doe agora TV TV
INÉDITO:
  • SAB14:30
REPRISES:
  • SEG07:30
  • SEG22:30
  • SAB03:00

Comente



  • Reinaldo Duarte (nação santa- am) em 4 de março de 2014 13:52

    Sou evangélico (diácono), quero parabenizar os irmãos com a paz de Jesus, seus estudos são ótimos e de grande vália… Sou admirador do trabalho deste ministério… Não especificarei um programa, pois, seria injusto com os demais…



  • fabio em 2 de março de 2014 12:55

    Bençao de Deus



  • jefferson rosa miranda em 2 de fevereiro de 2014 18:34

    ola,eu me chamo Jefferson,eu e,se notarmos bem,deus realmente existe por notarmos que existem muitas coisas que deus criou,como os seres vivios e todas as outras coisas.entao se olharmos para o ceu,entao vamos per existe sim.tambem ao olharmos as estrelas e ao olharmos os animais.e em fim o mundo todo,o universso.entao estou tanto certo de que deus existe ate porque tambem.repare bem ,ja tem um tempo,mas eu tive um sonho que estava eu e meu pai e meu irmao e tinha , mais algem eu so nao me lembro direito quem era,mas quando estavamos no campo catando exterco.entao eu começei a sentir falta de ar .e eu paraei de catar,porque eu ja nao estava mais aguentando,foi entao que eu ouvi uma voz,vindo do ceu e falou cmigo levante a cabeça e olhe para o ceu.entao foi que quan eu levantei a cabeça,foi que aconteceu que sem ser no sonho eu tirei o rosto do travisseiro.neste dia eu agradeçi a deus e eu estava chorando.e tam bem acredito que o senhor jesus esta voltando,nosso rei e nosso irmao.



    • Manassés em 3 de fevereiro de 2014 8:48

      Olá Jefferson
      Agradecemos pelo apoio e orações.
      Continue participando!
      Deus abençoe o seu coração!



  • geison em 2 de fevereiro de 2014 17:53

    me chamo geison e sou evangelico e acredito em Deus Jeová e no seu filho Jesus Cristo,que seus sinais para a sua volta.ou seja ( avolta de jeus cristo) esta bem evidente e comtinuo. é claro que Deus que é e sempre foi e sempre será o todo poderoso vai comtinuar mostrando seus sinais biblicos até ocorrer o dia do juizo final. antes que tudo ocorra ele permitira que acomteça fenomenos e catastrofes que avisam algums de seus sinais sem comtar tanbém na grande tribulção que sera pessoas pertubadas por varias crises tanto emocional e espiritual quanto fisicas até então jesus ira nos avisar a cada um de nós em sonhos o que estar prestes a ocorrer em todo o mundo



    • Manassés em 3 de fevereiro de 2014 8:46

      Olá Geison
      Agradecemos pelo apoio e orações.
      Continue participando!
      Deus abençoe o seu coração!



  • jakson maos em 3 de janeiro de 2014 1:54

    vejo que tem muitos que como o senhor descreve e relatam vários comentários, mas, creio eu, que as duas testemunhas virão para desmembrar todos esses comentários pois, eles irão falar da verdadeira da palavra de DEUS., quanto as duas testemunhas qual a sua opinião quanto a elas se já vieram ou virão ainda?



    • Manassés em 12 de março de 2014 13:11

      Olá Jakson

      Tem havido muita especulação quanto à identidade dessas testemunhas. Alguns procuram vê-las como literais, chegando mesmo a nomeá-las como Moisés e Elias. Mas toda a linguagem aí é figurativa. O verso 4 diz: “Estas são as duas oliveiras e os dois castiçais que estão diante do Deus da Terra.” Em Zacarias 4:11-14, as duas oliveiras representam a Palavra de Deus, e a Palavra de Deus é sem dúvida uma luz, como diz Salmo 119:105 e 130: “Lâmpada para os meus pés é a Tua Palavra, e luz para o meu caminho,” e “a exposição das Tuas Palavras dá luz.” Mas as Escrituras são mais do que uma luz; elas tão também testemunho da graça de Deus. Jesus declarou que as Escrituras do Velho Testamento testificavam dEle. Em Mateus 24:14 lemos: “E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, para testemunho a todas as gentes.”
      A explicação mais satisfatória desta profecia é que as testemunhas são o Velho e Novo Testamentos. É fora de dúvida que eles testificam de Cristo. “São elas [as Escrituras] que de Mim testificam”, disse Jesus. João 5:39.
      “As duas testemunhas representam as Escrituras do Velho e Novo Testamentos. Ambos são importantes testemunhas quanto à origem e perpetuidade da lei de Deus. Ambos também são testemunhas do plano da salvação. Os tipos, sacrifícios e profecias do Velho Testamento apontam para um Salvador por vir. Os evangelhos e as epístolas do Novo Testamento falam acerca de um Salvador que veio exatamente da maneira predita pelos tipos e profecias.” (O Grande Conflito, pág. 265)
      A profecia declara que as testemunhas profetizavam vestidas de saco, símbolo de penitência ou tristeza. O Velho e o Novo Testamentos foram praticamente silenciados, primeiro pela apostasia dentro da igreja, e depois pelos ataques de infiéis e racionalistas.
      Mas cada “testemunha” fazia a mesma afirmação, isto é, que por 1260 anos a apostasia haveria de vangloriar-se, mas no final desse período as Escrituras falariam com novo poder.
      Nos versos 5 e 6, é-nos dito que se alguém quiser fazer mal às testemunhas será morto, será alcançado pelas pragas e os juízos de Deus, pois essas testemunhas têm poder sobre a Natureza para fechar os céus e transformar as águas em sangue. Moisés advertiu a Israel que caso se afastassem de Deus, Ele fecharia “os céus e não haveria chuva”. Deuteronômio 11:16 e 17. Eles se afastaram de Deus e Elias, o profeta, foi despertado para trazer o povo de volta a Jeová. Elias ordenou que não chovesse, e durante três anos e meio não houve chuva. Tiago 5:17; I Reis 17 e 18. É significativo que três anos e meio representam 1.260 dias, ou, em sentido profético, 1260 anos. (Um ano profético vale 360 dias, ou 360 anos literais, de modo que três anos e meio representam 1260 anos literais.)
      Quando o faraó ateu disse a Moisés: “Quem é o Senhor, para que eu obedeça a Sua voz?” ele estava desafiando o próprio Deus do Céu. Logo em seguida os rios tornaram-se em sangue. O mesmo poder reside no Novo Testamento, pois uma das sete pragas será a transformação das águas em sangue, Apocalipse 16:4.
      A mesma desafiadora atitude, vista no governante do antigo Egito, surgiu de novo durante a Revolução Francesa, quando pela primeira vez em mais de dois mil anos, uma nação em sua capacidade como reino, fez guerra ao “monarca do Céu”. Pela legislação da França, as duas testemunhas – Velho e Novo Testamentos – foram figurativamente mortas nas ruas. Em 1793, a Assembléia Francesa baixou um decreto suprimindo a Bíblia. Em 11 de novembro desse ano, foi realizado um “grande festival” na igreja principal de Paris, em honra da “Razão e da Verdade”, enquanto as autoridades, que assistiam a este burlesco espetáculo, levaram a cabo uma insultante cerimônia. Paris, centro da nacionalidade, tornou-se sem dúvida uma Sodoma espiritual, pois a licenciosidade parecia uma de suas principais características. A cidade tornou-se também um Egito espiritual, ao dirigir o ateísmo militante insultos ao Deus do céu. Frases como “Esmaguemos o Patife” (referindo-se a Cristo) eram levados pelas ruas inundadas de sangue. Mas isto não devia durar. Ímpios gozadores podem divertir-se por algum tempo, mas havendo o homem alcançado o seu limite, o Todo-Poderoso pode encerrar o capítulo. E Ele sempre o faz.
      O profeta declarou que após três dias e meio proféticos, ou anos, as testemunhas voltariam à vida, e, levantando-se, fariam que grande temor caísse sobre todos os homens. Embora a Assembléia Francesa houvesse promulgado um decreto suprimindo a Bíblia, três e meio anos mais tarde outro decreto era baixado pela mesma assembléia autorizando tolerância às Escrituras. A resolução, entretanto, permaneceu seis meses na mesa, depois do que “foi apresentada e aprovada sem um único voto contrário”. Isto foi precisamente três anos e meio depois de ter sido o primeiro decreto baixado. Quão acurada é a palavra profética de Deus!
      “A igreja e a Bíblia haviam permanecido mortas na França, de novembro de 1793 até junho de 1797. Os três anos e meio foram consumidos, e a Bíblia, por tanto tempo e tão severamente reprimida antes, foi exaltada a um lugar de honra, tendo sido francamente o livro do protestantismo livre!” – George Croly, The Apocalypse of St. John, pág. 183.
      A profecia diz: “E subiram [as testemunhas] ao céu em uma nuvem; e os seus inimigos os viram”. Apocalipse 11:12. As Escrituras, tão fortemente suprimidas pela impiedade, deviam ser exaltadas aos olhos de todas as nações. É significativo que em 1804, quase imediatamente seguindo-se à Revolução Francesa, tenha sido organizada a Sociedade Bíblica Britânica e Estrangeira. Nesse tempo as Escrituras estavam traduzidas em apenas poucas línguas. Hoje a Palavra de Deus pode ser lida em mais de milhares de línguas diferentes.
      O ateísmo militante, entretanto, não terminou a consolidação da República Francesa. As forças da impiedade, tão dominantes na revolução, espalharam-se de norte a este, buscando ocupar um solo fértil. Mais destituída ainda e espezinhada do que os camponeses franceses durante o reinado dos últimos reis da França, estava uma grande nação do distante norte e este. A religião era para eles alguma coisa que simbolizava a crença pela força e a opressão. Seria de algum modo de admirar que quando o país foi lançado na revolução política de 1917, uma parte vital da agitação fosse um ataque à religião? Levou aproximadamente um século para que as sementes da revolução frutificassem plenamente na Rússia. Wesishaupt, da Alemanha, em 1776 lançou as bases de uma falsa filosofia que, de uma ou de outra forma, se espalhou por todo o mundo.
      Enquanto as forças do ateísmo e do cristianismo apostatado estão se organizando para seu derradeiro assalto à igreja, Deus está enviando Sua última mensagem a toda nação, tribo, língua e povo. Apocalipse 14:6. A verdade, que por séculos tem sido reprimida e subvertida por professores apóstatas e a incredulidade espetaculosa, está agora brilhando com novo fulgor provindo da Palavra de Deus. Especial atenção tem sido mostrada para com o estudo do ministério de Jesus como nosso grande Advogado e Juiz. Uma vez que Ele foi indicado pelo Pai para submeter a juízo cada alma, é importante que toda nação na Terra compreenda que “vinda é a hora do Seu juízo”, de modo que pessoas de cada língua e tribo possam preparar-se para o encontro com o seu Deus. A atitude de nosso culto é a medida de nosso poder espiritual. “É passado o segundo ai; eis que o terceiro ai cedo virá.” Apocalipse 11:14.
      Os maiores acontecimentos de todos os tempos estão perante nós. Estamos no limiar do mundo eterno. Quão essencial, pois, que nos encontremos adorando a Deus em espírito e verdade! A última grande batalha deverá ser logo travada: a batalha entre as forças da luz e as das trevas, da verdade e do erro. Quando vier o terceiro ai, será tarde demais para fazermos paz com Deus. “A disseminação mundial dos mesmos ensinos que ocasionaram a Revolução Francesa – tudo propende a envolver o mundo inteiro em uma luta semelhante àquela que convulsionou a Francesa.” Educação, pág. 228. A única resposta a um mundo apostatado e ateu, é a igreja arder em zelo por Deus.

