O Outro Consolador

Ouça agora:

02-paisagem-bTEMPO DE REFLETIR – 2 de abril de 2014

“No princípio criou Deus os Céus e a Terra… e o Espírito de Deus pairava por sobre as águas.”  Gênesis 1:1 e 2.

Cremos em Deus Espírito Santo – o Deus Eterno desempenhou uma parte ativa com o Pai e o Filho na Criação, Encarnação e Redenção.  Atrai e convence os seres humanos; e os que se mostram sensíveis são renovados e transformados por Ele, à imagem de Deus. Enviado pelo Pai e pelo Filho para estar sempre com Seus filhos, Ele concede dons espirituais à Igreja, a habilita a dar testemunho de Cristo e, em harmonia com as Escrituras, guia-a em toda a verdade.”

Sem o poder e a assistência do Espírito Santo de Deus não é possível a evangelização do mundo nem a terminação da pregação das Boas Novas para que volte Jesus. Também é Ele quem influencia o pecador a deixar o mundo e seguir a Jesus como seu Salvador.
Como uma das três pessoas da Divindade o Espírito Santo é perfeito e divino. Com o Pai e o Filho, criou o Universo, incluindo o nosso mundo com nossos primeiros pais, os demais seres viventes e toda a Natureza. Com a queda do homem o Espírito de Deus está bem envolvido no cumprimento do plano da salvação. Jesus Se referiu ao Espírito como um Dom que Ele e o Pai nos dariam e por meio de quem Jesus estaria conosco para sempre. É seu principal trabalho estar em nós e conosco!

Às vezes somos tentados a imaginar de uma forma errada a pessoa do Espírito Santo, por causa do nosso conceito errôneo do que é um espírito. Porém, nunca devemos perder de vista que os membros da Trindade são tão distintos que podem manter comunicação um com o outro, amar-Se e trabalhar em estreita colaboração. Cada um tem uma responsabilidade especial, ainda que trabalhem como uma só Pessoa, porque os três são um.

O Espírito Santo não só conhece como compreende os profundos segredos de Deus, porque Ele é igual ao Pai e ao Filho em caráter e eternidade. Foi Ele que inspirou os escritores da Bíblia e influenciou seus compiladores na escolha dos 66 livros que formam o Cânon bíblico (II Pedro 1:21).

Talvez a melhor e mais emotiva definição do Espírito Santo e Sua relação conosco é o sobrenome que Jesus Lhe deu de “Consolador”! Este nome quer dizer que Ele está ao nosso lado consolando, ajudando, auxiliando, aconselhando, protegendo e até intercedendo por nós junto às cortes celestiais (Romanos 8:26 e 27).

O conselho bíblico é: “andai no Espírito”. Gálatas 5:16

*****************************************************************************************************************************************
-> Texto: Autoria desconhecida
-> Música: Arautos do Rei, “O Outro Consolador”
-> Narração: Amilton Menezes

Você está em: Textos

Compartilhe:


Comente