Confissão e arrependimento

Ouça agora:

10-01 TDR 740TEMPO DE REFLETIR 740 – 10 de janeiro de 2016

“Os israelitas, porém, disseram ao Senhor: ‘Nós pecamos. Faze conosco o que achares melhor, mas te rogamos, livra-nos agora’. Então eles se desfizeram dos deuses estrangeiros que havia entre eles e prestaram culto ao Senhor. E Ele não pôde mais suportar o sofrimento de Israel” (Juízes 10:15-16).

O pecado nos separa de Deus. Essa é a pura verdade. Esse texto mostra como romper essa barreira e reiniciar um relacionamento reto com Ele. A primeira parte do processo inclui confissão – contar a Deus o que você fez de errado. A segunda, o arrependimento – afastar-se dos erros. Os israelitas confessaram que haviam adorado deuses estranhos. Livraram-se, então, dos ídolos e serviram ao Senhor.

A não confissão dos pecados resulta na tentativa de esconder-nos de Deus. A exemplo de Adão e Eva, no jardim, achamo-nos incapazes de encarar a Deus. A questão, porém, reside no fato de que é impossível esconder-nos de Deus. A Bíblia afirma que tudo será conhecido, mesmo o que pensamos e dizemos secretamente.

Nada é mais pesado e destrutivo que o pecado. Não compreendemos quão pesado é até sentirmos seu peso esmagador em nossos relacionamentos; não percebemos  como é destrutivo até depararmos com o muro edificado entre Deus e nós. Como os israelitas vivenciaram, nada é mais libertador e maravilhoso que a compaixão e a graça de Deus. Ao confessar o pecado, você não está dizendo nada a Deus que Ele já não sabia. Ele quer que você se cientifique de seu pecado e esteja pronto a afastar-se dele.

Ore comigo: “Querido Deus, não quero que nada me separe de Ti. Não há nada que compense essa separação. Quero confessar-te qualquer coisa que eu tenha feito de errado. Peço-Te que me reveles onde adorei outros deuses ou abriguei aquilo que considerarias um ídolo na minha vida e, então, confessarei isso, me arrependerei e me livrarei de tal coisa. Quero servir somente a Ti”.


Ficha Técnica:
-> Texto: S.O.
-> Música: Ana Beatriz, “Para aqueles em angústia”
-> Locução e edição: Amilton Menezes
-> Finalização: Isa Vasconcelos

Você está em: Textos

Compartilhe:


Comente



  • GUILHERMINA CORREIA em 10 de janeiro de 2016 14:57

    SENHOR, QUE NADA ME SEPARE DE TI !!! AMÉN.
    DEUS O ABENÇOE.