Ouça agora:

Anjos da Esperança
Rádio Rádio
Categoria: Lições da Bíblia

Uma comunidade de servos


VERSO PARA MEMORIZAR: “Guardemos firme a confissão da esperança, sem vacilar, pois quem fez a promessa é fi el. Consideremo-nos também uns aos outros, para nos estimularmos ao amor e às boas obras” (Hb 10:23, 24).

 

Ao buscarmos cumprir a missão cristã, não devemos subestimar o potencial da igreja como uma comunidade organizada de cristãos. Já mencionamos os desafios que podemos enfrentar quando buscamos lidar com a injustiça e a pobreza. Mas ao trabalharmos com nossos irmãos na comunidade de fé, podemos ser uma bênção para os que nos rodeiam. A tentação é que, quando nos reunimos como igreja, tornemo-nos distraídos com a manutenção da própria igreja, esquecendo-nos de que ela existe para servir ao mundo em que Deus a colocou.

 

Como um corpo eclesiástico, não devemos ignorar o sofrimento nem o mal que existem ao nosso redor. Se Cristo não os ignorou, também não devemos ignorá-los. Devemos ser fiéis à ordem de pregar o evangelho e, juntamente com essa pregação, vem a obra de ajudar os oprimidos, os famintos, os nus e os desamparados. Juntos, como comunidade e organização da igreja, somos o corpo de Cristo (veja 1 Co 12:12-20). Sendo assim, como um povo, devemos andar como Jesus andou, alcançar as pessoas como Ele o fez, e servir como mãos, pés, voz e coração de Cristo no mundo de hoje.

Comente