Ouça agora:

Hora de Orar
Rádio Rádio
Categoria: Tempo de Refletir

JOÃO


“Ora, ali estava conchegado a Jesus um dos Seus discípulos, aquele a quem Ele amava” (João 13:23).

João e seu irmão, Tiago, filhos de Zebedeu, foram os primeiros discípulos a quem Jesus chamou. Pescadores comuns, não havia nada de especial em sua criação nem em suas origens familiares. A única coisa notável neles era o fato de que Jesus se referia a eles como “filhos do trovão” (Mc 3:17).

Jesus viu algo bom no temperamental João. Ele viu não aquilo que ele era, mas no que podia tornar-se – alguém refinado e capacitado por Sua graça.

Jesus acreditava em João, e João respondia. Cristo deleita-Se em pegar material aparentemente sem esperança e fazer dele um objeto de Sua graça. João tornou-se um dos discípulos mais amorosos e carinhosos. Por fazer parte do círculo mais íntimo de Cristo, ele esteve com Jesus no Monte da Transfiguração, no Getsêmani, e na cruz. Logo depois que Maria Madalena relatou que o sepulcro de Jesus estava vazio, João correu até lá com Pedro, e creu.

O Evangelho de João apresenta um relato em primeira mão da vida do Salvador. Com sua pena mergulhada em amor, ele escreveu as epístolas conhecidas como Primeira, Segunda e Terceira de João. Já no fim de sua vida, foi exilado para a ilha de Patmos, por causa de sua fé.

Jesus transformou João de um incendiário, pronto para explodir com as menores coisas, em um homem amoroso e gentil. João escreveu: “Amados, se Deus de tal maneira nos amou, devemos nós também amar uns aos outros.” I João 4:11. João acreditava que a essência do evangelho era o amor. O amor de Cristo fluía de seu coração para as pessoas ao seu redor – até mesmo seus inimigos.

A história de João nos mostra uma verdade eterna. Quando você passa tempo com Jesus, você se torna como Ele é. Quando você aceita o que Jesus declara sobre você, você se torna aquilo que Ele vê que você é. Graças a Deus que Ele vê o que há de bom em nós, hoje. Se permitirmos, Ele fará de nós o tipo de pessoa que Ele quer que sejamos.

Jesus olha além da superfície. Ele vê o potencial de cada vida. Hoje, você pode tornar-se o que Deus já sabe que você é.

Comente