INÉDITO:
  • QUA23:00
REPRISES:
  • DOM00:30
  • DOM09:00
  • SEG04:00
  • TER05:30
  • QUI07:00
  • SEX00:00
  • SAB01:00
  • SAB14:00

Video – Pessoas inteligentes acreditam em Deus?, 2012


Ao longo da história houve muitas maneiras de demonstrar uma descrença em Deus alguns se tornaram ateus, isto é negaram a existência de qualquer divindade, outros optaram pelo deísmo, ou seja acreditam que existe um deus mas que ele não está aqui que abandonou nosso planeta.

Voltaire foi um famoso pioneiro deste tipo de raciocínio que tem seus seguidores até hoje, outros ainda preferiram optar pelo agnosticismo, isto é a dúvida absoluta ou a afirmação de que é impossível saber com certeza se Deus realmente existe ou não existe.

 

 

Você está em: Vídeos

Compartilhe:


Comente



  • alexandre em 8 de maio de 2012 16:46

    Muito bom esse programa…………quem dera que toda programação da TV brasileira fosse realizada desse jeito inteligente e cultural e que ajudasse os seres humanos em uma vida decente e moralmente com uma conduta proveitosa. Infelizmente a TV brasileira só tem lixo em sua programação que não serve para nada de bom e proveitoso.



    • leticia ferreira cruz em 18 de janeiro de 2013 21:14

      querido FABIO e queridoMAURICIO primeiramente voces com certeza tem direito de comentarem oq voces quiserem mas não acho certo que voces ficam falando assim do nosso DEUS tudo bem se voces não acreditem mas não tome o nome DEUS em vão por favor.



  • alexandre em 8 de maio de 2012 17:31

    Muito bom esse programa…….quem dera que toda programação da TV brasileira fosse assim – inteligente e educadora. Infelizmente toda programação da TV brasileira é um lixo e só serve para produzir o que não presta não acresentando nada de bom aos seres humanos!



  • Hewerton em 9 de maio de 2012 9:11

    Fantástico, eu experimento isto desde que me entendo por gente.Minha mãe me ensinou a ética Cristã que me levou ao amor do Pai.
    Bom trabalho.
    Grato
    Hewerton



  • ADRINA PAULA ANGELOCCI em 9 de maio de 2012 14:39

    Adorei a matéria e outras tamben ,que DEUS te proteja por ter está vocação e ir adiante no assunto sobre DEUS! Sempre vou acompanhar Obrigada Adriana!



  • Landerson em 9 de maio de 2012 20:08

    Dr. Rodrigo, seu programa é fantástico. Tanto você quanto toda a equipe que o ajuda tem feito um trabalho excelente que tem trazido informação a milhares de pessoas. Sou um dos muitos beneficiados e deixo aqui os meus mais sinceros agradecimentos.

    Assim como você, também sou de Minas Gerais e espero um dia ter a oportunidade de apertar a sua mão e agradecê-lo pessoalmente.

    Grande Abraço!



  • Gabriel Schenkel Albino em 10 de maio de 2012 17:47

    De fato, quem aceita e crê na possibiliadde de um deus acaba abrindo um mundo de compreensões sobre o planeta e o universo, se muitas pessoas que vejo por ai, e que se julgam inteligentes alegando com prazer não acreditar em deus assistissem programas como esses, seriam muito mais críticas e intelectuais como eles mesmos julgam… depois são os cristãos e outros crentes que são os bitolados….. se deus quiser ainda vou ter este conhecimento todo, sou muito grato a deus por ninca ter caído nestas teorias fracas e céticas.



  • claudemir dos santos em 10 de maio de 2012 20:42

    Nem sempre as pessoas inteligentes acreditam em Deus,pois as pessoas inteligentes que ainda não dominam o seu orgulho e através dos seus conhecimentos se tornam sábios e prudentes,e questionam a tudo e a todos,sem respeitar os mais simples,e sempre tirando vantagens destes,portanto a inteligencia aliada ao orgulho,contraria a sabedoria de Deus ,que é sábia,justa e esta ligada a simplicidade e a humildade de deus nosso pai. Muita paz.



  • Péricles em 10 de maio de 2012 22:17

    Muito bom! Um programa imparcial, inteligente e investigativo. Sou gnóstico e uma das bases do gnosticismo é que o conhecimento se baseia em 4 pilares fundamentais, entre eles a ciencia e religiao, além da arte e da filosofia.



  • Tessiz kacuarta Ventura em 11 de maio de 2012 5:50

    Olá,Escrevo apartir de Angola,Sou estudante de biologia e algum tempo atras,estava quase me desviando e me tornando evolucionista,dvido os conteudos que fui recebendo da faculdade,Mas hoje sou grato a Deus,porque satanas nao me conseguiu desviar,e tambem sou grato ao vosso programa e a vossa vasta equipa.Que Deus continue iluminando os vossos coraçoes.Um abraço do tamanho de Africa.



    • allana.ferreira em 11 de maio de 2012 10:21

      Ola Tessiz,
      O seu relato é o nosso combustível para continuarmos correndo atrás de mais conteúdo, com melhor qualidade na direção certa.
      Obrigado pelo apoio, continue conosco.
      Abraços, a produção



  • Gabriel Broda em 11 de maio de 2012 12:24

    Pois é, estamos em uma fase na qual virou modinha ser ateu, ser ateu para eles é se achar mais inteligente que os demais.

    O problema todo é a internet, uma ótima fonte para quem sabe pesquisar e estudar. Porém, é também uma armadilha para quem não sabe utilizar esta poderosa ferramenta de estudo.
    Na internet temos muita informação e pouca formação, felizes os que estudam e pesquisam em fontes seguras e confiáveis, como é este site.

    Se fosse só o teísmo que eles quisessem colocar em xeque tudo bem, mas parece que o principal alvo é a igreja católica, querem a todo custo destruir a igreja católica. Dan brown é o principal metralhador do catolicismo, vejam:

    O Padre Bernard O’Connor, um sacerdote canadense e oficial da Congregação para as Igrejas Orientais da Santa Sé, estava em Roma o ano passado enquanto o diretor Ron Howard filmava a obra. O’Connor se encontrou duas vezes com o pessoal da mesma e conversou de maneira informal com 20 deles. Estava vestido casualmente de modo que ninguém se deu conta de que era um sacerdote. Falaram abertamente, pensando que era somente “um turista amistoso”. O Padre escreveu um artigo sobre sua experiência na revista mensal, Inside the Vatican (Dentro do Vaticano). Um dos trabalhadores que disse ser um dos “encarregados” opinou assim: “a Igreja miserável está contra nós outra vez e nos está causando problemas”. Logo, falando de seu amigo Dan Brown, acrescentou “como muitos de nós, ele com freqüência diz que faria algo para demolir esta detestável instituição, a Igreja Católica. E triunfaremos. Já verão”. Quando o Padre O’Connor lhe pediu que precisasse suas afirmações, o oficial de produção disse “ao final desta geração não existirá mais a Igreja Católica, ao menos não na Europa ocidental. E em realidade os meios merecem muito crédito por seu desaparecimento”.

    Aqui vai mais um intelectual cristão que compartilho convosco, seu nome: Thomas Woods. Graduado em Harvard e p.h.D em história pela universidade de Columbia.
    Woods nos diz que 1 entre cada 20 dos maiores matemáticos da história faziam parte da companhia de jesus?
    Woods também nos diz que nos dará tanta munição (conhecimento) que não saberemos o que fazer com ela.
    Tenho um vídeo no meu canal do youtube que mostra alguns dos mais ilustres físicos, matemáticos e cientistas que criam em deus. http://youtu.be/F6xyOTf1QwM
    Como disse o prof Rodrigo Silva, seriam todos eles tolos?
    Excelente vídeo, parabéns! Vou compartilhar.



  • Carlos Pereira em 12 de maio de 2012 16:27

    Primeiramente gostaria de parabenizar o prof. Rodrigo pela forma como conduz esse excelente programa. São poucos os apresentadores que se dispõem à sair dos limites das páginas das Sagradas Escrituras para explica-la e principalmente reafirma-la, utilizando-se de fatos históricos e estudo aprofundado dos temas, com o intuito de nos ajudar a aumentar a nossa fé de maneira sólida. Há algum tempo venho acompanhando o seu blog e posso afirmar que esse sem dúvidas é um dos melhores programas da atualidade.
    Um grande abraço e novamente parabéns pelo programa, ao prof. Rodrigo e a toda sua equipe!



  • Maiquele em 12 de maio de 2012 16:32

    Este programa veio em ótima hora, eu estava querendo desenvolver em minha igreja juntamente com os jovens um trabalho missionario para visitarmos pessoas afastadas e intituições. Querendo desenvolver um trabalho muito sério onde os jovens iriam tocar instrumentos musicais para gloria de Deus e acalmar os coraçoes. E quando Deus colocou no meu coraçao este trabalho, fiquei com Dúvida, pensei: Será que é isso mesmo que Deus quer? Pensei nisso algumas horas antes de ir à igreja e conversar com os jovens sobre este trabalho.
    Entao, estava me arrumando para ir á igreja no dia 12 de maio, e o programa EVIDENCIAS estava no ar em reprise, quando eu resolvi assisti, tive uma surpresa, o programa estava dizendo sobre pessoas que pregava firmemente que o nosso Deus nao existia, E entao a resposta estava ali. Atraves do programa EVIDENCIAS em reprise (porque eu nao tenho tempo de assistir, mas no sabado me arrumando resolvi parar e ouvir o que dizia o programa), Deus me deu a resposta que eu precisava muito saber, assim como pregam a mentira como se fosse verdade, posso pregar a verdade intensamente junto com outros que a conhece.
    Obrigada por ter reprise nos programas, isso é maravilhoso. Rsrs.



  • Maurício Rothberg em 17 de maio de 2012 7:47

    DR. RODRIGO SILVA/SRA. ALANA: Reenvio o comentário abaixo, já vos encaminhado dias atrás. Dúvidas me ficaram sobre sua não publicação: ou foi a extensão do texto, ou seu conteúdo fere os interesses religiosos/ideológicos do blog. Em qualquer dos casos, compreenderei as razões. Obrigado (Maurício Rothberg)

    Reitero, com total sinceridade, ampliando o que escrevi noutra seção deste blog, com acolhida que anseio ver se repetir aqui, minha opinião sobre o dr. Rodrigo Silva: trata-se de um camarada inteligente, culto e simpático, a figura boa-praça com quem todos apreciariam partilhar momentos de jogar-conversa-fora no happy hour. Nosso personagem é também muito bom em retórica. Quer dizer, ele domina a arte do bem falar, sabe ser persuasivo. Trata-se – o dom da retórica – de um talento que pode servir a dois propósitos: revelar a verdade ou apresentar como tal o que, se analisado mais de perto, pode ser uma meia-verdade ou até mesmo uma verdade maquiada. Procedimentos argumentativos dessa ordem são o campo fértil de onde surgem os sofismas.
    Mas, outra virtude do dr. Rodrigo que me parece evidente é sua sofisticação intelectual, algo, admita-se, pouco comum em meios religiosos (favor não confundir o acúmulo de titulação acadêmica como uma prova insofismável de refinamento intelectual; já me deparei com teólogos ou assemelhados extremamente bugres na hora de discutir sua fé com aqueles que não compartilham de suas ilusões metafísicas). Adianto que, a esta altura da vida, não compartilho com o bom-mocismo da linguagem politicamente correta, típica dos que querem ganhar o prêmio maçã de comportamento social; sou mais chegado, pelo aroma e sabor, ao limão.
    Justamente por ser essa figura intelectualmente refinada que, estou certo, o dr. Rodrigo Silva não irá me acusar de ser agente do diabo, do pai da mentira e outros apodos que tais, por estar aqui em seu blog, desafinando do coro dos contentes. Amiúde é difícil um debate civilizado com uma parcela altíssima de cristãos não porque seus argumentos sejam irrefutáveis, e sim porque é comum fixarem dogmas – como tais, construções que não se admitir recusar – que corta o diálogo em seu nascedouro. É a questão da existência do diabo. Se se argumentar, da maneira mais lógica possível, que a crença na existência do rapaz é um total absurdo, um contra-senso, o crente reagirá com o já tradicional clichê: “faz parte da arte do diabo tentar mostrar que ele não existe”. De minha parte, deixo claro que não acredito nem em deuses nem em diabo de qualquer espécie. Já se disse que as religiões, diante da questão do mal, algo incompatível com a alegada perfeição de um ser divino, precisa criar um vilão, cujo único papel é atrapalhar, da maneira mais vilanesca, as belas obras dos deuses. O diabo não existia. Logo, foi preciso criá-lo. E em nenhuma religião essa figura tão difamada, o diabo, criatura com uma péssima assessoria para promover sua imagem, é tão bem caracterizada e repudiada do que nas igrejas cristãs. Prevalece, dentre outras teorias sobre a questão do mal, a tese agostiniana de que o Deus mosaico-cristão-muçulmano nada tem a ver, por exemplo, com Aushwitz & similares, devendo-se culpar o mal uso da liberdade pelo homem como a causa de todos os males que nos acossam. É assim que Agostinho responde a Evódio à questão sobre se o Deus bíblico é o autor do mal.
    Mas, se alguma criatura caridosa teve a generosidade de me acompanhar até aqui, digo que o que escrevi acima foi apenas uma digressão para tratar da palestra do dr. Rodrigo Silva sobre se são inteligentes ou estúpidos os que acreditar num ser transcendente.
    Possivelmente, a palestra do nosso brilhante doutor terá uma continução, com ele inevitavelmente listando uma série de cabeças notáveis que acreditaram e acreditam em Deus. Deixarei, então, para tratar da questão no devido tempo. Só adianto uma coisa, quase certo de que Einstein e Newton comporão a lista. Sobre o primeiro, é bom lembar que ele era declaradamente panteísta, posição totalmente incompatível com as religiões monoteístas e crentes num deus pessoal. Quanto ao segundo, se se recorre a ele como autoridade inconstrastável para provar a existência do Deus criado pelo povo ao qual pertenço, os judeus, é bom também aceitar com a mesma autoridade a crença de Newton em cartomantes, como alguns de seus biógrafos já fartamente mostraram.
    Um espírito de porco (tabu, o pobre bichinho, na culinária judaica) poderia dizer que a alegria do dr. Rodrigo com os tantos intelectos de escol que acreditam em Deus – portanto, crentes não são estúpidos -, mal esconderia a conclusão de que ateus e correlatos é que são estúpidos. Bem, é possível listar gente de cabeça intelectualmente saudável dos dois lados da contenda. Insistir nisso parece o espelho, no plano intelectual, daquela brincadeira comum entre os adolescentes do sexo masculino, perturbados, nessa fase difícil da vida, em torno de quem foi mais aquinhoado anatomicamente pela natureza. Dr. Rodrigo, noutra prova de seu refinamento intelectual, reconhece que nem todos os ateus partilham das premissas do ativismo neoateísta. Fico imaginando – e acredito que nosso doutor também – se um Bertrand Russell, ateu impenitente, e um dos pais da lógica moderna, mestre de um gênio como Wittgenstein, se daria ao trabalho de ocupar-se desses novos ateus. Contudo, é possível, apesar de todo o radicalismo de Dawkins & cia, entender o que os move, qual seja, a meu ver, o cada vez maior atrevimento, principalmente nas sociedades ocidentais, de religiosos que querem impor, a ferro e fogo, como fizeram no passado, suas crenças. E, nesse aspecto, considerando a cada vez maior conquista de mercado a que se dedicam todas as igrejas cristãs, até mesmo entre elas esse comportamento violento das religiões fazem suas vítimas. Por exemplo, quando na década de 80 a igreja católica pressionou o governo brasileiro – e este cedeu – para que proibisse a exibição no Brasil do filme de Godard “Je vous salue Marie”, ela impôs um valor religioso particular – a crença na santidade de Maria, a suposta virgem que gerou um homem – a todos os demais. Quer dizer, até mesmo protestantes, que não reverenciam Maria como fazem os católicos, ficaram impedidos de assistir ao filme porque a igreja católica achou por bem que deveria ser assim. Em vez de orientar seus fiéis a que não assistissem a uma obra considerada por ela blasfema, a santa madre igreja proibiu que todos assistissem ao filme. São os espasmos recorrentes de um velho tempo de fausto e autoritarismo medievais, onde o papado fazia e desfazia.
    Dr. Rodrigo fala em estatísticas que dão como de 95% a 97% o número de pessoas no mundo que acreditam em algum tipo de divindade. Primeiramente, a exemplo do escritor Carlos Heitor Cony, tenho, para dizer o mínimo, desconfiança da alegada cientificidade da estatística. Não porque eu não creia na matemática – pelo contrário. Mas sim porque vejo pesquisa de opinião bastante marcada pelo componente ideológico. Os americanos, o povo que mais recorre a estatísticas, seja qual for o assunto, nem por isso deixam de ironizá-la. Segundo a piada comum entre os nossos grandes irmãos lá de cima, a estatística funciona assim: “eu como um frango; meu vizinho passa fome. Estaticamente, comemos meio-frango”.
    Outra dúvida que me ocorre sobre a questão: se, de fato, quase 100% da humanidade acreditam em alguma divindade, e tal crença – é o que se prega – é a condição básica para um mundo melhor, em todos os sentidos, por que o mundo até hoje continua a desgraça material e moral que vemos cotidianamente? Serão tão poderosos assim os 5% restantes? Ora, dá para ver – ou pelo menos desconfiar – que o remédio – isto é, as religiões – até hoje não conseguiu curar o “doente”.
    O dr. Rodrigo se contrista com o fato de que a academia desdenha da crença no divino, do poder da oração e de outros badulaques constantes do aparato religioso. Agora, será que ele não tem a mesma reação diante da propaganda, velha de séculos, que apresenta os ateus como pessoas totalmente destituídas de moralidade, a escória moral do mundo, etc e tal? Claro, argumentar aqui que um gênio como Kant mostrou em sua “Crítica da razão prática” que o homem não precisa acreditar no divino para ser bom, correto, bom filho, bom pai, boa mãe, etc., bastando apenas fazer o bom uso da razão, não convence os que consideram como odiento todo aquele que recusa curvar-se a ilusões religiosas. Já se tornou lugar-comum dizer que tudo isto é sabedoria humana, logo, inferior a uma alegada superioridade da sabedoria divina. Curiosamente, nosso dr., numa prática comuníssima entre cristãos, não abre mão de ir até à ciência para “provar” a justeza e procedência de sua crença. É o velho expediente de pinçar de um conjunto as partes que trazem água para nosso moinho.
    Eu também apreciaria demais que o dr. Rodrigo – que sei tem competência de sobra para tanto – se detivesse mais, diante da maioria esmagadora de seu público, que não precisa se convencer, pois já está mais do que convicto, ao usar o termo “materialismo”. Nosso doutor sabe que ao recorrer ao vocábulo ele está se referindo a uma posição filosófica, aquela justamente que se opõe ao idealismo. Aqui temos o materialismo que tem a matéria como elemento ontologicamente fundante da realidade versus o idealismo, que atribui tal papel à ideia. Não confundir, portanto, com o sentido vulgar da palavra “materialismo”, que indica o apego desmedido às coisas materiais, da mesma forma que o idealismo das ideias não se confunde com o idealismo dos “ideais”. Daí que temos materialistas filosóficos que são idealistas no sentido da obediência a ideais, enquanto temos idealistas no sentido filosófico (e, aqui, o idealismo é uma componente básica das crenças religiosas) que são materialistas no sentido vulgaríssimo da expressão. Os pastores da “teologia da prosperidade” estão aí, num terrível crescimento metastásico, que não nos deixam mentir.
    Por fim, já que me alonguei demais e ainda ficou muito a dizer, o dr. Rodrigo, com a alegria dos que imaginam ver sancionadas suas crenças, fala em neurocientistas que mostrariam a religiosidade intrínseca do homem, algo quase, é o que me parece sugerir nosso brilhante doutor, genético. Bem, eu poderia listar um sem número de especialistas da mesma área, com igual competência e, quem sabe?, maior reconhecimento nos meios acadêmicos, que discordam disso. No presente, aqui no Brasil, temos o dr. Miguel Nicolelis. Suas opiniões, baseadas em suas pesquisas científicas, sobre oDeus inventado pelo povo judeu, num passado mais ou menos remoto o condenaria a fogueiras santificadoras. Se recorrer a autoridades científicas do passado, eu poderei citar Gaylord Simpson (“Biology and men”, 1964), E.L. Simons (“The earliest apes”, 1967), G. S. Carter (“A hundred years of evolution”, 1957), Maynard Smith (“The theory of evolution”, 1958), J. B. S. Haldane (“The cost of natural selection”, 1958). Mas paro por aqui. Quem sabe, estimulado pelo brilho do dr. Rodrigo Silva em seus pronunciamentos sobre matérias tão palpitosas e palpitantes, eu não voltarei a dar o ar da graça de um descrente?



