Clique aqui e Saiba mais
doe agora TV TV
INÉDITO:
  • SAB18:00
REPRISES:
  • QUA17:30
  • QUI10:30
  • SAB04:00

Comente



  • Douglas Alfredo em 29 de maio de 2013 12:09

    Coloquem minha história no programa de vcs…



  • Solange Rissatte em 14 de junho de 2013 0:40

    Gosto muito deste programa, gosto muito de testemunhos, eles elevam nossa espiritualidade, fico cada vez mais grata a Deus, ao saber que tantas vidas são resgatadas e mudadas através deste amor incondicional que Deus tem por nós que somos tão fracos e pecadores e não merecedores.



  • Atila Soares de CAmargo em 11 de maio de 2014 14:06

    Eu e minha esposa tivemos um encontro com Deus, primeiramente ela quando frequentava uma igreja pentecostal e Deus enviou um Ser Celestial pra mostrar o “Sábado” na bíblia, tendo entendido a mensagem mesmo sem saber que existia os Adventistas do 7º dia passou a guarda o Sábado à sua maneira até que encontrou os adventistas. Passado 10 anos rejeitando a mensagem adventista tive um encontro pessoal com o Senhor Jesus num momento de profunda depressão. Gostaria que contasse essa história de conversão em seu programa. Não há necessidade de participarmos, vocês podem testemunharem em nome de Jesus.



