Ouça agora:

NT Saúde
Rádio Rádio
Categoria: Lições da Bíblia

Vivendo com os próprios recursos


O texto de Provérbios 21:20 contrasta a mordomia da responsabilidade econômica com a conduta esbanjadora. Os tolos não vivem com os próprios recursos. Gastam o dinheiro, mesmo o que foi tomado emprestado, considerando a sabedoria financeira ou a vida simples uma dificuldade, como uma dieta indesejada. No entanto, mesmo quando precisamos de um empréstimo, como para comprar uma casa, devemos fazê-lo com cuidado e a noção de que devemos viver com os próprios recursos.

Os ricos podem viver com os próprios recursos. O problema de alguns deles é que sempre estão preocupados com a manutenção do patrimônio. Em geral, quando as pessoas têm pouco e são assalariadas, elas se preocupam com o sustento, não com a riqueza. Ainda assim, a Bíblia aconselha a viver com os próprios recursos, independentemente de quanto temos. Paulo recomendou o que podemos considerar simplicidade extrema: “Tendo sustento e com que nos vestir [poderíamos incluir moradia], estejamos contentes” (1Tm 6:8). Paulo não considerava os bens terrestres tão importantes, pois, para ele, viver em Cristo era o bastante (Fp 1:21).

3. Qual princípio deve ser lembrado antes de qualquer outra coisa? (Veja Mt 6:33). Estamos praticando esse princípio? Assinale a alternativa correta:

A. ( ) Buscar em primeiro lugar as coisas de Deus.

B. ( ) Conquistar nossas aspirações em primeiro lugar.

Devemos pensar em nosso dinheiro não como renda, mas como recursos que temos a responsabilidade de administrar. O orçamento é o método que devemos usar para realizar essa tarefa. Planejar um orçamento é uma habilidade que precisa ser aprendida e estudada cuidadosamente. A prática e o esforço disciplinados são necessários para o sucesso na administração de um plano financeiro equilibrado (Pv 14:15). Se fizermos o compromisso de obtermos êxito em nosso plano de administração financeira, seremos capazes de evitar erros financeiros embaraçosos.

Se você tem problemas com a administração de seu dinheiro, faça um orçamento. Pode ser simples: totalize seus gastos por alguns meses e, em seguida, faça a média de suas despesas mensais. O segredo é viver sempre com os próprios recursos e fazer o possível para evitar dívidas.

Leia Lucas 14:27-30. Jesus ilustrou o preço do discipulado com o exemplo de um construtor que estimou o custo da construção de uma torre e o que aconteceria se ele não pudesse concluí-la. Qual lição sobre mordomia temos nesse exemplo?

 

 

Comente