INÉDITO:
  • SEG22:00
REPRISES:
  • DOM10:00
  • SEG04:30
  • TER02:30
  • TER13:00
  • QUI00:30
  • SAB04:00
  • SAB19:00

“Não dirás falso testemunho contra o teu próximo” (Ex 20:16)


Resolvi atender ao “desafio” do Ministério Cristão Apologético (MCA) e responder à tréplica que foi dada ao artigo que escrevi, em que contestei as falsas alegações de Luciano, de que “Ellen White é a operação do erro de Satanás”.

Confesso que esperava mais do referido ministério apologético, antes de ler as três partes da resposta que o oponente elaborou. Ao invés de pelo menos reconhecer com humildade de espírito que errou em não consultar fontes primárias, antes de acusar gravemente ao adventismo, ele tentou “justificar-se”.

Ao mesmo tempo, o MCA desviou a atenção dos seus leitores daquilo que é realmente importante (uso de fontes primárias para apoiar as próprias alegações), sem fazer sequer menção à bibliografia que apresentei, e que demonstrou o total despreparo dos membros desse ministério quando o assunto é adventismo.

Essa é uma “estratégia apologética” muito comum quando a pessoa sente vergonha em reconhecer os próprios “bolas-fora”. Ao invés de se deter nas respostas fundamentadas que são expostas aos seus questionamentos, muitos apologistas direcionam a mente do leitor para “outros temas” para que aquele que for desatento não perceba que eles (os apologistas) realmente foram imprecisos no que escreveram. Tal “método” é uma “proteção” contra o ridículo no qual a própria pessoa se meteu, em falar ou escrever sobre o que achava que sabia.

É uma pena que isso aconteça, pois, todos saem perdendo com esse tipo de atitude. Os leitores perdem por que não se deparam com discussões saudáveis sobre pontos realmente importantes, e que possam trazer, além de cultura, crescimento espiritual. Já o apologista que adota essa estratégia mencionada acima, perde a oportunidade de demonstrar que ele é humilde o suficiente para reconhecer os próprios erros, e que é uma pessoa disposta a reciclar seus conceitos quando estes forem comprovadamente equivocados.

O ESPÍRITO “NÃO CRISTÃO” CONTINUA

O autor começa sua resposta deixando claro que não está muito disposto a discutir ideias de maneira cristã e democrática: seu objetivo é criticar mesmo, sem a pretensão de aprender algo e crescer com os outros. Isso ele revela já nas primeiras frases de sua resposta:

“Depois de algum tempo que viemos criticando extensamente o Adventismo, Leandro Quadros decidiu dar uma resposta ao MCA” (Grifos acrescidos).

Críticas não constroem nada. A menos que se saiba dar uma crítica com palavras “temperadas” com o “sal” (Cl 4:6) do amor, da compreensão e respeito. Ao lermos 2 Timóteo 2: 24 fica evidente que os membros do MCA necessitam desenvolver o tipo de caráter de alguém que possa realmente ser chamado de apologista cristão:

“Ora, é necessário que o servo do Senhor não viva a contender, e sim deve ser brando para com todos (incluindo os adventistas), apto para instruir, paciente.”

Comparando esse texto com a maneira como o MCA trata os adventistas, alguém pode ser tentado a pensar – com razão – que o Ministério Cristão Apologético nada tem de “cristão” na sua maneira de tratar aqueles que pensam diferente.

Demos continuidade à análise da resposta.

O QUE A TRÉPLICA DO MCA REVELA

Ao comparar meu artigo com a resposta do MCA fica evidente que:

1. O autor visivelmente desconhece as fontes primárias que podem apresentar o correto perfil da história e processo formativo das doutrinas adventistas do sétimo dia. Esse fato salta diante dos olhos ao ler-se a seguinte afirmação de Luciano: “Naquela postagem, não tive a preocupação, de mostrar onde li” (a respeito do adventismo).

Ora, um ministério que preze pela verdade e que esteja preocupado em comprovar documentalmente suas conclusões, até mesmo por uma questão de ética precisa demonstrar no que baseia suas acusações, sendo elas tão graves. Um pouquinho de rigor acadêmico exige que um escritor dê aos seus leitores as fontes para que possam conferir por si mesmos a veracidade ou não de suas afirmações, especialmente no que diz respeito à história denominacional de uma pretensa “seita”. Isso é o mínimo que se espera.

Ao ele pedir aos leitores que leiam outro post dele, isso em nada contribuiu para que as pessoas tivessem acesso a fontes primárias, pois, nos demais posts, ele não fez uso de pelo menos uma das citações que apresentei extraídas diretamente da literatura adventista, e que comprovam ser o adventismo um movimento religioso bem diferente daquilo que é apresentado pelo MCA e outros apologistas tendenciosos.

Ao Luciano dizer que “não teve a preocupação” de mostrar onde “leu” para sustentar as próprias afirmações, não estaria ele demonstrando que na verdade não leu fontes primárias e que, se o fez, manuseou-as de maneira irresponsável?

2. O autor extrapola em sua interpretação de 2 Tessalonicenses 2:7-9. Ao alegar que “as interpretações escatológicas são variadas entre os protestantes fieis”, ele não informou ao leitor que os protestantes de fala inglesa até o século 19, aplicavam o texto ao papado medieval e nunca a Ellen White. Os adventistas do sétimo dia preservam o uso do método historicista de interpretação das profecias e, por isso, a afirmação do livro Nisto Cremos, de que a observância do domingo faz parte do “ministério da iniquidade” está plenamente contextualizada na teologia cristã protestante do décimo nono século, que aplicava o texto a Roma papal. Afinal, quem mudou a lei e perseguiu “os santos do altíssimo” (Dn 7:25) foi o papado e não foi Ellen White.

3. O autor foge da real discussão com frases que revelam sua fragilidade argumentativa. Ele pegou uma afirmação minha em que considero muito bonito o ministério de Ellen White, e fez uso de uma pergunta retórica que não leva a lugar nenhum: “Pergunto: O que é mais lindo para o cristianismo? O Dia da Ressurreição ou o ministério de EGW?”

Esse tipo de pergunta é absurda por que a resposta é óbvia. Além disso, ele nem mesmo ensaiou uma tréplica à minha réplica, quando afirmei que o dia da morte de Cristo é tão importante quanto o dia da ressurreição e que, por isso, usar a ressurreição como “base” para a observância do domingo é uma grande irresponsabilidade com o texto bíblico. Além disso, Romanos 6:4 nos ensina que o batismo por imersão é o comemorativo Divino para a ressurreição do Senhor. Não precisamos de outro criado pelos seres humanos.

Apontei no meu artigo diversas distorções históricas, doutrinárias e a leitura superficial que o MCA faz dos escritos de Ellen White. Deixei ao leitor as fontes bibliográficas para que pudesse comprovar por si mesmo se as afirmações do MCA eram verdadeiras ou não. Porém, o MCA não deu a mínima satisfação ao internauta quanto às citações que desmentem totalmente suas alegações, e nem mesmo se preocupou em reconhecer que errou.

Luciano também não reconheceu que errou em atribuir a data de 22 de outubro de 1844 a Guilherme Miller, sendo que ele foi um dos últimos a aceitar essa data sugerida Samuel Snow. O que o leitor atento pensará de uma atitude como essa?

4. Ao comparar a minha resposta com esta última do MCA, também fica evidente que o autor continua distorcendo a história e os escritos adventistas. Isso pode ser percebido na leitura que ele fez do livro O Grande Conflito, págs. 370-372. Nessa citação Ellen White diz que a volta do Senhor está próxima, porém, não estabelece data alguma para o evento. Dizer que o evento está próximo é uma coisa; determinar uma data é outra, bem diferente.

O autor não considerou a citação que disponibilizei no artigo anterior, tirada do livro Mensagens Escolhidas, vol. 1, p. 188, onde a autora, mesmo crendo na proximidade da volta de Jesus, não apoiava a marcação de datas para a 2ª Vinda.

