Nosso maravilhoso substituto

Ouça agora:

15-na_cruz-bTEMPO DE REFLETIR 561 – 15 de julho de 2015

“Mas Ele foi traspassado por causa das nossas transgressões, foi esmagado por causa de nossas iniquidades; o castigo que nos trouxe paz estava sobre Ele, e pelas Suas feridas fomos curados. … O Senhor fez cair sobre Ele a iniquidade de todos nós” (Isaías 53:5 e 6, NVI).

Durante a Guerra Civil Americana, os militares prenderam vários civis sulistas e os acusaram de emboscar-se contra os soldados da União. Eles foram considerados culpados e condenados ao fuzilamento. Após a sentença, o general permitiu que tirassem sortes e dessa forma separou alguns para a execução. Seriam mortos na manhã seguinte.

Entre os que esperavam em desespero, estava um senhor de meia-idade, pai de família. O destino que o aguardava afligiu-o profundamente. Durante a noite, um vizinho jovem, que se encontrava entre os presos mas havia escapado do decreto de morte, anunciou: “Não tenho família para lamentar minha perda; confio em Deus e estou preparado para morrer. Estou disposto, para o bem da sua família, a morrer em seu lugar. O general disse que concorda com a mudança e aceita minha morte em lugar da sua.”

O surpreso e agradecido homem aceitou o oferecimento, e o substituto permaneceu sob a guarda até o amanhecer. Pela manhã, os soldados conduziram o jovem ao local da execução junto com os outros prisioneiros. Um pelotão de homens com as armas carregadas se pôs diante deles. Quando as balas atingiram seu alvo, ele caiu – morrendo voluntariamente por outra pessoa.

Cristo morreu por nós, como nosso substituto, provando a morte por todos os indivíduos. Era Ele o único sem pecado, mas Deus “fez cair sobre Ele a iniquidade de todos nós”. Ele “foi esmagado por causa de nossas iniquidades”, as suas e as minhas. Apresentando-Se como voluntário para receber o “castigo” por nossos pecados, Ele foi “traspassado por causa das nossas transgressões”. Pelas Suas fatais feridas “fomos curados” e recebemos vida eterna. Cristo não hesitou em pagar o supremo preço para redimir-nos. Se necessário, Ele estaria disposto a sofrer a morte eterna para que, mediante a Sua morte, encontrássemos nosso caminho para Deus. Cristo aceitou morrer em nosso lugar, recebendo a justa penalidade por nosso pecado e culpa. Foi por isso que Ele morreu – por você e por mim.


Ficha Técnica:
-> Texto: H.M.S. Richards Jr.
-> Música: Laura Morena, “Ouço o som”
-> Locução e edição: Amilton Menezes
-> Finalização: Isa Vasconcelos

Você está em: Textos

Compartilhe:


Comente



  • GUILHERMINA CORREIA em 15 de julho de 2015 8:29

    SIM. ´´ELE´´ PAGOU UM ALTO PREÇO POR TODA A HUMANIDADE. OBG. JESUS!!!
    DEUS O ABENÇOE.