    • Silvana Lopes em 22 de maio de 2012 17:26

      Sr. Maurício, porque tanto desgaste e o uso de palavras tão dificeis e hirônicas para contestar o Dr. Rodrigo?!!! Não se esqueça do objetivo deste programa. Se você está visitando esse site e se prôpos a assistir o vídeo até o final, fica claro que deve ter algum interesse, porque do contrário não gastaria seu tempo com assuntos que não lhe interessam ou até mesmo que não acredita. Afinal, não seria mais simpático de sua parte, no mínimo se, simplesmente apresentasse os seus argumentos?!!!… Ahh, se for para contestar a existência de Deus através da ciência, que, com certeza, evolui sim, mas, meu caro amigo há de convir comigo que até hoje não conseguiu comprovar suas teorias da evoulução de nenhuma forma. E quer saber, nem por isso, como diz Dr. Rodrigo, eu vou deixar de acreditar na força da gravidade!!!
      Se tiver tempo e paciência, sugiro que leia esse texto, que no mínimo é bem interessante…

      Estudante: E sobre a escuridão, Professor? Existe tal coisa como a escuridão?
      Professor: Sim. O que é a noite, se não existe a escuridão?
      Estudante: Você está errado novamente, senhor. A escuridão é a ausência de algo. Você pode ter pouca luz, a luz normal, luz brilhante, luz piscante. Mas se você não tem luz constantemente, você não tem nada e você a chama de escuridão, não é? Na realidade não é. Se isso fosse correto, você seria capaz de fazer mais escura a escuridão, não seria?
      Professor: Então, a qual ponto você quer chagar, rapaz?
      Aluno: Senhor, o meu ponto é que a sua premissa filosófica é falha.
      Professor: Falha? Você pode explicar como?
      Aluno: Senhor, você está trabalhando na premissa da dualidade. Você argumenta que há vida e há morte, um Deus bom e um Deus mau. Você está vendo o conceito de Deus como algo finito, algo que podemos medir. Senhor, a ciência não pode explicar um pensamento. Ele usa eletricidade e magnetismo, mas nunca viu, muito menos completamente compreendeu qualquer um. Para ver a morte como o oposto da vida é ser ignorante do fato de que a morte não pode existir como algo substantivo.
      A morte não é o oposto da vida: apenas a ausência dela. Agora me diga, Professor, você ensina a seus alunos que eles evoluíram de um macaco?
      Professor: Se você está se referindo ao processo evolutivo natural, sim, claro, eu faço.
      Estudante: Você já observou a evolução com seus próprios olhos, senhor?
      (O professor balançou a cabeça com um sorriso, começando a perceber aonde argumento estava indo.)
      Estudante: Como ninguém jamais observou o processo de evolução em trabalho e não pode sequer provar que este processo é um empreendimento em curso. Você não está ensinando a sua opinião, senhor? Você não é um cientista, mas um pregador?
      (A classe estava em alvoroço.)
      Aluno: Existe alguém na classe que já viu o cérebro do professor?
      (A classe explodiu em gargalhadas.)
      Aluno: Existe alguém aqui que já ouviu o cérebro do professor, sentiu, tocou ou cheirou? Ninguém parece ter feito isso. Assim, de acordo com as regras estabelecidas de protocolos empíricos, estável, comprovada, a Ciência diz que você não tem cérebro, senhor. Com todo o respeito, senhor, como então confiar em suas palestras, senhor?