Como alguém pode conquistar credibilidade perante os leitores, usando de maneira tão irresponsável os escritos adventistas?

5. Ao ler-se a resposta do MCA percebe-se também um preconceito terrível, que não deveria fazer parte da vida de nenhum cristão.

O MCA continua questionando o cristianismo de Ellen White mesmo que a documentação existente comprove que ela nunca abandonou a fé em Cristo.

De que maneira poderá o MCA demonstrar seriedade em seu trabalho, ao mesmo tempo em que afirma ter Ellen White “se desviado” do cristianismo, sem que haja sequer uma prova documental a respeito? Como confiar num “ministério” que ignora o fato de Ellen White nunca ter se apostatado, e sempre ter permanecido fiel a Cristo, mesmo mudando de denominação religiosa? Levanto essas questões por que o MCA não informou aos seus leitores que até mesmo não cristãos, e que conheceram Ellen White de verdade, exaltavam o caráter daquela fiel cristã, que nunca abandonou a Jesus Cristo.

Se o MCA tivesse pesquisado o livro Mensageira do Senhor (Casa Publicadora Brasileira, 2003), de Herbert E. Douglass, págs. 129, 130, saberia que em 1878, aos 58 anos de idade, Ellen White foi incluída na obra de referência American Biographical History of Eminent and Sel-Made Men of the State of Michigan, Third Congressional District, p. 108, e descrita com as seguintes palavras:

“A Sra. White é uma mulher de mentalidade singularmente bem equilibrada. Seus traços predominantes são a benevolência, a espiritualidade, a conscienciosidade e o idealismo. Suas qualidades pessoais são de molde a granjear-lhe as mais calorosas amizades entre todos com quem se põem em contato e a inspirar-lhe a maior confiança… Não obstante, seus muitos anos de trabalhos públicos, tem conservado toda a simplicidade e honestidade que lhe caracterizam o princípio da vida […]”.

Esperar que uma pessoa concorde com todos os pontos teológicos de Ellen White é esperar demais de qualquer cristão que não esteja familiarizado com a teologia adventista. Porém, questionar a sinceridade e o cristianismo de uma pessoa, sem base alguma, é inadmissível a qualquer seguidor de Cristo que conheça as palavras do Salvador em Mateus 7:1, 2: “Não julgueis, para que não sejais julgados.  Pois, com o critério com que julgardes, sereis julgados; e, com a medida com que tiverdes medido, vos medirão também.”

Essa atitude difamatória do MCA é motivo até mesmo para que denominação religiosa a qual o indivíduo pertença seja justificada, se decidir disciplinar o referido escritor por transgredir abertamente ao mandamento que ordena: “Não dirás falso testemunho contra o teu próximo” (Ex 20:16).

Até mesmo quando escreve para a internet o cristão deve dar o bom exemplo (1Jo 2:6).

6. Ao ler-se o artigo do MCA percebe-se a falta de compromisso com toda a verdade dos fatos.

De que maneira acreditar no conhecimento histórico de um autor que ignora que o marcar datas para a volta de Cristo – mesmo sendo algo errado (Mt 24:36) – era um costume de muitos cristãos de fala inglesa e observadores do domingo? Por que ele não informou aos seus leitores que, mesmo Miller tendo se equivocado, ele não era o único a esperar o Senhor em seus dias e a marcar o dia para o retorno dEle?

Contra-argumento dessa forma por que o autor não se constrange em insinuar que os protestantes mileristas (membros de várias denominações genuinamente cristãs) eram “falsos e desonestos”.

Dizer que os mileritas se equivocaram é uma coisa. Chamá-los de desonestos, é outra história. Muitos de nós nos equivocamos com sinceridade, sem que isso, claro, justifique nossos erros. Mas, não somos necessariamente desonestos por causa de nossos equívocos.

Deveríamos ser mais amorosos com aqueles que erram, sem julgá-los como “falsos profetas” por causa de erros isolados. Afinal, o caráter de uma pessoa não se mede dessa forma, ainda mais que muitos cristãos observadores do domingo (maior parte dos mileritas) naquela época eram pessoas de bem, de grande moral e que faziam a diferença na sociedade.

Será que o MCA se sentiria confortável se um milerita fosse ressuscitado em nossos dias, e chamasse seus componentes de “falsos profetas” por causa de seus equívocos? Para não correr esse “risco” (apenas levantei uma hipótese), os apologistas do já citado ministério deveriam dar atenção ao mandamento Divino em Mateus 7:12: “Assim, em tudo, façam aos outros o que vocês querem que eles lhes façam; pois esta é a Lei e os Profetas.”

Não estaria o zelo apologético ofuscando a objetividade do MCA e, ao mesmo tempo, contribuindo para que seus responsáveis transgridam abertamente ao princípio de Mateus 7:12 e, assim, vejam o adventismo com as lentes do preconceito e da intolerância?

A falta de compromisso com toda a verdade dos fatos se percebe também na tendenciosidade do oponente em citar Ennis Meier, um dissidente – fonte secundária – e não documentos oficiais da igreja Adventista do Sétimo Dia para abordar a doutrina da Trindade na história da referida denominação.

O MCA poderia ter tido mais rigor acadêmico e citado, por exemplo, o livro A Trindade, especialmente os capítulos 12 ao 14, p. 207-261, onde os autores apresentam respectivamente (1) Trindade e Antitrinitarianismo nos Primórdios dos Estados Unidos; (2) Trindade e Antitrinitarianismo na História Adventista; (3) O Papel de Ellen White no Debate da Trindade e (4) Ellen White e a Trindade: Os Documentos Primários Básicos.

Se tivesse feito ao menos uma leitura dos capítulos supracitados, os membros do MCA saberiam que:

(1) É mais que natural haver antitrinitarianos entre o adventismo da época dos pioneiros, sendo que este é um movimento interdenominacional, formado por protestantes das mais diversas confissões religiosas.

Se o MCA tivesse lido o artigo de Marcos G. Blanco, intitulado “La personalidade del Espíritu Santo: una perspectiva histórica”, republicado pela Revista Adventista em um uma edição especial em novembro de 2010, p. 29-31, saberia que, mesmo havendo um predomínio do antitrinitarianismo entre os líderes adventistas num período da história, 44, 3% dos pregadores mileritas eram Metodistas; 27% Batistas e apenas 8% eram da Conexão Cristã, movimento religioso nos EUA que negava a Trindade.

Isso seria suficiente para desmentir a falsa alegação de que “os adventistas”, de forma geral, não acreditavam na Trindade, pois, é conhecido o fato de que as igrejas Metodista (da qual veio Ellen White) e Batista, de onde vieram boa parte dos mileritas, eram Trinitarianas.

(2) Mesmo o conceito de um Deus em Três Pessoas tendo amadurecido no decorrer dos anos e o antitrinitarianismo tendo predominado por um tempo, jamais se pode alegar que “a maioria dos membros da igreja adventista eram antitrinitarianos”. Afinal, Daniel T. Bourdeau, um de nossos pioneiros, escreveu em 1890: “Embora afirmemos ser crentes e adoradores de um único Deus, tenho chegado a pensar que entre nós existem tantos deuses quantas são as concepções da Divindade(Grifo acrescido).

Com base numa afirmação dessas é injustificável que qualquer escritor use distorcidamente a história do adventismo para justificar seus ataques motivados mais pelo ódio do que pela convicção ideológica.

(3) Ellen White ficou em silêncio por um tempo em relação ao assunto por que aguardava que os pioneiros chegassem a uma conclusão sobre o tema com base na Bíblia e não no que ela dissesse. Se o MCA tivesse lido o livro A Trindade, citado nesse artigo saberia que uma análise minuciosa dos escritos dela revela um claro progresso em sua exposição do assunto, até que, em 1888, com a publicação de O Desejado de Todas as Nações, ela expressa sua crença na Trindade de forma completa, pois, nesse período, boa parte da liderança estava mais aberta para tal revelação.