      Deus lhe abençoe!



  • jakson maos em 3 de janeiro de 2014 1:41

    o sol escureceu somente nesse lugar, então há algo errado, pois, a escritura menciona os fatos
    ocorrendo como um todo ou seja no mundo todo e não em parte apenas em um único lugar, ainda mais em tal época sem midia



    • Manassés em 10 de março de 2014 13:51

      Olá Jakson
      O sol nunca brilhará em todo o planeta ao mesmo tempo, por causa do formato da Terra.
      No momento que o sol escureceu, toda a área de sua atuação sofreu o seu escurecimento.
      Deus lhe abençoe e continue estudando a Bíblia.
      Abraço!



  • PATRICIA em 26 de dezembro de 2013 6:55

    gostaria de saber como faço para receber os proximos estudos pois gosto muito destes estudos pois nos aproxima mais de jesus



  • Leandro em 22 de julho de 2013 13:51

    Olá pastores Arilton e Washington, ultimamente estive pensando sobre quando Jesus irá voltar, e de forma alguma quero saber mais do que nosso Senhor, mas por favor analisem a minha teoria e vejam se tem lógica: A bìblia diz que um dia para o Senhor é como mil anos e mil anos como um dia. Em Apocalipse, diz que quando Jesus voltar fará silencio no céu por cerca de meia hora(7 dias).
    Agora vamos juntar tudo isso: 7 dias=7 mil anos. Estamos no ano 2 mil, e se fomos pensar por essas contas, Jesus não voltaria no ano 7 mil? O número 7 na bíblia representa perfeição?
    Que Deus abençoe a Novo Tempo!!!



  • francisco odenildo ferreira da silva em 12 de julho de 2013 22:59

    Comentário



  • francisco odenildo ferreira da silva em 8 de julho de 2013 13:09

    pastor arilton vc falou que jesus foi crucificado no ano trinta e um,mas na verdade nao foi no ano trinta e tres?



    • Arilton Oliveira em 11 de julho de 2013 14:27

      Olá estimado amigo Francisco!
      Que a graça e a paz de nosso Senhor esteja sempre em seu coração.
      De acordo com Lucas 3:23 descobrimos que Jesus inicia seu ministério com trinta anos, pela profecia das setenta semanas de Daniel 9:26 e 27, isso se dá no ano 27 d.C. A morte de Cristo ocorre três anos depois no ano 31 d.C.
      De acordo com alguns historiadores Cristo nasceu por volta do 5-4 a.C, ou seja, em torno do ano 1 d.C ele já tinha três anos.
      Que Deus te abençoe grandiosamente.
      Um forte abraço.
      Equipe do Bíblia Fácil.



  • Regina em 6 de julho de 2013 2:48

    Olá pastor Washington, tenho muitas dúvidas sobre o Livro de Apocalipse, entao peço por favor que me explique o Livro de Apocalipse a partir de 5.
    Mas basicamente, como funciona as sete trombetas e os 7 selos? Eu me sinto muito confusa quando leio porque as palavras sao muito complicadas e eu nao entendo rs.
    Se puder, me explique a partir do capitulo 5.
    Muito Obrigada!!! A Novo Tempo foi um ato da graça de Deus em minha vida!!



  • Daniel Ledo em 13 de abril de 2013 21:54

    Olá pastor J.Washington tenho uma dúvida muito grande a respeito da marca da besta.Sempre ouvi rumores a respeito de um chip magnético que será implantado nas pessoas que não aceitarem Jesus.Eu entendo que o que irá diferenciar as pessoas, sera a guarda do sábado,más e esse tal chip magnético irá mesmo existir ? E a porta da graça irá fechar antes dessa ” grande tribulação final ” ?
    Obrigado pela atenção Abraço grande do maior fã da NT



    • J.Washington em 22 de abril de 2013 13:46

      Daniel, sua participação nos alegra. Obrigado pelo envio de perguntas.
      Não há base bíblica e profética que confirme essa idéia, conquanto seja possível através do uso de um chip ter acesso a muitas informações pessoais.

      O sinal da besta (Ap 13) será algo muito mais complexo do que o MONDEX – smart card, (tecnologia comprada pela master card). Um teste será feito para ver se os professos filhos de Deus são fiéis a Ele ou não. Isso será definido pela observância do verdadeiro dia de guarda (o Sábado – ver Êx 20:8-11), estabelecido como um Memorial do Criador e de Sua criação. Caberá a cada um escolher a quem irá servir: a Deus ou ao homem. Que sejam nossas as palavras dos apóstolos: “Então, Pedro e os demais apóstolos afirmaram: Antes, importa obedecer a Deus do que aos homens” (At 5:29).

      As Escrituras ensinam que o “poder” representado pela besta agirá da seguinte forma contra os santos: “Proferirá palavras contra o Altíssimo, magoará os santos do Altíssimo e cuidará em mudar os tempos e a lei; e os santos lhe serão entregues nas mãos, por um tempo, dois tempos e metade de um tempo” (Dn 7:25).

      Se esse “poder” vai ou não fazer uso de chips para identificar os que não irão adorá-lo, cerceando suas transações comerciais como previstas em Apocalipse 13:16, 17, tal não foi revelado (pois não é o mais importante). De extrema importância é nos preocuparmos em entender AQUILO QUE NOS FOI RELEVADO (confira Dt 29:29) e pedir a Deus que nos mantenha fiéis até o fim. Mais importante ainda é deixarmos de lado as coisas do mundo e direcionarmos a nossa mente para as coisas celestiais (Mt 6:33) enquanto há tempo (ver Ap 22:11).

      Seja feliz!
      Equipe Bíblia Fácil



  • Miqueias baltazar vieira em 9 de abril de 2013 5:53

    Bom dia amados! pastor primeiro que tudo gostaria de parabenizá-los, pelos belos programas que vocês fazem, aprendo muito com eles. não sou adventista mais tenho curiosidades minha pergunta é sobre a guarda do sábado se é certo ou não?



    • J.Washington em 10 de abril de 2013 12:01

      Miqueias, sua pergunta a respeito do Sábado foi muito importante e demonstra seu interesse pela Palavra de Deus. Realmente, muitos cristãos ensinam que o dia de guarda é o domingo e que o Sábado foi dado apenas aos judeus. Porém, quando estudamos a Bíblia a fundo percebemos que não é esse o caso. De acordo com a Palavra de Deus, o único dia chamado de Santo é o Sábado. Veja:

      Se desviares o pé de profanar o sábado e de cuidar dos teus próprios interesses no meu santo dia; se chamares ao sábado deleitoso e santo dia do SENHOR, digno de honra, e o honrares não seguindo os teus caminhos, não pretendendo fazer a tua própria vontade, nem falando palavras vãs, então, te deleitarás no SENHOR. Eu te farei cavalgar sobre os altos da terra e te sustentarei com a herança de Jacó, teu pai, porque a boca do SENHOR o disse (Isaías 58:13-14).

