Por que Jesus morreu?

Ouça agora:

27-cruz-bTEMPO DE REFLETIR 696 – 27 de novembro de 2015

“Cristo morreu pelos nossos pecados” (I Coríntios 15:3).

Durante uma terrível seca na ilha de Hong Kong, os moradores budistas fizeram uma cruzada de oração de sete dias, pedindo chuva. O clímax de seu programa foi a libertação de centenas de pardais, veados, macacos, peixes e tartarugas que haviam comprado em lojas de animais de estimação e mercados. Segundo a sua maneira de ver as coisas, a seca resultava da ira de Buda contra o pecado humano, e eles alcançariam a expiação ao poupar a vida dos animais.

Quando visitei Hong Kong, vi pássaros engaiolados à venda num mercado para esse mesmo propósito. A ideia era: você paga pela ave e o comerciante abre a portinha e deixa o passarinho voar. Ele saía para a liberdade e assim você obtinha expiação, perdão ou pelo menos o sorriso de Buda. Mas libertar pássaros não traz esperança real, nem expiação para a conturbada alma humana.

Só Jesus, o Filho de Deus, concede expiação, e não com base na libertação de aves ou animais, mas na Sua morte. “Cristo morreu pelos nossos pecados.” “Também nos gloriamos em Deus por nosso Senhor Jesus Cristo, por intermédio de quem recebemos, agora, a expiação.” Rom. 5:11, versão King James.

A palavra “expiação” aparece na versão King James apenas neste único texto. A palavra grega, na verdade, significa “reconciliação”. A morte de Jesus reconcilia os pecadores com Deus. Deus nos criou perfeitos no princípio. Então nossos primeiros pais desobedeceram a Deus, quebrando Sua divina lei do amor. E nós temos sido rebeldes contra Deus, decididos a seguir nosso próprio caminho e dirigir nossos próprios negócios sem consideração para com Ele. A Bíblia dá o nome de pecado a esse ato de alienar-nos de Deus.

Jesus veio e tomou nosso lugar. Santo e perfeito, apresentou-Se voluntariamente para dar Sua vida perfeita em lugar da vida que falsificamos com nossos pecados. Na cruz, Ele fez o sacrifício expiatório que nos outorga a vida eterna. Jesus, que é verdadeiramente Deus, ao tornar-Se homem pôde viver uma vida humana perfeita aqui na Terra, morrer em nosso lugar, tornar-Se nosso substituto, fazer expiação por nós e reconciliar-nos com Deus. Nós Lhe devemos a vida – por toda a eternidade!


Ficha Técnica:
-> Texto: H.M.S. Richards Jr
-> Música: Eclair, Paula Chacon, “Meu Salvador”
-> Locução e edição: Amilton Menezes
-> Finalização: Isa Vasconcelos

Você está em: Textos

Compartilhe:


Comente



  • Ronny em 5 de novembro de 2016 1:21

    Ouço sempre que posso o programa, os comentários e os temas abordados são de pura benção. Agredeço o emprenho de vocês para nos fortalecer na fé.



  • GUILHERMINA CORREIA em 27 de novembro de 2015 9:12

    Obrigado JESUS, pela tua morte na CRUZ. AMÉN.
    DEUS O ABENÇOE.