Se na Bíblia o conceito da Trindade foi progressivo (leia-se Dt 6:4; Is 6:9, 10; João 12:37-41 e At 20:25-28), por que nos livros de Ellen White não o poderia ser?

(4) Consequentemente, se o MCA tivesse mesmo se utilizado de fontes primárias, teria feito menção às citações que o livro A Trindade apresenta e que comprovam ter sido ela convicta quando à plena Divindade de Cristo e do Espírito Santo. Como exemplo cito apenas as declarações dela apresentadas em O Grande Conflito, p.p. 493 495, O Desejado de Todas as Nações, p. 530, Conselhos Sobre Saúde, p. 222, Evangelismo, p. 615-617, onde o MCA poderia ter comprovado que a alegação de Ennis Meier, de que EGW era “antitrinitariana” é insustentável e que, portanto, é bem mais seguro basear-se em fontes oficiais da qualquer denominação religiosa que se esteja questionando.

Para saber que os escritos de Ellen White não foram “adulterados” como alegam alguns fanáticos, bastaria uma leitura do artigo de Alberto R. Timm, intitulado “Teriam alguns líderes da Igreja adulterado os escritos de Ellen White para advogar a doutrina da Trindade?”, publicado na Revista do Ancião de outubro a dezembro de 2005, para saber que “a alegação de que a liderança da Igreja Adventista tenha inserido nesses escritos o conceito da Trindade é uma falsa acusação, não endossada por uma análise honesta dos textos originais de Ellen White”. O artigo está disponível no site do Centro de Pesquisas Ellen G. White e pode ser lido aqui.

INSISTÊNCIA NO USO DE FONTES SECUNDÁRIAS

Não menos grave foi a atitude do MCA em citar o artigo do blog calvinista Cinco Solas, por demais tendencioso em sua “pesquisa” que em nada contribuiu para uma discussão objetiva sobre o assunto. Isso fica evidente já no terceiro parágrafo da fonte secundária mencionada, onde o autor aleg sobre os pioneiros antitrinitarianos: “Se alguém dissesse [que] “todos os pioneiros” [não criam na Trindade] não erraria muito”. Ora, isso é por demais tendencioso quando se manuseia com responsabilidade documentos históricos.

O fato de a maioria dos principais escritores serem antitrinitarianos naquela época não indica que aquele era o posicionamento da igreja, pois, não existia qualquer tipo de “credo” votado em comissão devidamente nomeada. Um simples estudo da história das crenças fundamentais adventistas revela que a primeira declaração de crenças fundamentais adventistas a ganhar um status oficial elaborada foi trinitariana, redigida por F. M. Wilcox em 1931.

É mais que natural que numa denominação em que os diversos pensamentos sobre o assunto fossem respeitados, a igreja como um todo esperasse por mais tempo para formalizar uma declaração oficial, até obter mais luz pelo estudo da Bíblia e pela revelação do Espírito Santo (Cf. Pv 4:18; Jo 16:12).

O convívio entre tais pessoas, longe de ser uma transgressão à orientação de Paulo em Tito 3:10, 11, como alega o MCA, é evidência clara da tolerância cristã, enquanto as pessoas estão crescendo em seu conhecimento doutrinário e no relacionamento com o Salvador:

“Suportai-vos uns aos outros, perdoai-vos mutuamente, caso alguém tenha motivo de queixa contra outrem. Assim como o Senhor vos perdoou, assim também perdoai vós” (Cl 3:13)

Tolerar não é o mesmo que comungar com uma heresia.

Tenho curiosidade em saber como o MCA veria a atitude de Cristo em comungar com pecadores, mesmo ele não comungando com seus pecados e heresias: “Estando Jesus em casa, foram comer com ele e seus discípulos muitos publicanos e pecadores. Vendo isso, os fariseus perguntaram aos discípulos dele: ‘Por que o mestre de vocês come com publicanos e pecadores?’ Ouvindo isso, Jesus disse: Não são os que têm saúde que precisam de médico, mas sim os doentes. Vão aprender o que significa isto: ‘Desejo misericórdia, não sacrifícios’. Pois eu não vim chamar justos, mas pecadores”. (Mt 9:10-13).

Ao ler-se a resposta do MCA, na qual Ellen White é acusada maldosamente por “conviver com antitrinitarianos”, qualquer leitor pode pensar que, se Cristo vivesse em nossos dias aqui nesse mundo, também seria acusado por tais apologistas, que demonstram o mesmo espírito preconceituoso dos fanáticos fariseus.

Os apóstolos também não nasceram sabendo que o evangelho não deveria ser pregado só aos judeus (veja-se At 10 e 11). Se Deus foi paciente com eles, por que não o seria com os pioneiros adventistas e outros cristãos sinceros de outras confissões religiosas, que estiveram amadurecendo seus conceitos teológicos?

Acusar maldosamente aos pioneiros adventistas que sabiam conviver bem com os irmãos que não partilhavam da mesma crença na Trindade, só revela o espírito nada cristão de certos apologistas que poderiam, no auge da arrogância humana, chamar até mesmo os apóstolos de Cristo de desonesto, por conviver durante um tempo com diversos tipos de pessoas e com os apóstolos, que não julgavam ser merecedores da salvação aqueles que não fossem judeus como eles.

Não fica difícil concluir que o MCA repetiu a postura tendenciosa do blog Cinco Solas. Um dia, quem sabe, tudo o que foi escrito sobre o assunto no já mencionado blog calvinista, mereça uma resposta abrangente. No momento, darei sequência à conclusão desse artigo.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

O MCA desafiou-me a colocar no blog o link para o acesso ao livro de Walter Rea, intitulado The White Lie (A Mentira Branca), onde ele aponta os supostos “plágios” de Ellen White. Em primeiro lugar, o blog do “Na Mira da Verdade” não é um propagador de heresias (mesmo que, inevitavelmente, isso aconteça de vez em quando, ao dar-se respostas aos críticos). Em segundo lugar, já informei a fonte e a resposta dada em 1982 a tantas bobagens que Rea escreveu.

Não irei desafiar aos leitores do mesmo modo que o fez o MCA por que respeito a todos e não pactuo desse tipo de discussão desafiadora, que não leva muito longe e que pode trazer mais rancor entre os que debatem do que uma boa amizade cristã. Por isso, ao invés de desafiar, darei apenas conselhos. O primeiro deles é que seja feita uma leitura comparativa entre a obra de Rea e a resposta da Igreja Adventista, a respeito dos “plágios” em Ellen White.

Sugiro que seja dada uma resposta ao documento preparado pela equipe do Patrimônio White em parceria com o Instituto de Pesquisas Bíblicas e a Associação Ministerial da Associação Geral dos Adventistas, intitulado “A Verdade sobre ‘The White Lie’ (A Mentira Branca)”, para que o leitor do MCA possa comprovar por si se o que Rea alegou é verdadeiro ou não, e até que ponto a compreensão dele sobre o processo de Inspiração de um profeta o confunde totalmente em sua análise. (Na compreensão de Rea, a inspiração seria verbal, apenas).

Também aconselho, ao invés de desafiar, que o MCA analise a declaração inicial escrita pela própria Ellen White no livro O Grande Conflito, disponibilizada no meu artigo anterior, onde ela reconhece o uso de empréstimos literários. Isso por si já ajuda ao pesquisador sincero a diferenciar entre “empréstimo literário” e “plágio desonesto”. Se ela fosse “plagiadora”, não teria recomendado em certas ocasiões que os irmãos lessem as obras dos autores que ela utilizava.