      (A sala ficou em silêncio. O Professor olhou para o aluno, com o rosto insondável.)
      Professor: Eu acho que você vai ter que tomá-las pela fé filho.

      Aluno: É isso senhor … Exatamente! O elo entre o homem e Deus é a fé. Isso é tudo o que mantém as coisas vivas e em movimento.



    • Porque você não vai.... em 5 de julho de 2012 17:32

      Porque o tal de Mauricio Rothberg não vai se fuder!!?? Encher o cú de rola… não tem trabalho não? vai lavar roupa pra fora!!! Porra!!!



    • daniel rodrigues em 3 de fevereiro de 2013 10:35

      Em género de resposta ao sr Maurício Rothberg gostaria de dizer que parece que não esteve bem atento ao vídeo do Rodrigo Silva,pois em nenhuma parte quis insinuar que os cépticos não são tão intelectuais,e que os Cristãos são sim mais intelectuais,seria bom prestar mais atenção.
      O tema proposto e tratado apenas tem razão de ser tratado pois uma certa minoria com poder e influência social conseguiu passar a ideia que crer na Biblia e em Deus é sinal de falta de inteligência,e que pessoas cépticas são sim esclarecidas e arrazoadas,e mais evoluidas intelectualmente.Para mim pessoalmente não preciso de saber se o Einstein ou o Newton criam em Deus e na Bíblia,para mim se nenhum cientista de renome cresse em Deus não me faria ter menos confiança em Deus.Um aparte é normal que qualquer pessoa que faça ciência a sério e creia na Bíblia e tenha resultados credíveis seja menosprezado e ignorado,pois os árbitros da ciência são evolucionistas,não seria suposto serem imparciais,pois isso seria o mesmo que um réu que fosse também juíz se viesse a condenar-se na sua causa.
      A história tem uma boa lição quanto ao Cristianismo,quer Cristo,seus discipulos,pois a maioria dos apóstolos eram pessoas instruídas fora das instituições de renome académico e científico,sem poder politico,académico e recursos financeiros conseguiram na sua geração e em poucos séculos subsequentes influenciarem positivamente todo o mundo.Mesmo com pobreza,perseguição,tortura e morte( apenas um dos discipulos de Cristo e o próprio Cristo morreram de velhice,todos foram executados),três séculos mais tarde os pagãos para não ficarem cada vez mais para trás tiveram que se disfarçar de Cristãos para paulatinamente minar por dentro a fé Cristã,para retirar toda a sua pureza e poder.Houveram as reformas para voltar a fazer brilhar a pureza da mensagem de Cristo e sempre levantavam perseguição e morte,mas até hoje Deus fez preservar o seu conhecimento em toda a terra.
      Concluo que apenas o poder de Deus é suficiente,e sua sabedoria,e sobretudo a nossa humildade e disponibilidade para seguirmos segundo as sua orientações.



    • J4S0N7 em 10 de fevereiro de 2013 23:36

      Retórico. Absolutamente!



  • Falk Davidson em 21 de maio de 2012 23:34

    Como disse Voltaire (?): “Se Deus não existir, será nescessario inventa-lo”.



  • Silvana Lopes em 22 de maio de 2012 17:32

    Sr. Maurício, porque tanto desgaste e o uso de palavras tão dificeis e hirônicas para contestar o Dr. Rodrigo?!!! Não se esqueça do objetivo deste programa. Se você está visitando esse site e se prôpos a assistir o vídeo até o final, fica claro que deve ter algum interesse, porque do contrário não gastaria seu tempo com assuntos que não lhe interessam ou até mesmo que não acredita. Afinal, não seria mais simpático de sua parte, no mínimo se, simplesmente apresentasse os seus argumentos?!!!… Ahh, se for para contestar a existência de Deus através da ciência, que, com certeza, evolui sim, mas, meu caro amigo há de convir comigo que até hoje não conseguiu comprovar suas teorias da evoulução de nenhuma forma. E quer saber, nem por isso, como diz Dr. Rodrigo, eu vou deixar de acreditar na força da gravidade!!!
    Se tiver tempo e paciência, sugiro que leia esse texto, que no mínimo é bem interessante…

    Vale a pena ler!!!…

    Professor: Você é um cristão, não é filho?
    Aluno: Sim, senhor..
    Professor: Então, você acredita em Deus?
    Aluno: Absolutamente, senhor.
    Professor: Deus é bom?
    Aluno: Claro.
    Professor: Deus é todo poderoso?
    Aluno: Sim.
    Professor: Meu irmão morreu de câncer, embora ele orou a Deus para curá-lo. A maioria de nós iria tentar ajudar outras pessoas que estão doentes. Mas Deus não o fez. Como isso é um bom Deus, então? Hmm?
    (Estudante ficou em silêncio.)
    Professor: Você não pode responder, não é? Vamos começar de novo, meu rapaz. Deus é bom?
    Aluno: Sim.
    Professor: E satanás é bom?
    Aluno: Não.
    Professor: De onde é que satanás vem?
    Aluno: A partir de … DEUS …
    Professor: Isso mesmo. Diga-me filho, existe o mal neste mundo?
    Aluno: Sim.
    Professor: O mal está em toda parte, não é? E Deus fez tudo. Correto?
    Aluno: Sim.
    Professor: Então quem criou o mal?
    (Estudante não respondeu.)
    Professor: Existe doença? Imoralidade? Ódio? Feiura? Todas estas coisas terríveis existem no mundo, não é?
    Aluno: Sim, senhor.
    Professor: Então, quem as criou?
    (Estudante não tinha resposta.)
    Professor: A ciência diz que você tem 5 sentidos que você usa para identificar e observar o mundo ao seu redor. Diga-me, filho, você já viu DEUS?
    Aluno: Não, senhor.
    Professor: Diga-nos se você já ouviu o teu Deus?
    Aluno: Não, senhor.
    Professor: Você já sentiu o seu Deus, provou o seu DEUS, cheirou o teu Deus? Alguma vez você já teve qualquer percepção sensorial de DEUS?
    Aluno: Não, senhor. Me desculpe mas eu não tive.
    Professor: Mas você ainda acredita nele?
    Aluno: Sim.
    Professor: De acordo com empírica, Protocolo, Testável demonstrável, da Ciência diz que o vosso Deus não existe. O que você acha disso, filho?
    Aluno: Nada. Eu só tenho a minha fé.
    Professor: Sim, fé. E com o que a Ciência tem problema.
    Aluno: Professor, existe tal coisa como o calor?
    Professor: Sim.
    Aluno: E existe tal coisa como o frio?
    Professor: Sim.
    Aluno: Não, senhor. Não há.
    (O auditório ficou muito quieto com essa sucessão de eventos.)
    Aluno: Senhor, você pode ter muito calor, e ainda mais calor, superaquecimento, mega calor, calor branco, pouco calor ou nenhum calor. Mas não temos nada que se chame frio. Podemos atingir – 236º graus abaixo de zero que não é calor, mas não podemos ir mais longe que isso. O frio não existe. Frio é apenas uma palavra que usamos para descrever a ausência de calor. Não podemos medir o frio. O calor é energia. Frio não é o oposto de calor, senhor, apenas a ausência dele.

