Ouça agora:

Palavra Viva
Rádio Rádio
Categoria: Lições da Bíblia

Estudo adicional


Leia o capítulo “Patmos”, do livro Atos dos Apóstolos, de Ellen G White, p. 568-577. “A perseguição sofrida por João se tornou um instrumento da graça. Patmos resplandeceu com a glória de um Salvador ressurreto. João tinha visto Cristo em forma humana, com as marcas dos cravos, que sempre serão Sua glória, em Suas mãos e pés. Agora lhe foi permitido novamente contemplar seu Senhor ressurreto, revestido da máxima glória que um ser humano poderia contemplar e continuar vivo” (Comentário Bíblico Adventista, v. 7, p. 1.066).

 

“A aparição de Cristo a João deve ser para todos, cristãos e incrédulos, evidência de que temos um Cristo ressuscitado. Ela deve dar poder vivificante à igreja. Às vezes, nuvens escuras cercam o povo de Deus. Parece que a opressão e a perseguição os destruirão. Mas, nessas ocasiões, são dadas as lições mais instrutivas. Cristo frequentemente adentra as prisões e Se revela aos Seus escolhidos. Ele está na fogueira com eles. Assim como na noite mais sombria as estrelas brilham com maior esplendor, também os raios mais brilhantes da glória de Deus são revelados na mais profunda escuridão. Quanto mais escuro é o Céu, mais claros e impressionantes são os raios do Sol da Justiça, o Salvador ressuscitado” (Ellen G. White, The Youth’s Instructor, 5 de abril de 1900).

 

Perguntas para discussão

1. João compartilhou o que viu e ouviu em Patmos. Ao ler Apocalipse 1:12 a 20, o que você vê e ouve? Quais palavras de conforto são reveladas ali?

2. Em Apocalipse 14:7, o primeiro anjo exortou os habitantes da Terra no tempo do fim a adorar “Aquele que fez o céu, e a Terra, e o mar, e as fontes das águas”. Essa linguagem é tirada de Êxodo 20:11. O que a primeira mensagem angélica revela sobre a importância do sábado no tempo do fim, conforme revelada no Apocalipse?

3. Muitos cristãos se deparam com uma estranha ironia. Quanto mais tempo eles estão na igreja, mais fácil é para a fé enfraquecer ou até mesmo desaparecer. No entanto, deve acontecer o contrário. Afinal, quanto mais tempo caminhamos com Jesus, mais devemos aprender sobre Ele e Seu amor por nós. Como manter a chama da fé não apenas acesa, mas cada vez mais brilhante?

Comente