  • Rodrigo Garcia em 13 de junho de 2014 7:52

    Meu nome é Rodrigo Andrade Garcia, nasci em 17/02/1977 em Itatiba SP, onde moro, sou casado há 12 anos minha esposa se chama Simone e temos uma filha linda, a Stefany de 9 anos.
    Minha mãe sempre foi cristã, quando eu era garotinho ela frequentava a igreja presbiteriana , então sempre tive uma influência cristã em minha vida .Com 14 anos , aprox. , eu praticava kung fú e comecei a fazer aulas de guitarra, e gostei tanto que deixei a arte marcial para tocar, enquanto aprendia conheci algo que mudou minha vida: o rock n’ roll, conheci através de bandas nacionais da época ( mais leves) fui muito influenciado pelo blues, rock dos anos 60 , mas um dia ouvi um disco que me deixou doido , se chama arise do sepultura ,saí da aula de guitarra por que o professor não conseguia me ensinar essas músicas e comecei a “ tocar de ouvido” e aprendi a tocar os sons de todas as bandas que eu curtia, bandas como slayer ,testament , black sabbath( olha o nome dessa!!!) e outras mais pesadas e barulhentas ,poderia citar aqui centanas de bandas de death metal, hardcore,trash metal . Formei bandas fazendo covers das que curtia e logo comecei a compor tocando com bandas de punk rock e hardcore , acho que aí que começaram os problemas: com 16 anos eu já fazia alguns showzinhos na cidade e logo foram aparecendo outros shows em outras cidades e como todo “bom roqueiro” sempre rolava muita bebida; deixava minha meus pais preocupados em casa , depois que casei , deixava minha esposa preocupada em casa , as vezes minha filha estava doente com febre e eu ia tocar assim mesmo, deixando as duas em casa sozinhas. O engraçado, é que mesmo assim eu acreditava muito em Deus mas achava que só isso bastava, até orava antes dos shows.Toquei em bandas por mais de 22 anos, fui a vários shows , hoje percebo que Deus já estava ao meu lado, pois mesmo estando nesse meio não me envolvi com drogas ilícitas, nunca nem experimentei cocaína ,por exemplo, e oportunidades não faltaram. Posso dizer que o rock atrasou minha vida , pois atrapalhou meus estudos, hoje tenho uma boa profissão mas poderia ter uma melhor,.
    Há 5 anos , aproximadamente, meu pai foi diagnosticado com câncer de próstata e foi muito sofrido para nossa família , eu nunca tinha visto meu pai chorar até nesse momento, e um dia ele me disse “ quantas coisas tive vontade de fazer e não fiz e hoje me arrependo”( mas entendi errado , acho que ele disse isso co relação a família) , foi o estopim pra mim, pensei em tudo que queria fazer, me tatuei , estava fechando meu braço esquerdo, voltei com as bandas, e como sempre nos shows e ensaios muita bebida, mas depois que meu pai faleceu minha mãe me disse que o pastor da igreja adventista que ela frequentava ( frequenta até hoje, nessa época um de meus irmãos havia se convertido ao adventismo e minha mãe também) estavam visintando meu pai e tinha certeza que meu pai havia aceitado Jesus ; eu ,sempre orando durante a doença do meu pai para Deus curar meu pai e ele faleceu depois de quase uma ano de cama, eu dava banho nele todos os dias, acompanhava ele em todas as consultas, fui muito presente nesse período, a família estava muito unida. Eu entendi , depois de um tempo, que deus curou meu pai, pois parou de sofrer e acredito que ela tenha se convertido nessa fase, e nesse período da doença de meu pai eu tive síndrome do pânico, fiz tratamento e hoje estou curado, graças à Deus.
    Voltei a tocar com uma banda de street punks no início do ano passado, e assumi o vocal da banda, fiz um show e acabei saindo, por que além do pessoal da banda serem mais jovens que eu, hoje estou com 37 anos, havia muita briga , muita discussão entre eles, e muita bebida também, já não me sentia mais a vontade nesse ambiente.O último show que fui, foi ano passado, no meio do ano e pra mim foi um teste, foi do ratos de porão, banda que eu sempre curti, encontrei com amigos que não via a anos, o que me chamou a atenção foi que eu estava de carona e o motorista disse que não ia beber por que estava dirigindo, mas cheirou cocaina dirigindo…., e no local do show eu senti que não era mais meu lugar, via pessoas vomitando no banheiro, garotos e garotas drogadas, bêbadas, agindo da maneira que eu agia quando eu era adolescente, e eu pensando: “ eu era assim”?. Depois disso, nunca mais fui a shows.Um dia fui levar minha mãe a igreja e entrei para acompanhar a escola sabatina e o culto, e comecei a ir todo sábado com ela e minha filha que já ia sempre com minha mãe , e comecei a gostar , pois ví que alí estuda a palavra de Deus, a Bíblia, eu já acompanhava a novo tempo , principalmente o na mira da verdade , arena do futuro e está escrito, mas quando assisti o Bíblia Fácil Daniel com o pastor Arilton foi que tive a sensação de que Deus me puxou e falou: “ chega, agora você vai aceitar”…, comecei estudo bíblico na igreja e a participar da escola sabatina, vendi meus cds , e hoje , graças à Deus , estou livre daquela prisão, pode parecer que não, mas o rock é uma prisão, um vício como uma droga ,hipnotisa, você acaba nem prestando atenção nas letras , mas quando percebi as letras de bandas como black sabbath, iron maiden, slayer , entre outras , não tem como negar, não é de Deus mesmo, é uma maneira que satanás usa pra conquistar os jovens e afastá-los de Deus, entrando em suas mentes com a música , e marcar seu corpo com as tatuagens, marcou o meu.
    Hoje, estou bem melhor com a relação a vida, a música, família , fui batizado no dia 08 de junho 2014 e acho que foi o melhor dia da minha vida , a emoção da minha mãe , meu irmão, minha esposa e filha , a alegria das pessoas na igreja , como me receberam bem e de braços abertos., me entreguei por completo a Deus ,e agora posso dizer que não pertenço mais a esse mundo , mas sim a Deus e só saio daqui quando ele vier nos buscar.



    • creriane em 15 de junho de 2014 21:47

      Oi, Rodrigo! Agradecemos muito sua disposição em compartilhar sua história conosco. Neste ano não gravaremos mais, mas sua história já está em nosso banco de dados, ok? Que Deus te fortaleça cada vez mais! Um abraço!



  • Rita Silva em 15 de junho de 2014 14:20

    Boa-tarde. Sou ouvinte do programa, entretanto perdi os realizados nos dias 31/05 e 07/06 e não estou encontrando. Gostaria de saber se esses programas não foram disponibilizados. Mto obrigada.