Ouça agora:

Pensando Bem
Rádio Rádio
Categoria: Lições da Bíblia

Um dia de igualdade


Uma leitura rápida dos Dez Mandamentos em Êxodo 20 e Deuteronômio 5 torna evidente que o quarto mandamento é o mais detalhado. Enquanto alguns mandamentos são registrados em apenas duas palavras em algumas versões bíblicas, o quarto mandamento define o porquê, o como e quem está envolvido na lembrança do sábado.

 

3. Leia Êxodo 20:8-11. O que o texto diz sobre os servos, estrangeiros e animais? O que isso significa? Assinale a alternativa correta:

A. ( ) Apenas nós devemos guardar o sábado.

B. ( ) Devem descansar, pois todos somos iguais.

 

Entre esses detalhes sobre o sábado, é notável o foco nas outras pessoas e criaturas. Sigve K. Tonstad argumentou que esse tipo de ordem é singular entre todas as culturas do mundo. O mandamento do sábado, explicou ele, “prioriza de baixo para cima e não de cima para baixo, considerando primeiramente os mais fracos e mais vulneráveis da sociedade. Os que mais necessitavam de descanso – o escravo, o estrangeiro e o animal de carga – foram mencionados de maneira especial. No descanso do sétimo dia, os desfavorecidos, e até os animais mudos, encontram um aliado” (The Lost Meaning of the Seventh Day [Michigan: Andrews University Press, 2009, p. 126, 127).

 

O mandamento tem um foco especial na recomendação de que o sábado seja desfrutado por todos. À luz do sábado, somos iguais. Se você é um em – pregador, não tem autoridade para fazer seus empregados trabalharem nesse dia, pois Deus também deu a eles o descanso. Se você é empregado – ou mesmo escravo – o sábado será um lembrete de que foi igualmente criado e redimido por Deus e Ele o convida a celebrar esse fato de maneira diferente das suas obrigações habituais. Mesmo os estrangeiros que residem entre o povo guardador do sábado, “os estrangeiros que morarem em tuas cidades” (Êx 20:10; NVI), devem se beneficiar do sábado.

 

Essa ideia representa uma notável mudança de perspectiva para os israelitas, que haviam acabado de sair da escravidão e marginalização. Ao se estabelecerem na nova terra, Deus não desejava que eles adotassem os hábitos de seus antigos opressores. Além de lhes conceder leis detalhadas para sua sociedade, o Senhor concedeu a eles (e a nós), de uma forma poderosa, um lembrete semanal de que todos somos iguais diante de Deus.

 

Como você pode compartilhar o sábado em sua comunidade de modo que os outros também se beneficiem desse dia?

 

Comente