhecimento da Palavra, e desta maneira não sucumbirá (Joel 2:28-32; 1 João 4:1). Contudo, o crente relapso, sem comprometimento, que não tem uma comunhão com Cristo e não conhece Sua Palavra, dificilmente discernirá entre o verdadeiro e o falso.

      Lembre-se que você, redimido pelo sangue de Jesus, é a glória de Deus (João 17:10) e não permita que a glória divina seja dissipada pelos encantos sedutores do diabo que anda ao derredor como um leão procurando tragar a sua presa (1 Pedro 5:8).

      Que Deus te abençoe grandiosamente.
      Um forte abraço.



  • Daniel em 17 de março de 2017 18:56

    Concordo irmão!!!



  • Lucia D'Ávila em 23 de abril de 2017 18:33

    e muito bom aprender um pouco mais obrigado