Se essa citação introdutória do livro supracitado não for suficiente, o MCA poderá ler o relatório de 27 páginas do advogado Vincent L. Ramik, especialista em casos que envolvem direitos autorais, patente e marca registrada. Sugiro que o link desse trabalho seja disponibilizado pelo MCA aos seus leitores, para que conheçam as conclusões do especialista que, após minuciosa (e profissional) pesquisa dos escritos de Ellen White, concluiu: “Ellen White não foi uma plagiarista, e seus trabalhos não constituíram infração de direitos autorais/pirataria”. O relatório completo do advogado pode ser encontrado clicando aqui. O material em espanhol é intitulado no referido site como “El informe de Ramik: memorandum de la ley; derechos de propiedad literaria de 1790 a 1915”.

No site do MCA há o correto conceito de que “Apologética é Evangelização”. Porém, considerando: (1) o espírito belicoso de seus responsáveis, (2) a negligência no uso de fontes primárias, (3) o desvio de foco, para que o leitor não perceba os erros cometidos, (4) a tendenciosidade, (5) o uso de fontes secundárias e (6) a desconsideração às respostas adventistas dadas aos críticos de Ellen White, o leitor poderá questionar se realmente o MCA está evangelizando pessoas por meio da apologética.

Porém, sendo que meu propósito não é entrar a fundo nessa questão, encerro minha resposta, dando-me o direito de não mais responder a qualquer apologista, a menos que este seja educado em sua forma de expor suas ideias (2Tm 2:24-26), manifestando tolerância cristã (Cl 3:13), real interesse pela verdade (Jo 7:17) e evidente abandono do pecado condenado pelo Decálogo em Êxodo 20:16: “Não dirás falso testemunho contra o teu próximo.”

 

 

[Livro Na Mira da Verdade. Acesse: www.leandroquadros.com.br]


Você está em : Sem categoria
Compartilhe:


Comente



  • Wallace em 1 de abril de 2012 15:45

    Parabéns Leandro. Orei muito sobre isto na semana passada… Entrei a “contender” com estes irmãos de outra fé, no site deles, mas percebi que mais me fazia mal do que bem.
    Vc está certíssimo quanto a sua decisão e oro fervorosamente para que continue com ela pois infelizmente estes “debates belicosos” nada tem a acrescentar a nenhum dos lados.
    Só um espírito de discórdia e contenda.
    Deus continue abençoando ao seu lindo ministério.



    • anacarolina em 1 de abril de 2012 16:12

      Querido irmão Wallace,
      Obrigado pelo comentário e por suas orações. A palavra de Deus nos recomenda que sejamos misericordiosos que oremos uns pelos outros. Que Deus continue te dando sabedoria e discernimento sempre!
      Abraços da família Na Mira da Verdade.



  • Washington Oliveira em 1 de abril de 2012 15:50

    II Tessalonissenses, 1 a 8

    Ora, irmãos, rogamo-vos, pela vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, e pela nossa reunião com ele,

    Que não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, como se o dia de Cristo estivesse já perto.

    Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição,

    O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus.

    Não vos lembrais de que estas coisas vos dizia quando ainda estava convosco?

    E agora vós sabeis o que o detém, para que a seu próprio tempo seja manifestado.

    Porque já o mistério da injustiça opera; somente há um que agora resiste até que do meio seja tirado;

    E então será revelado o iníquo, a quem o Senhor desfará pelo assopro da sua boca, e aniquilará pelo esplendor da sua vinda;
    ———————————————————————————————————————–
    Queridos irmãos Leandro Quadros e Tito: permaneçam na verdade, fazendo esse trabalho tão importante e verdadeiro. Logo logo, veremos o sopro do SENHOR desfazer toda mentira e obra do maligno.

    O SENHOR os abençoe e os guarde



    • anacarolina em 1 de abril de 2012 16:09

      Querido Wellington,
      Obrigado por postar esses versos e pela mensagem e força, que será repassada ao prof. leandro e ao Tito. Que Deus continue contigo, lhe dando sabedora e entendimento para mostrar aos outros esse Jesus maravilhoso!
      Abraços da família Na Mira da Verdade.



  • kim Almeida em 1 de abril de 2012 15:56

    Parabens Professor!!!

    Suas respostas com respeito e seriedade tem mostrado o verdadeiro carater cristao!!



  • Washington Oliveira em 1 de abril de 2012 16:04

    1 Pedro 3:11-18

    Aparte-se do mal, e faça o bem; Busque a paz, e siga-a.

    Porque os olhos do Senhor estão sobre os justos, E os seus ouvidos atentos às suas orações; Mas o rosto do Senhor é contra os que fazem o mal.

    E qual é aquele que vos fará mal, se fordes zelosos do bem?

    Mas também, se padecerdes por amor da justiça, sois bem-aventurados. E não temais com medo deles, nem vos turbeis;

    Antes, santificai ao Senhor Deus em vossos corações; e estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a qualquer que vos pedir a razão da esperança que há em vós,

    Tendo uma boa consciência, para que, naquilo em que falam mal de vós, como de malfeitores, fiquem confundidos os que blasfemam do vosso bom porte em Cristo.

    Porque melhor é que padeçais fazendo bem (se a vontade de Deus assim o quer), do que fazendo mal.

    Porque também Cristo padeceu uma vez pelos pecados, o justo pelos injustos, para levar-nos a Deus; mortificado, na verdade, na carne, mas vivificado pelo Espírito;

    Irmãos, continuem a jornada. Os olhos do SENHOR estao sobre voces



  • Washington Oliveira em 1 de abril de 2012 16:10

    Se alguém falar, fale segundo as palavras de Deus; se alguém administrar, administre segundo o poder que Deus dá; para que em tudo Deus seja glorificado por Jesus Cristo, a quem pertence a glória e poder para todo o sempre. Amém.

    Amados, não estranheis a ardente prova que vem sobre vós para vos tentar, como se coisa estranha vos acontecesse;

    Mas alegrai-vos no fato de serdes participantes das aflições de Cristo, para que também na revelação da sua glória vos regozijeis e alegreis.

    Se pelo nome de Cristo sois vituperados, bem-aventurados sois, porque sobre vós repousa o Espírito da glória e de Deus; quanto a eles, é ele, sim, blasfemado, mas quanto a vós, é glorificado.

    Que nenhum de vós padeça como homicida, ou ladrão, ou malfeitor, ou como o que se entremete em negócios alheios;

    Mas, se padece como cristão, não se envergonhe, antes glorifique a Deus nesta parte.

    Porque já é tempo que comece o julgamento pela casa de Deus; e, se primeiro começa por nós, qual será o fim daqueles que são desobedientes ao evangelho de Deus?
    1 Pedro 4:11-17

    quem ler, entenda!



  • Washington Oliveira em 1 de abril de 2012 16:19

    I Corintios 6, de 1 a 10

    Ousa algum de vós, tendo algum negócio contra outro, ir a juízo perante os injustos, e não perante os santos?

    Não sabeis vós que os santos hão de julgar o mundo? Ora, se o mundo deve ser julgado por vós, sois porventura indignos de julgar as coisas mínimas?

    Não sabeis vós que havemos de julgar os anjos? Quanto mais as coisas pertencentes a esta vida?

    Então, se tiverdes negócios em juízo, pertencentes a esta vida, pondes para julgá-los os que são de menos estima na igreja?

    Para vos envergonhar o digo. Não há, pois, entre vós sábios, nem mesmo um, que possa julgar entre seus irmãos?

    Mas o irmão vai a juízo com o irmão, e isto perante infiéis.

    Na verdade é já realmente uma falta entre vós, terdes demandas uns contra os outros. Por que não sofreis antes a injustiça? Por que não sofreis antes o dano?

    Mas vós mesmos fazeis a injustiça e fazeis o dano, e isto aos irmãos.

    Não sabeis que os injustos não hão de herdar o reino de Deus?

    Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus.



