Clique aqui e Saiba mais

Ouça agora:

Conexão NT
Rádio Rádio
Categoria: Lições da Bíblia

Lidando com demônios


JesusEndemoninhadoGadareno

3. Leia Marcos 5:1-20 e Mateus 15:21-28. De que maneira Jesus Se relacionava
com os não judeus? Qual é o significado das Suas palavras à mulher cananeia?
Que lições os discípulos deviam aprender, vendo Jesus ministrar àqueles que
não faziam parte do povo da aliança?

A região dos gadarenos ficava na praia oriental do Mar da Galileia. Era uma área
que antes havia sido dominada pela Grécia, mas que tinha se tornado parte da
província romana da Judeia. O homem de Gadara estava obviamente possuído,
e sua possessão se manifestava de forma horrível. Ele precisava verdadeiramente
da ajuda divina, e a obteve.
O fato de que essa libertação tenha ocorrido em território pagão é confirmado
pela presença dos porcos. É interessante notar a reação à perda econômica quando
os porcos se afogaram; o povo da cidade pediu a Jesus que saísse de seu território.
Jesus, por Sua vez, pediu ao homem curado que ficasse. Ele devia testemunhar
ao seu povo sobre Jesus; sem dúvida, sua vida transformada, ainda mais que suas
palavras, seriam um poderoso testemunho.
No incidente seguinte, a criança sidônia estava “endemoninhada e […] sofrendo
muito” (Mt 15:22, NVI). Sua mãe, que era cananeia, ilustrava a mistura cultural
que havia naquela região. Seus ancestrais cananeus haviam sido desalojados de sua
terra quando Israel a herdou, sob a liderança de Josué. Nesse episódio, novamente,
vemos Jesus interagindo com aqueles que não pertenciam a Israel.
Ao falar com ela, Jesus usou uma linguagem um tanto áspera, comparando o
povo dela a cães, mas isso provou a fé da mulher e mostrou sua humilde disposição
de obter a ajuda de que necessitava.
“O Salvador ficou satisfeito. Provou-lhe a fé nEle. Por Seu trato com ela, mostrou
que aquela que era tida como rejeitada de Israel, não mais era estranha, mas
uma filha na família de Deus. Como filha, teve o privilégio de partilhar das dádivas
do Pai. Cristo assegurou-lhe então o que pediu, e concluiu a lição dada aos discípulos”
(Ellen G. White, O Desejado de Todas as Nações, p. 401).
A lição foi que, contrariamente ao que os judeus pensavam, a obra do evangelho
não se destinava apenas a eles, mas devia ir também a outras nações.

Comente