Agradecendo pelo óbvio


TEMPO DE REFLETIR 1814 – 19 de dezembro de 2018

“Um dos dez, vendo que fora curado, voltou, dando glória a Deus em alta voz, e prostrou-se com o rosto em terra aos pés de Jesus, agradecendo-Lhe; e este era samaritano. Então, Jesus lhe perguntou: Não eram dez os que foram curados? Onde estão os nove?” (Lucas 17:15-17).

Tenho apenas as minhas próprias costas, conta George Knight. Até chegar aos quarenta anos, eu era em grande parte inconsciente desse fato. Jamais me levantei de manhã e agradeci a Deus por ter costas fortes e sem dor. Dava aquilo como certo e seguia meu caminho.

Então aconteceu o desastre. Eu estava ajudando meu filho a colocar a bagagem no porta-malas do meu carro, ao visitá-lo na Academia Monte Pisga, na Carolina do Norte. Não lembro o que levantei, mas não pesava mais que 4,5 quilos. Não era pesado, mas, ao curvar-me, algo aconteceu às minhas costas.

Durante os dias que se seguiram, andei por aí como um orangotango sem pêlo. Sempre que eu ficava ereto, lembrava-me de que possuía costas. Na verdade, mesmo quando eu não conseguia ficar ereto, sabia que tinha costas. Isso acabou se tornando o centro da minha vida. Subitamente comecei a orar em favor das costas – não pelas costas em geral, mas pelas minhas costas.

Ora, muitos de vocês podem contar-me uma história parecida. Pa- ra outros, seriam histórias sobre braços, olhos, estômagos ou mesmo sobre a vida. As histórias são semelhantes. Começamos a orar por essa ou por aquela parte quando as coisas não vão bem.

Minha pergunta é: Por que esperar? Por que esperar que as coisas piorem antes de orar por elas? Não seria melhor viver em um estado de gratidão a nosso Criador, que nos fez de modo tão maravilhoso?

Deus nos deu a vida, deu nosso corpo. Essas são coisas elaboradas com extrema perfeição. Hoje quero agradecer ao Senhor por dois olhos que funcionam muito bem (ainda que não perfeitamente), por dois braços úteis e livres de dor e até mesmo pelas costas que estão saudáveis (enquanto faço minha parte e as exercito cada dia).

Seja agradecido agora. Não espere até que alguma coisa dê errado para começar a orar. Louve a Deus exatamente agora por seu corpo e pela própria vida.


-> Narração: Amilton Menezes


Saiba como receber as mensagens diárias do Tempo de Refletir:
-> No celular, instale o aplicativo MANAH(Android e iOS).
-> Para ver/ouvir no YouTube, inscreva-se neste Canal: YouTube.Com/AmiltonMenezes7
-> Para receber pelo WhatsApp, adicione 41 99893 2056e mande um recadinho pedindo os áudios.


Você está em : Textos
Compartilhe:


Comente