      O próprio Jesus Cristo em certa ocasião disse ser o “Senhor do Sábado”, ou seja, seu Criador: “de sorte que o Filho do Homem é senhor também do sábado” (Marcos 2:28). Portanto, nas Escrituras, não encontramos um único texto que diga ser o domingo o “dia do Senhor”. Algo que também chama atenção é o fato de o Sábado ser o único dia da semana a receber um nome e que ao mesmo tempo foi abençoado e santificado (separado como santo) pelo próprio Deus:

      Assim, pois, foram acabados os céus e a terra e todo o seu exército. E, havendo Deus terminado no dia sétimo a sua obra, que fizera, descansou nesse dia de toda a sua obra que tinha feito. E abençoou Deus o dia sétimo e o santificou; porque nele descansou de toda a obra que, como Criador, fizera (Gênesis 2:1-3).

      Mas o sétimo dia é o sábado do SENHOR, teu Deus; não farás nenhum trabalho, nem tu, nem o teu filho, nem a tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o forasteiro das tuas portas para dentro (Êxodo 20:10).

      Assim, a diferença entre o Sábado e o domingo é esta: Deus abençoou e santificou o dia de Sábado enquanto que o domingo, não. Ele disse que o Sétimo Dia – o Sábado era o “Seu dia” e não o domingo. Isso é algo no qual devemos refletir com oração. Deus estabeleceu o Sábado como um memorial do Seu poder Criador. Assim, a cada semana o ser humano teria um dia de 24 horas (não apenas alguns momentos) para adorar seu Criador e desfrutar da companhia da própria família. Se o Sábado tivesse sido guardado desde o princípio, não haveria idólatras (pois a identidade do Deus Criador teria sido preservada) e as famílias seriam mais unidas, pois todos adorariam juntos a Deus. Cada Sábado lembra-nos que não estamos neste mundo pelo acaso cego (como diz a teoria da evolução), mas porque um dia um Deus amoroso criou-nos à imagem e semelhança dEle (João 1:1-3; Gênesis 1:26, 27).

      O Sábado é um mandamento universal
      Sendo que o Sábado foi abençoado e santificado no jardim do Éden, na época de Adão e Eva, ou seja, antes da existência dos judeus, tal mandamento não pode ter sido dado apenas a tal povo. Além disso, a Bíblia diz que “o sétimo dia é o Sábado do Senhor” (Êxodo 20:10) e não de um grupo seleto de pessoas. Explica-nos também que desde a época do Antigo Israel, não apenas os Israelitas deviam observá-lo:

      Bem-aventurado o homem que faz isto, e o filho do homem que nisto se firma, que se guarda de profanar o sábado e guarda a sua mão de cometer algum mal. Não fale o estrangeiro que se houver chegado ao SENHOR, dizendo: O SENHOR, com efeito, me separará do seu povo; nem tampouco diga o eunuco: Eis que eu sou uma árvore seca. Porque assim diz o SENHOR: Aos eunucos que guardam os meus sábados, escolhem aquilo que me agrada e abraçam a minha aliança, darei na minha casa e dentro dos meus muros, um memorial e um nome melhor do que filhos e filhas; um nome eterno darei a cada um deles, que nunca se apagará. Aos estrangeiros que se chegam ao SENHOR, para o servirem e para amarem o nome do SENHOR, sendo deste modo servos seus, sim, todos os que guardam o sábado, não o profanando, e abraçam a minha aliança, também os levarei ao meu santo monte e os alegrarei na minha Casa de Oração; os seus holocaustos e os seus sacrifícios serão aceitos no meu altar, porque a minha casa será chamada Casa de Oração para todos os povos (Isaías 56:2-7).

      Veja que nesse texto Deus convida a todos para O adorarem no Sábado (além dos outros dias). Isso porque todos os homens e não apenas os judeus foram criados por Deus. Sendo que cada ser humano existe por causa do Criador, é dever de todos observarem o dia sagrado em memória ao ato criativo de Deus. Outra coisa importante: se Jesus disse que “não veio mudar a lei” (Mateus 5:17) e que ninguém poderia fazê-lo (Mateus 5:18 e 19), isto significa que o mandamento do Sábado ainda é válido para os cristãos.

      Obedecer a Deus quanto a esse assunto é muito mais sério do que imaginamos. O livro do Apocalipse nos revela que o desfecho entre o bem e o mal se dará em torno da ADORAÇÃO A DEUS e que os fiéis a Deus terão um sinal de identificação: o Sábado bíblico que faz parte da lei de Deus: “Aqui está a perseverança dos santos, os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus” (Apocalipse 14:12). “Santificai os meus sábados, pois servirão de sinal entre mim e vós, para que saibais que eu sou o SENHOR, vosso Deus” (Ezequiel 20:20).

      A cada dia estamos fazendo escolhas que irão determinar nossa salvação ou perdição. Por isto, é de vital importância que assumamos um compromisso sério com Deus e que aceitemos a autoridade dEle em nossa vida e não a do homem (Atos 5:29). Ore a Deus sobre isso e Ele irá iluminar a sua mente (João 7:17).

      Seja feliz!
      Equipe Bíblia Fácil



  • Cristiane brandão em 8 de abril de 2013 21:59

    Pastor,gosto muito da programação da Novo Tempo e parabenizo vocês pela qualidade dos temas e da fidelidade às escrituras.
    Hoje trago um tema que,pra mim,ainda é conflitante.Na palavra de Deus,Jesus fala que é para se Batizar em nome do pai,do filho e do Espirito Santo,mas vemos que todos os apóstolos e Paulo batizaram em Nome de Jesus Cristo.Se o nome de Jesus, que é sobre todos os nomes e tem poder diante de todas as coisas, porque só no batismo que as igrejas não o usa?
    Desde já,agradeço pela sua atenção.



    • J.Washington em 10 de abril de 2013 12:05

      Cristiane, na grande comissão evangélica de Mateus 28:18-20, Cristo ordenou que o Evangelho fosse pregado a “todas as nações”, e que os conversos dessas nações fossem batizados “em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo” (verso 19). No entanto, eventos registrados no livro de Atos falam de conversos que foram batizados “em nome de Jesus Cristo” (Atos 2:38; 8:16; 10:48; 19:5). Diante disso surge a indagação: Esses batismos “em nome de Jesus” invalidam a ordem de ministrar-se o batismo em nome da Trindade?

      Várias teorias têm sido propostas para explicar essa aparente tensão entre a ordem de Cristo e a prática da igreja apostólica. A mais convincente delas parece ser a de que as referências ao batismo “em nome de Jesus Cristo” não estejam sugerindo uma nova fórmula batismal mas apenas enfatizando a condição básica para esse rito ser ministrado. Em outras palavras, um judeu étnico ou prosélito, que já cria no verdadeiro Deus, só poderia ser batizado na comunidade cristã se ele cresse também em Jesus de Nazaré como o prometido Messias.

      O mesmo Cristo que declarou, em Mateus 28:19, que o rito do batismo deve ser ministrado “em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo”, também afirmou, em Marcos 16:16, que a submissão a esse rito deve ser precedida pela fé que se centraliza no próprio Cristo (João 3:16; Hebreus 12:2). Por ocasião do Pentecostes, aqueles que, em resposta ao discurso de Pedro, aceitaram a Jesus de Nazaré como o Messias, foram batizados “em nome de Jesus Cristo” (Atos 2:38) como demonstração pública dessa aceitação.

      Mas é importante notar que mesmo os textos que falam do batismo “em nome de Jesus Cristo” estão impregnados pelo conceito da Trindade. Analisando-se o conteúdo desses textos, percebe-se, em primeiro lugar, que aqueles que foram então batizados “em nome de Jesus Cristo” eram pessoas que já criam previamente em Deus o Pai. Além disso, em todas essas ocasiões o batismo “em nome de Jesus Cristo” foi acompanhado pelo recebimento prévio, simultâneo ou posterior do “dom do Espírito Santo” (Atos 2:38; 8:14-17; 10:44-48; 19:1-6).

      Procurando invalidar a fórmula batismal em nome da Trindade, alguns indivíduos alegam que o texto de Mateus 28:19 não aparece no original grego do Novo Testamento. Essa alegação é totalmente infundada, pois não existem quaisquer evidências textuais que a comprovem. Embora hajam discussões significativas a respeito do conteúdo original de Marcos 16:9-20 (ver Bruce M. Metzger, A Textual Commentary on the Greek New Testament, ed. corr. [Londres: United Bible Societies, 1975], págs. 122-128), o mesmo não ocorre com Mateus 28:18-20.

      Cremos, portanto, que a ministração do batismo “em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito” é parte dos ensinos de Cristo que devem ser observados por Sua igreja “até à consumação do século” (Mateus 28:20).

