Jornalismo
assistir ouvir

Chegou a hora de consumir ideias, por Elias Teixeira

No próximo dia 17 de agosto começa a campanha eleitoral no rádio e na televisão.

O Tribunal Superior Eleitora (TSE), definiu a ordem de inserção: os candidatos a presidente e a deputado federal vão participar da propaganda eleitoral às terças, quintas  e sábados.

Os políticos que concorrem aos cargos de governador, senador e deputado estadual ou distrital terão as propagandas exibidas nas segundas, quartas e sextas-feiras. Vai começar o show dos marketeiros.

Acostumado com publicidade bem elaborada e apelativa de produtos, agora o eleitor vai consumir ideias.

Se for considerada a questão educacional, mais da metade dos brasileiros é composta de analfabetos funcionais: os que sabem ler e escrever, mas não entendem o que leem. E consumir ideias requer muita análise e senso crítico que se conquista pela leitura e observação.

Se a grande maioria não possui análise reflexiva e senso crítico, emoção é o caminho por onde percorre a política do oba-oba, das piadas engraçadas,  da “bolsa-pão” e do “vale-circo”.

É mais cômodo receber de graça informações elaboradas estrategicamente por marketeiros que parecem ser convincentes. E quem aprendeu a ganhar tudo de graça, pode colher dos frutos que outros plantaram, sem saber cultivar.

A verdade é que campanha eleitoral não mostra de fato o que interessa à nação e nem à realidade do país.

Elias Teixeira é jornalista (assista ao comentário pela TV Novo Tempo, www.novotempo.com/tv, às 19h e meia-noite desta quarta-feira, 4 de agosto)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *