Ouça agora:

Estúdio NT
Rádio Rádio
Categoria: Tempo de Refletir

Santos ou pecadores?


Daniel 7:18: “Mas os santos do Altíssimo receberão o reino e o possuirão para todo o sempre, de eternidade em eternidade”.

Muitos cristãos não se consideram nem santos nem pecadores. Eles acham que estas são posições extremas. Para eles, o pecador é um indivíduo indesejável, que se deleita no seu mundanismo e recusa entregar-se a Deus.

Por outro lado, o santo é um “desmancha-prazeres”, que vive no mundo da Lua, procura se afastar dos pecadores e se esforça para ser salvo. É um indivíduo sem vida, que reprova os divertimentos e olha com desconfiança para quem é alegre demais.

O problema, porém, é que se você não é nem santo nem pecador, ou seja, nem frio nem quente, é morno – uma condição intermediária condenada na Bíblia, pois é melhor ser santo ou pecador do que tentar conciliar as duas coisas.

O que é um santo, segundo a Bíblia?

Moisés transmitiu ao povo de Israel as palavras divinas: “Eu sou o Senhor, vosso Deus; portanto, vós vos consagrareis e sereis santos, porque Eu sou santo” (Lv 11:44). Davi fez a exortação: “Temei o Senhor, vós os Seus santos, pois nada falta aos que O temem” (Sl 34:9). Daniel afirmou que só os santos possuirão o reino de Deus (Dn 7:18, 22, 27).

Na Bíblia, um santo é tudo menos um “desmancha-prazeres”. É antes uma pessoa que deixa Deus dirigir completamente sua vida. E uma tal pessoa está longe de ser alguém deprimido ou sem vida. Cristo disse que o cristão deve se regozijar até mesmo quando é perseguido: “Regozijai-vos naquele dia e exultai, porque grande é o vosso galardão no Céu” (Lc 6:23).

Além disso, Cristo deixou claro que um santo não deve evitar contato com os pecadores, pois Ele mesmo comia com os publicanos e pecadores e Se hospedava na casa deles (Mt 9:11, Jo 4:10-26, 40).

Quando Paulo escreveu aos coríntios, ficou perturbado com a condição daquela igreja. Havia divisão entre os membros, casos de adultério, confusão sobre doutrinas e outros problemas. No entanto, como Paulo os considerou? Santos! (1Co 1:2).

O santo, portanto, pode ou não ser um cristão maduro. Quando o indivíduo se arrepende dos seus pecados, ele ingressa na família de Deus, sendo então investido com os atributos de Deus.

Se já aceitou a Jesus Cristo como seu Salvador, você é um dos Seus santos. Tenha certeza disso.

E ore comigo agora:

Obrigado, Senhor, pela oportunidade que nos dás de conhecer o plano da salvação e fazer a Tua vontade. Por favor, toma conta de nossos atos, de nossos pensamentos, de nossa vida. Faze-nos cada vez mais semelhantes a Ti. Em nome de Jesus, amém!

Comente