      Seja feliz!
      Equipe Bíblia Fácil



  • Reinaldo em 8 de abril de 2013 2:17

    Gostaria que a equipe do programa biblia fácil me explicasse a leitura de 1Cor 11,1-16. Um abraço a todos e que a paz estejam com todos nós.
    Reinaldo



    • J.Washington em 8 de abril de 2013 14:21

      Reinaldo, agradecemos sua pergunta. Abraço também pra você.

      A igreja de Corinto era composta de conversos de origem judaica e grega (Atos 18:4). Nos serviços religiosos das sinagogas da época, as mulheres judias assumiam uma atitude passiva, permanecendo separadas dos homens e comportando-se com decoro e discrição. Já o paganismo grego de Corinto estimulava uma participação litúrgica feminina proverbialmente irreverente e imoral. Alusões são encontradas a cerca de mil prostitutas cultuais que atuavam no templo dedicado à Afrodite (deusa do amor), na acrópole (catedral) daquela cidade, em rituais prostitutos de culto.

      O conselho de Paulo em I Coríntios 14:34 e 35 foi motivado pela manifestação de resquícios de irreverência litúrgica entre as mulheres que aceitaram o cristianismo provenientes do paganismo.

      Endossando essa posição, Jack J. Blanco parafraseou interpretativamente esse texto, em sua The Clear Word, da seguinte forma: “Como em nossas sinagogas, as mulheres que frequentam a igreja não deveriam falar em voz alta e comportar-se de maneira repreensível como nos templos pagãos, mas permanecer em silêncio e prestar atenção, como a lei ordena, de modo a não ofender os crentes judeus. Se vossas mulheres não conseguem entender o que está sendo ensinado, não deveriam interromper o pregador, mas esperar até chegarem em casa e perguntarem a seus maridos. Embora as mulheres pagãs falem em voz alta e interrompam os outros nos lugares de culto, é desonroso a uma mulher cristã comportar-se dessa maneira”.

      Não se pode descartar a possibilidade de que Paulo, no texto em discussão, estivesse também restringindo o ensino religioso público às pessoas do sexo masculino. Mesmo sancionando à mulher o direito de orar e profetizar (veja I Coríntios 11:5), Paulo era incisivo em não permitir que a mulher ensinasse publicamente: “A mulher aprenda em silêncio, com toda a submissão. E não permito que a mulher ensine, nem exerça autoridade de homem; esteja, porém, em silêncio”. (1 Timóteo 2:11-12; ver também Efésios 5:22-24).

      Essa atitude do apóstolo, de aparente discriminação da mulher, foi uma manifestação de respeito para com a cultura religiosa judaica da época (ver I Coríntios 9:20; I Tessalonicenses 5:22), não podendo ser considerada como universalmente normativa, pois se o fosse, contraria outros contextos bíblicos nos quais a mulher tem papel público ativo. Na realidade, Paulo estava protegendo as mulheres corinto-judaico-cristãs e a igreja, de serem vítimas do machismo meso-oriental e da libertinagem ocidental da época; extremismos radicais que se conflitavam naquele contexto histórico em que viviam. Mesmo sem que lhes seja permitido o exercício das funções ministeriais, as mulheres têm participado ativamente nos cultos públicos cristãos em culturas que o permitem.

      Portanto, para que o cristianismo não seja um escândalo, ele deve permear as diferentes culturas respeitando seus costumes, até onde não venha comprometer a obra da salvação. No Brasil, onde a cultura ocidental coloca a mulher junto à sociedade numa posição ativa sem causar escândalos, a igreja adota o costume cultural de permitir que a mulher seja também ativa, até onde é coerente de acordo com este fator cultural, nas atividades eclesiásitcas. Mas não é assim em todos os lugares do mundo. Em outros países, há outras culturas, outros costumes; e lá, assim como o apóstolo Paulo o fez, os irmãos se adaptam a deixar as mulheres em posições menos ativas. Em 2003 eu trabalhei em um país assim. E era interessante, porque, sabendo que sou brasileiro, as irmãs vinham até mim demonstrar sua admiração pelas posição ativa das mulheres brasileiras. Eles gostariam de ter a liberdade que temos, pois muitos avanços da obra lá ficam limitados, por essa barreira cultural que ainda enfrentam.

      Louvado seja Deus por vivermos numa sociedade que possui um machismo em menor escala, não oprimindo tanto as mulheres, e por consequência o real sentido do evangelho.

      Seja feliz!
      Equipe Biblia Fácil



  • Maria Dalva da silva em 23 de março de 2013 18:17

    Pastor! eu amo muito o seu programa
    Foi Deus que enviou vocês.
    Eu já aprendi muito com você.
    Graças a Deus que tenho a Novo Tempo.
    E quero aprender mais…………
    Com vocês.
    Fico feliz quando assisto seu programa.
    Eu e Goretti.
    Nós agora somos Adventistas,graças a Deus.
    Um grande abraço!!!
    Fique com Deus!!
    Dalva!



    • J.Washington em 25 de março de 2013 12:18

      Maria, estamos muito felizes com sua participação e a ótima notícia que agora o Reino de Deus conta com você e Goretti. Aleluia!

      Seja feliz!
      Equipe Bíblia Fácil



  • Washington Pereira em 21 de março de 2013 1:14

    Olá, queridos irmãos, gostaria de saber se vocês mim dão permissão para usar os videos do programa pra divulgar a palavra do nosso querido Deus através do desse maravilhoso programa para familiares e amigos que não tem acesso a novo tempo.



    • J.Washington em 21 de março de 2013 13:47

      Washington, os programas Bíblia Fácil estão disponíveis na internet com finalidade missionária. Que o Espírito Santo lhe oriente no bom uso dos mesmos.

      Seja feliz!
      Equipe Bíblia Fácil



  • FABIO COSTA em 20 de março de 2013 12:27

    bom dia pastor arilton!
    eu tirei uma foto com vc na igreja central de goiânia,onde nós dois seguravamos o certificado do curso biblico e vc me pediu pra que eu enviasse por email para o sr.então vc falou mais eu não consegui gravar em minha mente.será que poderia mi passar novamente?pois terei o maior prazer em eviar a foto pro senhor.obrigado !



    • J.Washington em 21 de março de 2013 13:50

      Fábio, o e-mail do Pr. Arilton foi encaminhado para o seu e-mail particular. Obrigado pelo envio da foto.

      Seja feliz!
      Equipe Bíblia Fácil



  • Bianca em 19 de março de 2013 19:18

    esta em apocalipse que para comprar ou vender teremos de usar a marca da besta, gostaria que explicasse isso melhor



    • J.Washington em 20 de março de 2013 11:37

      Bianca, no grande conflito entre a fé e a descrença, todo o mundo cristão estará envolvido e todos tomarão partido. Aparentemente, alguns talvez não se engajem de um lado ou outro do conflito. Talvez não pareçam tomar partido contra a verdade, mas não se porão audazmente em campo a favor de Cristo, com receio de perder propriedades ou sofrer opróbrio. Todos esses são incluídos entre os inimigos de Cristo. (Review and Herald, 7 de fevereiro de 1893).
      Ao nos aproximarmos do fim, a distinção entre os filhos da luz e os filhos das trevas será cada vez mais clara. Eles estarão cada vez mais em desacordo. Essa diferença é expressa nas palavras de Cristo: “nascer de novo” – criados novamente em Cristo, mortos para o mundo e vivos para Deus. São estas as paredes de separação que dividem o celestial do terreno e descrevem a diferença entre os que pertencem ao mundo e os que são escolhidos do meio dele, os quais são eleitos e preciosos à vista de Deus. (Special Testimony to the Battle Creek Church, p. 3).

      Membros da Família São Separados
      Os que têm sido membros da mesma família são separados. Sobre os justos é colocado um sinal. “Eles serão Meus, diz o Senhor dos Exércitos, naquele dia que farei serão para Mim particular tesouro; poupá-los-ei, como um homem poupa a seu filho que o serve” (Malaquias 3:17). Os que forem obedientes aos mandamentos de Deus, unir-se-ão com o grupo de santos na luz, entrarão na cidade pelas portas, e terão direito à árvore da vida. Esse será tomado. Seu nome permanecerá no livro da vida, ao passo que os que com ele se associam terão a marca da eterna separação de Deus. (Testemunhos Para Ministros, p. 234 e 235).

      Julgados Pela Luz que Recebemos:

      Muitos que não tiveram os privilégios que nós tivemos entrarão no Céu antes dos que tiveram grande luz, mas não andaram nela. Muitos viveram de acordo com a melhor luz que tiveram, e serão julgados em conformidade com isso. (Carta 36, 1895).

      Todos terão de esperar pelo tempo designado, até que as advertências tenham ido a todas as partes do mundo, até que suficiente luz e evidências tenham sido dadas a cada pessoa. Alguns terão menos luz do que outros, mas cada um será julgado de acordo com a luz recebida. (Manuscrito 77, 1899).

      Foi-nos concedida grande luz a respeito da lei de Deus. Esta lei é o padrão do caráter. Requer-se agora que o homem viva de acordo com ela, e seremos julgados por essa lei no último grande dia. Nesse dia os homens serão tratados segundo a luz que receberam. (Review and Herald, 1º de janeiro de 1901).

