Ouça agora:

Tempo de Oração
Rádio Rádio
Categoria: Lições da Bíblia

O propósito da lei


3. Em Gálatas 3:19-29 Paulo fez várias referências à “lei”. A qual lei ele se referiu principalmente? Assinale a alternativa correta:
A. ( ) À lei cerimonial.
B. ( ) Às leis de saúde.
C. ( ) À lei moral, ou os dez mandamentos.

Acreditando que a expressão até que, no verso 19, indique que essa lei foi apenas temporária, alguns têm pensado que a passagem se refira à lei cerimonial,
porque o propósito dessa lei foi cumprido na cruz e, assim, ela chegou ao fim. Embora essa ideia tenha sentido em si mesma, não parece ter sido esse o pensamento de Paulo em Gálatas. Tanto a lei cerimonial quanto a lei moral foram “adicionadas” no Sinai por causa da transgressão. Porém, considerando a pergunta a seguir, veremos que Paulo parece ter pensado principalmente na lei moral.

4. Por que a lei foi acrescentada? A que ela foi acrescentada, e por quê? Compare Gl 3:19 com Rm 5:13, 20

Paulo não disse que a lei foi acrescentada à aliança de Deus com Abraão, como se fosse uma espécie de adendo que alterasse as cláusulas originais de um testamento. A lei já existia muito tempo antes do Sinai (veja a lição de amanhã). Paulo quis dizer, ao contrário, que a lei foi dada a Israel para um propósito totalmente diferente. Ela devia dirigir o povo de volta para Deus e à graça que Ele oferece a todos os que vão a Ele pela fé. A lei revela nossa condição pecaminosa e nossa necessidade da graça de Deus. A lei não foi destinada a ser uma espécie de programa para “conseguir” a salvação. Ao contrário, ela foi dada, diz Paulo, “para que a transgressão fosse ressaltada” (Rm 5:20, NVI), ou seja, para nos mostrar mais claramente o pecado em nossa vida (Rm 7:13).
Enquanto as leis cerimoniais apontavam para o Messias e enfatizavam a santidade e a necessidade de um Salvador, é a lei moral, com suas proibições, que revela o pecado, que nos mostra que o pecado não é apenas uma parte da nossa condição natural, mas, de fato, é a transgressão da lei de Deus (Rm 3:20; 5:13, 20; 7:7, 8, 13). Foi por isso que Paulo disse: “Onde não há lei, não há transgressão” (Rm 4:15, NVI). “A lei funciona como uma lupa. Esse dispositivo não aumenta realmente o número de marcas de sujeira que mancham uma roupa, mas faz com que elas se destaquem de maneira mais clara e revela muito mais delas do que a pessoa é capaz de ver a olho nu” (William Hendriksen, New Testament Commentary, Exposition on Galatians [Comentário sobre o Novo Testamento, Exposição sobre Gálatas], Grand Rapids, Michigan: Baker Book House, 1968, p. 141).

Comente