Ouça agora:

Reavivados por sua Palavra
Rádio Rádio
Categoria: Tempo de Refletir

O salmo do Pastor 01


“O Senhor é o meu pastor” (Salmo 23:1).

O que posso escrever sobre o Salmo 23 que você ainda não conheça? Você já leu e escutou tanto sobre ele que qualquer coisa que eu diga ou escreva fica dentro do previsível. Mas cada vez que o lemos, percebemos por que ele é um salmo tão apreciado, fonte de conforto para tantos.

Quando pronuncio estas palavras: “O Senhor é o meu Pastor”, estou fazendo minha declaração de dependência. Estou dizendo que preciso de ajuda, que Ele é mais forte do que eu e sabe o que é melhor para mim.

Dizer que Deus é o Pastor do Seu rebanho, ou de Sua igreja, é uma coisa. Mas dizer que Ele é o meu pastor, é bem diferente. É algo confortante e animador! Por isso, o que também torna esse salmo tão especial é perceber o quão pessoal ele é. Coloque-se em cada uma das frases. Diga para si mesmo: “de nada terei falta” (v. 1); “me faz repousar e me conduz a águas tranquilas” (v. 2); “restaura-me o vigor” (v. 3); “mesmo quando eu andar por um vale […] não temerei perigo algum, […] a Tua vara e o Teu cajado me protegem” (v. 4); “a bondade e a fidelidade me acompanharão” (v. 6).

Certo menino estava muito doente. Os pais sabiam que ele logo ia falecer, por isso pediram a visita do pastor. À noite, o pastor foi fazer a visita solicitada e os pais o deixaram a sós com o menino. Naquela mesma noite, o garoto faleceu.

O pastor voltou na manhã seguinte, chorou com os pais e os consolou. Então, mencionou o que tinha dito em sua conversa a sós com o menino, no quarto. Em linguagem infantil, procurou mostrar como se tornar um com Deus, usando a frase “O Senhor é meu pastor”.

Ele tomou a mão do menino, segurou-lhe o polegar e disse: “Este dedo significa ‘O’, Deus único.” Depois tomou o indicador e disse “Senhor”. Para o dedo médio, disse “é”, ou seja, “Deus está aqui”. A seguir, tomou o dedo anular e disse “meu”, representando o compromisso e a certeza pessoal de relacionamento com Deus. Finalmente, para o dedo mínimo, disse “Pastor”, que é aquele que cuida de nós, humilhou-Se e morreu por nós. Mesmo que o menino não falasse nada com o pastor, ele o estava escutando. Antes de morrer, pôs a mão ao redor do dedo anular, como que dizendo: “O Senhor é meu pastor.”

Comente