      Os que tiveram grande luz e a desprezaram, encontram-se em pior situação do que aqueles a quem não foram concedidas tantas vantagens. Eles exaltam a si mesmos, mas não ao Senhor. A punição imposta aos seres humanos será, em todos os casos, proporcional à desonra que eles causaram a Deus. (Manuscript Releases, vol. 8, p. 168). Cada qual receberá esclarecimento bastante para fazer inteligentemente a sua decisão. (O Grande Conflito, p. 605).

      Não Há Desculpa Para a Cegueira Voluntária:

      Ninguém será condenado por não fazer caso da luz e do conhecimento que nunca teve e não pôde obter. Muitos, porém, recusam obedecer à verdade que lhes é apresentada pelos embaixadores de Cristo, porque desejam acomodar-se ao padrão do mundo, e a luz que penetrou no seu entendimento, a luz que resplandeceu na alma, condená-los-á no juízo (The Seventh-day Adventist Bible Commentary, vol. 5, p. 1.145).

      Os que têm oportunidade de ouvir a verdade, mas não se esforçam para ouvi-la ou compreendê-la, pensando que, se não a ouvirem não serão responsáveis, serão considerados culpados perante Deus, como se a tivessem ouvido e rejeitado. Não haverá desculpa para os que preferem continuar no erro, quando poderiam compreender o que é verdade. Em Seus sofrimentos e morte, Jesus fez expiação por todos os pecados de ignorância, mas não foi tomada nenhuma providência para a cegueira voluntária.

      Não seremos considerados responsáveis pela luz que não atingiu nossa percepção, mas pela luz a que resistimos e que rejeitamos. Um homem não poderia compreender a verdade que nunca lhe foi apresentada e não pode, portanto, ser condenado pela luz que nunca teve. (The Seventh-day Adventist Bible Commentary, vol. 5, p. 1.145).

      A Importância da Beneficência Prática:

      As decisões do último dia recaem sobre nossa beneficência prática. Cristo reconhece cada ato de beneficência como feito a Ele mesmo. (Testemunhos Para Ministros, p. 399). Quando as nações se reunirem diante dEle, não haverá senão duas classes, e seu destino eterno será determinado pelo que houverem feito ou negligenciado fazer por Ele na pessoa dos pobres e sofredores.

      Há, entre os gentios, almas que servem a Deus ignorantemente, a quem a luz nunca foi levada por instrumentos humanos, todavia não perecerão. Conquanto ignorantes da lei escrita de Deus, ouviram Sua voz a falar-lhes por meio da Natureza, e fizeram aquilo que a lei requeria. Suas obras testificam que o Espírito Santo lhes tocou o coração, e são reconhecidos como filhos de Deus.

      Quão surpreendidos e jubilosos ficarão os humildes dentre as nações, e dentre os pagãos, de ouvir dos lábios do Salvador: “Quando o fizestes a um destes Meus pequeninos irmãos, a Mim o fizestes!” Quão alegre ficará o coração do Infinito amor quando Seus seguidores erguerem para Ele o olhar, em surpresa e gozo ante Suas palavras de aprovação! (O Desejado de Todas as Nações, p. 637 e 638).

      O Motivo Dá Cunho às Ações:

      No dia do juízo, alguns apresentarão esta ou aquela boa ação como pretexto para receberem consideração. Eles dirão: “Eu montei um negócio para vários jovens. Dei dinheiro para fundar hospitais. Aliviei as necessidades das viúvas e acolhi os pobres em minha casa.” Sim, mas os seus motivos estavam tão contaminados pelo egoísmo que a ação não era agradável à vista do Senhor. Em tudo o que fizeram, o próprio eu foi realçado consideravelmente. (Manuscrito 53, 1906). É o motivo que imprime cunho às nossas ações, assinalando-as com ignomínia ou elevado valor moral. (O Desejado de Todas as Nações, p. 615).

      O que é o Selo de Deus?

      Logo que o povo de Deus estiver selado na fronte – não é algum selo ou marca que pode ser visto, mas a consolidação na verdade, tanto intelectual como espiritualmente, de modo que não possam ser abalados – logo que o povo de Deus estiver selado e preparado para a sacudidura, ela ocorrerá. Na realidade, já começou. (The Seventh-day Adventist Bible Commentary, vol. 4, p. 1.161). O selo do Deus vivo é colocado nos que guardam conscienciosamente o sábado do Senhor. (The Seventh-day Adventist Bible Commentary, vol. 7, p. 980). Os que querem ter o selo de Deus na testa precisam guardar o sábado do quarto mandamento. (The Seventh-day Adventist Bible Commentary, vol. 7, p. 970).

      A verdadeira observância do sábado é o sinal de lealdade a Deus. (The Seventh-day Adventist Bible Commentary, vol. 7, p. 981). De todos os dez preceitos, só o quarto contém o selo do grande Legislador, Criador dos céus e da Terra. (Testemunhos Seletos, vol. 3, p. 17). A observância do memorial do Senhor, o sábado instituído no Éden, o sábado do sétimo dia, é a prova de nossa lealdade a Deus. (Carta 94, 1900).

      Tão verdadeiramente como foi colocado um sinal sobre as portas das habitações dos hebreus, para proteger o povo contra a ruína geral, será colocado um sinal em cada um dos que pertencem ao povo de Deus. O Senhor declara: “Também lhes dei os Meus sábados, para servirem de sinal entre Mim e eles, para que soubessem que Eu sou o Senhor que os santifica.” (Ezeq. 20:12 – The Seventh-day Adventist Bible Commentary, vol. 7, p. 969.

      Semelhança com Cristo no Caráter:

      O selo do Deus vivo só será colocado nos que se assemelham a Cristo no caráter. (The Seventh-day Adventist Bible Commentary, vol. 7, p. 970). Os que hão de receber o selo do Deus vivo, e ser protegidos, no tempo de angústia, devem refletir completamente a imagem de Jesus. (Primeiros Escritos, p. 71).

      O selo de Deus jamais será colocado à testa de um homem ou mulher impuros. Jamais será colocado à testa de um homem ou mulher cobiçosos ou amantes do mundo. Jamais será colocado à testa de homens ou mulheres de língua falsa ou coração enganoso. Todos os que recebem o selo devem ser imaculados diante de Deus – candidatos para o Céu. (Testemunhos Seletos, vol. 2, p. 71). O amor exprime-se na obediência e o amor perfeito lança fora o temor. Os que amam a Deus têm o Seu selo na testa, e praticam as obras de Deus. (Filhos e Filhas de Deus – Meditações Matinais, 1956, p. 51).

      Os que vencem o mundo, a carne e o diabo serão os agraciados que receberão o selo do Deus vivo. (Testemunhos Para Ministros, p. 445). Com todas as faculdades que nos foram dadas por Deus, estamos procurando alcançar a medida da estatura de homens e mulheres em Cristo? Estamos buscando Sua plenitude, chegando cada vez mais alto, procurando atingir a perfeição de Seu caráter? Quando os servos de Deus chegarem a esse ponto, eles serão selados em suas frontes. O anjo relator declarará: “Feito está!” Eles estarão completos nAquele a quem pertencem pela criação e pela redenção. (Mensagens Escolhidas, vol. 3, p. 427).

      No Tempo do Selamento Agora:

      Vi que a prova do sábado não poderia vir até que a mediação de Jesus no lugar santo terminasse e Ele passasse para dentro do segundo véu. Os cristãos que dormiram antes que a porta fosse aberta no santíssimo, quando terminou o clamor da meia-noite no sétimo mês, em 1844, e que não haviam guardado o verdadeiro sábado, agora repousam em esperança, pois não tiveram a luz e o teste sobre o sábado que nós agora temos, uma vez que a porta foi aberta. Eu vi que Satanás estava tentando alguns do povo de Deus neste ponto. Sendo que grande número de bons cristãos adormeceram nos triunfos da fé e não guardaram o verdadeiro sábado, eles estavam em dúvida quanto a ser isto um teste para nós agora. Satanás está agora usando cada artifício neste tempo de selamento a fim de desviar a mente do povo de Deus da verdade presente e levá-los a vacilar. (Primeiros Escritos, p. 42 e 43).

      Vi que ela [Sra. Hastings] estava selada, e à voz de Deus ressurgiria e se ergueria sobre a terra, e estaria com os 144.000. Vi que não precisamos chorar sobre ela; ela repousaria durante o tempo da angústia. Mensagens Escolhidas, vol. 2, pág. 263.

      Em nossa Terra vivem homens que passaram dos noventa anos de idade. Os resultados naturais da velhice se fazem notar em sua debilidade. Mas eles crêem em Deus, e o Senhor os ama. O selo de Deus está neles, e se encontrarão entre aqueles a cujo respeito o Senhor disse: “Bem-aventurados os mortos que morrem no Senhor.” The Seventh-day Adventist Bible Commentary, vol. 7, p. 982.

      Oxalá o Selo de Deus Seja Colocado em Nós!
      Dentro em pouco será colocado o selo de Deus em cada um de Seus filhos. Oxalá ele seja colocado em nossas frontes! Quem pode suportar o pensamento de ser passado por alto quando o anjo se puser a selar os servos de Deus em suas frontes? (The Seventh-day Adventist Bible Commentary, vol. 7, p. 969 e 970).