    Estudante: E sobre a escuridão, Professor? Existe tal coisa como a escuridão?
    Professor: Sim. O que é a noite, se não existe a escuridão?
    Estudante: Você está errado novamente, senhor. A escuridão é a ausência de algo. Você pode ter pouca luz, a luz normal, luz brilhante, luz piscante. Mas se você não tem luz constantemente, você não tem nada e você a chama de escuridão, não é? Na realidade não é. Se isso fosse correto, você seria capaz de fazer mais escura a escuridão, não seria?
    Professor: Então, a qual ponto você quer chagar, rapaz?
    Aluno: Senhor, o meu ponto é que a sua premissa filosófica é falha.
    Professor: Falha? Você pode explicar como?
    Aluno: Senhor, você está trabalhando na premissa da dualidade. Você argumenta que há vida e há morte, um Deus bom e um Deus mau. Você está vendo o conceito de Deus como algo finito, algo que podemos medir. Senhor, a ciência não pode explicar um pensamento. Ele usa eletricidade e magnetismo, mas nunca viu, muito menos completamente compreendeu qualquer um. Para ver a morte como o oposto da vida é ser ignorante do fato de que a morte não pode existir como algo substantivo.
    A morte não é o oposto da vida: apenas a ausência dela. Agora me diga, Professor, você ensina a seus alunos que eles evoluíram de um macaco?
    Professor: Se você está se referindo ao processo evolutivo natural, sim, claro, eu faço.
    Estudante: Você já observou a evolução com seus próprios olhos, senhor?
    (O professor balançou a cabeça com um sorriso, começando a perceber aonde argumento estava indo.)
    Estudante: Como ninguém jamais observou o processo de evolução em trabalho e não pode sequer provar que este processo é um empreendimento em curso. Você não está ensinando a sua opinião, senhor? Você não é um cientista, mas um pregador?
    (A classe estava em alvoroço.)
    Aluno: Existe alguém na classe que já viu o cérebro do professor?
    (A classe explodiu em gargalhadas.)
    Aluno: Existe alguém aqui que já ouviu o cérebro do professor, sentiu, tocou ou cheirou? Ninguém parece ter feito isso. Assim, de acordo com as regras estabelecidas de protocolos empíricos, estável, comprovada, a Ciência diz que você não tem cérebro, senhor. Com todo o respeito, senhor, como então confiar em suas palestras, senhor?
    (A sala ficou em silêncio. O Professor olhou para o aluno, com o rosto insondável.)

    Professor: Eu acho que você vai ter que tomá-las pela fé filho.

    Aluno: É isso senhor … Exatamente! O elo entre o homem e Deus é a fé. Isso é tudo o que mantém as coisas vivas e em movimento.



  • anderson em 24 de maio de 2012 16:16

    Muito bom este programa isso mostra o quanto Deus é bom para conosco de nos fazer seres que temos a tendência de acreditar em algo superior,pois quando não acreditamos no Deus verdadeiro sabe como vive o ser humano, e que sua existência venha acada dia nos satisfazer



  • Ernâni Carlos Bianchi em 29 de maio de 2012 11:47

    Sinceramente, só ler as palavras de uma senhora de 90 anos com tanto ânimo pela vida e tão lúcida, já valeu a pena ter dado uma parada neste blog. Fiquei até envergonhado comigo mesmo que com pouco mais de 40 anos às vezes me sinto desanimado com as coisas erradas da vida. O depoimento da dona Maria Eunice me deixa sem álibi para reclamar da vida.
    Não sei se sou cético porque não entendo muito bem o que é ser cético. Sei apenas que mesmo acreditando na existência de um ser superior nunca me senti disposto a entrar para alguma religião. Até andei por uma meia dúzia mas descobri que há muito mais palavras ocas do que comportamento de acordo com as palavras. A religião para mim faz parte da necessidade dos homens de viver em grupo,da mesma forma que a gente entra para um clube, torce por um time de futebol. Acreditar em Deus não precisa de exercer essa fé dentro de um grupo. Respeitar o próximo é algo que vem da cabeça da gente e não do que alguns põem em nossa cabeça.
    Obrigado a todo mundo e um abraço em dona Maria Eunice. Estou feliz pelo estímulo de seu testemunho. Veleu.



  • adriano em 2 de junho de 2012 23:51

    dr. rodrigo, PARABENS! seu programa é uma bencao, sua inteligencia mim deixa orgulhoso de poder falar: “este é meu irmão” em Cristo. Continue assim amigo, seus argumentos saem de sua boca consagrados pelo Espirito Santo só isso pra explicar tanta inteligencia. abracao!



