Ouça agora:

Estúdio NT
Rádio Rádio
Categoria: Lições da Bíblia

Estudo adicional


Texto de Ellen G. White: Profetas e Reis, p. 628–634 (“Um Homem Opor – tuno”). Neemias era um homem de oração. Ele “havia clamado muitas vezes a Deus em favor de seu povo. Mas agora, ao orar, um santo propósito tomou conta de sua mente. Decidiu que, se conseguisse obter o consentimento do rei e o necessário auxílio na aquisição de ferramentas e material, as – sumiria a tarefa de reconstruir os muros de Jerusalém e restaurar a força nacional de Israel. E suplicou ao Senhor que lhe permitisse conquistar a simpatia do rei, para que esse plano pudesse ser levado avante. Ele orou: ‘Faze prosperar hoje o Teu servo, e dá-lhe graça perante este homem’ (Ne 1:11, ARC). Neemias tinha esperado quatro meses por uma oportunidade favorável para apresentar seu pedido ao rei” (Ellen G. White, Profetas e Reis, p. 629, 630).

 

Perguntas para discussão

1. O que significa o fato de que, em toda a Bíblia, os que foram chamados por Deus enfrentaram oposição? Por que isso ocorreu em quase todos os casos? Houve pessoas chamadas por Deus que não enfrentaram oposição? Cite exemplos. Por que não devemos ficar desanimados quando, mesmo fazendo a vontade de Deus, enfrentamos obstáculos para realizar o que Ele nos chamou para fazer?

2. Leia Neemias 2:18. O que isso revela sobre o poder do testemunho pessoal, e como esse testemunho foi crucial para obter a resposta que Neemias recebeu dos judeus?

3. Esdras e Neemias não teriam realizado nada sem a ajuda do rei. Em outras palavras, esses homens de Deus trabalharam em cooperação com as autoridades políticas, que eram pagãs. Que lição é possível extrair desse fato para que, como igreja, saibamos como e quando devemos buscar auxílio dos poderes políticos, quaisquer que sejam eles? Ao mesmo tempo, ao fazer isso, por que a igreja deve ser muito cautelosa?

4. Recapitule com a classe a oração de Neemias (Ne 1:1-11). Com base nessa oração, como você pode aprofundar seu relacionamento com Deus? O que ela ensina sobre entrega, confissão e reivindicação das promessas?

Comente