      Se os crentes na verdade não forem sustidos por sua fé nestes dias relativamente pacíficos, que os deterá quando vier a grande prova, e sair o decreto contra todos os que não adorarem a imagem da besta nem receberem na testa ou nas mãos o sinal? Não está longe esse tempo solene. Em vez de se tornar fraco e irresoluto, o povo de Deus deve estar reunindo forças e ânimo para o tempo de angústia (Testemunhos Seletos, vol. 1, p. 498 e 499).

      O que é a Marca ou o Sinal da Besta?

      João foi convidado a contemplar um povo distinto dos que adoram a besta ou a sua imagem observando o primeiro dia da semana. A observância desse dia é o sinal da besta. (Testemunhos Para Ministros, p. 133). O sinal da besta é o dia de repouso papal. (Evangelismo, p. 234). Quando vier a prova, será mostrado claramente o que é a marca da besta. Ela é a observância do domingo (The Seventh-day Adventist Bible Commentary, vol. 7, p. 980).
      O sinal, ou selo, de Deus é revelado na observância do sábado do sétimo dia – o memorial divino da criação. A marca da besta é o oposto disso – a observância do primeiro dia da semana. (Testemunhos Seletos, vol. 3, p. 232).”A todos, os pequenos e os grandes, faz que lhes seja dada certa marca sobre a mão direita, ou sobre a fronte” (Apocalipse 13:16). Os homens não só não deverão trabalhar com as mãos no domingo, mas reconhecer com a mente que o domingo é o sábado (Special Testimony to Battle Creek Church, p. 6 e 7).

      Quando é Recebido o Sinal da Besta?
      Ninguém recebeu até agora o sinal da besta (Evangelismo, p. 234). A observância do domingo não é ainda o sinal da besta, e não o será até que saia o decreto compelindo os homens a venerarem esse falso sábado. Chegará o tempo em que esse dia será a prova, mas esse tempo ainda não veio. (The Seventh-day Adventist Bible Commentary, vol. 7, p. 977).

      Deus concedeu aos homens o sábado como sinal entre Ele e eles, como uma prova da fidelidade deles. Os que, na grande crise que está perante nós, depois de receberem iluminação no tocante à lei de Deus, prosseguem desobedecendo e exaltando as leis humanas acima da de Deus, receberão o sinal da besta. (Evangelismo, p. 235).
      O sábado será a pedra de toque da lealdade, pois é o ponto da verdade especialmente controvertido. Quando sobrevier aos homens a prova final, traçar-se-á a linha divisória entre os que servem a Deus e os que não O servem. Ao passo que a observância do sábado espúrio em conformidade com a lei do Estado e contrária ao quarto mandamento, será uma declaração de fidelidade ao poder que se acha em oposição a Deus, é a guarda do verdadeiro sábado, em obediência à lei divina, uma prova de lealdade para com o Criador. Ao passo que uma classe, aceitando o sinal de submissão aos poderes terrestres, recebe o sinal da besta, a outra, preferindo o sinal da obediência à autoridade divina, recebe o selo de Deus (O Grande Conflito, p. 605).

      A imposição da Observância do Domingo é a Prova Ninguém é condenado sem que haja recebido iluminação nem se compenetrado da obrigatoriedade do quarto mandamento. Mas quando for expedido o decreto que impõe o sábado espúrio, e o alto clamor do terceiro anjo advertir os homens contra a adoração da besta e de sua imagem, será traçada com clareza a linha divisória entre o falso e o verdadeiro. Então os que ainda persistirem na transgressão receberão o sinal da besta (Evangelismo, p. 234).

      Quando, porém, a observância do domingo for imposta por lei, e o mundo for esclarecido relativamente à obrigação do verdadeiro sábado, quem então transgredir o mandamento de Deus para obedecer a um preceito que não tem maior autoridade que a de Roma, honrará desta maneira o papado mais do que a Deus. Prestará homenagem a Roma, ao poder que impõe a instituição que Roma ordenou. Adorará a besta e a sua imagem.

      Ao rejeitarem os homens a instituição que Deus declarou ser o sinal de Sua autoridade, e honrarem em seu lugar a que Roma escolheu como sinal de sua supremacia, aceitarão, de fato, o sinal de fidelidade para com Roma – “o sinal da besta”. E somente depois que esta situação esteja assim plenamente exposta perante o povo, e este seja levado a optar entre os mandamentos de Deus e os dos homens, é que, então, aqueles que continuam a transgredir hão de receber “o sinal da besta” (O Grande Conflito, p. 449).

      Seja feliz!
      Equipe Bíblia Fácil



  • tatiana em 19 de março de 2013 19:16

    Gostei muito de seu programa de hoje,sempre tive vontade de ouvir as escrituras como ouvi hoje.Foi por acaso que liguei a tv ,e mudando de canal resolvi assistir.Já fui em varias denominação e sempre sai insatisfeita, porque ouvimos mais louvores e pedidos de dinheiro ,mais a palavra mesmo que bom nada.Não estou jugando ninguem,mais gostei muito de ouvir o senhor explicando a biblia.
    Que deus abençõe a todos.



    • J.Washington em 20 de março de 2013 11:45

      Tatiana, agradecemos por sua participação. Continue ouvindo a Voz de Deus.

      Seja feliz!
      Equipe Bíblia Fácil



  • Diogo em 19 de março de 2013 19:09

    E a besta do apocalipse?



    • J.Washington em 20 de março de 2013 11:47

      Diogo, a marca da besta não será um número de código de barras. De acordo com as profecias bíblicas e o contexto histórico pelo qual vem se cumprindo as profecias de Daniel e Apocalipse sobre o “Chifre Pequeno” (ver Daniel 7) e “a besta que emerge do mar” (Apocalipse 13), a marca da besta será a imposição da guarda do domingo como dia de repouso estabelecido por este poder mencionado por Daniel e pelo apóstolo João (no Apocalipse).

      O número 666 é apenas simbólico e representa a ‘imperfeição humana’ (enquanto o número 6 simboliza a imperfeição, o número 7 simboliza a perfeição divina, plenitude) e o engano da besta em sua força máxima. A fim de possuir a marca da besta (no futuro), a pessoa terá de adotar uma disposição mental de rebeldia contra o Criador, aceitando outro dia de guarda que, ao invés de exaltar a atividade criativa e a autoridade de Deus, exalta a autoridade do homem. Terá de demonstrar publicamente que aceitou a santidade do domingo ao invés do sábado bíblico (Gênesis 2:1-3; Êxodo 20:8-11; Lucas 4:16).

      Não precisamos nos preocupar com o código de barras, mas temos sim de estar atentos aos sinais dos tempos (Lucas 24:42 e 44) e analisar nosso coração e ver se há algo que está impedindo-nos de comungar com o Senhor e de ter um relacionamento mais profundo com Ele. Que nossa oração seja a mesma do rei Davi: “Cria em mim, ó Deus, um coração puro e renova dentro de mim um espírito inabalável” (Salmo 51:10).

      Estudemos as profecias para que não sejamos enganados por falsos ensinos. Veremos que Deus tem um profundo amor por nós e que nossa vida está em Suas mãos; não há o que temer.

      Seja feliz!
      Equipe Bíblia Fácil



  • FROELAN em 19 de março de 2013 0:23

    A BIBLÍA DIZ QUE O JUSTO VIVERÁ PELA FÉ E QUE CONHECEREIS A VERDADE E A VERDADE VOS LIBERTARÁ! A BIBLIA É UMA SÓ E NELA HÁ O CAMINHO DA SALVAÇÃO! SE IGREJAS PREGAM O QUE NELA ESTÁ ESSA SIM É UMA IGREJA VERDADEIRA1 MAS SE PREGAM PARTE DA BIBLIA E OUTRAS SÃO DEIXADAS DE LADO, VIGIE POIS NÃO EXISTE MEIA VERDADE! SÓ HÁ UM CAMINHO A SEGUIR E ESSE CAMINHO É CRISTO! E ELE DEIXOU UM MANUAL A SER SEGUIDO A PALAVRA DE DEUS! E NELA DIZ SE GUARDADES O MEU MANDAMENTOS SERÁS SALVO TU E TUA CASA!



    • J.Washington em 20 de março de 2013 12:18

      Froelan, obrigado pela participação. Jesus é o Caminho que leva a Via.

      Seja feliz!
      Equipe Bíblia Fácil



  • fabiana gom em 18 de março de 2013 23:58

    congrego na igreja da assembleia de Deus e gosto muito do estudo da novo tempo



    • J.Washington em 20 de março de 2013 12:19

      Fabiana, obrigado pela audiência. Continue estudando conosco. Deus tem uma bênção para você e sua família.