  • Robson em 9 de junho de 2012 13:18

    Fantástico é uma palavra que expressa vagamente o valor deste programa. É incrível como pessoas que se dizem intelectualizadas e inteligentes não conseguem ter mentes pelo menos “abertas” para as possibilidades. É mais racional, polido e anti-segregador agir na direção oposta! Não rejeitamos uma criancinha por pensar diferente de nós. Se esta desenvolve alguma patologia neurológica incapacitante, temos paciência, afeto, amor, compaixão renovados a cada dia a ser-lhe oferecida. Seria racional que os adultos “saudáveis e inteligentes” tratassem mal alguém que após crescer passasse a pensar diferente do senso cumum, a ponto de segregá-lo, ridicularizá-lo e tratá-lo como um estúpido? O contraste prático dos resultados da pregação de cada grupo (crentes ou não crentes em Deus) mostra um claro progresso e valorização nas relações humanas e de amor ao próximo naqueles que creem. Não estou fazendo apologia a religião e aos abusos praticados em nome de Deus. Apenas me atenho ao raciocínio sobre se a possibilidade da existência de Deus é algo danoso ao ser humano que deve ser combatida como uma praga letal. Faço parte dos mais de 90% que creem na existência de Deus e que buscam deixar de ser ateus práticos para crentes equilibrados, atuantes, pacientes, amorosos e felizes nos caminhos indicados por Deus. O ódio que muitas vezes vemos naqueles que não creem como nós deve ser combatido também, mas com AMOR, RESPEITO E PACIÊNCIA. Que Deus abençoe a todos!



  • Dr. Rodrigo Silva,
    primeiro quero agradecer a DEUS, por nos presentear com esclarecimentos tão úteis para nossas vidas, usando sua pessoa para nos trazer tantos conhecimentos que jamais li, nem ouvir em nenhum outro meio de comunicação. Comentários que não estão de acordo com nossa regra de fé, eu particularmente não os lê-os, não me interessa, pois gosto de saber da SABEDORIA de Deus. Essa sim oro a Deus que continue iluminando seu servo “Dr. Rodrigo Silva” para nos presentear com tantas maravilhas.
    Grande Abraço,
    Dulce e Lourenço



  • Gustavo em 20 de junho de 2012 14:14

    Esse programa é muito bom… poderia ter na TV aberta :/



  • Elisa em 16 de julho de 2012 14:04

    Parabéns pelo programa!!! Todos ótimos e esclarecedores!!! Abraços!



  • Fabio em 15 de janeiro de 2013 15:57

    Não to muito fim de mudar meu vocabulário e postar algo mais adequado ao nível aqui.

    Mais pelo-menos vocês já trabalharam com a possibilidade de existir um Deus. Um bom exemplo, ler e entender a bíblia (profecias, historia, etc) ou buscar algo no criacionismo ou alguma outra coisa, vamos la tenho certeza que vcs são inteligentes o suficientes para que mesmo conhecendo a bíblia ou um pouco de arqueologia bíblia, criacionismo não vão se deixar levar por qualquer coisa.

    Esse conhecimento faz parte para você decidir se você acredita em Deus ou não. Então ta na hora de os ateus e os cristãos que não conhece a igreja profetizada na bíblia começar a buscar a Deus com a bíblia, etc, como vocês buscam fazer o melhor nos seus comentários.

    E tanta informação pra uma coisa tão simples que não precisa ser discutida.

    Você pega as possibilidades, depois testa e escolhe a mais racionalmente a mais aceitável.

    Acho que não preciso desenhar pra esses um monte de marmanjo que só sabe defender as suas crenças mais estudar o outro lado o que vai contra o que crer ficam com medo ou só sabem falar que e impossível mudar o que crer.

    Fabio Fontes



    • ennis delmar em 17 de janeiro de 2013 14:52

      biblia???ah,o livro de contos de fadas…e no inicio não existia nada e ai deus disse e faça-se a luz e a luz foi criada e bláblábláblá,e deus fez o homem do barro e bláblábláblá… ESPERA AI.E ONDE FICAM OS DINOSSAUROS NESSA HISTÓRIA???JA QUE DINOSSAUROS É PROVADO QUE EXISTIRAM.E É ÓBVIO QUE NÃO VIVIAM JUNTO COM O HOMEM.religiões existem porque rendem lucros.porque não existem pástores com seus templos magnificos la na miséria da etiópia?r:porque os miseráveis da etiópia não tem dinheiro pro dizimo.sem retorno financeiro,sem interesses religiosos.ah assisti esse video até 5:45. @



      • Fabio Fontes em 3 de fevereiro de 2013 0:28

        Pensei que quando respondiam os comentários era enviado um e-mail pra mim sera que os responsáveis pelo blog pode implementar essa função se for wordpress um plugin já da essa possibilidade.

        Mai respondendo ao ennis delmar

        Como disse antes não to muito fim de mudar meu vocabulário e postar algo mais adequado ao nível aqui.

        Você e bem vindo aqui amigo

        Se você perceber que eu não disse que só a bíblia e fonte de estudo eu citei o criacionismo e dentre muitas outras formas que possam provar que Deus existe ate mesmo ao olhar pra um céu cheio de estrelas juntamente com lua, quantas vesses você já parou pra fazer isso, talvez esteja muito ocupado com outras coisas.

        Nesse site fala sobre criacionismo http://www.criacionismo.com.br/ nos links do lado esquerdo do site por exemplo na verdade um banner “Duvidas frequentes sobre criacionismo” na pagina 2 tem algumas respostas sobre dinossauros.

        Mais você também deve ter reparado que eu disse também “e os cristãos que não conhece a igreja profetizada na bíblia”.

        Eu Quiz dizer com isso que existe uma igreja de Deus e se você um dia já leu apocalipse e pelo seu comentário creio que não conhece os simbolismos mais quando o dragão(satanás) se ira contra a mulher (igreja) ele não se ira com as mais de 35 mil denominações cristãs ele se ira com essa igreja profetizada de Deus e essas outras 99,99% delas são as que roubam se dinheiro ou te enganam (ou não conhecem ainda as verdades bíblicas) veja bem eu estou concordando com tigo porem estou dizendo que existe uma que pelo se comentário você nunca a conheceu e muito menos como diz em apocalipse o evangelho eterno que e pregado por ela.

        E para antes de incluir essa igreja no resto das que só querem roubar seu dinheiro ou te enganar (ou não conhecem ainda as verdades bíblicas) ou apenas seguir um quinto da bíblia.

        Eu te peço que conheça essa igreja mais se não quer ir a ela por que não assistir sobre o que e pregado por ela nesse site http://novotempo.com/videos/bibliafacil/ você vai encontrar tudo o que e pregado por essa igreja.

