Ouça agora:

Todos à Mesa
Rádio Rádio
Categoria: Tempo de Refletir

“Não vos inquieteis”


“Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus. (Filipenses 4:6 e 7).

“Não andeis ansiosos de coisa alguma”, lemos no verso bíblico para hoje. O que significa não andar ansioso de coisa alguma?

Essa frase é tão confusa quanto a de Mateus 6:25, conforme a tradução da King James Version [Versão do Rei Tiago], onde lemos: “Não vos inquieteis quanto à vossa vida, com o que haveis de comer, nem com o que haveis de beber, nem quanto ao vosso corpo.” A frase “não vos inquieteis” repete-se novamente nos versos 31 e 34. O que quer que Jesus estivesse tentando nos dizer, deveria ser muito importante para Ele, pois diz isso três vezes em nove versículos.

Diversas traduções inglesas da Bíblia, publicadas antes da King James Version, traduzem a frase como “não andeis cuidadosos quanto à vossa vida”. Elas empregam a palavra “cuidadoso” no sentido literal de cheio de cuidado. Essa é uma tradução mais útil do que a da KJV. Não é a previdência comum e prudente que Jesus está condenando; é a preocupação.

E preocupação ou ansiedade é a tradução dada pela maioria das traduções modernas. Jesus está nos dizendo repetidas vezes que os cristãos não devem preocupar-se com a vida, nem ficar ansiosos sobre o que devem vestir ou comer.

Os judeus da época de Cristo conheciam muito bem as atitudes recomendadas por Jesus. Os grandes rabis ensinavam que uma pessoa devia enfrentar a vida com uma combinação de sensibilidade em assuntos práticos por um lado e serenidade por outro. Ensinavam, portanto, que se devia fazer planos cuidadosos, mas também confiar em Deus. Para eles, as duas coisas deviam caminhar juntas.

Jesus e o Novo Testamento ensinam a mesma combinação de virtudes. Não se inquietar e não andar ansioso de coisa alguma deve ser entendido como: “Não fique ansioso nem preocupado o tempo todo.” Por que deveríamos? Deus não é nosso Pai? Não cuida Ele de nós?

Comente