  • jussara em 1 de abril de 2012 17:39

    Continue sendo um homem sábio, o Espírito Santo é esclarecedor para aqueles que realmente buscam caminhar na palavra e obedecer a Deus. As vezes as pessoas querem se aparecer sendo do contra, por isso creio eu ha um advogado e justo juiz , Ele virá em nossa defesa no momento certo….



  • claudemir dos santos em 1 de abril de 2012 19:26

    Meu irmão Washington Oliveira,vejo que voce tem muita sabedoria,pois realmente não devemos julgar os nossos criticos,pois quem somos nós para julgalos,em tudo Deus tem um proposito e nada é por um acaso,muitas vezes Jesus encaminha até nós,irmãos que nos são contrarios e esses irmãos geralmente são irmãos necessitados de comprenção,e sendo assim devemos tratalos com amor e respeito e não como inimigos,é atravez desses irmãos que devemos exercitar a nossa paciência e tolerância para que a fraternidade ocorra na terra. Que Deus o abençõe.



  • Rafael Aranha em 2 de abril de 2012 11:47

    Leandro,
    Parabéns pelo seu trabalho em defender a conduta cristã, e defender muito bem bem a verdade bíblica com seriedade, usando excelentes fontes, prezando pelo estudo sério da palavra de Deus,
    parabéns pelo programa na mira da verdade, e ao tito pela apresentação do programa mas infelizmente alguns criticam a verdade, criticam e “dizem mal do que não sabem” Judas 1:10.
    Mas logo todo o mundo irá conhecer “o evangelho eterno” Apocalipse 14:6

    Onde iremos “proclamar aos que habitam sobre a terra, e a toda a nação, e tribo, e língua, e povo.
    Dizendo com grande voz: “Temei a Deus, e dai-lhe glória; porque é vinda a hora do seu juízo. E adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas.” (Apocalipse 14:6-7)

    Justo será o momento da proclamação “Caiu, caiu babilônia, aquela grande cidade, que a todas as nações deu a beber do vinho da ira da sua prostituição.”Apocalipse 14:8

    Um abraço que você possa estar esclarecendo várias dúvidas a respeito da palavra de Deus à luz da bíblia.



  • wagner aparecido silva chaves, Montes Claros em 2 de abril de 2012 14:54

    Ô, gente, eu sou adoro (no sentido de gostar demais) ele ! Ele é supimpa! Eu vou deixar aqui meus bordões favoritos que ele fala nos programas:

    1. Está mais por fora que arco de barril! kkkkkkkkkkkkkkkkk!!!!
    2. A maioria dos apologistas que escrevem sobre o adventismo são desinformados e descontextualizados;
    3. Não foi o Concílio de Nicéia que criou a doutrina da Trindade, querido telespectador e amigo ouvinte. O Concílio só conformou o que o Novo Testamento já falava;

    4. Se Deus predestinou o Diabo para ser diabo e se Deus foi com a cara de alguns para predestiná-los a salvação e outros para a perdição, Deus não seria um Deus de Amor, seria um psicopata;
    5. Deus não prevê as coisas para que elas aconteçam, ele as prevê por que elas vão acontecer;
    6. Todo texto, tirado do seu contexto, gera pretexto;
    7. Eu não entendo como é que uma pessoa que se diz estudiosa da Bíblia pode afirmar uma coisa dessas;
    8. Se a Graça que você recebeu não te dá poder para guardar a Lei, então ela não é Graça, é uma desgraça.

    E AGORA A QUE MAMÃE, JONATÃ (que não é adventista) e eu quase morremos de rir:
    9. A Bíblia diz que a morte é um inimigo. Se após a morte, eu fosse viver eternamente em outra dimensão, então a morte não seria minha inimiga. Ela estaria me fazendo um favor.

    Ai, gente, ele é simplesmente demais!!!!!



    • anacarolina em 2 de abril de 2012 17:33

      Olá Wagner,
      Você também é “supimpa” rs* Ore pela equipe do Na Mira da Verdade, para que Deus continue nos usando para Sua obra!
      Um abraço nosso para você e sua mãe! Que Deus os abençoe!



  • Adelmar de Almeida em 2 de abril de 2012 15:57

    Caro Leandro,
    Parabéns pela luz que tens(além da bela ortografia).Sinto falta dos comentários da Escola Sabatina,tá atrasado..rsrs..Grande Abraço!



    • anacarolina em 2 de abril de 2012 16:25

      Olá Adelmar!
      Passei para o prof Leandro o seu pedido sobre os comentários da Escola Sabatina e ele responderá dentro de eu tempo. Obrigado por paarticipar de nosso blog.



  • Leandro Almeida em 2 de abril de 2012 17:38

    Olá professor, meu xará !

    Eu dei uma olhada la nos artigos do MCA e vi que aquilo é uma tremenda bagunça. Eles se preocupam mais em mostrar o livro “ja refutado” de Rea do que disponibilizar para nós uma réplica ao livro que a IASD fez ao livro “The White Lie”. Vi realmente que falta um pouco de leitura das fontes primarias por parte do autor do blog. Algo muito triste é ver que existem pessoas que não gostam de dar o braço a torcer e vivem a procurar “pelos em ovos”, como diz o ditado. Não sei se o Sr. parou para dar uma olhada nos comentários! Tinha um que trazia a tona a “profecia que falhou”, referente ao que a irmã White comentou sobre a uma guerra. Algo muito desanimador saber que, mesmo depois de tantas respostas por parte da nossa igreja, existem ainda pessoas que vivem a tocar no mesmo assunto e ainda falando que nós NUNCA demos uma resposta sobre isso! Fora também que o acusaram injustamente de querem “tirar dinheiro do povo” ao apresentar em seu programa uma literatura.

    Enfim, sua resposta foi maravilhosa professor, mas quem convence é o Espírito Santo.
    Ao MCA deixo o recado? : O Juiz é justo !

    Fique com Deus professor!



  • Quelen em 2 de abril de 2012 18:20

    Já entrei nos referidos blogs(MCA e Cinco Solas) e pude ver que eles não fazem questão de esconder o quanto nos desprezam e odeiam,a impressão que dá é que para eles nós somos vermes, nos chamam de seita,dizem que o adventista não pode ser considerado um cristão, e outras coisas vulgares, eu não sei a que religião pertence esta gente(e nem quero saber) mas a impressão que tenho sobre eles é péssima.È evidente o ódio de satanás contra nós, que faz apenas confirmar a profecia de apoc 12:17. Nós adventistas apenas pregamos a verdade, não ficamos atacando a igreja nenhuma,mas isto suscita a ira do maligno, pois a verdade liberta,e toda vez que a verdade e a mentira se defrontam,há um conflito,assim sempre foi ,assim sempre será, tenho visto testemunhos inspiradores de pessoas que tem sido atraídas a Jesus através do trabalho da Novo Tempo,e do programa Na Mira da Verdade, e o maligno com todas as suas hostes do inferno está irado, então ele levanta pessoas para difamar e criticar,ele é especialista nisto, pois é o pai da mentira. Quanto a mim agradeço a Deus, posso me considerar convicta,e blindada por Jesus contra estas heresias mentirosas, ainda que eles continuem(e continuarão) falando mal de nós, ainda que eles queiram provar que todos estão errados,ainda assim isto não prova que eles estão certos, esta é uma estratégia para enganar incautos , pois enquanto falam mal dos outros, tentam tirar a atenção deles, para fazer os outros pensar que estão certos, grande ilusão. No momento estou sem condições financeiras mas estou orando a Deus que me ajude a ser um anjo da esperança, meu sonho é que minha cidade ainda possa ter a Novo Tempo em canal aberto .Abraço a todos voces, estarei orando pelo vosso trabalho, que as mais copiosas bençãos dos céus os cubram. Amém.



    • Gelson Braz em 9 de abril de 2012 11:37

      irmã Quelen,

      Sou Adventista também, e gostei muito do seu post.

