Ouça agora:

Música
Rádio Rádio
Categoria: Lições da Bíblia

Conforme o costume de Moisés


4. De acordo com Atos 15:1, o que causava dissensão? Por que alguns acreditavam que isso não era apenas para a nação judaica? Veja Gênesis 17:10 e assinale “V” para verdadeiro ou “F” para falso:

A. ( ) As ofertas de sacrifício, que simbolizavam a salvação.

B. ( ) A circuncisão, que fazia parte da aliança feita com Abraão

Enquanto os apóstolos se uniam aos ministros e membros leigos em Antioquia num esforço intenso para ganhar muitas pessoas para Cristo, certos cristãos judeus da Judeia, “da seita dos fariseus” (At 15:5), conseguiram introduzir uma questão que logo levou a um conflito generalizado na igreja e deixou os cristãos gentios consternados. Com grande convicção, esses mestres defendiam que, para ser salvo, era preciso ser circuncidado e guardar toda a lei cerimonial. Os judeus, afinal de contas, sempre se orgulharam de suas cerimônias divinamente estabelecidas. Além disso, muitos dos que tinham sido convertidos à fé de Cristo ainda sentiam que, uma vez que Deus havia claramente delineado o modo hebraico de adoração, era improvável que Ele autorizasse uma alteração em qualquer uma de suas especificações. Eles insistiam que as leis e cerimônias judaicas deveriam ser incorporadas aos ritos da religião cristã. Demoraram para compreender que todas as ofertas de sacrifício haviam prefigurado a morte do Filho de Deus, na qual o tipo encontrou o antítipo, e que, depois dela, os ritos e cerimônias da dispensação mosaica não eram mais obrigatórios.

5. Leia Atos 15:2-12. Como esse debate foi resolvido?

“Embora buscando de Deus a orientação direta, [Paulo] estava sempre pronto a reconhecer a autoridade conferida ao corpo de crentes unidos como igreja. Sentia a necessidade de se aconselhar; e, quando surgiam assuntos de importância, alegrava-se em poder apresentá-los perante a igreja, e em unir-se com os irmãos para buscar de Deus sabedoria para fazer decisões acertadas” (Ellen G. White, Atos dos Apóstolos, p. 200). Paulo, que muitas vezes falou sobre seu chamado profético e de como Jesus lhe deu sua missão, estava muito disposto a trabalhar com o corpo maior da igreja. Ou seja, qualquer que fosse sua vocação, ele percebeu que fazia parte da igreja como um todo e que precisava trabalhar com ela o máximo possível.

 

Qual é sua atitude em relação à liderança da igreja? Você é cooperativo? Por que a cooperação é tão importante? Como a igreja poderia funcionar se todos fizessem apenas o que desejam, independentemente do corpo maior?

Comente