        Por não a ver uma opção de receber e-mail quando uma pessoa responde o comentário talvez essa pessoa a qual estou respondendo nunca leia isso.



      • Fabio Fontes em 3 de fevereiro de 2013 0:28

        Pensei que quando respondiam os comentários era enviado um e-mail pra mim sera que os responsáveis pelo blog pode implementar essa função se for wordpress um plugin já da essa possibilidade.

        Mai respondendo ao ennis delmar

        Como disse antes não to muito fim de mudar meu vocabulário e postar algo mais adequado ao nível aqui.

        Você e bem vindo aqui amigo

        Se você perceber que eu não disse que só a bíblia e fonte de estudo eu citei o criacionismo e dentre muitas outras formas que possam provar que Deus existe ate mesmo ao olhar pra um céu cheio de estrelas juntamente com lua, quantas vesses você já parou pra fazer isso, talvez esteja muito ocupado com outras coisas.

        Nesse site fala sobre criacionismo http://www.criacionismo.com.br/ nos links do lado esquerdo do site por exemplo na verdade um banner “Duvidas frequentes sobre criacionismo” na pagina 2 tem algumas respostas sobre dinossauros.

        Mais você também deve ter reparado que eu disse também “e os cristãos que não conhece a igreja profetizada na bíblia”.

        Eu Quiz dizer com isso que existe uma igreja de Deus e se você um dia já leu apocalipse e pelo seu comentário creio que não conhece os simbolismos mais quando o dragão(satanás) se ira contra a mulher (igreja) ele não se ira com as mais de 35 mil denominações cristãs ele se ira com essa igreja profetizada de Deus e essas outras 99,99% delas são as que roubam se dinheiro ou te enganam (ou não conhecem ainda as verdades bíblicas) veja bem eu estou concordando com tigo porem estou dizendo que existe uma que pelo se comentário você nunca a conheceu e muito menos como diz em apocalipse o evangelho eterno que e pregado por ela.

        E para antes de incluir essa igreja no resto das que só querem roubar seu dinheiro ou te enganar (ou não conhecem ainda as verdades bíblicas) ou apenas seguir um quinto da bíblia.

        Eu te peço que conheça essa igreja mais se não quer ir a ela por que não assistir sobre o que e pregado por ela nesse site http://novotempo.com/videos/bibliafacil/ você vai encontrar tudo o que e pregado por essa igreja.

        Por não a ver uma opção de receber e-mail quando uma pessoa responde o comentário talvez essa pessoa a qual estou respondendo nunca leia isso.

        Fabio Fontes



  • Maria de Fátima Carvalho Garcia em 16 de janeiro de 2013 10:04

    Realmente este programa é maravilhoso,hoje não encontro nada tão bom na tv,espero que sempre esteja no ar nos favorecendo e compartilhando com a verdade,através das pesquisas e estudos apresentados nos programas aprendemos e esclarecemos algumas duvidas e gostamos muito do jeito que o apresentador esclarece e esplica muito bom,parabéns ao cenário. Deus abençoe! Parabens ao Pr. Rodrigo e todos da equipe.



  • barbosa em 18 de janeiro de 2013 12:04

    bondia
    Irmao,aprecio as suas conferencies et consulto
    varios sits du Brasil.
    Estou fazendo pesquisas diversas sobre:
    arca de Noe, a saida de Moise do Egipto
    etc.
    como vi a conferencia sobre os mitos
    a pergunte é, RON WYATT nao esa ne verdade?
    Apreciava obter uma resposta pour favor.
    Muinto obrigado fraternalment
    nelson.



  • rudson leite em 8 de março de 2013 6:29

    FÉ É FORÇA, pra os fracos uma forma q não existe,Lei é vida!para os fracos uma ilusão! Dos homens q não acreditam na verdadeira LEI:Existe um ser humano que cumpra a lei Totalmente(de DEUS ):NÃO! eu sou fraco e pecador quem for diferente d mim me julgue. Mas me diferencio de muitos pois tenho fé e o que vejo aqui aumenta ainda mais meu vigor e ,minha FÉ em JESUS!!Não tenho religião.Jesus abençoe a todos.



  • Daniel Santos Gois em 24 de março de 2013 22:36

    Dr fico radiante com a capacidade que Deus e tenho ultilizado seus argumentos( dados por Deus) são fantásticos , Deus continue te abençoando ricamente… e que sabe um dia queria ter a honra de ser seu aluno…



  • Alli em 15 de abril de 2013 13:42

    É maravilhoso conhecer e acreditar em um Deus, Poderoso e Grandioso!



  • Higino Santos em 8 de junho de 2013 17:14

    Fantástico… tudo que vi e ouvi nesse vídeo só vem a confirmar minha fé no Deus que eu conheci quando juvenil e, apesar de não o ter visto até hoje, sei que existe e que está aqui ao meu lado. Ainda assim, sei que “Velo-ei por mim mesmo com meus próprios olhos, não outros o verão”. Amém!!!!



  • Doralice em 9 de junho de 2013 21:29

    muito boa a apresentação,espetacular



    • vanessa e junior em 17 de agosto de 2013 12:38

      deus realmente e real sempre devemos acredita em deus



  • SUZETE ROCCO em 14 de novembro de 2013 11:00

    EXCELENTE!!!!



  • Francisco Ribeiro Lima em 27 de dezembro de 2013 18:28

    Admiro muitos personagens (apresentadores da igreja adventista do sétimo dia). Eu destaco Dr. Rodrigo Silva como um gênio usado por Deus, não sou daquele tipo de ser fã mas, me considero aluno do Rodrigo. Tenho certeza que hei de conhecê-lo pessoalmente. Em 2014 quero agendar sua vinda ao Piauí, patrocinado pela nossa instituição “www.ceusb.com”.



  • Deise lucia Bezerra gouveia em 7 de agosto de 2014 17:24

    É o melhor programa que já assisti por favor não pare de divulgar as maravilhas do senhor jesus!



  • Lima em 3 de outubro de 2014 16:59

    Em relação a Palestra muito boa, pois acredito q através dos sentimentos do coração tenhamos a fé em Deus.