      Você já ouviu aquele ditado “Água mole em pedra dura tanto bate até que fura”, mas pra esses endurecidos de coração (faraós atuais) o ditado é diferente “Água mole em ferro duro tanto bate até que enferruja”.

      Continue blindada, pois a palavra de Deus é escudo (blindagem) para a nossa vida.

      abraço.



  • ELIZANGELLIS em 2 de abril de 2012 23:54

    essas pessoas estão tão preocupados em tentar derrubar o adventismo que esquece do verdadeiro foco (a escrituras sagradas)ou seja a palavra de Deus.fica buscando argumentos e mais argumentos para alegar que os adventistas são errados.graças ao meu bom Deus conheci a verdade,e é lindo você estar em um lugar onde niguem tem medo de abrir as escrituras sagradas,não fica selecionando textos para buscar apoio em uma doutrina e outra..e sim guarda toda as escrituras como regra de fé…prof leandros em cada programa seu eu fico mas ciente que DEUS TE USA DE TAL FORMA que chega a ser fantástico e espero que vocês continue levando essa verdade a todos fiquem todos com Deus ….



    • anacarolina em 3 de abril de 2012 22:47

      Querida Elizangellis,
      Obrigado por suas palavras, ore para que Deus continue abençoando e usando a equipe do “Na Mira” a cada dia!
      Abraços



  • Alexandre Dietrich em 4 de abril de 2012 12:45

    ” Bem-aventurado aquele que lê, e bem-aventurados os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas, por que o tempo está próximo”. Ap 1:3.

    ” Então conhecereis a verdade e a verdade vos libertará” Jo 8:32.

    E o que é a verdade?

    Deus é verdade Jr 10:10
    Jesus é verdade Jo 14:16
    Espírito Santo é verdade IJo 5:6
    Bíblia é verdade Jo 17:17
    A lei é verdade 119:151

    E “o meu povo é destruído porque falta o conhecimento”. Oséias 4:6.

    “Mas, quando vier o Espírito da verdade, ele vos guiará em toda a verdade. Não falará de si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido, e vos anunciará o que há de vir”. Jo 16:13

    “Lâmpada para os meus pés é a tua palavra, e luz para o meu caminho”. Sl 119:105.



  • claudemir dos santos em 4 de abril de 2012 20:35

    Querida amiga e irmã Quelen,é natural que sentimos ofendidos por outras pessoas em defesa da nossa crença,mas é preciso tambem estarmos atentos as palavras de Jesus,que sempre nos alertou que;Os elevados serão rebaixado, e os rebaixados serão elevados,portanto sejamos humildes,pois quanto mais outras pessoas nos rebaixam,mais Jesus estará ao nosso lado. Que Jesus lhe ilumine sempre.



  • Marcos Joabison em 4 de abril de 2012 21:56

    Parabens professor, sou Adventista desde que nasci, quando casei minha esposa era de outra denominação, quando mostrei a verdade, ela ficou abismada, de tantos encinamentos errados que escutava, e seu programa me ajuda muito com minhas respostas, que Deus te ilumine sempre ao mostrar a verdade parabéns.



  • Jorge P. Barbosa em 7 de abril de 2012 14:53

    Não desanime professor Leandro e Tito. Os pseudos apologistas que se julgam experts em teologia e história confessional, “estão mais por fora do que arco de barril”.

    Esta turma não possui humildade, honestidade e princípios. Mentem descaradamente e demonstram de quem são servos.

    Quem sabe um dia, no final da vida, quando os ânimos não estejam tão exaltados, eles se arrependam. Como não sabem quando morrerão, então é bom se apressar em buscar o perdão enquanto antes, pois pode ser que o dia do juízo seja iminente e não se dê conta que a oportunidade de confessar os pecados passou.

    Passou a sega, findou o verão, e nos não estamos salvos – Jeremias 8:20



    • anacarolina em 8 de abril de 2012 19:17

      Olá Jorge!
      Obrigado pela força e pelo carinho demonstrado para com o programa. Por essas pessoas, devemos orar para que abram seus corações e sua mente, só assim Deus pode atuar.
      Abraços da família Na Mira da Verdade!



  • regina em 7 de abril de 2012 17:14

    sou adventista,as respostas que o irmao e professor esta dando esta me ajudando em todas as minhas duvidas eu estava mesmo procurando o que fazer nas minhas oras que nao tenho cliente e agora sera exelente para mim aprender mais sobre toda a verdade. Deus abençoe .



  • john kennedy rocha lopes em 11 de abril de 2012 17:00

    Professor Leandro gosto muito ver e ouvir e ler suas respostas,para estas pessoas que nao tem estudo algum e nao sabe nada sobre nós adventistas precisamos ter ,uma voz mais altiva na tv e quem sabe uma tv aberta para expandir o evangelho,de forma mais clara e objetiva,como o senhor faz professor,ja que o diabo tem esta liberdade de falar ,fazer e mostrar,coisas impuras e ser bem aceito por todos,eu acho que esta hora de acordarmos e sermos mais a tirados no que se diz respeito de dizer e mostrar a verdade nua e crua como se fala. olha que Deus te ilumine mais e mais.que o espirito santo toque nos corações das pessoas que assiste seus comentarios



  • italo em 15 de abril de 2012 15:28

    acho que a verdade vem a todas as pessoas, infelizmente poucos se mobilizam quando Deus fala diretamente com eles, pois eu a principio achei estranho se guardar o sábado, o vegetarianismo e a aceitação do ministério de EGW, mas todas as escrituras estam condizentes com a lei, Jesus teria autoridade para mudar a lei? lógico, mas PORQUE EU SOU O SENHOR, E NÃO MUDO (ML 3.6) e se hoje, com as leis nas escrituras, e frisada(como deva ser) pelos adventistas, o mundo já é cheio de doutrinas falsas, apostasia, imaginemos sem a lei. Eu agradeço a Deus pelo programa na mira, e toda a Novo Tempo, pelo pr leandro quadros e seu trabalho para nos conduzir melhor a verdade, e os muitos outros pastores da nt, e na minha opinião, se todos ao menos assumissem que é difícil seguir a verdade, já seria um bom e grande começo. Abraço!



  • Maria Beatriz dos Passos e Silva em 15 de abril de 2012 19:17

    Sujeitaí_vos a Deus resistí ao inimigo e ele fugirá de vós (Tiago ,3:7)Deus abençõe o santo ministério de vcs ,que o Espírito Santo continue derramando as ricas bençãos de sabedoria,paciencia,fé,paz e amor,é o que lhes desejo.Com carinho cristaõ ,irmã Beatriz estou orando,por vcs



  • eliane correa ramos em 26 de abril de 2012 10:47

    Professor leandro esse rapaz do site cinco solas deve gostar mesmo de vc ,ele nao faz outra coisa a nao ser ler o que vc escreve,que bom .Que o espirito santo de deus toque em seu coraçao CLOVIS; PARABENS LEANDRO PELO PROGRAMA



    • Clovis em 7 de fevereiro de 2013 15:34

      Eliane,

      Obrigado pelo “rapaz”. Sim, eu gosto do Leandro Quadros. Tenho sérias divergências quanto ao que ele crê e não aprovo a forma parcial como ele trata os comentários de quem discorda dele. Fora isso, não tenho porque não gostar dele.

      Quanto a não fazer outra coisa além de ler o que ele escreve, você está duplamente enganada. Primeiro, que faço algumas coisas como dar consultorias em empresas, realizar auditorias em vários estados brasileiros, dar aulas numa faculdade, ministrar teologia em três cidades diferentes, dar estudos bíblicos todos os domingos em minha igreja, manter o blog Cinco Solas, dar atenção à minha família. De vez em quando, leio um ou outro artigo do Leandro Quadros, mesmo assim, não faz parte de minhas leituras prioritárias. E eventualmente comento alguma coisa, para concordar ou discordar dele. Mas como você nãod eve saber, tais comentários não são publicados aqui (espero que este seja uma exceção).

