O formato da oração


TEMPO DE REFLETIR 1440 – 10 de dezembro de 2017

“Um dos Seus discípulos Lhe pediu: Senhor, ensina-nos a orar… Então, Ele os ensinou: Quando orardes, dizei: Pai, santificado seja o Teu nome” (Lucas 11:1 e 2).

A Oração do Senhor representa a oração ideal de Jesus. Ela foi dada porque os discípulos pediram a Jesus que lhes ensinasse a orar. Podemos, portanto, aprender muita coisa dessa grande oração, tão ampla em seu objetivo e, contudo, tão breve em sua expressão.

A oração, conforme registrada em Mateus 6:9-13, é composta de sete petições: “Santificado seja Teu nome”. “Venha o Teu reino”. “Faça-se a Tua vontade, assim na Terra como no Céu”. “O pão nosso de cada dia dá-nos hoje”. “Perdoa-nos as nossas dívidas”. “Não nos deixes cair em tentação”. “Livra-nos do mal”.

Examine a oração por um minuto. Que palavra você encontra em cada uma das três primeiras petições, mas que não se acha nas quatro últimas? Da mesma forma, que palavra você encontra nas quatro últimas, mas que se acha ausente nas três primeiras?

As respostas para essas perguntas são “Teu ou Tua” e “nos”, respectivamente. Esses pequenos pronomes nos dizem muita coisa sobre o formato da oração. A oração tem uma ordem.

A verdadeira oração sempre começa com Deus e a adoração de Sua Pessoa. Temos aqui uma lição. Jamais devemos começar a orar preocupados com nós mesmos.

Somente depois de nos dirigir a Deus e a Seus interesses é que a oração passa para as petições referentes às necessidades humanas. Jesus volta a pôr o foco da oração em Deus, onde ela deveria estar, já que Ele é a fonte de tudo quanto existe.

Descobrimos que é fácil demais deixar que nossas orações se distanciem de Deus e dos interesses mais amplos do reino, para se centralizarem nos seres humanos. Note que, aproximadamente, metade da oração é dedicada a petições relacionadas a Deus.

E para que, ao tomarmos essa oração como base, não cheguemos à conclusão de que toda oração deva ser breve, precisamos lembrar que Jesus passava noites inteiras em oração.


-> Música: Fonte Vocal, “A voz do Pai”
-> Locução: Amilton Menezes


Saiba como receber as mensagens diárias do Tempo de Refletir:

-> No celular, instale o aplicativo MANAH (Android e iOS).

-> Para ver/ouvir no YouTube, inscreva-se neste Canal: YouTube.Com/AmiltonMenezes7

-> Para receber pelo WhatsApp, adicione 41 9507 0705 e mande um recadinho pedindo os áudios.


Você está em : Textos
Compartilhe:


Comente