Ouça agora:

Música
Rádio Rádio
Categoria: Tempo de Refletir

Um futuro incerto


“Então ela invocou o nome do Senhor, que lhe falava: Tu és Deus que vê; pois disse ela: Não olhei eu neste lugar para Aquele que me vê?” (Gênesis 16:13).

“Como posso voltar ali? Depois de tudo o que ela me fez, eu não poderia ficar outra vez naquele lugar”.

Lê-se algo como isto na Bíblia. A cultura da época fez dela o bem móvel de sua senhora. Não encontrava nenhum consolo em ser um joguete de Abraão e Sata em sua desesperada busca de um filho.

Hagar estava pagando o preço do ciúme. Obrigada a fugir do acampamento, grávida do filho de seu senhor, fugiu para uma fonte no deserto. Agora tinham desaparecido suas ideias de usurpar o lugar de Sara nas afeições de Abraão. Que futuro havia para uma serva egípcia nas tendas desses caldeus?

Mas o anjo tinha uma mensagem para a mulher perturbada. Deus tinha visto e notado sua difícil situação. Seu filho geraria uma grande nação. Ela deveria retornar aos resultados de seus feitos e aos de seus senhores.

Como em tantos casos, Hagar levava sua própria porção de responsabilidade pelo que havia acontecido. Tomara o lugar de Sara como esposa de Abraão, pouco refletindo nas possíveis reações.

A fuga a havia afastado do lugar de segurança. Seu pânico tinha dado oportunidade a Deus. Ele ergueu o sinal de parada, fê-la mudar de direção e a enviou de volta ao pequeno acampamento.

E Hagar, que pensou ela do anjo e da voz junto à fonte? Quanto a fé de Abraão havia dissipado de sua mente pagã? Os registradores da história de Israel não se esqueceram de que uma mulher egípcia podia conhecer a Deus e ouvir Sua voz. Poderia não ter tido o conhecimento do hebraico para dar a Deus o nome que Abraão havia dado, mas O conhecia satisfatoriamente.

O poço “dAquele que vive e me vê” [Beer-Laai-Roi] ainda fluía na localidade situada entre Cades e Berede quando escreveram sobre o incidente. Você poderia ir ali e lembrar-se de Hagar e Ismael ainda em gestação. Poderia medir sua perplexidade e temor pelo dela e lembrar-se de que o mesmo Senhor está cuidando de você. Tais lugares, seja quem forque os faz e se recorda deles, cria suas fontes de esperança na terra da incerteza.

Comente