      Continue orando por mim.

      Em Cristo,



  • ELIANE CORREA RAMOS em 26 de abril de 2012 11:02

    PASSEI AGORA NO MCA ,GOSTAO MUINTO DA GENTE POR LA TBM .QUANTA OFENÇA ,ACHO ENGRAÇADO PORQUE ELES NAO SAO TAO CRISTAOS (SE CONSIDERAO) PORQUE NAO FAZEN COMO JESUS ENSINOU ENTAO?TRATANDO NOS ASSIM ,NAO VEJO JESUS NELES .PORQUE NAO SE PREOCUPAM EM LEVAR O EVANGELHO ,EM REALMENTE CONHECER A BIBLIA ,PERDEM TEMPO PRECIOSO QUE PODERIA SER UTILIZADO PARA A PREGAÇAO DO EVANGELHO.PROFESSOR LEANDRO CONTINUE FIRME EM SUAS RESPOSTAS PORQUE ELES PRECISAM CONHECER A VERDADE,QUE DEUS OS ABENÇOE.



  • Hercules em 30 de abril de 2012 0:54

    Ai pessoal, ja faz um tempo (desde de 2010, se não me falha a memória) que a IASD lançou sua primeira bíblia de estudos, a Andrews, pena que nem todos tem a facilidade de manusear o ingles, pois é uma versão americana, mas não seria interessante te-la em português? Facilitaria muito refutar as más interpretações biblicas espalhadas por aí. Pelo que dei uma olhada é um material de excelente qualidade assim como o “Comentário Biblico Adventista do Sétimo Dia” (que a Casa Publicadora esta de parabéns pela decisão de traduzir o Série Logos).
    Queridos estou escrevendo para saber se tal material (em português) interessa aos irmãos, quem sabe assim a Casa Publicadora resolve traduzir (PARA NOOOOOOOOOOSSA ALEGRIA), e então nus tornamos mais conhecedores da palavra, e assim, ajudares ao professor a pregar a verdade. Ei, e não esqueçam de dar uma olhada no livro Na Mira da Verdade, la o professor nus fala algo interessante sobre a “bíblia apologética”.
    Valeu e um abração ante-vrio a todos (incluindo o pessoal do Na Mira).
    Que a paz de Deus esteja conosco.



  • Sr. Adventista em 3 de maio de 2012 1:26

    Novamente as atitudes dos que nos criticam sem base sólida apenas confirmam o que havia sido escrito.

    “Bem-aventurados aqueles que guardam os seus mandamentos, para que tenham direito à árvore da vida, e possam entrar na cidade pelas portas. Ficarão de fora os cães e os feiticeiros, e os que se prostituem, e os homicidas, e os idólatras, e qualquer que ama e comete a mentira.” (Apocalipse 22:14-15)

    “Porque já o mistério da injustiça opera; somente há um que agora resiste até que do meio seja tirado;” (2 Tessalonicenses 2:7)

    O que acontece com apologetas que não se preocupam com a verdade é o que está escrito em:

    “Suave é ao homem o pão da mentira, mas depois a sua boca se encherá de cascalho.” (Provérbios 20:17)

    Creio que o MCA esteja provando disto.

    E já havia sido escrito que tal coisa aconteceria:

    “E zombará cada um do seu próximo, e não falam a verdade; ensinam a sua língua a falar a mentira, andam-se cansando em proceder perversamente.” (Jeremias 9:5 )

    Mas tenhamos ânimo e alegria em nossa caminhada porque também está escrito:

    “Então, irmãos, estai firmes e retende as tradições que vos foram ensinadas, seja por palavra, seja por epístola nossa. E o próprio nosso Senhor Jesus Cristo e nosso Deus e Pai, que nos amou, e em graça nos deu uma eterna consolação e boa esperança, Console os vossos corações, e vos confirme em toda a boa palavra e obra.” (2 Tessalonicenses 2:15-17)

    Estejam com cristo!



  • Leonardo em 6 de maio de 2012 14:21

    Pr Leandro Quadros, sou Adventista do Sétimo dia e em nossa igreja se prega que o Espirito Santo é um ser pessoal e a Srª White confirma isso em alguns dos seus escritos,porém tem uma coisa que ela escreveu que me “intrigou”.Preciso que o Sr me explique o que ela quis dizer, ela se contradisse?

    “A natureza do Espírito Santo é um mistério. Os homens não a podem explicar, porque o Senhor não lho revelou. Com fantasiosos pontos de vista, podem-se reunir passagens da Escritura e dar-lhes um significado humano; mas a aceitação desses pontos de vista não fortalecerá a igreja. Com relação a tais mistérios – demasiado profundos para o entendimento humano – o silêncio é ouro. Não é essencial que sejamos capazes de definir exatamente o que seja o Espírito Santo. Cristo nos diz que o Espírito é o Consolador, o ‘Espírito de verdade, que procede do Pai’. João 15:26. Declara-se positivamente, a respeito do Espírito Santo, que, em Sua obra de guiar os homens em toda a verdade ‘não falará de Si mesmo’ João 16:13.” Atos dos Apóstolos, pág. 52.



  • Genilda Souza em 7 de maio de 2012 19:25

    Pastor Leando quadros, Deus é contigo,não se preocupe em dá explicaçoēs, só aguarde, pois o Espírito Santo se incubirá em fazer a obra nestes coraçoēs rebeldes, a recompensa deles não tardará. Aí dos que tocar, caluniar, difamar os ungidos do Senhor.Não esqueça, o senhor é um escolhido de Deus para salvar almas que estão a perecer.O senhor é um abençoado!
    .



    • Ana Carolina em 8 de maio de 2012 0:05

      Querida Genilda,
      Obrigado pelo carinho! Seu comentário já foi enviado pro rofessor Leando, que seguramente ficará feliz ao lê-lo. Ore para que Deus nos dê sempre sabedoria e discernimento para levarmos enfrente esse ministério. Que o Senhor esteja com você!
      Abraços da família Na Mira da Verdade!!



  • Alex em 10 de maio de 2012 17:56

    Boa tarde, primeiramente gostaria de agradecer e parabenizar a toda a equipe do programa Na Mira da Verdade, ao apresentador Tito e ao Prof. Leandro pelo agradável e esclarecedor programa. A pouco mais de um ano, através da Rede NT esclareci várias dúvidas bíblicas que me incomodavam desde criança, tenho me identificado e me aproximado cada vez mais da IASD por ter o foco voltado para a leitura bíblica e seus estudos mais aprofundados. Mas o que ainda me impede de visitar e ou frequentar a igreja são as informações que consegui referente a Ellen G. White, mas, para poder formar minha opinião sobre isso é mais sensato e prudente que eu primeiro leia todos os seus livros.

    Gostaria então de pedir um grande favor, peço que me enviem fontes confiáveis onde eu possa conseguir a listagem de todos os livros da escritora e todas informações e verdadeira história sobre o adventismo.
    Desde já agradeço a Ana Carolina, porta voz da equipe e ao Prof. Leandro Quadros por essa possível e estimável ajuda que será decisiva para essa área da minha vida.

    Um grande abraço a todos e continuem com o ótimo programa.



