Clique aqui e Saiba mais

Ouça agora:

Voz do Brasil
Rádio Rádio
Categoria: Encontro com as Profecias

A sétima trombeta


241-setima_trombeta

Terminaremos hoje o estudo das sete trombetas. Foi desafiador estudar este tema, não é mesmo? Também é confortante saber que Deus não deixou a igreja dele na escuridão. Antecipadamente contou a João toda a história de lutas e dificuldades que a igreja teria, bem como as vitórias que conquistaria.

O livro do Apocalipse é um livro de vitórias. Todos os que se colocaram contra Deus e a Sua Palavra, perderam. Impérios se levantaram, perseguiram, massacraram e torturaram cristãos. Onde estão todos esses impérios? Acabaram, ruíram e a igreja permanece.

Relembrando, as sete trombetas são juízos de Deus em miniatura, para anunciar que no final das sete haverá um grande juízo, onde todo o mundo estará envolvido.

A sétima trombeta, quando tocada, anuncia a ultima intervenção de Deus na história deste mundo. Apocalipse 11:15 diz  “E tocou o sétimo anjo a sua trombeta, e houve no céu vozes, que diziam: Os reinos do mundo vieram a ser de nosso Senhor e do seu Cristo, e Ele reinará para todo sempre”.

Perceba que ao ser tocada a sétima trombeta ouviu-se nos céus muitas vozes. Parece o barulho de uma certa agitação. A causa disso foi o conteúdo da conversa: os reinos do mundo voltam para o seu real proprietário. O Senhor Jesus é o único que tem o direito de reinar para todo o sempre sobre este mundo. Satanás, o usurpador, será finalmente destituído e destruído.

Ao ser feito esse anuncio os vinte e quatro anciãos prostraram-se diante de Deus em reconhecimento de Sua autoridade sobre todo o Universo. Enquanto estavam ajoelhados diante do único ser que merece adoração, eles disseram: “Graças te damos, Senhor Deus Todo- poderoso, que és, que eras, e que hás de vir, que tomaste o Teu grande poder, e reinaste” (Apocalipse 11:17).

A primeira parte da mensagem da sétima trombeta mostra todo o céu reconhecendo que o único que merece adoração é Jesus Cristo. Amigo ouvinte, não fique adorando pedaços de madeira ou gesso, não fique gastando o seu tempo com isto. Não adore, não se prostre, não se ajoelhe diante da nada neste mundo, a não ser o Deus Criador.

Cristo é reconhecido por todo o céu como o Único que tem as credenciais para reinar por toda a eternidade. Todo o céu, na visão de João, vibrou com o anuncio que a hora chegou de o Rei dos reis assumir para sempre o Seu papel. Cristo receberá o reino das mãos do Pai, um pouco antes de Sua vinda a esta Terra.

Mas a profecia menciona também que, já que Jesus assumiu o seu papel de Rei, cabe a Ele tomar algumas providencias com pessoas que aqui na terra, vivem em completa rebelião ao preceitos do Seu reino.

Perceba que a profecia descreve que no tempo da sétima trombeta ser tocada, as nações estarão iradas. As guerras serão constantes, o terrorismo será mais intenso, o ódio entre os povos será mais crescente. Além destas ações, as nações no final da história deste mundo vão se unir para se opor a obra de Cristo e o povo dEle. As nações estarão iradas entre si e contra Deus e a Sua Palavra.

Neste tempo, Deus também se levantará para acertar as contas com as nações que aceitaram serem servas de Satanás. Deus se levantará para dar a cada um o que ele escolheu. A forma de Deus demonstrar a Sua ira é através das sete pragas. Apocalipse 11:18 diz que é chegado o “tempo de destruíres os que destroem a terra”. É o ajuste de contas divino!

Todos nós sabemos que Deus é amor e, por ser plenamente amor, não pode permitir que o pecado e pecadores continuem a defender o mal e toda a sorte de perversidade por toda a eternidade.

Ainda nessa visão o profeta contemplou o santuário celestial. Lá foi vista a arca do concerto. A arca era uma caixa de madeira que Moisés construiu sob a ordem e orientação de Deus. O próprio santuário terrestre era uma cópia em miniatura do santuário celestial (Hebreus 9:24). Dentro dessa arca foram colocadas as duas tábuas da lei, os 10 mandamentos.

Que coisa interessante! A lei de Deus, muitas vezes desprezada pelo mundo afora, e até dentro de algumas igrejas, é a base da justiça divina. Nos últimos dias da história desta terra a lei moral será o centro da atenção e pensamentos de quem deseja ser súdito de Deus no reino de Sua glória.

Já estudamos aqui anteriormente, especialmente nas profecias de Daniel, que há um julgamento em andamento no céu desde 1844. Vivemos em tempo de juízo, de graça e oportunidade. Resta apenas o encerramento desse julgamento e a volta do Senhor.

Amigo ouvinte, vem aí a sétima trombeta do Apocalipse, a volta de Jesus! Você está preparado para o encontro com Ele?

Creia em Deus para ficar seguro. Creia nos profetas dEle para prosperar.

Comente


Fique conectado

Aplicativo

Loja Virtual

Participe