      Seja feliz!
      Equipe Bíblia Fácil



  • Wagner Christensen em 18 de março de 2013 23:19

    Oh irmã Glauce, não fique julgando achando que só a sua denominação é a certa, quem somos nós para falarmos isso? todos pecadores, não se iluda com a aparência de santo pq Santo é só Jesus, tem pessoas que criticam outras denominações e não sabem o que Deus fez na vida delas, deixe elas lá, pois cada um dará conta de si mesmo a Deus…Um exemplo, então quer dizer que o irmãozinho simples, humilde, pecador estava perdido no mundo e viu aquela igrejinha simples entrou lá e aceitou a Jesus como Salvador e não pode ser salvo? então tem que se converter novamente? e ainda falamos mal só pq não é da minha Igreja, tenha paciência, esse negócio de exclusivismo não concordo, defeitos todos tem temos que buscar na bíblia a verdade é claro, mais julgarmos jamais…Vamos ler a Bíblia Colossenses 2, Romanos 14…Obs. Gosto muito da IASD, minha prima é de lá tbm já frequentei algumas vezes, A Paz aos irmãos



    • Neil em 19 de março de 2013 13:52

      Olá Wagner,
      Respeito a sua opinião, mas você confundiu Salvação com Verdade. A Verdade é uma só, ou seja, duas coisas contraditórias entre sí não podem ser verdade ao mesmo tempo (aristóteles). Se tem 34.000 igrejas pregando coisas diferentes, não são todas que são verdadeiras. Deus tem apenas uma igreja verdadeira, que prega o evangelho eterno e as puras doutrinas da Bíblia e esta é a Igreja Adventista do Sétimo Dia.
      Salvação é diferente. Deus tem seus filhos sinceros em todas as denominações e a salvação não é exclusiva da Igreja Adventista do Sétimo Dia, esse nunca foi o ensinamento da Igreja.
      Quanto ao verso “não julgue para não ser julgado” mencionado, esse texto é muito mal interpretado. Devemos sim se opor ao erro e aos enganos e não ficarmos calados. O texto diz “pois na mesma medida com que tiverdes medido vos hão de medir a vós”, ou seja, se eu aponto o dedo aos irmãos que não estão se preparando para a volta de Jesus e eu mesmo não estou me preparando eu estarei condenando a mim mesmo.
      Temos sim que nos posicionar em favor da verdade e advertindo os Cristãos sinceros dos enganos de satanás.



  • Wagner Christensen em 18 de março de 2013 23:05

    Gosto muito dos programas, não sou Adventista, mais assisto sempre, discordo de algumas coisas mais é melhor não julgarmos para não sermos julgados, pois em todas as Igrejas há estudos bíblicos, e quem está com a verdade? é difícil saber, mais o importante é seguir para o alvo da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus…Abços aos irmãos da IASD…



  • Jane em 18 de março de 2013 21:45

    Que Deus abençoe o pastor Arilton mais e mais e mais, pois ele é um homem de Deus e que tem ministrado a palavra de Deus ricamente.

    Amo assistir o Bíblia Fácil, pois todas as minhas duvidas são esclarecidas de uma forma tão didática.

    Esse foi um dos programas que mais gostei, pois muitas verdades foram ditas. Amem.



    • J.Washington em 20 de março de 2013 12:21

      Jane, agradecemos suas palavras. Deus seja louvado!

      Seja feliz!
      Equipe Bíblia Fácil



  • Silvana marçal sonsin em 18 de março de 2013 16:42

    Sou Adventista Do Sétimo Dia,,mas tenho um irmâo que esta afastado e gostaria de se rebatizar.Ele esta assistindo a nova temporada de biblia facil,e gostaria de receber a revista pra poder estudar em casa,pois ele tra balha aos Sabados.Tentei fazer o cadratro dele ,mas nao consigo.Por favor mande-lhe a revista,ele queria compra-la.segue o endereço dele.

    Aparecido Donizete Marçal
    Rua Campos Sales n… centro
    Nova Europa SP cep:14920000



    • J.Washington em 20 de março de 2013 12:52

      Silvana, oramos por você e seu irmão. Desejamos que ele conheça bem a Palavra de Deus!
      Baixo, o link para receber o guia de estudo:

      http://migre.me/dLgTF

      Seja feliz!
      Equipe Bíblia Fácil



  • Glauce em 17 de março de 2013 21:39

    Paz!
    Hoje sou adventista com muita alegria! Fui alcançada pela TV Novo Tempo no final de 2012 e agradeço a Deus por essa benção, porque assim como os irmãos da denominação a qual pertencí, fui enganada por muitos anos com relação ao assunto da volta de Jesus. Peço a Deus que eles possam conhecer a verdade como eu pude conhecer…
    Muito obrigada por esse programa tão abençoado!
    Que Deus abençoe vcs



  • francisca rodrigues de s. alves em 17 de março de 2013 3:59

    desde que descobri a novo tempo que fico ligada em varios programas ex:na mira da verdade,estaescrito,lugar de paz,e utros,como o biblia facio gostaria de receber a revista de estudos de verao a ultima acho que ja tenho escriçao air pois ja recebi a revista esta escrito o tempo do fim.Eu quero muito acompanhar esses estudos, que esta sendo edificante na minha vida.Deus abençoe a todos esses privilegiados que estao estudando ai.



    • J.Washington em 20 de março de 2013 13:39

      Francisca, desejamos que você acompanhe os estudos, que sejam uma bênção pra você e sua família.

      Abaixo, o link para receber o guia de estudo:

      http://migre.me/dLgTF

      Seja feliz!
      Equipe Bíblia Fácil



  • Ismael em 17 de março de 2013 3:55

    Bom programa, sempre que eu posso eu assisto a novo tempo.
    Bom eu fui batizado recentemente na Assembleia. Mais agora que passei a assistir o programa, e estou vendo que as mensagens são realmente baseada na bíblia.
    Eu estaria agindo errado se deixasse a Assembleia para ir pra Adventista por te se batizado recentemente?

    Obriado.



    • J.Washington em 20 de março de 2013 13:46

      Ismael, sua pergunta é muito interessante:
      Como posso descobrir qual é a igreja verdadeira?

      Esta é uma das perguntas mais importantes que um ser humano pode fazer para si e para Deus. Isso porque o ditado de que diz: “todos os caminhos conduzem a Deus” é um engano de Satanás para iludir as pessoas e fazê-las “adorar” a Deus (ou ao próprio inimigo) “de qualquer jeito”, para que percam a salvação. Para Jesus, não há “muitos caminhos”, mas apenas dois: um que conduz a Deus e outro que leva para perdição: “Entrai pela porta estreita (larga é a porta, e espaçoso, o caminho que conduz para a perdição, e são muitos os que entram por ela), porque estreita é a porta, e apertado, o caminho que conduz para a vida, e são poucos os que acertam com ela.” Mateus 7:13-14. “Há caminho que ao homem parece direito, mas ao cabo dá em caminhos de morte.” Provérbios 14:12. Há, no meio “religioso”, falsos ensinadores dos quais temos de nos cuidar: “Acautelai-vos dos falsos profetas, que se vos apresentam disfarçados em ovelhas, mas por dentro são lobos roubadores.” Mateus 7:15.

      A Bíblia nos fornece as características da igreja verdadeira. Ao escolhermos uma congregação para frequentar, precisamos levar em conta:

      1) Se tal igreja segue a Bíblia como única regra de fé e prática: “Mas, ainda que nós ou mesmo um anjo vindo do céu vos pregue evangelho que vá além do que vos temos pregado, seja anátema.” Gálatas 1:8 (ver Isaías 8:19, 20).
      A igreja verdadeira não substitui as Escrituras Sagradas por outros supostos “evangelhos” ou pela “tradição da igreja” (Mateus 15:3, 9). Aceita a Bíblia como ela é, pratica todos os seus ensinos e aceita a todas as doutrinas bíblicas.
      2) Se tal igreja possui o “testemunho de Jesus” mencionado em Apocalipse 12:17.
      A descendência da mulher contra a qual Satanás estaria mais irado é aquele remanescente que “guarda os mandamentos de Deus” e “tem o testemunho de Jesus”, que é o Espírito de Profecia (Apocalipse 19:10, última parte). Ter o “Espírito de Profecia” é ter o dom profético. Em todos os tempos, Deus chama profetas e, nos últimos dias, Ele chamou Ellen G. White para guiar as pessoas de volta à Bíblia. “Não havendo profecia, o povo se corrompe…” Provérbios 29:18.
      3) Se tal igreja guarda todos os mandamentos de Deus, inclusive o quarto que ordena santificar o dia de sábado: “Irou-se o dragão contra a mulher e foi pelejar com os restantes da sua descendência, os que guardam os mandamentos de Deus e têm o testemunho de Jesus; e se pôs em pé sobre a areia do mar”; “Aquele que guarda toda a lei e tropeça em um só ponto, se torna culpado de todos.” Apocalipse 12:17 e Tiago 2:10.

      Em profecia apocalíptica (que tem símbolos e se refere ao tempo do fim), “dragão” é um símbolo de Satanás (Apocalipse 12:9) e a “mulher pura” é um símbolo da igreja de Deus (2 Coríntios 11:2). Paulo, falando aos coríntios, disse que estava preparando-os para apresentá-los à comunidade da igreja como uma “virgem pura” perante Deus. A mulher pura realmente é um símbolo apropriado para a igreja pura, que mantém intocáveis todos os ensinamentos de Jesus. Já a mulher prostituta e impura de Apocalipse 17 simboliza a igreja apostatada, que traiu o seu esposo – Cristo – seguindo doutrinas erradas.

