Na angústia, clame ao Senhor!


mulher_preocupadaApesar da nossa frágil comunhão com Deus, podemos estar certos de que Ele sempre ouve as nossas orações. Os momentos de angústia e dificuldade são oportunidades nas quais podemos nos voltar para Deus e aprender a caminhar no amor e na intimidade com Ele. Deus perdoa a nossa fragilidade e está sempre de braços abertos para nos receber.

Por outro lado, Deus é aquele que abre as portas para nós. Quantas e quantas vezes em nossa vida passamos por momentos em que não conseguimos enxergar a mínima saída ou solução! Este é o momento de nos voltarmos para Deus e pedir ajuda. O apóstolo Paulo foi preso diversas vezes por pregar o evangelho. Na carta aos Colossenses (4:2) ele pediu que os irmãos orassem a Deus pedindo que se lhe abrisse a porta a fim de pregar mais uma vez. Ele estava preso e algemado, com poucas possibilidades de dar o seu testemunho. Jacó pediu que Deus abrisse a porta do relacionamento com o seu irmão Esaú, pois ele não via nenhuma possibilidade humana de que ele e seu irmão viessem a se entender (Gênesis 32:11).

Quando não houver mais saída, quando as suas possibilidades de solução dos problemas já tiverem se esgotado, quando já não houver a mínima esperança, peça e Deus abrirá as portas para você. (Escrito por M. Weingaertner)


Você está em : Textos
Compartilhe:


Comente



  • Sonia em 13 de outubro de 2014 11:32

    Senhor meu Deus, eu creio que Tu tens visto minhas aflicöes, tem visto como minha vida se encontra,eu creio que Tu ouve as minhas oracöes, e creio que Tu abrirá uma porta de saída para mim. Desde já obrigada Senhor, pois sei que näo espero em väo!



  • SUELY MATTOSO em 17 de março de 2014 19:26

    Essa mensagem si encaixa com aqueles momentos difíceis de serem resolvidos ,nos desestabilizando como cristão, sem forças de orar e si ajoelhar diante de Deus….No pó !



  • Wellington Pereira do Carmo em 8 de setembro de 2013 20:22

    a mensagem nos leva para mais perto de Deus



  • regina nunes buns em 6 de setembro de 2013 11:55

    Grande realidade. gostei