A Mão do Senhor nos protegeu


Esdras devia retornar de Babilônia com a finalidade de proclamar o edito que favoreceria aos judeus e que autorizava a construção de um templo para adoração a Deus, na cidade de Jerusalém. Todo grande empreendimento requer oração e espírito de recolhimento, e Esdras não quis iniciar a jornada sem a certeza de que Deus estaria no controle da situação. O caminho era perigoso e cheio de salteadores, que aguardavam escondidos suas inocentes vítimas.

O escriba de Israel conta que teve vergonha de pedir ao rei uma escolta de soldados para proteção durante o caminho, porque tinham dito ao rei que “a mão de Deus está sempre sobre os que O buscam” (Esdras 8:22). A fé tem que ser provada e demonstrada. Que mérito existe em acreditar num Deus todo-poderoso, se na hora de sair, partimos armados até os dentes para proteger-nos? Quer isso dizer que devemos deixar as portas de casa abertas, confiando que o Deus que guarda Israel vigiará e suprirá a nossa falta de cuidado?

Aqueles que pela comunhão diária com Cristo, tornam-se cada dia mais semelhantes a Jesus, nunca confundirão fé com presunção, mas também nunca empunharão armas, acreditando que Deus disse, na linguagem do povo, “cuida-te que te cuidarei”.

Prudência é uma coisa. Violência é outra completamente diferente. Jesus ordenou a Pedro que guardasse a espada porque aquele que “à espada mata, à espada morrerá”.

Esdras e os príncipes de Israel que deixaram Babilônia para edificar o templo de Deus em Jerusalém, conheciam o perigo da estrada e sentiram a necessidade da proteção divina, especialmente ao pensar que levavam com eles o equivalente a 5 milhões de dólares, que tinham sido recolhidos como ofertas para a construção da casa de Deus. A jornada foi dura. “Proclamei um jejum ali junto ao Rio Ava”, registra Esdras. Depois: “Partimos do Rio Ava… e a mão do nosso Deus estava sobre nós, e Ele nos livrou da mão dos inimigos, e dos que nos armavam ciladas pelo caminho” (Esdras 8:31).

Que grande pensamento este para todo aquele que tem que dar início a um empreendimento ou viagem. Como é animador saber que embora o caminho possa estar cheio de inimigos, “armando ciladas”, o poder sustentador do Pai é grande para se chegar são e salvo ao fim da jornada.

Não tema, se hoje você tem diante de si uma jornada cheia de desafios. Não tema se a embarcação parece tremer e tem muita gente torcendo para você afundar. Pergunte a si próprio: “Quem está no controle da situação? Já tive meu momento junto ao Rio Ava? Já passei tempo a sós com Jesus?” Então vá em frente, sem temor! – Escrito por Alejandro Bullon


Você está em : Textos
Compartilhe:


Comente



  • Vera Moura em 27 de agosto de 2015 13:45

    Acesso maravilhoso,qdo se dá de conhecer e mergulhar neste de mar de profunda de da Escritura Sagrada… Oportunamente,glorificou a Deus,por este trabalho edificante da novotempo.com



  • Gabriel Custódio de Souza em 16 de janeiro de 2013 22:08

    Linda essa mensagem! Apesar de sabermos sobre o poder de Deus, e de que Ele esta sempre a frente para nos proteger, fortalecer e nos abençoar, ainda assim ,nós como humildes pecadores nos preocupamos tanto com as coisas da vida que perdemos a direção.
    Devemos ter mais paciência e administrar nossa ansiedade e sempre confiar no Deus Todo-Poderoso!



  • Claudinilce em 16 de janeiro de 2013 21:09

    Esse texto foi enviado por Deus.
    É tudo que precisava ouvir nesse momento que estou passando.
    Uma palavra de força para seguir em frente.

    Muito obrigado Senhor Jesus.



  • Lourdes A S em 16 de janeiro de 2013 13:19

    quantos rios tentam nos afogar
    mas olho pra cima e vejo
    que tudo posso naquele que me fortalece



  • Moises C Silva em 16 de janeiro de 2013 12:56

    Qtos momentos diante do Rio Ava. As vezes tremo com o pensamento que não vou conseguir.
    Mas o Senhor sempre fala de uma forma ou outra na palavra falada ou na escrita que confortam o meu coração e aí a esperança renace e o animo é retomado e vamos em frente. Essa caminhada árdua terá com certeza um final glorioso e feliz por Cristo Jesus Nosso Eterno Salvador. Amém



  • Bruno Martiniano de Souza em 16 de janeiro de 2013 10:06

    Tenho ultimamente guardado minha fé, pois sempre que me encontro de frente com meu maior inimigo o meu coração eu enfraqueço. As vezes eu acho que minha fé não é o suficiente para enfrenta-lo, sempre em meus caminhos eu me deparo com desafios árduos e grandes batalhas com ele. O que tem de errado um Pai amar seu filho ao ponto de pedir sua guarda ensina-lo o caminho em que se deve andar atravez da palavra e sem ao menos se quer um obrigado ele muda seus pensamentos e age como se nunca ouvesse vivido as coisas do Senhor que seu mentor passará. Enfim coisas do Coração, e agora só me resta Adorar e implorar misericórdia e assim que tenho sido doutrinado, mais ou menos assim como Esdras, sei que não tenho vivido conforme esta palavra pois me falta fé, por isso em alguns momentos eu a guardo e encerro minha carreira, mas em meio a tempestade D-us me coloca sua palavra para me dar longanimo como esta e ainda alivia a inha dor. Sei quem foi que me deu e quem e que me tira mas a promessa e as profecias não se cumpriram em minha vida peço que o Senhor me de sabedoria e força para resistir estes dias maus. Em nome de Jesus Amém



  • MARQUINHOS em 16 de janeiro de 2013 2:51

    Estou a tanto longe de Deus, que ao ser tocado por Ele em simples textos, me deixam em êxtase!