      Vejamos outro verso que nos mostra a importância de uma igreja incentivar as pessoas a obedecerem todos os mandamentos de Deus: “Aqui está a perseverança dos santos, os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus.” Apocalipse 14:12.

      Novamente, a Bíblia diz que os santos são aqueles que “guardam os mandamentos de Deus e têm o testemunho de Jesus”. A guarda dos mandamentos, inclusive o repouso no sábado, é uma das principais características da verdadeira igreja. E não poderia ser diferente, pois o sábado é um memorial do Deus Criador e da criação. Todo aquele que guarda o sábado está adorando a Deus e demonstrando crer que não está neste mundo como fruto do acaso ou da “evolução”.

      No Apocalipse, há um chamado para que adoremos a Deus no sábado: “… Temei a Deus e dai-lhe glória, pois é chegada a hora do seu juízo; e adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas.” Apocalipse 14:7.

      Agora, comparemos esse convite com o mandamento de Êxodo 20: “Porque, em seis dias, fez o SENHOR os céus e a terra, o mar e tudo o que neles há e, ao sétimo dia, descansou; por isso, o SENHOR abençoou o dia de sábado e o santificou.” Êxodo 20:11.

      Veja a semelhança do texto de Apocalipse 14:7, onde é feito um convite para que “adoremos aquele que fez o céu, a terra, o mar, e tudo o que neles há…” com Êxodo 20:11, onde é dito para santificarmos o sábado porque “em seis fez o Senhor o céu, a terra, o mar e tudo o que neles há” e, ao sétimo dia, descansou. O texto de Apocalipse está parafraseando o quarto mandamento. É um convite para que adoremos a Deus no sábado e tal mensagem é especialmente para o povo dos últimos dias! Deus está chamando um grupo de pessoas para que sejam fiéis adoradores.
      Quando tinha 12 anos de idade, fiz a seguinte oração a Deus: “Senhor Deus, ajude-me a achar a igreja verdadeira…” Deus atendeu essa minha oração em aproximadamente quatro anos – no tempo dEle. E hoje sou muito feliz por Ele ter me conduzido das trevas para a maravilhosa luz em Cristo!

      Faça o mesmo. Ore a Ele para que lhe mostre o caminho a seguir, pois não irá lhe deixar só nesta procura. Assim como me respondeu, irá responder a você. Deus tem a igreja “invisível”, pessoas espalhadas por diversas denominações. A elas, Ele quer conduzir (João 10:16) e lhes dirige um convite amoroso e urgente registrado em Apocalipse 18:4: “Ouvi outra voz do céu, dizendo: Retirai-vos dela [de Babilônia, símbolo de toda confusão religiosa que há no mundo], povo meu, para não serdes cúmplices em seus pecados e para não participardes dos seus flagelos.”

      É muito importante que descubramos qual é a igreja que segue toda a Palavra, pois Jesus é claro em afirmar que não adianta alguém “dizer que é de Cristo se não faz a vontade de Deus”: “Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos, naquele dia, hão de dizer-me: Senhor, Senhor! Porventura, não temos nós profetizado em teu nome, e em teu nome não expelimos demônios, e em teu nome não fizemos muitos milagres? Então, lhes direi explicitamente: nunca vos conheci. Apartai-vos de mim, os que praticais a iniquidade.” Mateus 7:21-23.

      Estejamos cientes de que operar milagres e realizar qualquer outro tipo de sinal (ou até professar o nome de Jesus) não é prova de que uma igreja é de Deus, pois Satanás e seus anjos maus têm poder para fazer tais coisas, inclusive através de líderes religiosos. O que faz uma igreja ser verdadeira é seguir, em tudo, a vontade do Pai: “Se me amais, guardareis os meus mandamentos.” João 14:15. “Por que me chamais Senhor, Senhor, e não fazeis o que vos mando?” Lucas 6:46. “Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor; assim como também eu tenho guardado os mandamentos de meu Pai e no seu amor permaneço.” João 15:10.

      Que o Espírito Santo lhe abençoe em sua busca pelas verdades das Escrituras.

      Seja feliz!
      Equipe Bíblia Fácil



  • alessandra lauton em 17 de março de 2013 3:17

    muito boua a aula de hoje,aprendi mais do pouco que sabia,esta programaçao como todas as outras da tv novo tempo tem me ajudado muito como uma otra programaçao evangelica de outra denominaçao,eu agradeço a Deus pelas vidas de verdadeiros filhos e profetas de Deus que nos trazem a Tua palavra.Deus abençoe á todos os membros e pastores e toda equipe da tv novo tempo….



    • J.Washington em 20 de março de 2013 14:04

      Alessandra, desejamos que você continue estudando a Palavra de Deus. Origado pelas orações.

      Seja feliz!
      Equipe Bíblia Fácil



  • João Oscalino em 16 de março de 2013 21:39

    Assistindo hoje, notei pelas palavras do pastor que, os pastores das outras denominação são todos anti-cristo, pois prega que haverá um homem que será o anti-cristo, quem diz isso é a biblia em tessalonecense cap. 4 será que todos os outros Pastores das outras denominações são burro? será que ninguem viu isso ainda? será que só os adventistas estão certos? gostaria de uma resposta concreta. podem me dar?
    abraço.



    • J.Washington em 20 de março de 2013 14:12

      João, não serão salvos apenas os adventistas, mas todos os que recebem a Jesus como seu salvador pessoal, têm fé em Seu sacrifício na cruz, e seguem Seu exemplo de vida, serão salvos. Sabemos que fazem parte do povo de Deus não apenas os que pertencem a esta ou àquela igreja, mas os que realmente confiam no Senhor. Pois, como diz o verso: “Crê no Senhor Jesus e serás salvo, tu e tua casa” (Atos 16:31).

      Nós adventistas cremos que a volta de Jesus está muito próxima, e que cristo em breve virá. A palavra adventista vem de advento, que significa vinda – nossa bendita esperança – que é o retorno de Cristo a este mundo, para buscar os que são Seus. Como dizem as escrituras: “E, quando eu for e vos preparar lugar, voltarei e vos receberei para mim mesmo, para que, onde eu estou, estejais vós também” (João 14:3). Todos quantos recebem a Deus em seu coração, o aceitam como seu Salvador pessoal, e obedecem a Seus ensinamentos fazem parte do povo de Deus. Na Bíblia lemos que quem diz conhecer a Deus, e não faz a sua vontade (guardando seus mandamentos) ainda não conhece a Deus (ver 1 João 2:4).

      Precisamos estar atentos porque há muitos falsos mestres, falsos ensinos. Devemos ser vigilantes. “Assim como, no meio do povo, surgiram falsos profetas, assim também haverá entre vós falsos mestres, os quais introduzirão, dissimuladamente, heresias destruidoras, até ao ponto de renegarem o Soberano Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina destruição” (2 Pedro 2:1). Estamos vivendo os últimos tempos. Quase todos os sinais já se cumpriram. Cabe a nós, estar preparados para o retorno do Senhor.

      Nestes últimos dias, haverá apenas dois grupos de cristãos na Terra: os obedientes e os desobedientes. Cremos que Deus tem seus filhos sinceros em todas as igrejas; Ele faz um convite a todo aquele que souber que está no caminho errado: “Ouvi outra voz do céu, dizendo: Retirai-vos dela, povo meu, para não serdes cúmplices em seus pecados e para não participardes dos seus flagelos” (Apocalipse 18:4 RA).

      No texto anterior, Deus fala que um dia irá julgar “babilônia”. Esta palavra significa “confusão”. Refere-se à “confusão religiosa que há nestes dias”. Além de mostrar que em todas as igrejas há pessoas que serão salvas, o verso diz que Deus faz um chamado a estes filhos para que saiam de babilônia, sigam a verdade e abandonem o erro a fim de serem salvos. Cumpre a nós, hoje, ouvir o apelo que Cristo nos faz: “Examinais as Escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna, e são elas mesmas que testificam de mim” (João 5:39).

      Quando estudamos a Bíblia com diligência e muita oração, o mesmo Espírito que inspirou os profetas a escrevem as Sagradas Escrituras nos ajuda na compreensão. Compensa servir a Jesus, pois mesmo que muitos estejam contra nós, seremos felizes; o próprio Senhor estará ao nosso lado, nos ajudando a vencer (Mateus 5:10-12). Que de nossa voz possam todos ouvir: “…Antes, importa obedecer a Deus do que aos homens” (Atos 5:29).

      Seja feliz!
      Equipe Bíblia Fácil



  • marco luis dias carillo em 16 de março de 2013 18:09

    Parabens pastor!Que Deus continue te abençõando e todos ai que fazem a progamação da novo tempo,excelente progamação,estou sempre assistindo e sempre falo para as pessoas assistirem,tenho certeza que muitas pessoas aceitarão a cristo através de voçês ai na novo tempo,pois a verdade da biblia é divulgada corretamente,e sem esconder nada,que o Espírito Santo continue atuando nas suas vidas e de todos os ouvintes.



    • J.Washington em 20 de março de 2013 14:23

      Marcos, obrigado pelas palavras de esperança. Contamos com você na divulgação da Novo Tempo. Deus seja louvado por sua iniciativa e testemunho.

      Seja feliz!
      Equipe Bíblia Fácil