Clique aqui e Saiba mais

Ouça agora:

Música
Rádio Rádio
Categoria: Lições da Bíblia

A paixão de Cristo


licoes 1305
Muitas vezes, os cristãos falam sobre “a paixão de Cristo”. A palavra paixão vem
de um verbo grego que significa “sofrer”. A expressão “paixão de Cristo” geralmente
se refere aos sofrimentos de Jesus no período final de Sua vida, começando
com Sua entrada triunfal em Jerusalém. Pedro também discorreu longamente
sobre o sofrimento de Cristo naqueles últimos dias.
2. De acordo com 1 Pedro 2:21-25 e Isaías 53:1-12, o que Jesus sofreu em nosso
lugar? Assinale “V” para verdadeiro ou “F” para falso:
A. ( ) As consequências do pecado e da morte eterna.
B. ( ) A morte em favor dos anjos caídos.
C. ( ) O castigo que era nosso.
Há um significado especial para o sofrimento de Jesus. Ele carregou “em Seu
corpo, sobre o madeiro, nossos pecados, para que nós, mortos para os pecados, vivamos
para a justiça” (1Pe 2:24. O madeiro é uma referência à cruz. Compare com
At 5:30.). O pecado trouxe a morte (Rm 5:12). Como pecadores, merecemos morrer.
No entanto, o perfeito Jesus, em quem não Se achou nenhum dolo (1Pe 2:22),
morreu em nosso lugar. Nessa substituição, temos o plano da salvação.
3. Leia Isaías 53:1-12. O que Jesus sofreu ao executar o plano da salvação em
nosso favor? O que isso revela sobre o caráter de Deus? Complete as lacunas:
Cristo foi rejeitado e ________________________; foi ________________________ por
nossas transgressões e moído por nossas ________________________. Isso mostra que
o ________________________ de Deus é tão grande, que Ele não mediu esforços para
nos ________________________.
“Satanás torturava com cruéis tentações o coração de Jesus. O Salvador não podia
enxergar além dos portais do sepulcro. A esperança não Lhe apresentava Sua
saída da sepultura como vencedor, nem Lhe falava da aceitação do sacrifício por
parte do Pai. Jesus temia que o pecado fosse tão ofensivo a Deus que Sua separação
fosse eterna. Cristo sentiu a angústia que há de experimentar o pecador quando
a misericórdia não mais interceder pela humanidade culpada. Foi o
sentimento do pecado, trazendo a ira divina sobre Jesus, como substituto do homem,
que tornou tão amargo o cálice que Ele sorveu e quebrantou o coração do
Filho de Deus” (Ellen G. White, O Desejado de Todas as Nações, p. 753).

Comente