    • Ana Carolina em 31 de maio de 2012 21:19

      Olá Alex,
      Obrigado por suas palavras. Você pode ler todos os livros de Ellen White no site http://www.ellenwhitebooks.com
      Que Deus te abençoe!! abraços



  • samuel pontes do nascimento em 9 de agosto de 2012 10:28

    por favor me tire uma duvida,quem são os demonios se em 2ª pedro cap.2 v.4 diz porque Deus não perdoou aos anjos que pecaram mas avendo os lançado no inferno os entregou as cadeias eternas da escuridão ficando reservados p/o juizo,em judas v.6 diz a mesma coisa



    • Maiara Costa - Equipe em 11 de dezembro de 2012 8:38

      Estimado amigo e irmão em Cristo Samuel!
      Grande satisfação poder manter contato com você.
      Muito obrigado por enviar a sua pergunta.
      Que a paz do Senhor esteja sempre em seu coração.
      “Porque se Deus não poupou a anjos quando pecaram, mas lançou-os no inferno, e os entregou aos abismos da escuridão, reservando-os para o juízo” 2 Pedro 2:4 (grifo meu).
      Aqui temos uma linguagem simbólica e não literal. Seres sobrenaturais não podem ser presos por correntes. O Comentário Bíblico ASD, vol.7 assim se posiciona sobre este verso: “A linguagem de Pedro é figurada, e não tem o objetivo de identificar nenhum lugar especial como morada dos anjos caídos”.
      Começamos a entender o texto ao descobrirmos o significado da palavra “inferno” como está no original grego. Vem da palavra tártaro e significa “lugar de trevas”. Aqui não há a ideia de lugar de fogo e tormento, pois fala em escuridão. Onde há bastante fogo, não pode haver escuridão.
      Além disso, o texto fala que estes anjos estão reservados para o juízo. Isto significa que eles não estão sofrendo num inferno de fogo, pois o período do castigo deles ainda não chegou, está no futuro. Veja Atos 17:31. Se eles já estivessem queimando no “inferno”, qual a necessidade de estarem sendo reservados para o juízo? Já estariam pagando a pena.
      Há um texto parecido com esse, Judas 6, para o qual serve a mesma explicação: “aos anjos que não guardaram o seu principado, mas deixaram a sua própria habitação, ele os tem reservado em prisões eternas na escuridão para o juízo do grande dia”
      Deste modo, estes anjos estão presos em cadeias espirituais, num abismo de trevas espirituais porque abandonaram o seu estado de pureza original ao rebelar-se contra Deus. Não podem mais voltar para a luz da presença do Criador.

      Provas bíblicas de que a prisão dos anjos maus é simbólica e não literal

      Apocalipse 12:9-12: “E foi precipitado o grande dragão, a antiga serpente, que se chama o Diabo e Satanás, que engana todo o mundo; foi precipitado na terra, e os seus anjos foram precipitados com ele. Então, ouvi uma grande voz no céu, que dizia: Agora é chegada a salvação, e o poder, e o reino do nosso Deus, e a autoridade do seu Cristo; porque já foi lançado fora o acusador de nossos irmãos, o qual diante do nosso Deus os acusava dia e noite. E eles o venceram pelo sangue do Cordeiro e pela palavra do seu testemunho; e não amaram as suas vidas até a morte. Pelo que alegrai-vos, ó céus, e vós que neles habitais. Mas ai da terra e do mar! porque o Diabo desceu a vós com grande ira, sabendo que pouco tempo lhe resta”.
      Lucas 10:18: “Mas ele lhes disse: Eu via Satanás caindo do Céu como um relâmpago.”
      Efésios 6:12: “pois não é contra carne e sangue que temos que lutar, mas sim contra os principados, contra as potestades, conta os príncipes do mundo destas trevas, contra as hostes espirituais da iniquidade nas regiões celestes”.
      Na tentação do deserto, em Mateus 4, vemos que Satanás tem certo domínio, mesmo que limitado, sobre o planeta, pois ofereceu a Jesus os reinos e a glória do mundo, caso o Salvador o adorasse (versos 8 e 9). Jesus o chama, inclusive, de “príncipe deste mundo” em João 12:31, 14:30 e 16:11 (ver também Efésios 2:2).
      Se a prisão no abismo fosse algo literal, ou seja, real, então o mundo não se encontraria no estado depravado de hoje. Vemos uma atuação sobrenatural e maligna por detrás da maldade que domina o mundo. Não é por acaso que João afirma em sua 1ª Carta, no cap. 5:19 que “o mundo inteiro jaz no maligno”.
      Portanto, a Bíblia é clara em afirmar que Satanás e seus anjos se encontram no planeta Terra, só que numa dimensão espiritual. Por isso, não os vemos.
      Querido (a) amigo (a): só podemos vencer as forças do mal se estivermos ao lado de Jesus Cristo, vestindo a armadura que Ele nos dá. Podemos saber qual é essa armadura, que está à nossa disposição, lendo Efésios 6:10-18.
      Há segurança apenas se nos posicionarmos ao lado das verdades bíblicas, para que não sejamos enganados. Faça de Jesus o seu protetor e de Sua Palavra, a Bíblia, sua regra de fé e você será vitorioso na caminhada cristã.
      Que Deus te abençoe grandiosamente.
      Um forte abraço.
      Equipe do Na Mira.



  • Lohana em 17 de agosto de 2012 2:18

    Parabéns pela belissima resposta Leandro. Pára essas pessoas, dizer falso testemunho contra o próximo é normal, pois não acreditam na validade da lei de Deus.



  • Clovis em 7 de fevereiro de 2013 13:35

    Caro Prof. Leandro,

    Como fui citado no seu artigo, pela menção ao Cinco Solas, permita-me algumas considerações, que espero as publique, se não por dever cristão, pelo menos por honestidade intelectual. Permita-me dirigir-me chamando-o de você, o que é normal entre amigos.

    1. Você diz que sou “por demais tendencioso”, haja vista eu ter escrito que “se alguém dissesse ‘todos os pioneiros’ [são anti-trinitarianos] não erraria muito”. O que eu escrevi está errado? Diga-me você mesmo. Aliás, já disse, quando escreveu “o fato de a maioria dos principais escritores serem antitrinitarianos naquela época não indica que aquele era o posicionamento da igreja…”. Qual a diferença entre “a maioria” e “quase todos”?

    2. Com relação ao uso fontes secundárias e uso tendencioso de fontes primárias. Se algum dos seus leitores se der ao trabalho de ler meus três artigos sobre o arianismo dos pioneiros, verá que todas as citações que fiz foi de autores adventistas. Vou um pouco além, usem o sistema de busca do Cinco Solas e me mostrem qualquer afirmação que fiz sobre o adventismo que tenha se baseado em escritos de seus críticos e não em fontes adventistas. Apontem-me e terei o máximo prazer em publicar com destaque uma errata.

    3. E se você faz tanta questão do uso de fontes primárias, porque ainda não me deu as referências para eu localizar onde o Dr. G. C. Berkower desafiou “a igreja Presbiteriana a abandonar o Calvinismo”? Você escreveu “leia o livro “Divine Election” do Dr. G. C. Berkouwer – umas das maiores autoridades teológicas que já existiram nesse mundo. Ele foi presbiteriano e em tal livro desafiou (e o fez várias vezes em sala de aula) a igreja Presbiteriana a abandonar o Calvinismo”. Pois bem, desde que escreveu isso tenho lhe perguntado sobre a página em que ele fez tal desafio. Insisto porque pode ser que eu tenha sido enganado e o exemplar que eu tenho em casa veio com páginas faltando.

    Agora, sobre o arianismo dos pioneiros adventistas, aceito debater o assunto com você, utilizando apenas de fontes primárias e de autores adventistas. Desde que você assuma o compromisso de publicar, na íntegra, todos os meus comentários. Tenho condições suficientes de provar, a partir de escritos dos pioneiros adventistas, que “se alguém dissesse ‘todos’ os pioneiros adventistas eram anti-trinitarianos não erraria muito”. Você tem condições de provar o contrário?

    Em Cristo,



  • HELENA COUTO em 9 de dezembro de 2013 16:45

    Muito bom querido Leandro Quadros, que Deus continue usando você para tirar as dúvidas das pessoas sinceras que querem cada dia mais, conhecer o Deus da Biblia, quanto a esse grupo de pessoas que ao invés de se aprofundarem nas escrituras, em busca de conhecimento, a luz da verdade, ficam falando besteira.