Ouça agora:

Pensando Bem
Rádio Rádio
Categoria: Lições da Bíblia

Amor no tempo certo


Leia Cantares 4:8–5:1. Cantares 4:16 e 5:1 são o centro desse livro e descrevem, por assim dizer, seu clímax no momento em que o casamento entre Salomão e Sulamita é consumado. 7. A que Salomão se referiu nas seguintes passagens? Ct 4:12, 16; 5:1; 8:8-10. Assinale “V” para verdadeiro ou “F” para falso:

A.( ) À pureza e virgindade da amada comparadas a um jardim fechado ou a uma fonte selada.

B.( ) Ao pecado de sua amada, que caía em tentação e era um jardim destruído.

 

Em Cantares, encontramos algumas das evidências mais convincentes das Escrituras acerca do plano de Deus de que as pessoas permaneçam sexualmente puras até o casamento. Uma das mais poderosas é uma referência à infância de Sulamita, quando seus irmãos indagavam se ela seria um “muro” ou uma “porta” (Ct 8:8, 9). Em outras palavras, ela permaneceria pura até o casamento (um muro) ou seria promíscua (uma porta)?

 

Como adulta, ela confirmou que havia mantido a pureza para seu marido: “Eu sou um muro” (Ct 8:10). Na verdade, Salomão confirmou que ela ainda era virgem até a noite de núpcias, afirmando que ela era “um jardim fechado, […] manancial recluso, fonte selada” (Ct 4:12). A partir de sua experiência, ela pôde aconselhar suas amigas a dar os passos do amor e do casamento com muito cuidado.

 

Três vezes em Cantares Sulamita se dirigiu a um grupo de mulheres chamadas de “filhas de Jerusalém” para aconselhá-las a não despertar a intensa paixão do amor até o momento apropriado (Ct 2:7; 3:5; 8:4), isto é, até que se encontrassem em segurança na íntima aliança do casamento, assim como ela. Pela segunda vez no poema, o amado convidou sua noiva a ir embora com ele (Ct 2:10; 4:8). Antes do casamento, ela não podia aceitar o convite dele, mas depois ela o convidou a ir até seu jardim (Ct 4:16), e ele aceitou alegremente (Ct 5:1).

 

Ele não foi apenas atraído por sua beleza; ela arrebatou seu coração (Ct 4:9); ele estava embriagado com seu amor (Ct 4:10) e empolgado, pois, a partir daquele momento, e para sempre, ela era dele e de mais ninguém: “Jardim fechado és tu, minha irmã, noiva minha, manancial recluso, fonte selada” (Ct 4:12). Em sua união com essa mulher perfeita, ele se viu alcançando a terra prometida: “Os teus lábios, noiva minha, destilam mel. Mel e leite se acham debaixo da tua língua” (Ct 4:11).

 

Quais são as boas notícias para os que se arrependem de suas escolhas erradas quanto à expressão de sua sexualidade? (1 Jo 1:9; compare com Sl 103:12; Is 55:7; Jo 8:11).

Comente


Fique conectado

Aplicativo

Loja Virtual

Participe